Novo(a) por aqui?
Leia nosso tópico de boas vindas e descubra o que Lodoss tem a oferecer!

>>> Clique Aqui <<<

Tenha uma ótima aventura!


Últimos assuntos
» Tópico de vida
Sab 15 Jul 2017, 8:09 pm por ADM Hayate

» Tenkai
Sex 15 Mar 2013, 12:13 am por Bluesday

» Fortitudo Lapidum - Camp
Qui 14 Mar 2013, 11:19 pm por yoda

» Chamada ONE: Attention Please!
Seg 11 Mar 2013, 12:03 pm por Kaien Saller

» Novo Fórum, Novo Domínio!
Seg 11 Mar 2013, 1:30 am por ADM Hayate

» Novo no pedaço
Seg 25 Fev 2013, 1:10 pm por Arcturus Steelbreaker

» Dúvidas sobre ficha
Sex 22 Fev 2013, 8:21 pm por Peregrino

» [FP]Jason Stifler Grace
Sex 22 Fev 2013, 12:40 am por Jason Stifler Grace

» Nostalgia e Parabéns
Seg 18 Fev 2013, 6:48 pm por Bluesday




>Nuvens amaldiçoadas ameaçam cobrir a ilha!

> Leroooy!

> Casa é destruída no Vilarejo de Calm

> Mais notícias...






> Construção de Sede de Guilda

> "Entrega"

> Caçador de Hidra

> Ajudante de Porto

> Pesca em Calm

> Ovos de Dragão

Entre o Céu e o Inferno - Status, NPCs e Jogadores

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Entre o Céu e o Inferno - Status, NPCs e Jogadores

Mensagem por Goldsilver Ironsteel em Sex 24 Set 2010, 4:53 pm

Saudações.

Estou criando este tópico para postar aqui algumas características da campanha Entre o Céu e o Inferno.

Estarei postando aqui as fichas de personagem de alguns NPC, notificações sobre o andamento da campanha e também as fichas dos meus jogadores.

O motivo é puramente organizacional.

Status da Campanha:

Personagem: Gin
HP: 100%
MP: 100%

Personagem: Akkin Cei
HP: 100%
MP: 100%

Personagem: Altrouge Brunestud
HP: 90%
MP: 100%

Personagem: Hayate Knnel
HP: 100%
MP: 100%

Personagem: Nimai Zilemt
HP: 100%
MP: 100%

Personagem: Khiëv
HP: 100%
MP: 100%

Personagem: Raigor Woodgreen (NPC coadjuvante)
HP: 100%
MP: 100%


Última edição por Goldsilver Ironsteel em Qua 11 Maio 2011, 11:15 pm, editado 9 vez(es)
avatar
Goldsilver Ironsteel
Desbravador
Desbravador

Número de Mensagens : 503
Idade : 32
Localização : Santos-SP.
Reputação : +30 Wanted :
0 / 1000 / 100

Data de inscrição : 14/09/2010

Ficha do personagem
Exp: 3195/4000
Lvl: 4
HP: 100%

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Raigor Woodgreen

Mensagem por Goldsilver Ironsteel em Sex 24 Set 2010, 11:13 pm

Ficha de Personagem

Classificação: Coadjuvante (NPC)

Características:

Nome: Raigor Woodgreen
Idade: 25 anos
Sexo: Masculino
Altura: 1,77m.
Raça: Humano
Nível: 3
Exp: 0/1000
L$: 9870
Profissão: Caçador
Salário: Nenhum


Atributos

Força Física: 3
Força Mágica: 2 + 1 (3)
Velocidade de Ataque: 5
Velocidade de Movimento: 3
Precisão: 4 + 1 (5)
Vitalidade: 2 +1 (3)

Descrição



Terrenos Familiares (Habilidade)

Floresta
Planície

Habilidades

Habilidade: Tiro Rápido

Nível: 1
Descrição: Raigor é capaz de disparar uma grande quantidade de flechas a uma velocidade impressionante realizando uma maior quantidade de ataques por rodada.
Benefícios: Raigor é capaz de efetuar até 3 disparos com seu arco por rodada.
Custos: Cada disparo adicional além do primeiro custa +20% de MP.
Progressão: Cada nível adicional nesta habilidade reduz 2,5% no custo de cada disparo e aumenta em +1 o limite de ataques extras.


Habilidade: Ambiente Familiar

Nível: 1
Descrição: Raigor possui uma habilidade fora do comum de sobreviver em ambientes que estejam em sua lista de familiaridade sendo capaz de encontrar comida e abrigo com facilidade além de poder viajar mais rápido nessas regiões. Raigor também luta melhor nesses ambientes.
Benefícios: Sempre que Raigor estiver em um terreno que lhe seja familiar, ele ganhará um bônus de +1 em VM, além disso ele será capaz de encontrar comida e abrigo mais facilmente que o normal. Caso Raigor esteja sozinho ele viajará com o dobro da velocidade nesses lugares, caso ele esteja acompanhado ele encurtará a distância da viagem em 1/3.
Todas as habilidades de Raigor podem ser usadas para trazer benefícios ao seu grupo exceto o bônus de VM que é exclusivo para ele. O limite de pessoas que ele pode cuidar é igual a sua FM x 2. O primeiro nível nesta habilidade permite conhecer 2 terrenos familiares.
Quando está em um terreno familiar, Raigor pode localizar com facilidade rastros recebendo um bônus de +3 em seus testes, além disso quando viaja sozinho ele não deixa nenhum rastro, se alguém tentar rastrear o grupo guiado por Raigor, aumente em 3 níveis a dificuldade do teste.
Custos: Essa habilidade não requer nenhum custo em MP e está sempre ativa, porém só funciona nos ambientes que lhe são familiares.
Progressão: Cada nível adicional nesta habilidade acrescenta 2 ambientes a lista de terrenos familiares, além de aumentar o limite de pessoas que Raigor pode cuidar em + x1.
O bônus na VM de Raigor também é ampliado em +1.


Última edição por Goldsilver Ironsteel em Qui 14 Abr 2011, 11:54 am, editado 3 vez(es)
avatar
Goldsilver Ironsteel
Desbravador
Desbravador

Número de Mensagens : 503
Idade : 32
Localização : Santos-SP.
Reputação : +30 Wanted :
0 / 1000 / 100

Data de inscrição : 14/09/2010

Ficha do personagem
Exp: 3195/4000
Lvl: 4
HP: 100%

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Altrouge Brunestud

Mensagem por Goldsilver Ironsteel em Qua 13 Abr 2011, 10:57 am

Nome: Altrouge Brunestud
Idade: Aparenta ter entre 17 e 20 anos. [Idade real desconhecida, estima-se que seja mais de 217 anos.]
Sexo: Feminino
Altura: 1,62m
Raça: Vampira Impura

Nível: 2
Exp:
540/1000
L$: 0
Profissão: ???
Salário: ???

Aparência: Seus cabelos são longos, terminando pouco abaixo do joelho. Lisos com leves ondulações que têm inicio pouco acima das pontas. De cor negra. Seu cabelo, possui ainda uma franja que termina cerca de dois dedos acima do nariz. Geralmente, seu cabelo é um pouco dividido para o lado, lembrando, de leve, a curva francesa.
Seus olhos possuem a íris de cor vermelho sangue e suas pupilas são finas e na vertical, lembrando a de um felino.
Sua pele é clara, pálida, deixando óbvia a sua “falta de vida”.
A roupa que mais costuma usar é um vestido estilo vitoriano, de cor negra. Ele possui mangas longas e uma “ombreira” grande e afofada, formando um balão. Seu colo e costas ficam à mostra.
Além dos sapatos de salto alto.
Seu corpo é esbelto, com curvas “perfeitas”. Altrouge é bastante proporcional. Possui seios, coxas e o “bumbum” em tamanho proporcionais. Nada exageradamente grande, porém, nada pequeno também.
Seus dedos longos, lembram a mão de um pianista. E seu semblante sério e calmo, de alguma maneira, lembram um pesquisador.

Spoiler:
Uma imagem de como ela é, pra que possa ter uma idéia melhor.
>> Aqui. <<

Personalidade: Altrouge não era uma má pessoa. Calma e gentil, ainda mostra seu semblante de “boa menina”, quando está no seu humor normal. Mas por detrás desta aparência de boa moça, Altrouge esconde o seu “novo”[vide história] verdadeiro eu.
Cheia de segundas intenções, a vampira não se incomoda em pisar nos outros para conseguir o que precisar. Quanto mais “otários” usar, melhor para ela.
Cruel, fria e calculista; Altrouge engana com a mesma perspicácia de um demônio; assim como faz quando mata.
Embora ela seja tudo de ruim, não se esqueceu de seu passado; guardando, na memória, as boas lembranças e, até mesmo, os bons sentimentos.
No entanto, fazê-la sorrir de alegria – sem que seja quando ela estiver matando ou se alimentando –, é algo bem difícil nos dias de hoje.

Terra Natal: Acredita-se que seja a Montanha Encantada
História:
Seculo X
Ano X

O Inicio

Eram tempos difíceis, toda aquela confusão que ocorriam todos os dias. Lutas, lutas e mais lutas; e como conseqüência... mortes!
Mas, enquanto de um lado reina o caos, do outro, reina a esperança.

Naquela noite, nascia a prova do amor que existia entre o casal Alana e Thomas e, para eles, surgia a esperança de uma vida nova e melhor. Altrouge fora o nome dado ao pequeno fruto de seu amor. Infelizmente, devido a alguns problemas durante o parto, Alana não resistiu e acabou por falecer. E com dificuldade, a parteira conseguiu trazer a criança ao mundo, viva e com saúde.
Altrouge foi entregue ao pai que jurou para a falecida esposa, que cuidaria de sua filha, sem fraquejar. E assim, dedicou os próximos anos, apenas à Altrouge.
Por amar Alana, incondicionalmente, e também Altrouge; Thomas jurou que ambas seriam as únicas mulheres de sua vida.

Para manter-se perto de Altrouge, Thomas abriu um negócio próprio. A loja A&A [Alana & Altrouge] – apenas ele e a filha sabiam o significado -, que, graças a seu conhecimento, a loja prosperou bastante. Era uma espécie de “loja de utilidades”; tinha de tudo mesmo, até forjar, ele forjava.
Sendo pai solteiro, Thomas tomou os devidos cuidados para não “masculinizar” Altrouge. Como homem, ensinou a filha a se virar. Ela era capaz de lutar com quase todas as armas conhecidas, embora não fosse especialista em nenhuma. Mas como “mãe”, Thomas ensinou-o o que podia, sempre usando Alana como base. Poucas vezes, necessitou de alguma ajuda feminina.

Seculo X
Ano X¹

O Abraço

Altrouge comemorava, com seu pai e alguns poucos amigos, o seu 9º aniversário. Fora um dia bom, divertido e relaxante.
Muito tempo se passara desde seu nascimento, seu pai sempre dizia que ela era idêntica à mãe.
Altrouge era inteligente, gentil, meiga e doce; embora pequena, mostrava-se ainda, paciente e até mesmo compreensiva. Até aquele dia...
Os dias estavam calmos, as batalhas praticamente não existiam, ao menos, não como há 17 anos atrás. Os negócios na A&A já não iam tão bem como antes e, para manter Altrouge bem, Thomas passou a pegar empréstimos. Geralmente, ele pagava sem problemas, até que pegou uma doença desconhecida e mal tinha forças para sair da cama.
Era noite, Altrouge estava voltando para casa, junto de [url=http://i.animecrazy.net/sexy-ken.jpg ]Gale[/url], seu melhor amigo. Ao adentrarem o local, viram um grupo de homens que batiam em Thomas. Cobradores.
Altrouge não podia deixar que maltratassem seu pai, obviamente tomou a frente do mesmo e, se não fosse por Gale – que mostrou o quão forte era --, Altrouge teria apanhado também. Após este ocorrido, Gale insistiu para que passasse a noite com eles, apenas para garantir a segurança de ambos. Sem querer incomodar ninguém, Altrouge o dispensou, alegando não ser necessário. O erro de Gale, foi não ter insistido mais.
Poucas horas se passaram, ainda era noite quando os homens voltaram. Invadiram o local, saquearam e acharam os 2. Espancaram Thomas, até que o mesmo desfaleceu. Quanto à Altrouge, foi violentada por cada um dos 5 homens e, no final, espancada até que ficasse ainda pior que Thomas. Após isto, atearam fogo na casa, de dentro para fora, usando o corpo de Thomas como “principio”.
Gale chegou em tempo apenas de ver os 5 homens saindo do lugar, já com a casa em chamas; cerca de 5 minutos depois que tudo havia ocorrido. Não pensou duas vezes, “mergulhou” para dentro da casa e procurou por pai e filha. Achou Thomas primeiro, mal conseguiu reconhecê-lo. Foi encontrar Altrouge arrastando-se na cozinha. Pegou-a no colo e saiu da casa.
Agora fora de casa, ignorou as chamas que consumiam o imóvel e sentou-se na grama, ajeitando Altrouge em seu colo. Agora de perto, via o estado da jovem. Ensangüentada e completamente machucada. Ao que tudo indicava, deveria ter ainda, alguns ossos quebrados e, por fim, notou que havia algum objeto cravado em seu pulso.
Gale sabia que Altrouge não iria sobreviver. A mesma, ainda consciente, olhou para o amigo e, com um sorriso fraco no rosto, e muito esforço, ergueu os braços na tentativa de abraçá-lo.
Aquilo fora demais para o rapaz. Ele ajeitou-a em seu colo e, ouvindo-a chamar por ele, como se fosse seu ultimo suspiro. Gale não se conteve, naquele momento “mostrou” quem realmente era e, antes que tudo acabasse, Altrouge pôde ouvir o “Desculpe...” que o rapaz pronunciara, seguido de uma dor fina no pescoço. Logo depois, tudo ficou escuro.

Seculo X
Ano X²

Adaptação


Exatamente como você, caro leitor, deve estar imaginando agora! Gale é um vampiro puro sangue, e de linhagem nobre!
Gale Brunestud, membro da família brunestud; nobres pouco conhecidos por humanos – mas com terríveis lendas espalhadas para os que os conhecem – e muito conhecidos entre os “não vivos”. Como puro sangue, os Brunestud têm muito orgulho do que são. Não abraçam ninguém, afinal, não querem manchar sua linhagem, com impuros.
A história sobre Gale ser um vampiro de linhagem nobre, Altrouge aceitou perfeitamente bem. O que estava difícil de fazer ela entender, era que, agora, Altrouge é um deles. Um vampiro também.
Altrouge ainda sentia os efeitos da transforçaão, embora se negasse.

Gale: Altrouge..desculpe esconder isso de você...

Altrouge: Não..Gale! Tudo bem. Eu entendo o seu...

Gale: Eu não podia vê-la morrer daquele jeito... Entenda, Altrouge…!

Com o tempo, Altrouge acostumou-se com o fato. Ser um vampiro não era tão ruim afinal. Gale ensinou-a tudo o que precisava saber.
Mais tarde, Altrouge veio a assumir o nome Brunestud, como esposa de Gale.
Obviamente não é preciso mencionar o rebuliço que fora criado, assim que a noticia “pousou” nos ouvidos da família Brunestud, que descobriu todo o ocorrido.

Rebelião


Como são orgulhosos por terem apenas puros na família, ao descobrirem que Altrouge fora o fruto da “fraqueza” de Gale, a família não aceitou a ocasião. Ódio que sentiam era tanto, que não estariam satisfeitos em expulsá-la; precisariam eliminá-la e recuperar a honra da família.
Obvio que Gale não permitiria isso, e com o tempo, os membros mais novos da família – alguns, ao menos --, foram se rebelando e mostrando estarem ao lado de Gale. E assim, surgiu o conflito interno da família.
Agora os Brunestud estavam divididos e manchados com vários membros impuros. Frutos dos “jovens” que, como Gale, resolviam dar uma 2ª chance aos humanos imundos, pessoas que eles consideravam especiais. Agora, com uma divisão familiar, os membros ficaram divididos em:

Brunestud – os Puro Sangue
Brunestud – Os Piedosos

Com a família dividida, um lado ignorava o outro. Enquanto “Os Piedosos” agradeciam Altrouge por ela tê-los liberto daquela “prisão; os “Puro Sangue” queriam-na morta. E foi assim que Altrouge perdeu a última pessoa que lhe era importante; a única que lhe dava gosto de “viver”.
Gale morreu para salvar Altrouge e, como ela havia prometido à ele, fugiu para longe, para poder continuar vivendo.
De inicio, pensou em mudar seu nome, assim talvez não a encontrassem; no entanto... “Altrouge” era tudo o que tinha de seus pais e, “Brunestud” era tudo o que tinha de Gale. Por isso, resolveu não mudar seu nome.


Seculo Y
Ano Y¹

Memórias Brunestud

Anos se passaram, e com eles, muitos fatos viraram história. Como por exemplo, a guerra que teve entre os Brunestud. Atualmente, Altrouge era um dos “poucos” membros sobreviventes da família. Obviamente, o lado impuro ainda era o maior. Não se sabe ao certo quantos membros sobraram, mas estima-se de que eles continuem a crescer.
Altrouge conhece alguns poucos, mas não tem contato com nenhum deles, não mais. De todos os que conhece, apenas 6 deles, ela tem certeza de estarem vivos.
Com o passar do tempo, Altrouge acreditava que havia caído no esquecimento. Afinal, tanto tempo sem dar noticias e tantas confusões, poderiam dá-la como morta.
Vagando, como sempre, Altrouge visitou muitos lugares, conheceu pessoas, culturas, participou de festas grandes e pequenas. A última delas, fora um grande baile em uma mansão, e lá, viu que haviam, pelo menos, 5 membros puros da família, 2 ela conhecia.
Altrouge escapou por pouco de ser morta ali, mas só então ela entendeu... “Não importa quantos séculos se passem, Altrouge Impura será lembrada e caçada até a morte; assim como aqueles que se opuserem à nós, e todos os impuros! A dignidade da família será restaurada...”, foram as palavras de Arkueid, para Altrouge.

Mudança de “Vida”

Altrouge sempre foi o tipo de pessoa boa, um exemplo de bondade. De fato, seu jeito inocente e esperançoso era o que chamava a atenção em Gale, era o que ele mais gostava nela. Por isso, a vampira fez o possível para manter este seu lado, “vivo”.
Conforme o tempo passava, Altrouge ia descobrindo o lado “podre” da vida. Foram diversas perdas e muitos danos causados por estas. Mudanças; e verdades que antes estavam ocultas. Altrouge era uma criatura amaldiçoada, afinal. Amaldiçoada com a eternidade, e por mais que isso doesse, ela preferia manter-se “viva”. E assim, manter as lembranças boas, as únicas. O tempo em que esteve com seu pai, e o tempo que passara com Gale.
No fim, após séculos de “vida”, a antiga Altrouge se extinguira...

Seculo Z [Seculo Atual]
Ano Z

Altrouge, a Dama das Trevas


Até o momento, não existiu mais ninguém que fosse capaz de fazer Altrouge voltar a ser quem foi um dia. A mesma assumiu a postura exata, perfeita para um vampiro. Assim, ela mantinha todos afastados, e aproximava-se apenas quando ela bem quisesse.
Altrouge perdera o seu foco. Agora, apenas vagava pela terra. Em sua mente, mantinha a lembrança de seu pai e de Gale e, junto de suas lembranças, os seus sentimentos. No entanto, por fora, mostrava apenas a besta que habitava o seu corpo e mente. Aquela fera faminta, cruel, impiedosa e temida; do qual os humanos tanto sentem pavor.




Atributos: 3 [Bônus de raça] + 16 = 19

Força Física: 3 + 1 [Bônus de raça]
Força Mágica: 2
Velocidade de Ataque: 4
Velocidade de Movimento: 3
Precisão: 2 + 1 [Bônus de raça]
Vitalidade: 2 + 1 [Bônus de raça]


Habilidades: Nome: Roubar Vida

Descrição: Altrouge é capaz de sugar a vida de suas vítimas de forma eficiente e fatal. Sempre que encontrar uma presa de sangue quente, Altrouge pode focar seu olhar nela concentrando-se no sangue que corre dentro de seu corpo fazendo com que este, saia pelos poros da pele da vítima e por quaisquer aberturas em seu corpo. O sangue será sugado saindo em filetes flutuando pelo ar em direção à boca da vampira desviando-se ou atravessando quaisquer obstáculos que encontrar pelo caminho.

Efeito: Para usar esta habilidade Altrouge precisa estar vendo seu alvo, então ela pode começar a drenar a vida de sua presa a distância. Altrouge é capaz de sugar 2% de HP para cada 1 ponto de Força Mágica que tiver menos a metade da Vitalidade do alvo. Cada 2% de HP drenados desta forma regeneram 2% da HP da própria vampira.
Por exemplo, se Altrouge tiver FM 5, e tentar drenar um alvo de Vitalidade 3, ela sugará 6% de HP, FM - (Vit/2) x 2 = X, no caso 5 - 2 x 2 = 6.
Esta habilidade só funciona em inimigos que estejam a uma distância equivalente à FM de Altrouge x 5 metros.
A vampira pode usar essa habilidade e realizar quaisquer outras ações normalmente, no entanto ela só pode drenar o sangue de criaturas de sangue quente e que estejam em seu campo de visão e do raio de alcance da habilidade, qualquer barreira física que não seja impermeável será ignorada porque o sangue roubado escoará, atravessará e/ou contornará todas elas.
Se Altrouge não puder ver sua vítima seja por meio de barreiras, distância ou escuridão, ela não poderá usar a habilidade.
A vampira pode usar essa habilidade simultâneamente em vários alvos, mas cada alvo exigirá seu próprio custo de ativação.

Custos: A habilidade custa X% de MP e dura uma única rodada.

Progressão:

Nível 1: Pode drenar 2% de HP por ponto de FM.
Nível 2: Pode drenar 4% de HP por ponto de FM.
Nível 3: Pode drenar 6% de HP por ponto de FM.
Nível 4: Pode drenar 8% de HP por ponto de FM.
Nível 5: Pode drenar 10% de HP por ponto de FM.


Bônus
Abaixo, seguem os membros da família Brunestud, que Altrouge conhece e sabe que estão vivos.
Os Puro Sangue
Spoiler:
Arkueid Brunestud >>[ Foto ]<<
É a irmã mais velha de Gale. Odeia a Altrouge e a culpa por ter “corrompido” o seu irmão. Quer ter o prazer de matá-la com suas próprias mãos e, todos da família sabem disso. Arkueid é a atual “líder” da família.

Roa Brunestud >>[ Foto, o de cima ]<<
Parceiro de Arkueid. Odeia Altrouge e a culpa pela divisão da “familia perfeita”

Crimsoon Brunestud >>[ Foto, o de baixo ]<<
O membro mais velho da família – ao menos, ainda vivo--. Dizem que foi um dos que deram origem aos Brunestud. Obviamentye, odeia Altrouge.

Os Piedosos
Spoiler:
Ignis Brunestud >>[ Foto ]<<
Irmã mais nova de Gale, sempre o teve como exemplo. Apoiou-o até o dia de sua morte, quase morreu também. A única que, vez ou outra, procura por Altrouge, que foi o que “sobrou” de seu irmão.

Nero Brunestud >>[ Foto ]<<
Amigo de Ignis. Dizem que ele tem uma “paixão sevreta” por ela. Outros dizem que eles estão juntos. Mas ninguém, além deles, sabe a resposta verdadeira. Altrouge proporcionou dias dolorosos à Ignis, e por este motivo, Nero não gosta muito dela.

Salazar Brunestud >>[ Foto ]<<
Impuro, foi abraçado por Ignis, por quem tem grande gratidão e apreço. Tem por volta dos 100 anos apenas. Alguns dizem que ele gosta de Altrouge, mas ninguém sabe ao certo.

Bônus 2
Spoiler:
Quem conhece o anime/mangá/jogo.. Não me mate D:
Sou tão viciada neles, que tive de usá-los @3@

Só isso ‘u’


Última edição por Goldsilver Ironsteel em Qua 13 Abr 2011, 12:20 pm, editado 1 vez(es)
avatar
Goldsilver Ironsteel
Desbravador
Desbravador

Número de Mensagens : 503
Idade : 32
Localização : Santos-SP.
Reputação : +30 Wanted :
0 / 1000 / 100

Data de inscrição : 14/09/2010

Ficha do personagem
Exp: 3195/4000
Lvl: 4
HP: 100%

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Entre o Céu e o Inferno - Status, NPCs e Jogadores

Mensagem por Goldsilver Ironsteel em Qua 13 Abr 2011, 11:02 am

Nome:Niimai Zilernt
Idade:19
Sexo:masculino
Altura:1,72
Raça:demônio
Nível:1 Exp: 0/1000
L$:
Profissão:nula
Salário:
Aparência:alto de corpo esguio pele pálida cabelos cinza e longos olhos de gatos cinza e aparencia de limpo possui um terceiro olho na testa q geralmente esconde usando uma bandana branca e traja um sobretudo com capuz negro calça negra tipo um jeans rasgada nos joelhos uma camiseta branca e um par de botas
Personalidade:calmo, sereno e muito calado
Terra Natal:setimo hades
História:Niimai vivia no setimo hades era general de todo exercito infernal e uma estrela nos campos de batalha muitos o admiravam e outros o temiam muitos o viviam o desafiando querendo seu posto no exercito mas Niimai carregava um segredo que foi descoberto por seus superiores e rivais ele era apaixonado por uma humana chamada Marrie que é muito devotada a igreja e vive na terra de Lodoss ,Niimai foi encurralado por todos que o temiam e seus superiores perdeu tudo e foi condenado ao cárcere porém um certo dia um de seus superiores não achou justo o que fizeram com o rapaz e ocultamente lhe deu uma nova oportunidade começara sua vida do 0 na terra de Lodoss e prove que todo poder que tinha terá novamente e volte ao setimo hades derrubaremos todos que lhe infligiram essa injustiça e você reinara ao meu lado. Niimai aceitou e magicamente foi teletransportado a Lodoss apenas com suas roupas no corpo e seu terceiro olho q é seu único poder no momento e ele se prepara para sua nova vida.
Atributos:
Força Física:2+(1)
Força Mágica:2
Velocidade de Ataque:3+(1)
Velocidade de Movimento:3+(1)
Precisão: 2
Vitalidade: 2
Habilidades:visão de horoborus: Niimai ativando os poderes de seu terceiro olho é capaz de ver coisas invisiveis e perceber tudo à sua volta mesmo de costas ou no escuro
avatar
Goldsilver Ironsteel
Desbravador
Desbravador

Número de Mensagens : 503
Idade : 32
Localização : Santos-SP.
Reputação : +30 Wanted :
0 / 1000 / 100

Data de inscrição : 14/09/2010

Ficha do personagem
Exp: 3195/4000
Lvl: 4
HP: 100%

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Entre o Céu e o Inferno - Status, NPCs e Jogadores

Mensagem por Goldsilver Ironsteel em Qua 13 Abr 2011, 12:22 pm

-------------- The Profile --------------
Nome: Kieran Orichalkos
Idade: 19
Sexo: Masculino
Altura: 1,70
Raça: Humano
Nível:Exp: x/1000
L$:
Profissão:
Salário:
Terra Natal: Região de Calm

-------------- The Power --------------

Força Física: 1
Força Mágica: 5+1
Velocidade de Ataque: 2
Velocidade de Movimento: 2
Precisão: 2+1
Vitalidade: 2+1

--------------"It"--------------
The Being...

"Kieran certamente não é uma ameaça física para ninguém. Seu corpo é um pouco abaixo da média de altura para alguém da sua idade e, apesar de ainda ter traços masculinos, parece bem frágil e delicado. Não possuí nenhuma cicatriz ou marca em todo o seu corpo apesar de tudo pelo que passou.

Aquilo que pode ser notado a uma longa distância e até mesmo na escuridão são seus olhos cor de vinho brilhantes, uma bela arma psicológica e penetrante que sempre será ameaçadora. Descrito aqui estão as partes mais normais, como seu cabelo, prateado e volumoso, e sua pele bem branca.

Seus trajes são variáveis, exceto dois fatores: O primeiro é que prefere as roupas mais escuras, e se estiver usando uma clara, é por baixo da anterior. O outro fator seria um dos trajes que nunca trocou, sempre lavando ou arrumando quando se sujava ou rasgava, assim eles tem várias marcas de remendo e até mesmo pedaços de panos de cores levemente diferentes; Essee traje seria o sobretudo da Fallen Crest, com seu símbolo nas costas, anteriormente posse de seu pai. Fora os trajes, o rapaz utiliza brincos negros e argolas negras que vão do pulso até o ombro esquerdo, com espaçamentos de 10 cm de cada um. Um detalhe nessas argolas são pequenas esferas presas à elas com um brilho vermelho; Esse brilho é o sangue cristalizado de algumas criaturas que ele teve de matar para ser reconhecido como verdadeiro membro da Fallen Crest. No total são quatro argolas."


The Mind...

A Fallen Crest era uma organização caçadora de dêmonios e de criaturas malignas, então por natureza a essência de grande maioria de seus guerreiros era pura, exceto por um...

O rapaz sempre teve uma essência ruim, não maléfica, mas "amaldiçoada". Não chega a se irritar por qualquer motivo besta, mas é bem esquentado e caso seja irritado ele começa a levar tudo para o lado pessoal. Introvertido e desconfiado, ele é muito seco. Não liga para a agonia aleatória de qualquer um a não ser que veja uma "Aura" diferente nela. Quanto a isso, é uma habilidade natural de ver o mais profundo da essência de uma pessoa. A real definição que pode explicar suas características. Ele pode ver o medo, a agonia, a dor, a ganância, a perversão, a malicia, o sofrimento, a crueldade, o sadismo, a luxúria, a inveja e mais diversas outras coisas presentes em qualquer um. Consíderada por ele uma maldição, essa habilidade faz com que grandes multidões sejam um verdadeiro inferno para ele; Não importa para onde olhe, sempre verá trevas no fundo do coração de alguém, e não pode controlar o que quer ver e o que não quer.

O rapaz é um péssimo exemplo de paciência em qualquer momento. Uma vez que alguem faz algo contra ele, o rosto deste nunca mais será esquecido. Sua posição quanto a qualquer coisa na qual ele não tem parte é irrelevante, mas exatamente igual ao sofrimento alheio, ele pode tomar algum posição diante de uma Aura incomum. A raiva absoluta, que é quando ele chega no ponto mais crítico de ódio de um evento ou de algum ser, faz com que sua própria Aura, algo que ele odeia muito, começa a vazar. Em horas onde sua vida está em risco, sua aura se torna levemente visível a qualquer um, tendo sua aparência transparente.

Mesmo alguem com uma mente tão fechada, agressiva e forte tem seus problemas. O desespero atinge ferozmente a mente do rapaz quando ele se olha no espelho. Não há nada mais agonizante do que ver a sua própria aura, talvez a pior de todas as existentes, uma esfera de energia cinza cheia de correntes, as mesmas que são a marca de sua maldição. Existe algo nele que é uma verdadeira faca de dois gumes: Sua ignorância quanto à dor, tanto emocional quanto física. É um verdadeiro coração de gelo que não se sujeita a querer sentir a dor. Mesmo sendo inevitável sentir aquela estranha sensação, ele ignora seus efeitos, e se quiser pode continuar agindo até que não consiga se mover mais.

História:

~ When things are born to be wrong ~

Certos eventos são raros de se acontecer e outros não deviam acontecer, mas e quando algo raro e que nunca deveria acontecer acontece?

Fallen Crest, uma organização que se comprometeu totalmente à eliminação dos seres das trevas com suas mentes inabaláveis e poderes impressionantes. Todo guerreiro era treinado para ser disciplinado, forte, sábio e, sobretudo, ter um julgamento forte e voltado apenas para a justiça, sem nenhuma vantagem ou desvantagem à ninguém independente de seu sexo, idade ou raça.

Mas o que nunca deveria ser feito é perder sua pureza...

Um guerreiro da Fallen Crest nunca deveria se envolver emocionalmente com ninguém, nem entre eles mesmos...Mas e quando isso acontece? O crime é grave e caso não seja descoberto, o resultado é pior ainda...

A organização tinha diversos inimigos entre as criaturas das trevas e esses procuravam derrubá-la de todos os modos, o que pareceu chegar mais perto foi a infiltração de uma certa bruxa nos ranks sem que ninguém percebesse. Mas anos depois ela foi descoberta...Só que tarde demais. O inexperado é que ela se apaixonasse por um membro da Fallen Crest e a relação se aprofundasse ao ponto deles se envolverem "Além de beijos'.

O resultado da relação inexperada foi um filho, um garoto que tinha grande poder mágico desde que nasceu, mas ao mesmo tempo uma poderosa maldição. O grande misterio era como poderes da luz e das trevas se uniram para dar origem aos poderes da criança?

Como foi dito, o que acontece quando algo raro e que nunca deveria acontecer acontece?

~ Fate is Cruel ~

O disfarce foi descoberto, o casal não tinha como se proteger das punições que lhe aguardavam, mas podiam fazer algo pela criança que era desconhecida...

O pai do garoto fez um plano simples mas eficaz, ele sabia que o conselho da Fallen Crest ordenaria sua prisão após uma grande celebração por uma recente vitória importante, então ele pegou seu filho e sai sorrateiramente do castelo central e deixou seu filho em um vilarejo próximo, na esperança de que ele tivesse uma vida normal. Quando voltou para o castelo ele foi preso e executado no dia seguinte.

A mãe do garoto também sofreu o mesmo destino, só que como essa era uma ordem "sagrada", eles a queimaram no pátio do castelo.

~ The Darkness Watch Over Him ~

Por dois anos sua vida foi normal dentro de uma família que o encontrou, mas e quando as sombras do passado não morrem, elas retornam para terminar seu serviço...

Com dois anos de idade seu poder já chamava a atenção de alguns membros da Fallen Crest que passavam por ali. Logo cedo foi marcado para ser um candidato a guerreiro da organização, só precisaria crescer um pouco.

Com cinco anos, um certo evento aconteceu:

Tarde da Noite, pequeno vilarejo...

-O garoto já está maduro o suficiente para entrar como recruta! Devemos levá-lo agora!
-Mas ele é só um menino! -Dizia a mãe adotiva do garoto-
-Suas preocupações não são as nossas!
-Mas! Mas!
-Chega! -O soldado golpeia a mulher- Vamos! Levem-no!

...Floresta perto do vilarejo, caminho para o Castelo Central...

-Tenho uma má impressão...
-Senhor, estamos sentindo uma presença esquisita!
-Vocês...Não vão sobreviver...-Dizia o garoto enquanto olhava para o chão-
-Cala a boca moleque!

Uma névoa toma conta do lugar, e quanto mais andavam, mais forte ficava...

-Isso é estranho, nunca houve uma névoa tão densa por aqui.
-A presença está mais forte!
-Eu a vejo...Mas porque sangra tanto?
-O que esse garoto tem? Do que está falando?
-Ela sangra...Por causa de uma maldição...-Diz uma voz do nada- ...E porque a sua é tão conturbada e negra?
-Porque...Eu não sei...
-Então eu lhe ajudarei

Uma silhueta se forma logo a frente do grupo, parecia uma garota...

...

...Mas ao chegar perto eles vêem que é praticamente uma boneca, de pé e com um sorriso no rosto.

-Vocês, deixem ele ir.
-Ah! Um demônio!
-Droga!
-Eu? Um demônio? Vocês são tão crueis...Então...São os inimigos...

Castelo Principal da Fallen Crest...

-Tem um garoto no portão!
-Hã?
-Parece um dos novatos que nossos soldados foram buscar...Mas...Ele está sozinho...E coberto de sangue...


Esse foi o primeiro dia dele na Organização...E ele não sabia que seu último dia seria o último da própria Fallen Crest...

~ The Gray World ~

Outros cinco anos mais tarde...

Sua vida naquele lugar era horrível, ele era maltratado por todos e não havia consideração ou piedade quando se tratava dele. O único guerreio que se vestia com trajes negros e tinha uma maldição. A vidadele não tinha justiça, mas ele nunca podia reclamar pois maioria daqueles que o deixam mal eram superiores...Mas aqui a Fallen Crest começava a ativar o gatilho de sua auto-destruição.

O enorme preconceito contra ele começa a formar manchas negras nas auras das pessoas, e o garoto sabia disso, e ainda mais, ele deixava para que o futuro só tivesse desgraça sobre estes seres. Com o tempo ele aprendeu a não tolerar a dor, pelo tanto que apanhava e sofria de diversas maneiras existentes.

Toda noite, ele ia até a torre ver a sua "Amiga" uma boneca esquisita, a mesma que lhe salvou dos guerreiros corrompidos da Crest. Mesmo não esboçando nenhuma reação de ambas as partes, eles logo viraram muito amigos, mas quanto mais essa relação progredia, mais rápido o fim da Fallen Crest se aproximava.

Mesmo que não fosse aceito por ninguém, ele tinha o direito de fazer o teste para se tornar um guerreiro de elite. Passar no teste foi fácil já que nenhuma ciratura conseguia esconder suas intenções, nem seus sentimentos e muito menos sua localização já que a energia negra era bem forte. O povo quase se revoltou ao descobrir que ele havia se tornado guerreiro de elite tão fácil, mas não puderam interferir em nada. Ele recebeu "A marca", que eram as argolas negras com o sangue das criaturas do teste. Mesmo assim nada mudou, de acordo com o que ele pensava...

O mundo que o garoto via era o pior de todos, um mundo onde as trevas mais bizarras, groceiras e doentias de cada vida apareciam sem pudor nenhum, e o pior, só ele podia ver aquele mundo cruel...

~ When a Holy Star Fall ~

16 anos de vida...

As dores e a violência não se cessaram nem por um minuto sequer de sua vida. Seu corpo era coberto de cicatrizes, mas o que o consolava era a enorme corrupção que havia se espalhado pelo coração de muitos da organização. Por todo esse tempo ele aprendeu a melhor suas habilidades a um ponto razoável para alguem que mais apanhava do que aprendia.

Já havia eliminado diversas criaturas das trevas, mas mesmo assim elas erma as mais fracas e aquele estilo de vida não lhe agradava.

Finalmente, o dia em que o gatilho foi ativado. Naquele manhã, o garoto estava em um grupo para eliminar algumas criaturas em um templo antigo. A missão foi um sucesso mas todos precisavam descansar, ele foi pra entro do templo para ver se tinha algo que pudessem usar...E ali havia um espelho antigo, mas que ainda parecia ser utilizavel...Até que ele entrou na frente do espelho e viu seu próprio reflexo...E sua própria aura.

O garoto entrou em crise e matou dois de seus colegas em um ataque de furia e insanidade, depois foi nocauteado e mandado para a prisão do castelo. Lá ele foi torturado tanto, que nem ele mesmo aguentou apesar de sua intolerância à dor. Foram utilizados métodos magicos e físicos para causar dor a ele...Até que...

-Basta! -Diz o mestre da Fallen Crest ao entrar na sala- A que ponto vocês chegaram?
-Esse garoto é das trevas! Deviamos matá-lo!
-Vocês já se esqueceram que esta organização dá direitos iguais à todos independente do que eles são? Eu cometi meus erros ao deixar ele continuar sendo maltratado mas esse é o limite!
-Mestre, as aberrações devem morrer!
-Como?! -acerta um golpe no rosto do soldado- Como ousa?!

Em uma reação furiosa ele golpeia o Mestre com ua espada e o mata...

-Droga! O que você fez?!
-Eu...Eu...Aaaaah! Foi culpa daquele garoto!

O soldado pega uma lança e finca na barriga dele.

Mesmo com esse golpe nada podia ser pior que as torturas anteriores e ele não demonstrou reação.

-Vocês...São as aberrações por aqui...
-Como é?! Eu vou-

O sino do castelo toa nesse momento, significava um ataque...

-Estamos sobre ataque?!
-Droga!
-Nossas magias não estam funcionando mais! -Diz um soldado que acaba de entrar na sala-
-Hã?
-É...Por causa...De suas intenções corrompidas...Eu mais...Do que qualquer outro...Posso vê-las...E entende-las...

Finalmente ele tira a lança de sí mesmo e coloca a mão na ferida.

-Vamos matá-lo e descer para-
Ninguém vai matá-lo aqui! -Diz uma voz femina vinda da janela-

Em questão de segundos uma névoa se forma fora do castelo. A garota-boneca entra pela janela e se posiciona na frente de seu amigo.

-Com tanto tempo e vocês nem perceberam que aos poucos perdiam contato com suas habilidades? Tudo por causa de seu preconceito quanto a um garoto amaldiçoado...Hihihi~
-Maldito monstro! Temos que destruí- UGH!

Em pouco tempo ela se aproximou dele e fincou um pedaço de algo que se assemelha a um caco de vidro negro em sua garganta. Os outros dois soldados se movimentam e fincam suas espadas na boneca.

-Acham que vão me matar apenas com...Isso...
-O que acha das espadas sagradas da Fallen Crest? Heh, te pegamos...
-Isso...Não...Faz nada! Ahahahaha!
-Hã? Como?

Ela corta a garganta dos dois em apenas um movimento horizontal com aquele vidro negro. Os dois caem no chão e se contorcem um pouco antes de morrerem. O garoto estava perdendo muito sangue e ia acabar morrendo se continuasse daquela maneira.

-Ei, você nunca soube do seu nome verdadeiro né?
-Ugh...Nun...ca...
-Well, depois teremos tempo para pensar nisso. Finalmente o dia destinado que nossa mãe planejou está aqui!
-Dia...Destinado...Nossa...Mãe?
-Hohohoho~ Sim, sim...Técnicamente sou sua irmã porque foi a sua mãe que me criou alguns momentos antes de você nascer. Ela sabia que um dia tudo seria descoberto e começou a planejar algo para o futuro, isso é parte do planejamento...Você estar morrendo e eu perto...
-Ah...Explica...Direito...
-O tipo de magia que foi usada para eu ganhar vida pode ser transferida para um outro ser vivo, assim a alma deles se juntaria e ambos seriam praticamente um ser...Mas isso não é possível até que a alma do ser vivo que tera o controle estar por um fio, ou seja, estar tão perto da morte que seja possível até ver a alma deixando seu corpo...
-Que...óti...mo...
-Logo eu poderei começar o ritual...Uma das partes é ter diversos espiritos perdidos ao redor, ou seja, mortos para todo lado...E já que as lutas estão ficando cada vez mais silênciosas, acho que devemos ter bastante material.
-Vai usar...Gente morta...Ugh...
-Eh?! Já está tão perto de morrer e nem me avisou?! Droga, droga, droga!

A boneca se levanta e começa a falar. A visão do garoto estava tão turva e sua audição tão fraca que ele não ouvia e nem consiguia ver direito o que estava acontecendo, mas por um momento ele sentiu como se estivesse deixando aquele plano e caíndo, mas quando ia chegar a algum lugar, ele acordou...

Dia desconhecido, aparentemente de tarde...


O sol entrava pela pequena janela daquela sala. O garoto estava encostado na parede, sem nenhum ferimento ou cicatriz de tudo que havia passado durante toda sua vida. Ele acorda e vê que a sala estava limpa, sem sangue nem corpos daqueles que haviam morrido. Ele tinha uma sensação diferente em seu corpo, a energia que ele sempre tinha correndo dentro de seu corpo parecia diferente, era como se tudo tivesse se tornado escuridão...Ele não sentia mais aquela energia positiva que havia herdado de seu pai. No chão, a única coisa que havia, era um bilhete:

"Você deve estar sentindo algo diferente não é? Todo o poder que seu pai lhe deixou se misturou ao que sua mãe lhe deixou e também à minha energia, o resultado foi a corrupção do poder da luz em seu interior...

...

...Falando nisso, se concentra, aponta para o chão e lança sua energia para fora...

Bem, era melhor seguir instruções de novos poderes do que nunca saber como usar. Ele faz como foi indicado e...Para sua surpresa ele acaba invocando a boneca.

-Ugh! Já estava cansada de ficar parada no nada! Você deve ter ficado inconsciente por dias! Isso não foi dito para mim...
-Tsc. Eu realmente fui curado com gente morta...
-Olha o lado bom, resolvemos o problema de sujeira em apenas uma noite.
-Hum...Vamos embora daqu...
-Nope, tem mais coisas e se fazer por aqui, tipo, vamos ao quarto do nosso pai.

Quarto de Richard Orichalkos, ainda de tarde...

-Aqui estamos, primeiro, esse quarto nunca mais foi usado depois da execução dele, segundo, tudo está como foi deixado antes...Isso quer dizer que...

A boneca abre o armário e vê as roupas que o pai do garoto usava. Eram todas negras...O garoto fica surpreso ao ver que seu pai também usava roupas negras, mas era realmente assim, quer dizer que ele também sofria com o povo o atormentando por pensar que ele era alguma entidade maligna?

Ele pega e veste a roupa que estava ali já que a suas antigas foram destruídas e sua calça estava um trapo. Agora ele parecia um guerreiro de elite da Fallen Crest...Se ela ainda estivesse em condições de continuar, mas parecia que aquele evento havia marcado seu fim.

-Ok, agora vamos para a sala do mestre...Lá estão as coisas que mais importam.

Sala do mestre...

Naquela sala estavam os diários do mestre contando todos os eventos que haviam acontecido desde que ele subiu a esse posto. O garoto começou a ler desde o dia em que ele ficou sabendo do romance entre seu pai e sua ãe, e pelo incrível que pareça...Foi desde o começo...


"...Eu sabia que isso não iria dar certo, mas apoiei a decisão de Richard quanto a quem ele amava. O amor parecia ser sincero e não apenas enganação para obter informações, e quanto a isso eu estava certo. O conselho é fanático e deseja a destruição de todas as coisas que sejam ou aparentam ser más, e isso será um problema caso eles descubram algo. Só o Richard sabe que eu sei desse evento e melhor que continue assim por enquanto..."

"...O que acabou de acontecer vai ser um problema no futuro, Mila está grávida. Nenhum membro da organização pode engravidar de ninguém. Eu soube que ela pode fazer algo para esconder a barriga, mas os efeitos de uma gravidez normal iriam continuar e isso poderia estragar o disfarce facilmente. Não posso deixá-la sem fazer alguma missão, mas também não posso exagerar, devo calcular bem cada detalhe para que nada de ruim aconteça..."

"...Finalmente o garoto nasceu. De acordo com Richard e Mila, ele deverá se chamar Kieran, mas como fazer para esconder uma criança por aqui? Isso vai ser mais difícil do que imaginei. Eu também fiquei sabendo por parte de Richard que Mila fez uma boneca amaldiçoada e deu vida a ela antes de Kieran nascer, isso não vai bem de acordo com meus princípios mas ele disse que Mila tem um plano para o futuro, tudo para o caso da relação ser descoberta..."

"...Meu Deus. Eles foram descobertos. Não sei o que Richard fez com a criança mas ele parecia sorrir quando estava para ser executado. Mila também parecia feliz antes de ser queimada viva hoje. Qual o plano deles? Mesmo tendo mortes terríveis os dois pareciam tão felizes, mas também era possível notar um certo ar maligno dos olhos de ambos. Isso me preocupa..."

"...Finalmente achei o garoto. Eu o coloquei na lista para ser recrutado para a Fallen Crest. Nossos guerreiros mais sensitivos sentiam a energia do garoto e isso poderia dar passagem só de ida para a execução se ele não fosse selecionado. Pena que ainda é muito novo, ele terá mais algum tempo de felicidade antes de vir para cá..."

"...Eu soube que o conselho mandou soldados irem buscar os recrutas, mas os conhecendo, eles vão tratá-los como peças e não como seres vivos. Logo eles estarão aqui e eu devo pensar ra´pido em como vou esconder o poder das trevas que aquele garoto tem. Falando nisso, eu achei um bilhete da Mila, parece que o plano está aqui. Depois eu vou ler e descobrir do que se trata tudo..."

"...Terrível. Eles planejaram o fim da Fallen Crest usando o garoto e aquela boneca, aqui descrita como a irmã dele. Os motivos, a organização está corrompida por causa do fanatismo e eles querem colocá-la abaixo. Eu me pergunto se isso realmente é certo, mas parece que até eu estou sendo corrompido, não pelo fanatismo, mas pelas ídeias daqueles dois..."

"...O garoto sofre muito, mas estava previsto no bilhete que isso aconteceria e que deve acontecer, então irei deixar quieto por enquanto, mas caso algo mais sério venha a acontecer eu irei interferir. Os soldados reportaram que algo se move nos telhados durante as noites de neblina, mas o que será? Essa neblina também, ela não é normal. Tem algo errado e maligno nela. Mas isso também está previsto no bilhete, como aquela mulher sabia de tudo que ia acontecer? Será que apesar de morta ela ainda é a mestra por trás de cada evento? Richard era um gênio, mas ela era também? Se for assim os dois juntos conseguiriam armar um plano desse porte? Eu tenho que descansar um pouco, estou com or de cabeça de tanto pensar nisso..."

"...Hoje eu soube que muitos soldados vão sair, hehehehe, vai ser perfeito. Aquelas vozes me mandaram avisarem os monstros naquela área sobre toda a estratégia, assim a elite será derrotada a Crest estará sem defesas. O fim se aproxima logo e eu não posso perder tempo! Logo o plano funcionará! Eu me sinto meio diferente depois de ver o último paragrafo do bilhete, mas isso é irrelevante, os filhos da mestra devem cumprir os papeis indicados logo..."

"...Descobri que estão torturando o mestre Kieran! Logo irei...Porque eles estã...E assim aq...Mas devo me apressar poi...E devo alcançar o mestre Kieran na prisão logo pois ele pode acabar morrendo e todo o plano terá sido em vão. A mestra depende de mim!"


-A última passagem...Está toda borrada.
-Tem coisas ai que eu não sabia, tudo que eu fui informada era algumas magias e também sobre a localização de seu quarto.
-Hum...De qualquer modo, já é de noite. Vamos embora agora?
-Sim, agora podemos...Só mais uma coisa, da última vez que se olhou no espelho, você viu algo horrível não foi?
-Sim...Minha aura...
-Se aquilo de assustou tanto, nunca mais se olhe...Sua aura deve ter piorado mais ainda depois de tudo isso.
-Certo...Agora, vamos.


Ambos saem do castelo, que segundos depois desaba e se torna um monte de ruínas que logo são consumidas por chamas misteriosas.

-O que?!
-Deve ter sido um último presente deixado por nossa mãe...
-Oh, então tudo bem...
-O resto do meu poder deve estar indo embora...
-Como assim?
-Olha, primeiro, meu nome é Luise, eu sei é feio saber do nome de sua irmã só agora, segundo, logo algumas das minhas capacidades estaram indo embora já que passei todo meu poder para você, então se tem alguma pergunta, é melhor fazer logo que daqui a pouco eu posso perder a capacidade de falar...
-Você não vai poder mais falar?
-Vou perder minha racionalidade, minha fala e meu conhecimento já que está tudo com você...
-Sério?
-Não percebeu ainda?!
-É...Eu lembro de nomes, coisas e localizações que nunca vi pessoalmente...
-Então! Alguma pergunta?
-Nenhuma...
-O que?! Não quer nem conversar?!
-Não.
-Isso é crueldade! Vai se arrepender de não ter falado com uma irmã com um resto de sanidade e voz quanto teve a chance...
-Tanto faz...


Ambos partem para longe, discutindo algumas coisas enquanto os restos do castelo queimavam até que não sobrasse nada sobre essa antiga organização, a Fallen Crest.

-------------- The Other Soul --------------
Luise, como ela explicou, perdeu algumas de suas capacidades algum tempo depois. Ela perdeu a racionalidade, conhecimento e capacidade de falar...Pelo menos pronunciar frases com sentido. Ela se tornou praticamente uma marionete viva que é usada como arma. Geralmente vive no interior da alma de Kieran e pode ser invocada como uma arma de combate.

Fora seu uso em combate, ela é uma marionete assassina que de vez em quando fala algumas palavras sem sentido ou fica fazendo barulhos esquisitos e arrepiantes. Ela ainda carrega o que parece um pedaço de vidro negro para atacar, ou simplesmente dá algumas mordidas com seus dentes afiados e mais potentes que uma armadilha de urso.

~ Luise ~

-------------- Skills --------------

Cursed Reality
~
Tipo: Ativa/Passiva
-Passivo: Permite Kieran ver a aura das pessoas, sem custo algum de MP, automaticamente, assim sendo meio difícil de se esconder dele caso exista alguma intenção contra ele. Além disso ele pode ver o que cada um está sentindo. Ao mesmo tempo que essa habilidade é útil ela pode deixar Kieran paralisado ou com dificuldade de concentração caso ele veja seu reflexo.

-Ativa: À partir do momento que Luise transferiu seu poder para Kieran, ele obteve a capacidade de invocá-la como uma arma de combate. O rapaz paga um preço de MP apenas para invocá-la de sua alma. Caso ela seja destruída em combate, Luise volta a sua forma de alma e retorna para o corpo de Kieran. Para usá-la novamente ele precisa pagar metade de seu MP total para reconstruí-la. Ela vem automaticamente com o que parece um fragmento de vidro negro como arma e tem dentes tão afiados quanto facas.
avatar
Goldsilver Ironsteel
Desbravador
Desbravador

Número de Mensagens : 503
Idade : 32
Localização : Santos-SP.
Reputação : +30 Wanted :
0 / 1000 / 100

Data de inscrição : 14/09/2010

Ficha do personagem
Exp: 3195/4000
Lvl: 4
HP: 100%

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Entre o Céu e o Inferno - Status, NPCs e Jogadores

Mensagem por Goldsilver Ironsteel em Qua 13 Abr 2011, 12:24 pm

Nome:Akkin Cei
Idade:19
Sexo:Masculino
Altura:1,83
Raça:Hanyou
Nível:1
Exp: x/1000
L$:0
Profissão:Nenhuma
Salário:0

Aparência: Olhos verdes, orelhas ligeiramente pontudas, musculoso, atlético, seu rosto influencia na percepção de que é diferente, apesar de só pareçer um humano normal e seus caninos são um pouco maiores e mais finos com o de um lobo, pode-se perceber quando sorri.Seu cabelo é liso, claro e bem espetado nas pontas.

Personalidade: Amigo, Palhaço, preguiçoso, gosta de ver as nuvens passarem,valoriza a amizade, é inteligente, mas não aparente pelas mancadas que dá, conheçe a historia de Lodoss muito bem.

Terra Natal: Hilydrus

História: Akkin nasceu em meio a guerra, mais precisamente no final delas, seu pai era soldado do Reino de Hilydrus e sua mãe cuidava do lar junto com a sua irmã: Natália. Desde pequeno, Akkin foi sempre muito rebelde, fazia o que tivesse vontade. Seu pai como era muito rígido por ser um soldado, o obrigava a treinar mais de 5 horas por dia, o resultado desse treinamento viria anos depois. Akkin era muito habilidoso, levava jeito para a coisa, mas nunca se importou em servir ao exercito, ele só queria ficar forte para vençer os outros. Seu pai o rejeitava por causa dessa atitude, e a unica coisa que crescia em Akkin era ódio por causa do pai, ele sempre foi chegado mais a irmã e mãe por essa razão.

Ele sempre soube que havia algo de diferente em si. Sempre foi solitário, mas nunca perdia o humor. Ele possuia olhos verdes assim como sua irmã, sua orelhas eram ligeiramente pontudas e ele era mais forte e mais rápido que os outros. Sua irmã possuia lindos olhos verdes e um cabelo castanho claro que reluziam ao sol. Aos poucos Akkin foi fazendo amigos, mas teve um que foi diferente: Gyon. Akkin começou a perceber o valor da amizade, eles sempre sentavam debaixo de uma árvore de Carvalho imensa, com um muro feito de pedra perto da árvore, ali eles perceberam que havia uma pedra diferente das outras, uma pedra de mármore, essa pedra fazia o lugar ficar ainda mais bonito. Anos passaram e a amizade foi se fortalecendo, treinavam juntos, jogavam seus jogos juntos, e muito mais, mas passados alguns meses Gyon começou a se distanciar de Akkin, e um dia Akkin recebeu a noticia de que Gyon passara no teste para se tornar um Soldado de Hilydrus.

Desse modo, Akkin começou a ficar solitário novamente, o exército tomava todo o tempo do seu amigo. Seu pai achava que Gyon seria um bom exemplo para fazer Akkin servir ao exército, mas foi práticamente inútil. Gyon sempre despertou o interesse de Akkin com suas historias. Ele dizia que no Reino de Hilydrus possuia um colar muito superticioso que dava sorte a quem usa-se, Akkin nunca acreditou muito nisso, mas de tanto seu amigo comentar sobre acabou acreditando, mas nunca o encontrara.

Passado mais alguns anos Akkin estava com 16 anos e sua irmã com 15, Gyon estava com 21. Só faltavam 2 anos para Akkin servir o exército, para ele pouco interesseva o exército, ele só queria provar suas habilidades na prova. Certo dia Akkin recebeu a noticia de que seu pai e seu amigo iriam para a guerra. Akkin foi ao encontro do amigo, Gyon queria ve-lo, ao chegar ao local, Akkin encontrou o exército em formação e viu o braço de Gyon levantado, acenando para que fosse até ele, chegando lá Gyon deu um sorriso e puxou um fio que estava em seu pescoço revelando um cordão muito bonito, era o símbolo de um trovão circunscrito a um circulo dourado. Akkin, não acreditou no que viu, era o tal colar de que tanto Gyon falava, após mostrar, Gyon e seu pai partiram para a guerra.

O sangue desfilava pela espada cintilante, Akkin terminara de deter o último animal mágico a sua frente, poderia seguir rumo a porta, ao abrir, um caminho estreito e ao final outra porta, com calma andou todo o percurso e ao abrir a 2° porta uma claridade imensa emanou de fora, junto com gritos de felicidade, ele ouvia principalmente o de sua irmã agora com 17 anos. Akkin conseguiu, havia passado no teste para se tornar um soldado, mas recusou. Dias depois recebe uma noticia trágica, ele vê sua irmã correr em direção a ele com um cordão na mão e a espada de seu pai, sem saber o que fazer ele percebe que ela está chorando, e pergunta: " O que aconteçeu Natália?" ela responde " O Gyon e o Papai.... (soluço) eles morreram em combate" , Akkin permaneçeu intacto, elétrico, estático, ele não sabia o que fazer, falar, tudo desabara, ele caiu de joelhos, sua irmã o abraçou e o consolou. Os meses que se seguiram ele ficou mais solitário do que nunca... Sua mãe adoeçeu e sua irmã se dedicava inteiramente a ela, foi ai que ele tomou a decisão

" Humm Akkin Cei... Seu teste foi ótimo, segundo relátorios, só terminou com um arranhão no rosto. Impressionante!" Akkin apenas fez que sim com a cabeça. "Ok, aceitaremos você como nosso soldado" em respota Akkin disse " Obrigado Sr." . Akkin serve 1 ano no exército e um dia enquanto caminhava pelo palácio ouviu uma conversa de dois guardas: " Cara, até hoje não achamos aquele colar. Dizem que ele é especial, e o cara que estava com ele, é... o Gyon, conseguiu esconde-lo. Pena que quando matamos não conseguimos pegalo" o outro guarda concordou. Havendo ouvido isso, Akkin invadiu o quarto onde estavam e matou os dois sem muita dificuldade, no meso instante o General apareçeu batendo palmas. " Nossa... Você só descobriu agora?" o cetiscismo lhe deixou com um imensa ira, rapidamente ele sacou sua espada, e tentou cortar o rosto de seu General que só arredou o rosto para trás fazendo com que a espada passa-se 30 cm longe.

Dor... Queimadura. Foi o que sentiu o General após a esquiva, ele não entendia como tinha se ferido se desviou, mas de relançe lembrou ter visto uma éspécie de linha com aproximadamente 3 cm de espessura, fogo em cima do ar, Genyi Ryoudaan, o mesmo ataque de Gyon, ele concerteza ensinara a Akkin antes de ir para a guerra, mas o ataque só fucionava com a espada em mãos, e além disso gastava muita energia, percebia-se que Akkin estava ofegante. Em furia o General voou para cima de Akkin enchendo-lhe de sequencias de socos e joelhadas. Akkin caiu ao chão todo ensanguentado. Foi levado ao encontro do Rei e declarado como Traidor e foi expulso do exército. Ficou preso, por algumas semanas e quando saiu ficou sabendo que sua casa foi incendiada. Correu desesperadamente atrás de sua irmã, mas não a encontrou, pessoas viram que ela foi levada como prisioneira pelos anãos por causa da sua beleza. Recuperando a espada de seu pai, vestiu-se com uma camiseta, uma éspecie de colete preto, uma calça rasgada na direção do joelhos preta e uma espécie de bota, colocou um par de luvas em suas mãos e alguma cotoveleiras. Colocou o colar que agora era amaldiçoado no pesçoco e fez uma tatuagem em forma de chama no braço esquerdo e seguiu em busca de informações sobre o sumiço de sua irmã pela cidade. não mais como soldado ou cidadão, mas sim como traidor e desertor.


Atributos:
Força Física: 2 + 1
Força Mágica: 2
Velocidade de Ataque: 3
Velocidade de Movimento: 3 + 1
Precisão: 4 + 1
Vitalidade: 2

Habilidades: Genyii Ryooudan: Nessa habilidade Akkin emite uma espécie de linha com que ataca a distância, essa linha pode tomar qualquer formato e possui 2 cm de espessura, podendo causar um grande estrago se pegar em cheio. Essa linha é formada pela junção de fogo e vento, deixando o ataque perfurante/cortante e com queimaduras, depende da escolha do usuário. Por necessitar usar o controle dos elementos, e ter um pouco mais de força e resitência para mante-lo além de que é necessario um condutor para o ataque ocorrer (espada), gasta-se 50% de MP para se criar a linha e mais 10% para mantê-la, não podendo alterar sua forma após criada.

Espírito Elemental: Com o treino adquirido na Academia de Magia, Akkin consegue materializar seu espírito elemental para o mundo real. Se trata de um imenso lobo ( porte de um cavalo ) de água. Akkin pode usar o lobo para fazer diversos ataques, mas não consegue combinar os seus já existentes. Custo de 50 % de MP para invocar e 10 de MP para manter.
avatar
Goldsilver Ironsteel
Desbravador
Desbravador

Número de Mensagens : 503
Idade : 32
Localização : Santos-SP.
Reputação : +30 Wanted :
0 / 1000 / 100

Data de inscrição : 14/09/2010

Ficha do personagem
Exp: 3195/4000
Lvl: 4
HP: 100%

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Entre o Céu e o Inferno - Status, NPCs e Jogadores

Mensagem por Goldsilver Ironsteel em Qua 13 Abr 2011, 12:26 pm

Nome:Gin
Idade:17 anos
Sexo:Masculino
Altura:1,83m
Raça:Humano
Nível: 2 Exp:0/1000
L$:--
Profissão:--
Salário:--
Aparência:Gin é um cara alto, tem cabelos negros um tanto curtos e meio espetados e olhos castanhos..tem feições muito bonitas e isso sempre chamou a atenção de todos que viessem a conhecê-lo. Usa sempre essa roupa aí que ta nu avatar..mas muda quando treina. Vide Avatar
Personalidade:"Determinação" essa é a melhor palavra para descrever Gin, é forte e objetivo, gosta das coisas no seu devido lugar (nem sempre)...Gin tem um jeito sempre inesperado de agir. Ele é um pouco rebelde, carismático e também demonstra ter uma grande força. Também é muito leal..principalmente com os amigos
Terra Natal:Hirt
História:Os pais de Gin simplesmente sumiram quando ele era uma criança(mais ou menos aos 12 anos), e, desde então, ele teve meio que se virar para sobreviver no mundo hostil. A sumida de seus pais o deixaram abalado..mas como ele foi criado por seu tio, o trauma não foi grande.
Sempre trabalhou nos vastos campos de Hirt ajudando o seu tio a comprar comida para a mesa. Apesar de nunca faltar alimento, os dois tinham que trabalhar para conseguí-lo. Apesar de ter uma vida um pouco sofrida, ele era feliz com o tio, que sempre o tratou como um filho.
Já com os seus 17 anos, houve um terrível acidente na casa onde moravam Gin e seu parente. No meio da noite, quando os dois estavam durmindo, uma enorme explosão atingiu a casa onde eles estavam..essa explosão foi tão grande que simplesmente espatifou a casa inteira e a deixou em pedaços. Essa horrível explosão acabou matando o seu tio e deveria ter matado Gin também...mas algo aconteceu.
Quando Gin pensava que com certeza já estava morto..alguma espécie de luz passou sobre ele, curando-o de todos os ferimentos. Isso o intrigou muito e era um fato, pelo menos, curioso.
Depois de alguns dias, Gin percebeu que um forte poder tinha se alojado dentro dele..parecia alguma espécie de força espiritual oculta..ele podia sentir esse poder, mas não manifesá-lo por completo. Decidiu tentar treinar esse novo poder que havia dentro dele. Treinou durante algumas semanas e finalmente consegiu controlar um pouco o poder..até criou uma habilidade..decidiu chamá-la de Lei-Gun..

característica marcante: Gin não utiliza armas, prefere usar sua ''força interior'' e exterior

____________________________________________________________________________________________________

Habilidades:

Lei-Gun:

Lvl 1: Gin concentra energia espiritual em seu dedo indicador para disparar rajadas de poder espiritual contra os adversários. Esse poder é muito forte e poderoso. Gasto de 40% de MP e 10% de HP, sendo o dano igual a 15% se acertar em cheio. O jogador pode usar mais de seu próprio HP para resultar em dano extra ao inimigo (sempre Custo de HP +5).
Exemplo: 10% de HP é o custo comum para dar 15% de dano. Se o custo subir para 20%, o dano será de 25%. Não há limite para uso de HP para a habilidade, mas isso poderá levar o personagem à morte.

Lvl 2: Com sua evolução espiritual, seu golpe fica mais poderoso e o controle de seu poder interno aumenta. Pode, agora, lançar o ''Lei-Gun'' por qualquer dedo, ao invés só do indicador. Não há limite para o número de tiros, contanto que tenha MP para tal. Os gastos diminuem e o dano aumenta de acordo com a reavaliação feita:

- 30% de MP ao invés de 35%
- 5% de HP

Gin agora consegue controlar mais o golpe depois de lançado, escolhendo movimentos para ele, como locomover o tiro, por exemplo, para o lado ou para cima. Não consegue, porém, fazer movimentos muito complexos com ele como rodar o inimigo. Não há custo nem limite para essa movimentação.

Para finalizar o golpe dá mais dano. Desse modo a habilidade fica dessa maneira:

Gasto de 30% de MP e 5% de HP, sendo o dano igual a 25% se acertar em cheio. O jogador pode usar mais de seu próprio HP para resultar em dano extra ao inimigo (sempre Custo de HP +5 resulta em +5% de dano). O tiro pode ser movimentado depois do lançamento sem limites para tal e sem custo de MP para o mesmo. O tamanho do tiro depende da quantidade de HP aplicada nele, podendo chegar a uma enorme esfera de energia.

Lvl 3:O controle crescente sobre seu poder espiritual permite que Gin atinga novos limites para sua habilidade. Devido ao tempo passado e pela experiência adquirida consegue sentir e extensão do seu poder interno, tranformando-no e moldando-no em um Lei-Gun muito mais eficiente que antes.

O custo de MP de sua habilidade diminui enquanto o dano aumenta. Adicionalmente, o custo inicial de HP para lançar o golpe é eliminado, porém o custo para aumentar o dano da habilidade ainda persiste (sempre custo +5 HP para +5% de dano). Adicionalmente, mais como uma evolução do que uma característica do golpe, sua energia interna forma uma fina camada azul em volta de Gin antes do golpe ser lançado. Logo, a habilidade fica dessa maneira:

Gasto de 25% de MP, sendo o dano igual a 30% se acertar em cheio. O jogador pode usar mais de seu próprio HP para resultar em dano extra ao inimigo (sempre Custo de HP +5 resulta em +5% de dano). O tiro pode ser movimentado depois do lançamento sem limites para tal e sem custo de MP para o mesmo. O tamanho do tiro depende da quantidade de HP aplicada nele, podendo chegar a uma enorme esfera de energia. Adicionalmente, uma fina camada de energia espiritual azul envolve Gin cada vez que ele concentra seus poderes para o lançamento da habilidade. Essa aura também varia de acordo com a força do tiro.



____________________________________________________________________________________________________

Atributos:
Força Física:3
Força Mágica:2+1
Velocidade de Ataque:2
Velocidade de Movimento:2
Precisão:2+1
Vitalidade:3+1

Montaria: Choudon
Spoiler:
Força Física:5+1
Força Mágica:1
Velocidade de Ataque:2
Velocidade de Movimento:4
Precisão:3
Vitalidade:5+1
avatar
Goldsilver Ironsteel
Desbravador
Desbravador

Número de Mensagens : 503
Idade : 32
Localização : Santos-SP.
Reputação : +30 Wanted :
0 / 1000 / 100

Data de inscrição : 14/09/2010

Ficha do personagem
Exp: 3195/4000
Lvl: 4
HP: 100%

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Entre o Céu e o Inferno - Status, NPCs e Jogadores

Mensagem por Goldsilver Ironsteel em Qua 13 Abr 2011, 12:27 pm

Nome: Khiëv
Idade: Desconhecida.
Sexo: Feminimo
Altura: 1,65 em sua forma humana
Raça: Youkai
Nível e Exp: 1 | 0/1000
L$: -
Profissão: -
Salário: -
Terra Natal: Arredores de Hilydrus

About ¿

──────────────  ××
Khiëv é uma youkai jovem, possui uma personalidade calma, paciente e amável. Mas também é uma brincalhona nata — gosta de "pregar peças" mas o faz de maneira inocente e inofensiva. Embora seu temperamento seja muitas vezes imprevisíveis, tornando impossível saberem quais são suas intenções, a kitsune age como uma guardiã e fiel amiga quando tem sua confiança conquistada. Espontânea, sempre a primeira a assumir seus erros a fim de consertá-los. Franca e sincera, buscando constantemente o conhecimento e priorizando sempre sua liberdade.

Vanity ¿

──────────────  ××
Em sua verdadeira forma Kitsune, Khiëv possui apenas uma cauda. Por ainda ser uma jovem youkai seu porte também médio, no entanto, ela pode transportar com facilidade uma criança ou até mesmo um adolescente. Ao chegar na sua fase 'adulta' seu tamanho tende a aumentar brutamente Sua pelagem tem um leve tom creme, que destaca-se com um brilho majestoso sob a luz do luar.

Já em sua forma humanóide, ela possui a aparência de uma adolescente comum, embora seu corpo de curvas bem definidas passe a impressão de ter uma idade bem superior. Suas orelhas tendem a tornar-se mais pontiagudas e esbeltas, e sua cauda pode ou não esconder-se por de'baixo de suas vestes.
(Vide imagens)
Forma humana *
Spoiler:

Forma Kitsune *
Spoiler:


História ¿

──────────────  ××
Meu nome de matilha era Khiëv, porém, em nosso bando dispensávamos nomes e alcunhas. Nasci na terceira linhagem do clã das nove luas, portanto era a mais respeitada como tal. Não digo tais palavras em tons de prepotência, em suma verdade, nosso clã se tratava com um respeito mútuo. Não diferenciávamos outras matilhas que contemplavam luas e deuses diferentes e não menosprezávamos raças, sejam elas quais fossem. Era uma convivência pacífica e equilibrada.

O conceito de matilha muitas vezes era questionado por outros seres que coabitavam conosco. A razão disso, é que vivíamos vidas particulares e caminhávamos individualmente. Mas estávamos sempre unidos pela mesma crença em um mesmo Deus. Bastava um silencioso chamado vindo por entre o sereno vento da noite, para honrarmos o clã das noves luas e fazer valer nossa matilha.

Com o passar dos tempos, percebíamos que o ar de nosso mundo tornava-se cada vez mais denso e arisco. E no final, presenciamos a grande guerra de Hilydrus que viria a assolar todo o nosso equilíbrio. Eu era uma youkai muito nova e mal compreendia minhas próprias habilidades ilusórias. Não era um bom momento para a terceira linhagem, mas mesmo assim, enfrentamos o problema prontamente. O clã da lua maior juntou-se ao exército, incentivando todos os outros clãs a se unirem também. As nove luas era um desses clãs, e embora estivéssemos em menor tamanho, batalhamos de igual vontade e coragem.

O exército travou uma longa e árdua batalha até conquistar a paz, por um certo período. Mas a calmaria logo foi interrompida por uma nova sucessão de acontecimentos. Bárbaros agora ocupavam a ilha. A chegada dos Yarkings não nos afetou diretamente, e a imensa perda dos membros de cada uma das matilhas, nos fizeram permanecer nos bastidores. Não nos manifestamos contra os tais, e passamos pelo início desse período de ocupação bárbara com certa indiferença. Pensávamos que nosso equilíbrio estava estabelecido novamente. Mas estávamos cometendo um grande erro...

Imponentes youkais kitsunes desfilando elegância, isto era o que fazíamos. Nossas pelagens reluziam sob a luz do luar e nossas caudas esbanjavam-se majestosas, dançando ao delicado toque do vento. Éramos um espetáculo noturno para quem tivesse a sorte de nos ver passar, éramos a alegria de pessoas que extasiavam-se com esta intensa fantasia.

Mas como seres tão sublimes, não passamos despercebidos. E foi esta exibição que nos levou ao fim de uma espécie toda. Logo nos tornarmos alvos da cobiça bárbara. Aqueles que tratavamos com indiferença, finalmente começavam a interferir em nosso mundo.

Inicialmente, matilhas começaram a ser caçadas na intenção de serem transformadas em deslumbrantes animais de estimação. Mas havíamos enfrentado uma guerra pelo equilíbrio e certamente não entregaríamos nossa liberdade sem uma nova revolta. Mostramos então o verdadeiro sentido de clã; matilha; liberdade e poder. Isso gerou frustração e revolta pela outra parte, que procurou outra função para nós. Descobriram que nossa pelagem lhe renderiam grandes fortunas, nossas caudas, amuletos de tamanha potência, entre outras muitas desculpas por trás de toda uma mutilação, para eles tudo era justificável. E assim, nosso equilíbrio foi mais uma vez afetado. Dessa vez, para sempre e de forma devastadora.

Travamos mais uma batalha, mas dessa vez, a luta anterior em Hilydrus havia fragilizado a todos nós e fomos cruelmente derrotados. Muitos conseguiram fugir e desapareceram em meio a poeira e destruição.

A grande descoberta dos Yarkings viria nessa grande disputa. Eles se surpreenderam ao se deparar com imensos youkais, que agora tomavam a forma semi-humana. E isso apenas os incentivou a manter prisioneiros e imaginar outras funções para nós.

Como raposas-yokais, mesmo que sempre equilibradas e amistosas, nos tornávamos violentas a termos nossa liberdade colocada em risco. Não éramos animais de estimações e muito menos amuletos. Lutaríamos enquanto a lua estivesse em cima de nossas cabeças. Lutávamos por ela, e muito mais por nós. E foi assim que eu permaneci. Enquanto o clã da lua maior tomava a frente, as nove luas auxiliavam os feridos e a fuga dos de menores linhagens e inaptos a lutar. O clã do fogo norte estava na linha de trás com sua imensa habilidade de manipular as chamas, em meio a outros clãs habilidosos e disciplinados. Nunca senti tanto medo em toda minha vida. Mas como eu contei há pouco, nós não vencemos. Lutei contra eles e contra um pavor tremendo, eu era apenas uma jovem kitsune perdida em meio a tanta violência. Mas no final, tudo que me restou foi fugir , assim como os poucos que sobraram. Minha pelagem estava opaca, e ela sugeria meu estado vital. A essa altura os Yarkings já sabiam disso e eu só pude contar com minha agilidade. Corri, corri incessantemente sem olhar pra trás. Sem me deixar parar por um segundo sequer. E eu já nem me lembro se corri por horas, dias ou semanas... Mas corri até meu corpo cair inerte ao chão. O rubro tom que manchou minha pelagem agora coloria o local onde eu permanecia estagnada. Eu via minha vida se esvaindo pouco a pouco, mas deixei que meus olhos pesassem e descansassem. E assim aguardei pela minha lenta e dolorosa morte.

Acordei poucos dias depois, amparada por criaturas místicas oriundas do âmago da floresta. Permaneci junto a tais seres enquanto meus ferimentos cicatrizavam e desapareciam em meio a nova pelagem brilhosa que tomava o lugar da antiga. Muitas vezes assumia minha forma 'humanóide' para auxiliá-los na criação de ervas, e na proteção de seus lares. Era uma troca justa, e eu quase pude sentir que o mundo estava equilibrado novamente, e tudo não havia passado de um terrível pesadelo. Mas as cicatrizes permaneciam ali para me mostrar que o fato era real e meus chamados noturnos nunca obtiveram uma resposta sequer, isso me enchia da mais profunda tristeza.

Permaneci ali até saber que Hilydrus havia conquistado a paz novamente. Foi então que me decidi. Mantive uma fortaleza de respeito ao redor da vila daquelas fadas e pequenos outros seres que um dia me salvaram a vida. E parti rumo à uma jornada própria, uma reivindicação de um passado que nunca tive. Aprender as coisas que nunca pude, pois guerras e tormentas nunca me deixaram aprender. Honraria o clã das nove luas enquanto não encontrasse ninguém da mesma, e honraria nossas nove caudas. Eu as conquistaria cedo ou tarde, mas essa seria a consequência da tal jornada.

Essa é a história que deixo aqui, meu caminho é longo, mais posso mudar de direção tranquilamente hoje, porque sei que todo caminho novo que eu escolher, me fará melhor a cada dia.


Trick or Treat ¿

1. Habilidade
──────────────  ××

• Chamado ancestral
__________________________________________________________________________________

Através do uso desta habilidade Khiëv pode também voltar a sua forma real, esta sendo a de Kitsune. Neste período o valor de sua velocidade de movimento e vitalidade são incrimentados em 2 pontos cada. A jovem youkai também pode permanecer nesta forma por tempo indeterminado, no entanto, a habilidade ofensiva por trás do Chamado Ancestral tem como requisito que ela esteja em sua forma humanóide. Trata-se da Telecinésia, Khiëv tem capacidade de mover ou levitar um objeto com sua força psíquica. É possível também que ela consiga interferir em mentes, mas as chances de sucesso variam de acordo com o nível desta habilidade, ou a condição da mente a ser abalada. Ou seja, a mente ser muito influênciável ou estar fragilizada; se a pessoa estiver em estado de torpor por conta de inúmeros ferimentos - exausto após batalha - ou outras variantes da mesma. Mas como foi citado, as chances de falha são altas por conta da falta de prática ou o estado da mente.

Custo: 30% PM para transformar-se em raposa. Caso esteja exausta ou seu HP chegue à 30%, o bônus deixará de existir apesar da forma youkai se manter. Precisará de mais 30% PM para voltar à forma humana.
Custo de 10% PM para mover pequenos e médios objetos. 20% PM para tentar influenciar a mente de alguém. O custo pode variar dependendo da situação.
__________________________________________________________________________________






×× Atributos
───────────────

Força Física: 1+1
Força Mágica: 5
Velocidade de Ataque: 1+1
Velocidade de Movimento: 3+1
Precisão: 2
Vitalidade: 2
avatar
Goldsilver Ironsteel
Desbravador
Desbravador

Número de Mensagens : 503
Idade : 32
Localização : Santos-SP.
Reputação : +30 Wanted :
0 / 1000 / 100

Data de inscrição : 14/09/2010

Ficha do personagem
Exp: 3195/4000
Lvl: 4
HP: 100%

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Entre o Céu e o Inferno - Status, NPCs e Jogadores

Mensagem por Goldsilver Ironsteel em Qua 11 Maio 2011, 11:59 pm

Nome: Shentaro Youkodan
Idade: Desconhecida/Aparentemente 25 anos
Sexo: Masculino
Altura: 1,80m
Raça: Humano
Nível:Exp: 5
L$: 0
Profissão: Ninja, assassino, iniltrador
Salário: Desconhecido
Aparência:


Personalidade:
Sarcástico, frio, calculista, dedicado, perfeccionista e leal.

Terra Natal:
Desconhecida.

História:
Desconhecida.

Atributos:
Força Física: 4
Força Mágica: 3 + 1 [4]
Velocidade de Ataque: 5
Velocidade de Movimento: 5
Precisão: 3 + 1 [4]
Vitalidade: 2 +1 [3]

Habilidades:

Aderir
Queda Leve
Arte do Arremesso
Investida Sombria
Camuflagem de Sombras
Olho da Luz Gêmea

Observação:
avatar
Goldsilver Ironsteel
Desbravador
Desbravador

Número de Mensagens : 503
Idade : 32
Localização : Santos-SP.
Reputação : +30 Wanted :
0 / 1000 / 100

Data de inscrição : 14/09/2010

Ficha do personagem
Exp: 3195/4000
Lvl: 4
HP: 100%

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Entre o Céu e o Inferno - Status, NPCs e Jogadores

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum