Novo(a) por aqui?
Leia nosso tópico de boas vindas e descubra o que Lodoss tem a oferecer!

>>> Clique Aqui <<<

Tenha uma ótima aventura!


Últimos assuntos
» Tópico de vida
Sab 15 Jul 2017, 8:09 pm por ADM Hayate

» Tenkai
Sex 15 Mar 2013, 12:13 am por Bluesday

» Fortitudo Lapidum - Camp
Qui 14 Mar 2013, 11:19 pm por yoda

» Chamada ONE: Attention Please!
Seg 11 Mar 2013, 12:03 pm por Kaien Saller

» Novo Fórum, Novo Domínio!
Seg 11 Mar 2013, 1:30 am por ADM Hayate

» Novo no pedaço
Seg 25 Fev 2013, 1:10 pm por Arcturus Steelbreaker

» Dúvidas sobre ficha
Sex 22 Fev 2013, 8:21 pm por Peregrino

» [FP]Jason Stifler Grace
Sex 22 Fev 2013, 12:40 am por Jason Stifler Grace

» Nostalgia e Parabéns
Seg 18 Fev 2013, 6:48 pm por Bluesday




>Nuvens amaldiçoadas ameaçam cobrir a ilha!

> Leroooy!

> Casa é destruída no Vilarejo de Calm

> Mais notícias...






> Construção de Sede de Guilda

> "Entrega"

> Caçador de Hidra

> Ajudante de Porto

> Pesca em Calm

> Ovos de Dragão

Entre o Céu e o Inferno - Campanha

Página 3 de 5 Anterior  1, 2, 3, 4, 5  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Capítulo 2 - Uma Trama de Outro Mundo

Mensagem por Goldsilver Ironsteel em Ter 09 Nov 2010, 10:54 am

Narrativa OFF - Entre o Céu e o Inferno



Sumário da Campanha

Prólogo - A Expedição
Capítulo 1 - O Sobrevivente



Status da Campanha

Fim do Capítulo 1 - O Sobrevivente



Capítulo 2 - Uma Trama de Outro Mundo


Até agora...

A expedição promovida pelo grande mago Zaran, para explorar a floresta Endless, se mostrou ter sido um fracasso segundo seu único sobrevivente o ranger Raigor Woodgreen. Ao que tudo consta a maior parte dos membros da expedição morreram vítimas das armadilhas da própria floresta, os poucos que restaram agora se encontram aprisionados por criaturas terríveis que mais parecem ter saido de um pesadelo.
Por insistência do ranger, Akkin Cei, fugitivo e procurado pela guarda de Hilydrus, aceita enfrentar novamente o seu passado para ajudar o ranger a se recuperar e com sorte reunir um novo grupo para resgatar os sobreviventes da expedição que estão aprisionados em um templo subterrâneo no coração da floresta.

Chegando na cidade de Hilydrus ao anoitecer o grupo se depara com um estranho e sobrenatural nevoeiro encobrindo toda a cidade. Enquanto caminhavam pelas ruas estreitas e escuras ele se encontraram com Nanaya Shiki no exato momento em que são atacados por um trio de assassinos incomuns que aparentemente tentavam assassinar o ranger.

Com um pouco de sorte e a pequena ajuda de Samira, o grupo sobrevive ao embate. Feridos eles se encontram com um velho que aparentemente parece dotado de poderes mágicos. Neste momento o jovem Gin, surge procurando por seu amigo e se une ao trio de guerreiros no lugar de Shiki que desaparece na noite.

Enquanto o trio é levado pelo velho até uma torre protegida por armadilhas mágicas, Selenna Walker voava pelos telhados de Hilydrus procurando uma forma de completar sua tarefa dada a ela pelo Exército de Takaras. Infortunadamente ela se depara com uma tentativa de assassinado incomum e neste momento se prepara para lutar por sua vida.

Quem será o misterioso velho amigo de Raigor?
O que será que está acontecendo em Hilydrus?
Que criaturas aprisionaram os membros da expedição?
Por que os assassinos da Irmandade das Sombras querem o ranger morto e por que estão promovendo assassinatos nesta noite sombria?
Qual será a causa do misterioso nevoeiro mágico que cobre a noite de Hilydrus?
E por fim, o que aconteceu com Lucian o amigo de Gin?

Acompanhe o desenrolar da trama para saber isso e muito mais.



Premiações:

Todos os jogadores ganharam 500 pontos de exp sem exceção. Até mesmo quem entrou atrasado ganhou o XP para equilibrar com os outros.


Última edição por Goldsilver Ironsteel em Ter 09 Nov 2010, 5:41 pm, editado 1 vez(es)
avatar
Goldsilver Ironsteel
Desbravador
Desbravador

Número de Mensagens : 503
Idade : 33
Localização : Santos-SP.
Reputação : +30 Wanted :
0 / 1000 / 100

Data de inscrição : 14/09/2010

Ficha do personagem
Exp: 3195/4000
Lvl: 4
HP: 100%

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Entre o Céu e o Inferno - Campanha

Mensagem por Goldsilver Ironsteel em Ter 09 Nov 2010, 1:39 pm

@ Akkin, Gin e Selenna.

Akkin e Gin.

Enquanto Raigor cochilava em um dos sofás, Akkin e Gin iniciavam uma conversa amigável esquecendo os enfrentamentos hostis de minutos atrás.

Ambos estavam impressionados com as pequenas demonstrações de poder do velho anfitrião e ainda mais com aquele lugar estranho, frio e opressor por fora mas aconchegante e seguro por dentro, a torre do velho parecia uma prisão quando vista pelo lado de fora mas por dentro, se asemelhava muito com uma confortável casa.

"Mas me diga... E você, o que faz? Como veio parar aqui? E que diabos de gênio é esse que você possui?"

Questionou Akkin ao seu novo companheiro, após receber sua resposta do mesmo, ambos puderam ver o velho retornar pela mesmo porta que saira desta vez, carregando uma mochila em suas costas. Ao mesmo tempo em que a porta era aberta Raigor abriu seus olhos e se sentou no sofá.

O velho tomou seu espaço ao lado do ranger sentando-se na parte livre do mesmo sofá ao mesmo tempo em que colocava sua pequena mochila de couro aberta sobre a mesa central que jazia no centro da sala no meio dos sofás.

Sem dizer nenhuma palavra ele começou a remexer dentro da mochila procurando por algo, o trio de visitantes podia ouvir sons de vidro similar ao de garrafas vindos de dentro, depois de alguns momentos o velho retirou dali 2 frascos de vidro.




Entregou um para o ranger e outro para Akkin.

"Bebam tudo rápido e sem desperdiçar nenhuma gota, essas poções mágicas irão tratar de suas feridas."

Disse o ancião após entregar os frascos, Akkin sabiamente esperou a reação do ranger, afinal, não conhecia o velho. Ele viu Raigor retirar a rolha do frasco e beber todo o conteúdo dele rapidamente, em um só gole, sem demonstrar nenhuma exitação. Ao final ele fechou a cara em uma careta sorridente.

Todos ali puderam ver que as feridas visiveis no ranger simplesmente se fecharam diante de seus olhos. As feridas mais leves desapareceram sem deixar nenhum vestígio enquanto as maiores e profundas foram reduzidas a cicatrizes da mesma forma como ficarião pelo processo natural de cura.

Sem demora, Akkin, fez o mesmo, o líquido vermelho desceu goela abaixo, seu sabor era ao mesmo tempo amargo e adocicado porém ele queimava como suco de pimenta. O líquido desceu queimando Akkin por dentro e logo essa senssação de queimação percorreu todo o seu corpo concentrando-se em suas feridas onde depois de um tempo, sentiu a queimação se concentrando nelas abandonando todo o restante do corpo, pouco a pouco a queimação desaparecia transformando-se em formigamento e por fim, em cócegas até que ao final do processo, Akkin não sentia mais nada, nem a queimação, nem o formigamento, nem as cócegas e nem a dor das feridas, tudo desaparecera.

Ele passou a mão nas costas, no rasgo de suas roupas e sentiu em sua pele apenas uma leve marca, uma cicatriz que a poucos segundos era uma ferida aberta vertendo sangue.

Ele estava completamente curado, mas apenas curado, a estranha poção de cura não havia restaurado as energias perdidas e ele ainda se sentia muito cansado pela estressante luta da qual havia participado.

Gin via toda a mágica acontecer diante de seus olhos, aquele velho estava lhe surpriendendo, e muito, se hoje ele havia aprendido alguma lição era a de nunca mais julgar ninguém pelas aparências, ainda mais se for um ancião.

Ao final de tudo o velho olhou para seus 3 visitantes, relaxou no sofá e começou a falar.


"Agora que estão curados e não correm mais risco de vida, eu posso me apresentar, eu me chamo Iolavos e sou um mago artífice, para vocês leigos vou explicar, um artífice é um mago especializado na criação de artefatos mágicos, minha especialidade é a confecção de anéis encantados porém eu sei produzir algumas poções também."

Parou para uma pequena pausa observando seus companheiros, ele não era como os outros velhos, apesar de parecer ser muito idoso Iolavos apresentava dentro de si um grande vigor e seus olhos verdes, agora visíveis, brilhavam mostrando poder e conhecimento.

"Eu não sou nativo de Lodoss, na verdade, não sou nativo nem deste mundo, eu venho de um outro universo ou como nós arcanos costumamos nos referir "plano de existência". Venho do mundo de Megalion. Megalion é um grande mundo, muito maior que Lodoss e também muito mais perigoso e hostil.

As dores da guerra marcam aquele mundo desde os primordios de sua existência, suas terras e suas maravilhas sempre foram disputadas por todos os tipos de criaturas. Isso fez com que naturalmente Megalion se tornase o lar de grandes nações muito mais poderosas do que os pequenos reinos existentes aqui em Lodoss e também o lar de criaturas extremamente poderosas."


Iolavos lançou um olhar de sarcasmo e divertimento diante da surpresa de seus amigos, até mesmo Raigor que já o conhecia estava surpreso com as novidades contadas pelo mago artífice.

"Eu poderia ficar aqui e lhes contar detalhes sobre Megalion como os três sóis que brilham nos céus em oposição as três luas que dominam as noites daquele mundo magnífico e cruel mas não temos tempo e portanto irei me adiantar e contar apenas a minha história e como vim parar aqui.

Eu e Zaran, sim o mesmo que fez a expedição para Endless somos amigos, Zaran Zudokiysh é seu nome, ele é um grande mago especialista na escola de magia de adivinhação e transmutação. Um dia desses nós nos reunimos e decidimos criar juntos uma maravilha arcana o Anel do Tempo.
Esse artefato consistia de um anel mágico poderoso o suficiente para levar o seu portador ao passado ou ao futuro, de posse desse item nós esperávamos mudar alguns acontecimentos nefastos no passado de Megalion como por exemplo a queda do grande paladino Muramir Souless e o assassinato da princesa Neftânia.

Enfim, trabalhamos juntos no estudo, desenvolvimento e confecção do Anel do Tempo por 30 longos anos até que finalmente conseguimos criá-lo.

HA! Como eramos tolos! Acreditáva-mos que podiamos mudar o mundo para melhor através de um simples artefato sendo que nem mesmo as mais poderosas criaturas eram capazes de fazê-lo por seus esforços.

Sem demora ativamos o anel, mas os deuses nos provaram que eram sábios, encontramos uma barreira mágica que protegia as linhas do tempo de intromições externas como a nossa, essa barreira causou um paradoxo, o anel tinha que abrir uma passagem, mas a barreira não permitia isso o que forçou uma passagem temporal a transmutar-se em uma passagem interplanar.

Fomos então sugados da face de Megalion e lançados em Endless, aqui em Lodoss."


Iolavos parou novamente para admirar a face de suas visitas cada vez mais atônitas com as narrativas do velho. O mago parecia estar se divertindo com isso.

"Uma vez aqui em Lodoss encontramos um lugar muito mais calmo e tranquilo que Megalion, claro, com seus próprios problemas e infelizmente com suas próprias guerras mas em comparação ao nosso mundo natal, muito mais gentil para se viver.

Então desistimos de tentar tocar nas linhas do tempo e nos instalamos aqui em Hilydrus para viver em paz e tranquilidade nos limitando apenas a observar o tempo, passado, presente e futuro. Tudo corria bem, nós nos disfarçamos de simples cidadãos e não chamamos a atenção até que... Em uma de suas adivinhações arcanas Zaran profetizou uma grande desgraça em Lodoss, segundo ele uma das raças anciãs nativas de Megalion viria para Lodoss e aqui aproveitando-se de seu poder superior iniciaria um processo de conquista até que toda a ilha e seus habitantes estivessem submetidos ao seu julgo nefasto.

Imediatamente passamos a nos preparar para esses acontecimentos sombrios, nós não podiamos alertar ninguém porque isso atrairia a atenção indesejada dos demônios de Takaras, eu e Zaran edificamos esta torre que aparentemente é só uma torre mas na verdade é um pequeno refúgio mágico, uma pequena fortaleza. Passei a confeccionar meus anéis encantados sem me preocupar com as tarefas comuns do cotidiano, graças ao casal que cuida da estalagem aqui ao lado.

Sim, eles são meus amigos e sabem quem eu sou em parte, eles me acolhem e me ajudam lavando minhas roupas e preparando minha comida todos os dias em troca que eu os protejo e cuido de sua saúde.

Foi por intermédio deles que eu conheci o jovem Lucian, um garoto esperto dotado de poderes arcanos. Eu adotei o garoto e passei a lhe ensinar a dominar seus poderes.

Tudo corria bem até o dia em que Zaran apareceu aqui e me disse que eles haviam chego, os Ilithids estavam em Lodoss.

Essas palavras me estremeceram dos pés a cabeça, Ilithids, não pelos deuses eles não!"


A expressão descontraida de divertimento desapareceu da face de Iolavos, agora ele olhava para o vazio procurando relembrar detalhadamente todos os acontecimentos que narrava.

"Zaran decidiu que partiria para combater os Ilithids enquanto esses ainda não estavam perfeitamente instalados em Lodoss, eu me dispus a ir com ele mas ele recusou veementemente alegando que se algo desse errado era bom eu estar por aqui para um segundo plano, e pelos deuses, o maldito estava certo, ele sempre esteve certo!

Aquela expedição, ela não havia sido organizada para explorar Endless, não, o objetivo dela era exterminar os Ilithids mas como eu temia ela falhou..."


O ancião fitou Raigor com tristeza.

"Parece que os Ilithids ou como os leigos preferem chamar, Devoradores de Mente, já estão muito bem instalados aqui em Lodoss, infelizmente, e ao que tudo indica já estão em Hilydrus macomunados com o maldito clã da Irmandade das Sombras. Essa neblina mística foi invocada por eles e eu já até posso prever o que pretendem fazer..."

O ancião parou por um momento e sem se levantar da onde estava olhou a neblina através da pequena janela com barras de ferro, então se virou para Gin e respondeu a pergunta que ele sabia que o faria.

"Lucian... O jovem infelizmente está desaparecido ha uma semana, lembro que ele havia enviado uma carta a você para que se encontrasem, mas eu não sei exatamente o que aconteceu com o garoto. Tudo o que eu sei é que o pobre Lucian desapareceu nas ruas próximas daqui.

Temo que algo de muito ruim tenha acontecido a ele."


Iolavos finalizou seu discurso olhando para baixo com uma expressão de preocupação que deixava visível a idéia do ancião sobre o desaparecimento de Lucian, um sentimento de culpa. Finalmente ele ergueu a cabeça esperando as perguntas de seus acompanhantes, ele sabia que eles as farião e ele estava preparado para responder a todas elas.




Selenna.

Os homens andavam em direção a Selenna ignorando sua pergunta, ameaçadoramente brandindo suas espadas curtas ensaguentadas com o sangue do mago morto a poucos segundos. Crendo que a estranha garota estava desarmada eles avançavam sem medo cada vez mais rápido em sua direção até que seus passos lentos se aceleraram transformando-se em uma corrida.

Um dos assassinos correu até ela normalmente, o outro que estava trajando roupas diferentes dos demais, demonstrando ser dotado de uma grande agilidade saltou na parede e corria em direção a Selenna caminhando na horizontal!

A garota estava perplexa pela habilidade do homem, ele estava correndo pelas paredes em sua direção exatamente como seu cumplice fazia pelo chão. Ela precisava agir rápido ou seria massacrada por seus agressores.





Nota do Mestre: Gin deve responder a pergunta de Akkin e somente depois disso é que o velho voltará a aparecer dando continuidade a história, por consequência disso Akkin não poderá postar antes de Gin. Isso não se aplica a Selenna porque ela está em uma outra cena da história.
Isso acontece porque o velho não teria tempo de sair da sala, pegar os curativos e retornar durante uma conversa tão curta como esta que ocorreu até agora.


Marcadores de texto:

Negrito = narrativa.
Azul = marcadores de fala.
Oliva = Fala dos jogadores.
Laranja = falas dos NPCs.
Azul Claro = pensamentos.
Vermelho = notificações.
avatar
Goldsilver Ironsteel
Desbravador
Desbravador

Número de Mensagens : 503
Idade : 33
Localização : Santos-SP.
Reputação : +30 Wanted :
0 / 1000 / 100

Data de inscrição : 14/09/2010

Ficha do personagem
Exp: 3195/4000
Lvl: 4
HP: 100%

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Entre o Céu e o Inferno - Campanha

Mensagem por Gin em Qua 10 Nov 2010, 12:09 am

Sua conversa caminhava a bons rumos com seu novo companheiro. Parecia ser um sujeito com boas intenções e sempre aberto a uma briga. Ficou um tanto aliviado em tê-lo fazendo parte de sua equipe.. poderia ser de muita utilidade num momento apertado. Ouviu a resposta de Akkin, abrindo um sorriso.

Você é um assassino?Disse, quando este terminou de contar sua história.Nossa, que sinceridade a sua não?Sorriu. Na verdade não se importava muito a índole das pessoas.Não ligo.. tenho um ótimo amigo, inclusive, que é um demônio..

Parecia que Akkin tinha terminado. Gin aproveitou o momento de silêncio para beber de seu cantil. Foi quando ele desatou a contar sua história mais recente. Gin olhou para Raigor, dormindo, quando este foi mencionado. Assassinos e jogos de poder? Parecia ter saído no lugar certo. Continuou sorrindo quando deu sua resposta.

Meu garoto, sou apenas um sujeito que caminha no mundo em busca da próxima aventura. Digamos que..Foi nessa hora em que o Velho retornou ao quarto.

Sabia, agora, que era um sujeito poderoso e importante. Sentou-se quando este começou a contar sua história e, por mais bizarra que fosse, se viu surpreso em tomar ela como verdadeira. Não deixou de se surpreender com os fatos, claramente expressando seus sentimentos ao arquear suas sobancelhas durante toda a história. Quando este mencionou seu companheiro desaparecido ficou um tanto curioso pelo peso em que este transmitiu o recado. Talvez o sujeito tivesse um partido de culpa pelo ocorrido.

Bom lolavos..Começou Gin, antes que qualquer um pudesse se expressar.Claramente você se sente culpado pelo que aconteceu com meu amigo Lucian e, por isso, só tenho uma perguta com relação a isso tudo.Levantou-se subitamente.Quando saímos para procurá-lo? Estava animado. Agora que sabia o que tinha acontecido não restava dúvidas de que tinham que partir imediatamente. Sorria um meio sorriso um tanto estranho, como se estivesse pensando nas brigas que viriam a seguir.

_________________


L$:--
Atributos:
Força Física:3
Força Mágica:2+1
Velocidade de Ataque:5
Velocidade de Movimento:5
Precisão:2+1
Vitalidade:3+1


Montaria: Choudon
Spoiler:

Força Física:5+1
Força Mágica:1
Velocidade de Ataque:2
Velocidade de Movimento:4
Precisão:3
Vitalidade:5+1
_____________________________________________
avatar
Gin
Narrador
Narrador

Número de Mensagens : 788
Idade : 27
Reputação : Neutro Wanted :
0 / 1000 / 100

Data de inscrição : 16/10/2008

Ficha do personagem
Exp: 900/1000
Lvl: 4
HP: 87%

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Entre o Céu e o Inferno - Campanha

Mensagem por Kronos Hiily em Qui 11 Nov 2010, 12:39 pm

Esperava um tanto ansioso a resposta de Gin, que na verdade não veio. O velho apareceu na hora em que Akkin saberia um pouco mais sobre seu tão misterioso companheiro. Chegou com alguns utensílios que Akkin desconhecia e dentre eles um frasco com um liquido vermelho em seu interior. Sem demoras lançou um a Raigor que rapidamente e em um único gole levou todo aquele liquido vermelho para dentro de si, ao final sua careta revelava que talvez o gosto não fosse muito agradável.

Confiando no ranger, o Hanyou faz o mesmo. Bebeu em um só gole e logo depois sentiu algo diferente. O líquido vinha queimando sua garganta em uma mistura amarga e doce ao mesmo tempo. Logo depois várias diferentes sensações se espalharam por todo o seu corpo, fosse da ponta dos pés até a cabeça, ele sentia algo diferente. Foi quando tudo aquilo terminou, naquele momento o Hanyou não sentia a dor de seus ferimentos. Para comprovar o que pensava passou à mão em suas costas a ali só existia a cicatriz do que outrora era uma abertura horrenda e cheia de sangue. Aquilo impressionou Akkin. Sua atenção foi desviada quando o velho iniciou a falar. Deveria presta atenção em tudo. Rapidamente sentou-se e tratou de ouvir.

Os minutos passavam a história ficava cada vez mais interessante e um pouco assustadora. O velho conseguia envolver a todos com aqueles contos incríveis, fazendo ficar tudo claro na mente do rapaz. Sua profissão, de onde veio, os reinos... E até mesmo os monstros, era algo extremamente fascinante. Mas o que ficava claro, era o tamanho dos problemas acarretados tanto para o grupo, quanto para Hilydrus. Todos ali sabiam que ele era um assassino... Mas Akkin nunca mencionou que uma vez já fora do exército de Hilydrus, ou seja, ele teria muito a se preocupar. Ignorou um pouco esses pensamentos do passado e escutou o final da história, que se tratava de um garoto chamado Lucian.

Gin, vendo que seu amigo poderia estar correndo perigo não hesitou e já estava pronto, só restava saber os outros. Ao contrário do que o mago pensava, Akkin não lhe fez nenhuma perguntar, ele apenas queria agir.

- Devoradores de Mente? Isso vai ser realmente interessante. Além do que... Estou com uma imensa vontade de chutar a bunda daquele Líder Vampiro. Bem... Talvez eu possa ajudar com isso...





Off: Malz a demora do post estive estudando para vários testes e começarei as provas, então só peço um pouco de paciência :Off
avatar
Kronos Hiily
Punk Demon
Punk Demon

Número de Mensagens : 261
Idade : 22
Localização : Belém - Pará
Reputação : Neutro Wanted :
42 / 10042 / 100

Data de inscrição : 06/03/2010

Ficha do personagem
Exp: 3400/4000
Lvl: 3
HP: 100%

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Entre o Céu e o Inferno - Campanha

Mensagem por Goldsilver Ironsteel em Qui 11 Nov 2010, 2:49 pm

Como Selenna Walker não está na mesma parte da história vou dar continuidade aos outros jogadores, assim que ela postar darei continuidade a ela.

@ Akkin e Gin.

Akkin e Gin.

Assim que o ancião terminou de narrar sua história, viu os jovens já se preparando para sair, aquele vigor, aquela energia, aquela coragem o impressionavam, mas aquele não era o momento certo de agir.
Com um simples movimento de sua mão a porta de madeira do aposento, outrora aberta se fechou diante deles sem se trancar.


"Ora! Tolos, acham mesmo que estão prontos para a ação? Eu não os trouxe aqui apenas para cura-los e contar historinhas, o que está ocorrendo lá fora é muito sério e agora em toda a Lodoss nós somos os únicos que sabemos da verdade. Suas vidas valem muito agora.
Akkin, seu corpo está curado mas não está recuperado, apenas as feridas se fecharam mas o stress e todo o cansaço gerado por elas ainda persistem.

Essa não é uma noite boa para se sair, estamos em desvantagem lá fora, além de ser noite, a neblina mística atua contra nós, SIM, somente contra nós. Todos os cúmplices dos Devoradores de Mente não são afetados, nem sua visão, nem sua audição, pelo contrário, dentro da neblina eles se tornam mais fortes.

Temos que esperar o amanhecer para que os raios do Sol dissipem o encantamento que cobre Hilydrus, até lá sugiro que repousem, descansem e se preparem, quando colocarem os pés para fora desta torre deverão se preparar porque nunca mais terão sossego. Os ilithids são implacáveis, agora eles sabem que possuimos dois novos aliados e deverão atacar com mais força da próxima vez.

De fato, Raigor teve muita sorte hoje e você também Akkin, o grupo de assassinos que vocês enfrentaram esperava encontrar apenas um homem ferido e cansado tanto que nem utilizaram veneno em suas armas, se eles o tivessem feito..."


Apesar da excitação dos jovens guerreiros as palavras do mago faziam sentido, foi quando Raigor o questionou.

"Velho, o que está acontecendo? Por que invocaram esse nevoeiro?"

Apesar de se dirigir a Iolavos de forma informal e até um pouco desrespeitosa, era possível notar uma grande amizade do ranger em relação ao ancião, este por sua vez logo o respondeu.

"Os devoradores de mentes são espertos e ardilosos, eles sabem que as forças de Lodoss não são páreas para eles mas mesmo assim, não querem se arriscar a perder a chance de conquistar um mundo inteiro. Segundo meus rituais de adivinhação, os ilithids pretendem assassinar nesta noite vários cicadãos importantes de Hilydrus como o príncipe Kite, o mago Alderus, o sumo sacertote de Zaltar e os generais do exército real.

O plano deles eu não sei ao certo, mas ao que tudo indica, com a cidade desprotegida eles poderão agir livremente. Se Hilydrus cair não tardará até que o resto de Lodoss tenha o mesmo destino. Vocês meus amigos são a ultima esperança desta ilha, são a ultima linha de defesa."


O mago finalmente se levanta, olha para a sua direita e aponta seu dedo para a outra porta no cômodo.

"Ali, se seguirem por aquela porta encontrarão alguns quartos, podem descansar sem se preocupar, nenhum dos devoradores de mentes ou seus lacaios seria tolo de invadir minha torre, NÃO COMIGO AQUI DENTRO!"

Os olhos do mago faiscaram de energia pura quando gritou o final de sua frase, então ele olhou para os jogadores e pequenos raios de luz saltaram da face do anciam atingindo a todos menos Raigor. Nada pode ser sentido por eles e ao final do processo indagavam curiosos com seus olhares assustados e surpresos.

"Não temam, eu apenas lancei um feitiço de reconhecimento em vocês desta forma as magias que protegem minha torre não serão acionadas por vocês porém se vocês se aproximarem de algo que comece a brilhar em azul, não toquem porque é uma das áreas restritas da torre, se desobedecerem a ordem não me responsabilizarei pelo que pode acontecer a vocês.

Raigor, apresente os aposentos a eles.

Enfim senhores, amanhã será um longo dia, me despeço aqui de vocês. Tenham uma boa noite."


Finalizou seu discurso retornando para a escadaria e fechando a porta atrás de si.

"OK parceiros, me sigam."

Disse Raigor dirigindo-se a outra porta.

Marcadores de texto:

Negrito = narrativa.
Azul = marcadores de fala.
Oliva = Fala dos jogadores.
Laranja = falas dos NPCs.
Azul Claro = pensamentos.
Vermelho = notificações.
avatar
Goldsilver Ironsteel
Desbravador
Desbravador

Número de Mensagens : 503
Idade : 33
Localização : Santos-SP.
Reputação : +30 Wanted :
0 / 1000 / 100

Data de inscrição : 14/09/2010

Ficha do personagem
Exp: 3195/4000
Lvl: 4
HP: 100%

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Entre o Céu e o Inferno - Campanha

Mensagem por Kronos Hiily em Sab 20 Nov 2010, 6:51 pm

Antes que Akkin pensasse em dizer algo o velho se intrometeu na frente falando alto e repreendendo Gin e o Hanyou. Logo a porta da unica saída havia se fechado e estavam ali, confinados. Akkin decidiu escutar então o velho e toda aquela baboseira... E apesar de tudo ele estava correto.

O hanyou não enganava ninguém, ainda estava visivelmente cansado e não daria conta de uma nova luta, não contra a Irmandade das Sombras. Ao término, Raigor questionou o seu velho amigo.

"Velho, o que está acontecendo? Por que invocaram esse nevoeiro?"

Aquilo despertou a atenção do Hanyou, suas orelhas fizeram leves movimentos e Akkin passou a prestar atenção no que o velho dizia. A cada palavra ficava mais impressionado com a periculosidade daqueles monstros. " Um ataque ao Principe Kite? Tsc... Isso é loucura" Pensou o Hanyou, mas quando ele se referiu aos Generais do Exército Real, o Hanyou se intrometeu.

- Jamais! - Cerrou os punhos enquanto dizia - Ele podem matar todos... Menos Bleed, aquele ali é meu... - Agora aquela expressão de alegria não era mais visível no rosto de Akkin.

Foi quando pequenos raios azuis invadiram seu corpo, raios esses conjurados pelo mago. Akkin não ficou surpreso, parecia que o assunto sobre os Generais, fazia nítida diferença no Hanyou. Ouviu então as instruções do mago sobre os objetos da torre e logo em seguida seguiu Ragior para os aposentos, ele realmente precisava de uma boa noite de sono.


avatar
Kronos Hiily
Punk Demon
Punk Demon

Número de Mensagens : 261
Idade : 22
Localização : Belém - Pará
Reputação : Neutro Wanted :
42 / 10042 / 100

Data de inscrição : 06/03/2010

Ficha do personagem
Exp: 3400/4000
Lvl: 3
HP: 100%

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Entre o Céu e o Inferno - Campanha

Mensagem por Gin em Sab 20 Nov 2010, 10:14 pm

Aparentemente, para Gin, a situação começava a ficar interessante. Uma grande conspiração ocorria e estava ao seu alcance participar dela. Não de maneira negativa, mas sim ajudando com o que sabia de melhor para assegurar a contínua sobrevivência de Lodoss como este a conhecia. Seus instintos gritavam por ação imediata porém, como disse lolavos, agora não era a hora.

Não escutou muito do discurso do velho. Não que não fosse interessante, mas sim por não se importar muito com os detalhes. Sabia que precisava ajudar seu amigo que estava no meio disso tudo e, no mais, esperava brigar com sujeitos fortes. Deixaria as tecnicalidades para o mago com sua imensa sabedoria. Porém, não naquela noite.

Subitamente o mago lançou-lhe uma magia. Gin não teve tempo nem de pensar em desviar quando foi atingido. Por sorte a magia era algo como um encantamento de reconhecimento, mas isso não deixou de assustá-lo.


Seu velho esclerosado!Rugiu Gin ao término da magia. Passava a mão no local onde o feitiço tinha atingido-no, mesmo não tendo sentido o efeito do mesmo.Próxima vez avisa, bicho feio..Em seguida deixou-se ser guiado pelo Ranger.

Chegou em seu quarto, despejando suas coisas em cima de mesa mais próxima. Em seguida despiu-se e se lavou da melhor maneira que podia. Estava pensativo, o que era incomum para ele. Pensava no dia seguinte e em todas as coisas que iriam acontecer. Gin, no entanto, só sentia entusiasmo e não podia esperar.

Arrumou-se rapidamete no dia seguinte. Não precisou ser guiado de volta ao aposento de onde tinham se separado na noite anterior pois ainda lembrava o caminho. Chegou lá com ares animados, carregando sua mochila em apenas um ombro.


Simbora meu povo?Disse, sorrindo largamente. Estava animado.

_________________


L$:--
Atributos:
Força Física:3
Força Mágica:2+1
Velocidade de Ataque:5
Velocidade de Movimento:5
Precisão:2+1
Vitalidade:3+1


Montaria: Choudon
Spoiler:

Força Física:5+1
Força Mágica:1
Velocidade de Ataque:2
Velocidade de Movimento:4
Precisão:3
Vitalidade:5+1
_____________________________________________
avatar
Gin
Narrador
Narrador

Número de Mensagens : 788
Idade : 27
Reputação : Neutro Wanted :
0 / 1000 / 100

Data de inscrição : 16/10/2008

Ficha do personagem
Exp: 900/1000
Lvl: 4
HP: 87%

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Entre o Céu e o Inferno - Campanha

Mensagem por Goldsilver Ironsteel em Dom 21 Nov 2010, 5:22 am

@ Akkin e Gin.

Akkin e Gin.

Ouvindo as instruções do mago os dois jovens guerreiros resolveram acatar, mas não pelo fato de ser um ancião ou por medo, mas sim porque ambos aprenderam a respeitar o velho resmungão que outrora parecia ser apenas isso, um velho resmungão, mas agora diante dos dois combatentes ele havia se tornando um homem incomum e senhor de um grande poder.

Os dois seguiram Raigor, esse por sua vez parecia conhecer bem o local e estar familiarizado com tudo, na verdade depois de pensar um pouco ambos os guerreiros notaram que ele não fora atingido pela magia de reconhecimento lançada por Iolavos, talvez ele já estivesse sob o efeito dela.

A outra porta da sala levava para um corredor estreito com apenas um metro e meio de largura por pouco mais de dois metros de altura, 5 portas podiam ser vistas, 4 estavam posicionadas na parede sul e uma delas estava bem no fim do corredor, a parede norte não possuia nenhuma porta mas sim duas janelas pequenas com barras de ferro, o corredor possuia por volta de quinze metros. Através dela era possível ver o nevoeiro que encobria a cidade bem como os telhados das casas mais baixas.


Esquema do corredor
----------==-------------------==----------
||
---|__|-------|__|-------|__|-------|__|---

"Então meus amigos, essas quatro portas são quartos e aquela porta ali no fim leva para um banheiro. Escolham onde querem ficar e descansem, apesar de ser meio resmungão Iolavos é muito hospitaleiro e pelo pouco que sei dele, parece que ele gostou de vocês.

Enfim, eu vou dormir no primeiro quarto, podem escolher os outros 3 para vocês. Ah e por favor gostaria de poder ser o primeiro a tomar banho, estou muito cansado e não durmo direito a dias."


Falou o ranger abrindo a porta do primeiro quarto e atirando suas coisas dentro para logo em seguida se dirigir até o final do corredor ao encontro do banheiro.

Akkin e Gin seguiram as indicações de Raigor e cada um tomou um quarto para si, os quartos eram aconchegantes, cada um possuia um beliche e um armário duplo, eram quartos próprios para acomodar duas pessoas, a única coisa que incomodava era um leve cheiro de mofo característico de roupas guardadas sem uso por um longo período, mas nada realmente desagradável.

Depois do ranger Akkin foi o segundo a se banhar enquanto Gin ficava pensativo em seu quarto, ele andava de um lado para o outro ancioso por ação e novidades até que chegou a sua vez, ele já estava descansado e limpo mas pensou bem e resolveu tomar um banho também, afinal, banho nunca é demais e nunca se sabe quando ele poderá tomar outro depois de sair em aventura.

O trio de aventureiros descansaram tranquilamente, ali eles realmente se sentiam seguros.

Logo pela manhã estavam todos de pé, sem saber o que fazer resolveram esperar por Iolavos na pequena sala de visitas. Enquanto o mago não vinha Raigor os mantinha entretidos descrevendo os acontecimentos que ocorreram na expedição de Zaran.


"No começo tudo corria bem, nas duas primeiras semanas de viagem não tivemos nenhum problema mas depois de um certo tempo as coisas começaram a piorar. A floresta se tornava mais densa, suas árvores maiores e os arbustos mais numerosos, em alguns trechos tivemos que usar facões para abrir caminho. Nessa etapa da jornada 4 trabalhadores tiveram um azar terrível e foram pegos por uma grande planta carnívora, aqueles homens foram devorados rapidamente antes que a gente tivesse qualquer chance de fazer algo.
Isso abalou muito nossa moral mas resolvemos seguir em frente. As coisas começaram a ficar cada vez piores na terceira semana de viagem, membros da expedição começaram a desaparecer noite após noite sem deixar nenhum rastro, de 31 membros a expedição havia sido reduzida a apenas 21.
Era assustador.

Então depois de um mês de viagem nós encontramos uma grande cachoeira que desaguava em um penhasco, eu fiquei muito surpreso, não sabia que existiam quedas de água dentro de Endless.
Zaran decidiu que nós iriamos acampar ao pé da cachoeira e assim fizemos, foi quando um dos batedores da expedição encontrou o que parecia ser uma grande caverna embaixo da cachoeira.
O mago que nos liderava ordenou que levantásemos acampamento e adentrou no dia seguinte o interior da caverna acompanhado de uma comitiva de 15 soldados, eu e os outros 5 restantes ficamos no acampamento para vigiar tudo. Passaram-se dois dias e nenhum deles havia retornado, foi ai que resolvemos checar para ver se estava tudo bem, pegamos alguns mantimentos e entramos no interior da caverna.
Depois de andar por cerca de uma hora chegamos em uma parte da caverna que parecia não ser natural, e de fato não era, as paredes ali haviam sido escavadas e trabalhadas, possuiam diversas runas e inscrições, eu pude reconhecer parte das letras, eram do alfabeto élfico, porém o idioma era outro o que me impediu de ler.
Foi ai que eu encontrei uma passagem escondida atrás da parede, era um grande portal de 3 metros por 5 que estava disfarçado habilmente, quando entramos na passagem nos deparamos com um grande e largo corredor que descia para as profundezas da terra, nesse momento meus companheiros não tiveram coragem de me acompanhar e eu segui sozinho.
Depois de andar por mais algumas horas eu cheguei ao final da passagem, era uma grande cidade subterrânea iluminada por globos de luz azulada e com uma arquitetura estranha repleta de desenhos com motivos aracnídeos.

Assim que abandonei a passagem tratei de me escondar na sua lateral, ela era alta e me permitia ver todo o cenário daquela enorme caverna.

O que me assombrou foi a visão que eu tive, eu vi toda uma cidade com várias pessoas, eram elfos, mas suas peles eram negras, seus olhos brancos e seus cabelos também, todos eles usavam coleiras, sem exceção, foi quando eu vi entre eles alguns seres estranhos, eles eram extremamente assustadores, eram humanoides com cerca de 1,80m, de pele roxa ou azulada, possuiam dois olhos negros e no lugar da boca uma massa de 8 tentáculos, eles não pareciam serem simples monstros, pelo contrário, eles pareciam ser inteligentes e todos ali, todos aqueles elfos aparentavam ser escravos deles.

Foi quando eu vi o mago Zaran e alguns membros da expedição no que parecia ser uma praça, eles estavam acorrentados uns nos outros usando apenas calças, então eu vi uma cena horrível, um dos meus companheiros parece que estava sendo castigado por algo, aqueles monstros o chicotearam na frente de todos e no final, um deles se aproximou enrolou a cabeça dele com seus tentáculos e depois de alguns segundos aquele homem simplesmente parou de se debater, tudo o que eu sei é que o monstro o soltou logo em seguida e ele caiu ao chão sem se mexer.

Da onde eu estava não deu pra ver o que havia acontecido, mas agora que ouvi de Iolavos os nomes desses monstros eu posso presumir o que aconteceu, devoradores de mente... aquele homem teve seu cérebro devorado!!!"


A expressão do ranger era de pavor absoluto, era a mesma expressão que dominava sua face quando Akkin o encontrou ferido nos arredores de Endless. Ele ficou ali parado olhando para o vazio, o suor escorrendo por sua testa, então finalmente ele tornou a falar.

"Naquele momento eu não me contive, me desesperei, comecei a correr para a saída e nessa ação acabei me descuidando, um grupo de escravos elfos negros me notaram e começaram a me perseguir, quando cheguei na saída da passagem depois de correr por um bom tempo sem parar eu os enfrentei e consegui derrubar alguns deles. Foi ai que fugi para o acampamento passando pelas cavernas naturais, mas os malditos eram persistentes, de certo se falhasem também teriam seus cérebros devorados por seus senhores demoníacos.

Quando cheguei no acampamento encontrei ele vazio, os outros homens que estavam nele haviam partido mas por sorte meu leal amigo, meu cavalo Equarius estava lá esperando por mim.
Sem demora eu montei nele e fugi, a partir dai tive que sobreviver sozinho por um mês aos perigos de Endless, fui atacado por aranhas gigantes plantas carnívoras e até por um ogro.

Foi então que tive a sorte de encontrar Akkin."


Raigor terminou sua narrativa lançando um olhar de simpatia ao seu novo companheiro. Depois ficou ali aguardando por um diálogo com seus novos amigos.
avatar
Goldsilver Ironsteel
Desbravador
Desbravador

Número de Mensagens : 503
Idade : 33
Localização : Santos-SP.
Reputação : +30 Wanted :
0 / 1000 / 100

Data de inscrição : 14/09/2010

Ficha do personagem
Exp: 3195/4000
Lvl: 4
HP: 100%

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Entre o Céu e o Inferno - Campanha

Mensagem por Kronos Hiily em Ter 23 Nov 2010, 11:05 pm

Akkin acordou cedo, quase ao mesmo tempo que Gin. Como um ritual de todas as manhãs, tirou a camisa e foi ao banheiro. Molhou o rosto e o tronco todo. Olhou para o espelho agora embaçado. Era como ele se via todas as manhãs, nada mais que um borrão. Anos e anos naquela busca, mais e mais aventuras e nunca encontrava o seu obejtivo. Sua irmã. Pelo corpo algumas cicatrizes, marcas de seu passado.

Logo sai do banheiro, se enxugou com uma toalha qualquer e vestiu-se novamente. Ainda pensativo tocou em sua espada... Lembrou-se de seu amigo. Rapidamente um sorriso apareçeu no rosto do Hanyou. Agora ele iria sair em mais uma anventura e não saberia se voltaria vivo. No fundo, ele só queria estar perto de todos. Tocou levemente seu colar e terminou de se equipar. Sai do quarto e chegou à sala onde Gin e Raigor o esperavam. Sentou-se no sofá ao lado de Gin e falou:

- Bom Dia... - Terminou a frase com um bocejo -

Foi quando Raigor começou a contar como tudo ocorria. Contava que o grupo ia sumindo misteriosamente e a cada dia ficavam com menos pessoas. Hanyou não prestava muito atenção, estava todo "zumbizado", afinal, tinha acabado de acordar. Só foi realmente prestar atenção quando Raigor começou a explicar sobre como era dentro do covil daquelas aberrações.

- Hummm - Falou adquirindo interesse.

Atentou para todas as dicas possiveis para lutar contra aqueles monstros, principalmente sobre seus tentáculos mui perigosos. Akkin também sorriu com a fuga alucinante de Raigor, talvez aquele não fosse o momento apropriado, mas não conseguindo se controlar o Hanyou soltou uma leve risada.

"Foi então que tive a sorte de encontrar Akkin."

Akkin olhou para o companheiro e com uma cara faceira e sem graça disse.

- E sem querer eu quase te mato... Hehehe. Mas que saber? Esses monstros não tão com nada. É só colocar a gente lá e pronto! Não é Gin!?

Ao termino da frase Akkin envolveu o pescoço de Gin com o braço dando um leve puxão e abrindo um largo sorriso. Parecia que o mal humor do garoto havia terminado.
avatar
Kronos Hiily
Punk Demon
Punk Demon

Número de Mensagens : 261
Idade : 22
Localização : Belém - Pará
Reputação : Neutro Wanted :
42 / 10042 / 100

Data de inscrição : 06/03/2010

Ficha do personagem
Exp: 3400/4000
Lvl: 3
HP: 100%

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Entre o Céu e o Inferno - Campanha

Mensagem por Gin em Sab 27 Nov 2010, 12:27 am

Gin demorou para acordar. Gostava de seu sono, assim como todas as outras pessoas. Ficou um tempo deitado pensando em como seria o dia até que a ansiedade tomou conta de si e não tardou de pular da cama. Arrumou-se rapidamente, guardando todas as suas coisas em sua mochila, saiu do quarto e encaminhou-se para a pequena sala. Largou sua mochila no sofá e sentou-se para ouvir o conto de Raigor. Preferiu não se manifestar, mas a história era realmente empolgante. Ficou um pouco decepecionado de não ter ido com o primeiro grupo.

Se empolga não filho de Deus..Disse, como única manifestação quando o Ranger demonstrou medo. Poucos segundos depois entediou-se e se esticou no sofá antes mesmo da história terminar. Apesar disso escutava cada palavra com atenção. Sabia que a informação era útil.

Escutou Akkin se dirigindo a ele. Não teve, porém, tempo de olhar para o lado e foi subitamente abraçado pelo companheiro. Ficou um pouco tonto com essa manifestação de afeto mas sorriu de qualquer jeito.

Ih, desencosta aí aberração.Disse, saindo do abraço do comapnheiro. Apesar disso, sorria de modo empolgante.Pra mim já demorou demais pra agirmos. Cadê aquele maguinho?

Olhou em volta, como se as palavras fizessem-no aparecer.

_________________


L$:--
Atributos:
Força Física:3
Força Mágica:2+1
Velocidade de Ataque:5
Velocidade de Movimento:5
Precisão:2+1
Vitalidade:3+1


Montaria: Choudon
Spoiler:

Força Física:5+1
Força Mágica:1
Velocidade de Ataque:2
Velocidade de Movimento:4
Precisão:3
Vitalidade:5+1
_____________________________________________
avatar
Gin
Narrador
Narrador

Número de Mensagens : 788
Idade : 27
Reputação : Neutro Wanted :
0 / 1000 / 100

Data de inscrição : 16/10/2008

Ficha do personagem
Exp: 900/1000
Lvl: 4
HP: 87%

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Entre o Céu e o Inferno - Campanha

Mensagem por Goldsilver Ironsteel em Sab 27 Nov 2010, 9:10 am

@ Akkin e Gin.

A história do ranger não havia causado muito espanto em seus ouvintes, mas não era por menos, eles haviam escutado a história de Iolavos antes e talvez pelo fato dela ser muito mais fantástica tenha deixado a de Raigor desinteressante.

Depois de uma rápida confraternização, tão logo Gin fez sua pergunta e o arcano de fato surgiu. A porta da sala se abriu e Iolavos adentrou a sala, ele estava muito diferente de ontem. Estava usando um manto de um azul marinho cintilante com vários motivos cósmicos como luas, estrelas e sois desenhados por todo ele em finas estampas douradas e prateadas. O manto possuia um capuz que cobria os cabelos do mago, apesar do novo visual sua barba continuava brotando desarrumadamente de sua face até sua barriga.

Assim que o mago adentrou o recinto todos se calaram e se observaram por um momento até que o arcano começou a falar.


"Bom dia meus amigos, espero que tenham dormido bem porque talvez essa poderá ser a ultima noite de sono tranquilo que terão em meses."

Esse comentário provocou um pequeno calafrio em Raigor.

"Senhores, me acompanhem está na hora do desjejum de vocês, assim que terminarem de tomar seu café da manhã eu lhes prepararei para o que está por vir."

Assim que terminou de falar virou-se deixando a porta aberta, para que o seguisem, novamente esperaram Raigor ir na frente por este estar mais familiarizado com o local.
O ranger não se demorou e logo estava atrás do mago subindo as escadarias sendo rapidamente seguido pelos dois jovens guerreiros Gin e Akkin.

A curta subida para o segundo andar da torre termina em uma pequeno hall com uma grande porta dupla de madeira aberta e pronta para receber os visitantes, a escada por sua vez continua subindo indicando a existência de um terceiro andar.

O mago parou com sua subida e se dirigiu as portas duplas sendo seguido por seus visitantes, a porta dava acesso a uma sala confortável e bem ampla com uma grande mesa oval no centro com lugar para 10 pessoas, 2 nas pontas e o restante ao redor. A mesa era feita de umabela madeira, lustrada e bem cuidada e estava toda decorada.
Diversos tipos de alimentos encontravam-se dispostos em cima da mesa, carnes, frutas, saladas e algumas bebidas variando de sucos, vinhos e cerveja, alguns pratos ali eram desconhecidos dos visitantes provavelmente uma culinária vinda de um outro mundo, o mundo de Iolavos.

O cheiro da comida atiçava os visitantes e convidando-os a sentarem-se e servirem-se daquele farto banquete.

O restante da sala era decorada com uma estante sem livros na parede oeste feita da mesma madeira que a mesa, a estante estava decorada com várias esculturas pequenas, cristais e miniaturas de monstros mitológicos como dragões e outras entidades, ao seu lado um outra porta, fechada, podia ser vista exatamente na mesma posição da porta da sala anterior que dava acesso aos dormitórios de visitantes.

Na parede norte uma janela idêntica as outras da torre se exibia enquanto que na parede leste uma outra porta era visível, era uma porta única mas maior que as portas normais.

Assim que entraram na sala o mago disse a todos.


"Senhores, sentem-se e sirvam-se!"

avatar
Goldsilver Ironsteel
Desbravador
Desbravador

Número de Mensagens : 503
Idade : 33
Localização : Santos-SP.
Reputação : +30 Wanted :
0 / 1000 / 100

Data de inscrição : 14/09/2010

Ficha do personagem
Exp: 3195/4000
Lvl: 4
HP: 100%

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Entre o Céu e o Inferno - Campanha

Mensagem por Kronos Hiily em Qua 01 Dez 2010, 6:42 pm

Akkin só fazia sorria quanto a Gin lhe empurrando. Como se Gin invocasse o mago, ele apareceu momentos depois da pergunta do mesmo.

"Bom dia meus amigos, espero que tenham dormido bem porque talvez essa poderá ser a ultima noite de sono tranquilo que terão em meses."

Akkin sabia daquilo. Iriam sair para uma jornada perigosa, mesmo que brincasse com todas as coisas, não poderia negar que aquilo era algo... Diferente. Habitantes de uma terra distante... Porque justamente nossa terra? Não poderiam escolher outro local? Ia se fazendo essas perguntas enquanto seguia Raigor para outro aposento, aposento esse que devido estar entretido em seus pensamentos, não ouviu o nome.

Para sua surpresa, era um ambiente muito agradavel, afinal, estava lotado... De comida. Não esperou nem o mago pedir para que se sentassem, correu dando uma leve deslizada no chão, e com um pequeno pulo, sentou-se na cadeira mais proxima.

- Itadakimasu!

Já pegando diversos alimento e colocando em seu prato, o estômago de Akkin roncava e o mesmo salivava. Akkin era o famoso "Come e não engorda", logo podia se servir a vontade. Pegou para si, três tipos de carnes diferentes, diversas frutas, vinho e hidromel. Também não deixou de se deliciar com aquelas iguarias exóticas. Tudo que estava na mesa, concerteza iria ser degustado.
avatar
Kronos Hiily
Punk Demon
Punk Demon

Número de Mensagens : 261
Idade : 22
Localização : Belém - Pará
Reputação : Neutro Wanted :
42 / 10042 / 100

Data de inscrição : 06/03/2010

Ficha do personagem
Exp: 3400/4000
Lvl: 3
HP: 100%

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Entre o Céu e o Inferno - Campanha

Mensagem por Gin em Qui 02 Dez 2010, 12:13 pm

Ficou olhando as vestes incomuns do mago enquanto este adentrava o recinto. Gin quase riu dessa cena, mas conteve-se ao lembrar que estava no território daquele ridículo de roupas estranhas. Deixaria para depois.

Levantou-se, acompanhando o restante do pessoal rumo à outra sala. Para o guerreiro, já estavam perdendo tempo demais ali. Olhava para a decoração sem mesmo absorver tudo. Pensava em seu amigo desaparecido. Queria partir logo dessa torre maldita, nem que fosse para andar sem rumo. Começava a ficar impaciente.

Nesse momento chegaram ao banquete. Sua prévia irritação com a vida desaparecendo no local, jogou-se na cadeira e foi se servindo de tudo que podia alcançar. devorava a comida já que raramente comia tão bem.


Agora sim!Disse, com pedaços de comida voando para fora da sua boca. Ainda aguardava o mago começar a falar. Com algum sorte iriam partir imediatamente após se alimentaram.

_________________


L$:--
Atributos:
Força Física:3
Força Mágica:2+1
Velocidade de Ataque:5
Velocidade de Movimento:5
Precisão:2+1
Vitalidade:3+1


Montaria: Choudon
Spoiler:

Força Física:5+1
Força Mágica:1
Velocidade de Ataque:2
Velocidade de Movimento:4
Precisão:3
Vitalidade:5+1
_____________________________________________
avatar
Gin
Narrador
Narrador

Número de Mensagens : 788
Idade : 27
Reputação : Neutro Wanted :
0 / 1000 / 100

Data de inscrição : 16/10/2008

Ficha do personagem
Exp: 900/1000
Lvl: 4
HP: 87%

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Entre o Céu e o Inferno - Campanha

Mensagem por Goldsilver Ironsteel em Qui 02 Dez 2010, 8:27 pm

@ Akkin e Gin.

Apesar dos mals modos de seus visitantes Iolavos não se incomodou, ele estava acostumado a lidar com pessoas de todos os tipos de raças e culturas, de fato perto de um anão ou de um elemental da terra os dois garotos eram donzelas tímidas.

Raigor também sentou-se a mesa de forma muito parecida a dos outros dois guerreiros. Depois que os 3 guerreiros se sentaram o mago se posicionou na cabeceira e se serviu.
Durante o banquete o mago esteve sempre sério e com uma expressão sombria.

Após a refeição Iolavos olhou para seus amigos, estes saboreavam uma iguaria vinda de seu mundo natal, sorvete de flocos e morango coberto com calda de chocolate.


"Com licença senhores... um momento de sua atenção."

Falou o arcano, assim que todos olharam para ele o mago tirou de um de seus bolsos uma carta escrita em papel de seda e começou a ler em voz alta para todos.

"Caro Iolavos.

Nós da Irmandade das Sombras sabemos quem você é e da onde veio e sabemos os seus objetivos bem como os objetivos de seu falecido amigo Zaran. Você é um dos poucos que conhece a verdade sobre nossos mestres.
Capturamos o seu pupilo, Lucian, mas não se preocupe, faça exatamente tudo o que mandar-mos e ele não sofrerá nenhum arranhão, se obedecer quem sabe nossos mestres não deixem você viver em paz sob o domínio deles?

Não saia de sua torre ou seu discípulo pagará com a vida.

Atenciosamente, Irmandade das Sombras."


Iolavos terminou de ler a carta e olhou para todos, ele pode ver a fúria brotar na face de Gin, este se levantou imediatamente da cadeira sendo seguido por Akkin, Raigor por sua vez colocou seu punho fechado no braço de Gin segurando-o, este olhou para o ranger com um olhar de fúria, era óbvio que se tentasem impedir Gin de sair para salvar seu amigo eles terião problemas.
Mas o ranger era sábio e sabia o que estava fazendo.


"Acalme-se garoto, vamos sair agora mesmo! Confie em mim, o velho não vai deixar a gente na mão, não é mesmo?"

Olhou para o mago enquanto soltava o pulso de Gin. o Arcano recebeu o olhar de todos, eles queriam respostas. Iolavos suspirou profundamente e disse.

"Recebi esta carta esta noite, aparentemente eles não sabem que vocês estão aqui senão teriam feito mensão. Isso nos dá uma vantagem e eu vou usá-la.

Aerelia!!! Venha aqui minha querida."


O mago gritou e da porta da onde vinha o cheiro de comida deixando claro ser a cozinha saiu uma bela garota de aparentes 16 anos.


Ela usava um vestido rosado e grande que se estendia até as canelas, ali era possível ver um par de botas. O vestido era simples porém belo a não ser pelas diversas manchas de sujeira, resultado de um dia na cozinha.

A garota entrou sorrindo, ignorou todos os visitantes, chegou perto de Iolavos e o abraçou dando-lhe um beijo no rosto. O mago ficou vermelho de vergonha. Logo em seguida a garota deixou em frente ao mago um pequeno baú e saiu correndo devolta para a cozinha ignorando todos os outros convidados.

Iolavos olhou timidamente para seus convidados, então abriu seu pequeno baú e começou a falar.


"Aerelia é uma orfã, irmã de Lucian, ela não imagina que seu irmão esteja em mãos de nossos inimigos e eu não quero que ela saiba. Enfim, eu forjei alguns anéis para essa ocasião, cada um de vocês receberá 2 anéis porque é o máximo que podem usar, não se pode ter mais de um anel mágico por mão a menos que você tenha poderes para isso.

Enfim, cada um de vocês receberá um Anel de Cura Leve. Raigor, para você eu tenho o Anel das Setas Flamejantes, sempre que usar esse anel ele fará todos os seus disparos com arcos e bestas pegarem fogo.
Para você Gin eu lhe dou o Anel de Proteção Menor, esse anel lhe conferirá uma resistência a mais contra ataques físicos.
E para você Akkin, lhe dou o Anel de Mana Menor, esse anel restaurará sua energia mágica sempre que você o utilizar.

Os anéis de cura e de mana só podem ser usados uma vez a cada 24 horas, usem com sabedoria, e atenção, eles não regeneram membros perdidos!"


Avisou o mago enquanto distribuia os anéis para os guerreiros

Informações sobre os anéis:
Anel de Cura Leve

Restaura 15% da HP do usuário, leva 24h para recarregar, não funciona em ambientes de mana nulo ou em outros usuários que já tenham sido alvos de magias de itens idênticos (outros anéis de cura leve). Sua ativação é instantânea e não possui nenhum custo.


Anel das Setas Flamejantes

Sempre que seu usuário disparar um projétil de um arco ou besta ele se incendiará adicionando +2% ao dano que ele causa, o usuário pode desativar o efeito do anel para disparar projéteis comuns.
Um projétil acesso queimará completamente após 3 rodadas.


Anel de Proteção Menor

Esse anel protege o usuário de 2% de toda a fonte de dano físico que o atingir.


Anel de Mana Menor

Restaura 15% da MP do usuário, leva 24h para recarregar, não funciona em ambientes de mana nulo ou em outros usuários que já tenham sido alvos de magias de itens idênticos (outros anéis de mana menor). Sua ativação é instantânea e não possui nenhum custo.

"Agora vocês estão prontos, dentro de suas mochilas existem alguns equipamentos de viagem que mandei Aerelia por como comida e outros utilitários, peguem suas coisas e partam, procurem a Irmandade das Sombras nos esgostos da cidade, sugiro que procurem informações durante o dia pela cidade e procurem saber o que aconteceu na noite anterior.

Eu iria com vocês, mas se eu for... enfim, Raigor sabe como abrir a passagem do tunel, podem ir.

Que Honoros esteja com vocês!"


Finalizou o arcano saudando os guerreiros.


Última edição por Goldsilver Ironsteel em Qua 11 Maio 2011, 6:01 pm, editado 1 vez(es)
avatar
Goldsilver Ironsteel
Desbravador
Desbravador

Número de Mensagens : 503
Idade : 33
Localização : Santos-SP.
Reputação : +30 Wanted :
0 / 1000 / 100

Data de inscrição : 14/09/2010

Ficha do personagem
Exp: 3195/4000
Lvl: 4
HP: 100%

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Entre o Céu e o Inferno - Campanha

Mensagem por Kronos Hiily em Qui 02 Dez 2010, 9:25 pm

Akkin interrompeu a comilança quando Iolavos pediu a atenção de todos. Retirando um tipo de papel - que Akkin nem prestou antenção do que era feito - de suas vestes o mesmo começa a ler.

"Caro Iolavos.

Nós da Irmandade das Sombras sabemos quem você é e da onde veio e sabemos os seus objetivos bem como os objetivos de seu falecido amigo Zaran. Você é um dos poucos que conhece a verdade sobre nossos mestres.
Capturamos o seu pupilo, Lucian, mas não se preocupe, faça exatamente tudo o que mandar-mos e ele não sofrerá nenhum arranhão, se obedecer quem sabe nossos mestres não deixem você viver em paz sob o domínio deles?

Não saia de sua torre ou seu discípulo pagará com a vida.

Atenciosamente, Irmandade das Sombras."

"Merda..." - Pensou. Em uma rápida reação pulou da cadeira ainda com a boca cheia de comida. A situação deveria ser séria, mas saiu um pouco cômica. Antes dele Gin já estava a postos querendo sair do local, mas foi impedido por Raigor.

- Bamos... Demos gui bartir logo - Falava com a boca cheia de sorvete.

De acordo com o velho, eles não sabiam de nossa existência, o que nos dava certa vantagem. Foi quando uma bela jovem na faixa de 16 anos adentrou a sala. Pela aparência era meiga e simples, e tudo isso era complementado com sua beleza. Akkin ficou um certo tempo hipnotizado com a menina. Chegou perto de Gin, lhe dando uma leve cotovelada para lhe chamar atenção.

- Gatinha... Eu tenho 19, será que rola? - Sua voz saira normal e baixa, depois de ter engolido a comida.

Só voltou a prestar atenção quando Iolavos novamente se pronunciou... E ele tinha presentes. Depois de prestar atenção nas indicações de Iolavos, Akkin colocou o Anel de Mana no dedo indicador direito e o de Cura no dedão esquerdo. Pegou sua mochila e junto com os seus companheiros, partiu.




Chegando na cidade deu uma boa olhada ao redor observando todas aquelas casas, becos e ruas. A adrenalina crescia, a missão havia começado.

- Gin, você tem passe livre. Os sombras não conheçem você, mas sobre mim e o Raigor já devem ter algumas noticias,afinal, nos confrontamos com eles uma vez.

Terminou olhando para ambos os companheiros. Era necessário muita estratégia naquele momento.

- Em segundo lugar eu voto pela ideia de nos separarmos. O que acham? Assim poderemos cobrir uma área maior em menos tempo. Só temos que combinar um local para nos encontrarmos que não seja aqui perto. E então o que me dizem?

Ele estava animado e eufórico... E mal a missão havia começado.
avatar
Kronos Hiily
Punk Demon
Punk Demon

Número de Mensagens : 261
Idade : 22
Localização : Belém - Pará
Reputação : Neutro Wanted :
42 / 10042 / 100

Data de inscrição : 06/03/2010

Ficha do personagem
Exp: 3400/4000
Lvl: 3
HP: 100%

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Entre o Céu e o Inferno - Campanha

Mensagem por Gin em Sex 03 Dez 2010, 10:50 am

Gin ficou estático ao ouvir o conteúdo da carta. Se poes imediatamente de pé, fazendo voar todo o seu prato cheio de comida para o outro lado da mesa. Fez uma bagunça, mas pouco se importava. Sabia que tinham perdido muito tempo ali e a carta com o paradeiro de seu amigo deixou-no em fúria. Foi caminhando pera a saída.

Foi seguro pelos seus companheiros. Virou-se, pronto para deixar os dois no chão. Foi quando Raigor falou, seguido de lolavos. Resolveu esperar um pouco até que as últimas instruções fossem dadas. Mal percebeu a bela menina que adentrava ao local e lançou um olhar frio para Akkin quando este brincou. Nesse momento Gin só queria acabar com alguém. Recebeu os dois anéis, pondo-os um em cada dedinho. Em seguida pegou sua mochila e foi seguindo Raigor, sem nem mesmo emitir alguma palavra de agradecimento.


--//--

Estavam, novamente, nas ruas de Hilydrus. Finalmente conseguiria acabar com um daqueles sombras malditos. Olhava ao redor, absorvendo tudo ao redor. Akkin parou, falando de modo calculado.

Prezar pela estratégia? Não sei..Agora parava para pensar. A raiva começava a diminuir e uma sensação de crescente felicidade tomava conta de si.Não gosto de reunir informações, muito menos de ir atrás de algo. Sabemos que devemos ir para os esgotos e é lá mesmo que devíamos estar agora. O que acha Ranger?Ficou esperando a resposta de Raigor. Porém, independente de qual for essa Gin se encaminharia diretamente para o esgoto.

_________________


L$:--
Atributos:
Força Física:3
Força Mágica:2+1
Velocidade de Ataque:5
Velocidade de Movimento:5
Precisão:2+1
Vitalidade:3+1


Montaria: Choudon
Spoiler:

Força Física:5+1
Força Mágica:1
Velocidade de Ataque:2
Velocidade de Movimento:4
Precisão:3
Vitalidade:5+1
_____________________________________________
avatar
Gin
Narrador
Narrador

Número de Mensagens : 788
Idade : 27
Reputação : Neutro Wanted :
0 / 1000 / 100

Data de inscrição : 16/10/2008

Ficha do personagem
Exp: 900/1000
Lvl: 4
HP: 87%

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Entre o Céu e o Inferno - Campanha

Mensagem por Goldsilver Ironsteel em Sex 03 Dez 2010, 3:31 pm

@ Akkin e Gin.

Tão logo o arcano terminou de distribuir os anéis mágicos e seus visitantes partiram rapidamente da sala. Antes que Raigor pudesse sair Iolavos o impediu com novas instruções.


"Eu já ia me esquecendo, avise a Akkin para olhar dentro de sua mochila, coloquei ali uma solução provisória para os problemas dele. Pode ir agora meu amigo e cuide bem deles."

O ranger se colocou em movimento e antes de sumir pela porta olhou para o mago que estava com uma expressão triste no rosto, fez-lhe um sinal de despedida e partiu.

Akkin e Gin já se encontravam na saída do túnel que dava acesso ao beco, a única coisa que os impedia era a pesada porta de metal, o ranger os alcançou e passando por eles abriu a porta, esta se fechou sozinha logo atrás deles, assim que sairam apressadamente para a rua, mal chegaram ali e ja começaram a planejar uma investida aos esgotos da cidade.

Assim que Gin se dirigil ao ranger buscando uma resposta ele a deu.


"Bom, eu sei que vocês querem ir nos esgotos agora, mas pensem comigo, esta cidade é enorme, não dá pra sair metendo a cara em todos os buracos, podemos levar DIAS lá embaixo! Fora que com certeza o esconderijo deles fica bem protegido e escondido, não é certeza que a gente localize eles.
Tenham calma, eu estou tão ancioso por isso quanto vocês, se esqueceram que tenho amigos presos em Endless?
A impulsividade não vai nos ajudar em nada agora, não podemos nos precipitar, estamos lidando com criaturas de outro mundo que são ameaça até mesmo ao poderoso mago que conhecemos.

Mas não se desesperem, eu sei onde podemos ir procurar informações, tenho uma amiga que talvez possa nos ajudar, ela tem muitos contatos no submundo de Hylidrus e com certeza deve saber alguma coisa da Irmandade das Sombras.

Venham comigo, vamos para a periferia da cidade. Akkin, Iolavos deixou um presente pra você na mochila, ele disse ter uma solução provisória para que você possa andar pela cidade sem levantar suspeitas."


Assim que o ranger terminou de falar Akkin olhou em sua mochila e encontrou uma poção pequena cheia de um líquido transparente, parecia água, estava escrito em uma grande etiqueta: Poção do Disfarce - Duração 48 horas.

Confiando no mago como confiara antes Akkin bebeu da poção, ela não tinha nenhum gosto e de fato parecia água, para ele nada mudara foi quando Gin e Raigor o olharam de forma surpresa.


"Akkin, sua aparência mudou! Agora seus cabelos estão ruivos e você parece ter uns 40 anos! Iolavos é um gênio! Vamos, não vamos perder mais tempo aqui, sigam-me!"

Disse o ranger apressado para logo em seguida colocar-se em caminhada, uma caminhada rápida que apenas provava que ele de fato estava tão desesperado por salvar seus amigos quanto seus companheiros.

O grupo seguiu rápido pelas ruas estreitas e movimentadas da cidade, hoje algo podia ser notado, a quantidade de guardas era muito maior do que em um dia normal e isso era estranho, era possível ver também alguns grupos de guardas de elite andando pelas ruas e de tempos em tempos pessoas eram revistadas em toda parte.

Um clima de tensão e desconfiança pairava sobre a cidade, as pessoas perguntavam umas as outras o que estaria acontecendo, outras comentavam assustadas sobre o sinistro nevoeiro da noite anterior e os mais astutos se perguntavam se essa movimentação toda neste dia ensolarado não era algo resultante da noite anterior.

Dúvidas e mais dúvidas abatiam-se pesadamente sobre a população aflita da cidade enquanto o trio incomum andava apressadamente pelas ruas sempre escolhendo os becos e vielas mais discretos evitando chamar a atenção dos guardas.

Conforme eles iam andando as ruas iam tornando-se mais malcuidadas, as paredes das casas já não eram mais belas e valetas repletas de fezes apresentavam-se por toda parte, eles estavam se aproximando das periferias da cidade, a parte nova de Hilydrus onde a população mais pobre vivia.

Aqui, mesmo durante o dia era possível ver negócios escusos acontecendo as claras como bancadas de apostas e prostitutas. Para o assombro e a desconfiança da dupla de jovens guerreiros, Raigor parecia conhecer muito bem onde andava.

Eles caminhavam rapidamente quando um grupo de 4 guardas liderados por um sargento gorducho deparou-se com eles.


"Auto lá! Vocês três ai parados! O que fazem aqui?"

Gritou o sargento de forma agressiva e arrogante enquanto ele e seus homens se aproximavam dos guerreiros. Os guardas estavam usando cotas de malha metálica, escudos médios e armados com espadas curtas, o sargento estava empunhando um escudo médio e uma maça estrela da manhã.

Todas as armas estão nas bainhas dos guardas mostrando que eles não têm intenção de atacar.


Espada curta:
Spoiler:

Maça estrela da manhã:
Spoiler:

Escudo médio:
Spoiler:
avatar
Goldsilver Ironsteel
Desbravador
Desbravador

Número de Mensagens : 503
Idade : 33
Localização : Santos-SP.
Reputação : +30 Wanted :
0 / 1000 / 100

Data de inscrição : 14/09/2010

Ficha do personagem
Exp: 3195/4000
Lvl: 4
HP: 100%

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Entre o Céu e o Inferno - Campanha

Mensagem por Gin em Seg 06 Dez 2010, 11:21 pm

Caminhavam vagarosamente pelas ruas de Hilydrus. Todas as pessoas tinham um semblante estranho. Pareciam que faziam suas tarefas com pressa e conversavam pouco. Estavam todos com cara de preocupados ou então de assustados. Gin percebeu, também, que haviam poucas pessoas na rua que habitualmente teria naquela hora. Isso tudo era muito estranho já que o próprio Gin sentia-se feliz. Sorria de modo estático e praticamente saltitava enquanto caminhava.

Preferiu não dar sua opinião com que rumo tomarem. O ranger teria mais experiência com isso e, certamente, escolheria o caminho correto. Foi seguindo-os.

Foram caminhando mais fundo em direção à parte mais humilde de Hilydrus. A medida que avançavam as ruas ficavam muito mal cuidadas e comércios estranhos pareciam brotar nas ruas.


Até que não seria assim tão ruim.Disse, arquenado as sobrancelhas e olhando para a casa de prostituição que estavam passando.Ei amigão.Cutucou Raigor.Você conhece bem aqui né? Parece saber por onde andar... safadinho.Finalizou com um sorriso cínico no rosto. Nesse momento, porém, pararam abruptamente. Gin olhou em frente e viu três guardas conversando com o grupo. Preferiu deixar que Raigor cuidasse da falação. Mesmo assim preparou-se. Fechu os punhos dentro dos bolsos e dobrou um pouco os joelhos, pronto para alguma irregularidade.

_________________


L$:--
Atributos:
Força Física:3
Força Mágica:2+1
Velocidade de Ataque:5
Velocidade de Movimento:5
Precisão:2+1
Vitalidade:3+1


Montaria: Choudon
Spoiler:

Força Física:5+1
Força Mágica:1
Velocidade de Ataque:2
Velocidade de Movimento:4
Precisão:3
Vitalidade:5+1
_____________________________________________
avatar
Gin
Narrador
Narrador

Número de Mensagens : 788
Idade : 27
Reputação : Neutro Wanted :
0 / 1000 / 100

Data de inscrição : 16/10/2008

Ficha do personagem
Exp: 900/1000
Lvl: 4
HP: 87%

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Entre o Céu e o Inferno - Campanha

Mensagem por Kronos Hiily em Ter 07 Dez 2010, 8:35 pm

Enfim, depois de convencer Gin a andar pela cidade atrás de algo que nos levasse rapidamente Raigor nos conduziu através das ruas de Hilydrus.

A calmaria da viagem não incomodava Akkin, era um exímio preguiçoso então pra ele estava tudo bem. Gin já parecia estar alegre, praticamente saltitava enquando andava andava pelas ruas, seus olhos vivos observando cada construção. Raigor por sua vez, comandava o grupo quieto, e sempre focado.

Andaram e andaram até que chegaram onde Akkin sentiu nojo... A parte pobre de Hilydrus. Nada agradava o Hanyou ali... Tirando a casa de prostituição. Soltou até uma gargalhada sobre o comentário de seu companheiro, com certeza o velho Gin estava de volta.

Infelizmente o passei foi interrompido quando um homem gordo os parou em meio aqueles becos. Akkin fitou todos os seus amigos e colocou a mão sobre o ombro de Gin para que se acalma-se. Logo após os guardas se aproximarem, o Hanyou coloca a mão no bolso e espera pacientemente. Pelo menos para Gin foi possivel ver uma aura bem fraca ao redor do Hanyou... Quase... Uma linha... que oscilava entre o laranja e o transparente. Aquilo indicava que Akkin também estava preparado para qualquer eventualidade.

- Raigor? - Falou enquanto fitava os guardas. Esperava um resposta do ranger.
avatar
Kronos Hiily
Punk Demon
Punk Demon

Número de Mensagens : 261
Idade : 22
Localização : Belém - Pará
Reputação : Neutro Wanted :
42 / 10042 / 100

Data de inscrição : 06/03/2010

Ficha do personagem
Exp: 3400/4000
Lvl: 3
HP: 100%

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Entre o Céu e o Inferno - Campanha

Mensagem por Goldsilver Ironsteel em Qui 09 Dez 2010, 9:34 am

@ Akkin e Gin.

Raigor ouviu os comentários de Gin sobre o fato de conhecer bem o lugar por onde andavam e os ignorou. Era visível o incômodo na face do ranger.

Foi quando os guardas apareceram.

Ao ouvir a ordem do oficial o trio parou de andar e observou a aproximação dos guardas, estes vinham com as armas na bainha porém, com as mãos nos cabos das espadas, era um sinal de que eles não exitariam em puxar suas lâminas caso houvese problemas.
O sargento por sua vez carregava sua arma em punho porém mantinha seu braço abaixado.

Os guardas se aproximaram encarando Raigor e seus amigos com olhares desconfiados, Assim que estavam bem próximos o sargento se aproximou deles a uma distância de centímetro, dava para sentir seu cheiro, um suor fétido por baixo da armadura naquela manhã ensolarada, um cherio igualmente incômodo como o daquelas ruas repletas de lixos e fezes.


"Quem são vocês e o que fazem aqui?"

Questionou o homem encarando o ranger nos olhos.

"Somos viajantes e estamos apenas de passagem."

Respondeu Raigor.

"HAHAHAHAHAHAHA! MUITO BOM! OUVIRAM ISSO?"

"heeeeeeeeeeeeehehehehehehehehehe"
"hahahahahahahahahahaha"

Riu alto em tom de deboche o sargento, acompanhado por seus homens exceto um que permanecia sério encarando Gin nos olhos. Este por sua vez devolvia o olhar em igual, e logo os dois estavam com suas pupilas travadas um no outro, ambos torcendo secretamente para que um motivo, por qualquer que seja, desse início a uma luta.

"Então, as mocinhas acham que vão me enganar com uma desculpa esfarrapada dessas? Eu patrulho essas ruas todos os dias e nunca vi vocês por aqui, e resolveram aparecer justo hoje no dia posterior a noite dos assassinatos.
Me acompanhem senhores, vamos conversar no quartel."


A ordem do sargento implicante bateu como um martelo no peito dos três, eles não poderiam perder tempo respondendo questionários dentro de quarteis, pior que isso, eles poderiam ser presos por suspeita no envolvimento dos crimes da noite anterior. Com certeza esse sargento gorducho faria de tudo para deixá-los pelo menos um dia na cela.
O desespero e a raiva cresceram no interior de Gin, ele se lembrou de seu amigo em perigo, ele não permitiria perder nem um segundo sequer com nada, nem mesmo com a guarda da cidade, e enfrentaria todo um exército em nome daquilo que acredita. A lealdade incondicional por seus amigos porque para ele, eles eram a sua família, ele já perdera uma família no passado e não estaria disposto a passar pela mesma dor novamente.

Gin olhou para as costas de raigor e notou que ele estava imóvel, estático, logo percebeu que essa era a mesma ação de todos ali, por um segundo eles se encararam, esperavam um sinal.

Será que os heróis controlarão seus impulsos e obedecerão ao sargento irritante?

Não ha tempo a perder, o que fazer? Obedecer? Lutar?
avatar
Goldsilver Ironsteel
Desbravador
Desbravador

Número de Mensagens : 503
Idade : 33
Localização : Santos-SP.
Reputação : +30 Wanted :
0 / 1000 / 100

Data de inscrição : 14/09/2010

Ficha do personagem
Exp: 3195/4000
Lvl: 4
HP: 100%

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Entre o Céu e o Inferno - Campanha

Mensagem por Gin em Qui 09 Dez 2010, 8:25 pm

A situação era interessante. Ali estava a prova que haviam guardas idiotas no mundo. Mas, certamente, eles não haveriam de saber que os três estavam em uma missão perigosa. Gin encarava um imbecil qualquer. Talvez ele pensasse que seria uma luta justa, brigar com ele. Pobre alma. Analisou s situação rapidamente. Até se explicarem o dia pode ter acabado. Resolveu, então, tomar as coisas por sua conta.

Meus bons guardas.Disse Gin, não mais encarando seu intimidador e andando lentamente pra junto dos guardas.Não somos assassinos, ladrões ou nada disso.Fechava sua mão direita em punho enquanto aproximava-se dos guardas. Suas mãos ainda estavam em seus bolsos.Podemos chegar, facilmente, à explicação que vocês desejam. Olhem.Apontou com seu dedo indicador esquerdo para nada em particular. Sua intenção era justamente, por ser o centro das atenções, que todos olhassem.

No exato momento em que todos olharem, Gin retirou sua mão do bolso e deu, com toda sua força, um soco no queixo do homem que encarava-no anteriormente. Aproveitando a surpresa, empurrou os outros guardas, impedindo que estes sacassem suas armas rapidamente.

Desmaiem-nos rapazes!Disse, entusiasmado, para seus companheiros. Olhou para o homem quem tinha socado. Se este ainda não estivesse desmaiado Gin terminaria o serviço para depois ajudar seus companheiros.

_________________


L$:--
Atributos:
Força Física:3
Força Mágica:2+1
Velocidade de Ataque:5
Velocidade de Movimento:5
Precisão:2+1
Vitalidade:3+1


Montaria: Choudon
Spoiler:

Força Física:5+1
Força Mágica:1
Velocidade de Ataque:2
Velocidade de Movimento:4
Precisão:3
Vitalidade:5+1
_____________________________________________
avatar
Gin
Narrador
Narrador

Número de Mensagens : 788
Idade : 27
Reputação : Neutro Wanted :
0 / 1000 / 100

Data de inscrição : 16/10/2008

Ficha do personagem
Exp: 900/1000
Lvl: 4
HP: 87%

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Entre o Céu e o Inferno - Campanha

Mensagem por Kronos Hiily em Qui 09 Dez 2010, 8:50 pm

Parecia que o clima ia ficar tenso. O sargento começou perguntando o que nós faziamos ali. Raigor respondeu.

Somos viajantes e estamos apenas de passagem

Então o homem riu em um tom provocante. Algo estava errado, o que tinha em um grupo peregrino que realmente só estava de passagem? A reposta veio logo em seguida.

Então, as mocinhas acham que vão me enganar com uma desculpa esfarrapada dessas? Eu patrulho essas ruas todos os dias e nunca vi vocês por aqui, e resolveram aparecer justo hoje no dia posterior a noite dos assassinatos.
Me acompanhem senhores, vamos conversar no quartel.

Um erro fatal. Subestimamos mesmo que ligeiramnte os guardas que estavam a nossa frente. Dessa vez o ar ficou realmente tenso. Mas nada que não pudessemos cuidar. Gin foi o primeiro, causando uma distração boba acertou em cheio o queixo de um guarda.

- Não esperava menos de você Gin - Falou se divertindo com a situação, ao mesmo tempo em que duas blades de três lâminas apareciam em suas mãos. Tinha posto sua habilidade em prática. As três lâminas eram compostas por fogo e ao redor de cada lâmina e até do cabo o vento tomava forma, fazendo com que as lâminas ficassem firmes.

Aproveitando o empurrão de Gin, concordou com o amigo.

- O General é todo seu Raigor...

Correu para cima do guarda que estava a sua frente a esquerda do general. Girou a sua blade que estava na mão direita e utilizando-se do "cabo" da mesma, desferiu um potente golpe, também no queixo do guarda. Em seguida sua mão esquerda, em um movimento veloz, levou a blade em um movimento horizontal na tentativa de fazer um corte no torso do guarda. Independente de acertar o segundo golpe ou não, daria alguns passos para trás ficando em posição defensiva.

Talvez Gin ou Raigor iriam estranhar a arma utilizada por Akkin. Era idêntica a do Principe Kite, não possuia os detalhes, mas o formato era o mesmo. Aquilo poderia despertar um certo interesse... Akkin poderia estar escondendo algo.
avatar
Kronos Hiily
Punk Demon
Punk Demon

Número de Mensagens : 261
Idade : 22
Localização : Belém - Pará
Reputação : Neutro Wanted :
42 / 10042 / 100

Data de inscrição : 06/03/2010

Ficha do personagem
Exp: 3400/4000
Lvl: 3
HP: 100%

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Entre o Céu e o Inferno - Campanha

Mensagem por Goldsilver Ironsteel em Qui 09 Dez 2010, 9:21 pm

@ Akkin e Gin.

Quando Gin apontou criando a distração, todos exceto o sargento gorducho olharam, mesmo assim isso fez com que ele tivesse tempo de acertar seu intimidador em cheio com um belíssimo soco no queixo.
Enquanto o infeliz caia ao chão para a inconsicência dois de seus dentes voavam pelo ar. Antes mesmo que seu corpo se deitase todo ao chão Gin em um movimento rápido girou seu corpo para empurrar o sargento e os soldados.
Mas o homem, corpulento não havia caido no truque do garoto e assim que este acertou seu companheiro ele tratou de reagir, o corpo de Gin sofreu um encontrão com o escudo do sargento.
Ao mesmo tempo na confusão Akkin ativou sua habilidade e partiu pra cima de um dos guardas, este fora pego de surpresa mas não totalmente, conseguiu s esquivar parcialmente do golpe na face desferido pelo seu agressor, mas infelizmente para ele o ataque flamejante da espada era demais.
A lâmina afiada e quente penetrou em sua armadura cortando sua carne logo abaixo, ele mal teve tempo de gritar, o ataque o atingiu em cheio. Uma abertura em seu torso se expos epor onde suas tripas saiam.
Enquanto os argento atacava Gin, Raigor agil rapidamente, chutou o joelho do gordo que estava desprotegido torcendo sua perna, o sargento obeso foi ao chão apoiando-se de joelhos.
O ultimo guarda atrás do sargento teve tempo de sacar sua espada e agora avançava em direção a Akkin, no exato momento e que seu amigo caiu ao chão com as tripas abertas o guarda avançou e um passo rápido e desferiu um golpe de ponta com sua espada, Akkin foi pego em cheio, mas para a sorte dele o guarda era desajeitado e o golpe apenas resvalou.


Situação final:

O sargento está caido de joelhos diante de Gin, apesar disso ele ainda pode usar seu braço da arma e pretende fazê-lo pois está erguendo o mesmo para atacar.
Dois soldados estão caidos ao chão, um está morto o outro desacordado.
Um soldado está cara a cara com Akkin, Akkin perdeu 5% de HP com o ataque falho do guarda.
Raigor está na lateral do sargento e movendo-se em direção ao inimigo de Akkin.


Última edição por Goldsilver Ironsteel em Qui 14 Abr 2011, 11:28 am, editado 1 vez(es)
avatar
Goldsilver Ironsteel
Desbravador
Desbravador

Número de Mensagens : 503
Idade : 33
Localização : Santos-SP.
Reputação : +30 Wanted :
0 / 1000 / 100

Data de inscrição : 14/09/2010

Ficha do personagem
Exp: 3195/4000
Lvl: 4
HP: 100%

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Entre o Céu e o Inferno - Campanha

Mensagem por Gin em Qui 09 Dez 2010, 9:47 pm

Analisou tudo. Seu soco tinha encontrado seu alvo, desmaiando-no facilmente. Tinha, porém, tomado uma escudada de um maldito guarda. Por sorte não lhe causou dano algum, somente retirou-no do momento. Estava, porém, com o sargento a seus pés. Pelo movimento de sua mão este iria sacar sua arma. Um erro.

Não, não.Dito isso, aplicou uma forte joelhada bem acima do nariz do sargento, fazendo-no desmaiar por um bom tempo.Que pena, devia tentar ficar em segurança antes de sacar a arma. Mas não te culpo.Disse, olhando para a massa incosciente que era o sargento. Você provavelmente esperava que eu sacasse algum tipo de arma.Chutou a desmaiado sargento, tirando-no do caminho.

Olhou para frente. Akkin estava encarando um sujeito já com sua arma sacada. Seu companheiro provavelmente daria conta, mas não queria mais perder tempo. Deu uma pequena corrida pra pegar impulso e aplicou uma voadora bem na nuca de seu inimigo. Se isso não fosse suficiente, Akkin acabaria com o serviço.

_________________


L$:--
Atributos:
Força Física:3
Força Mágica:2+1
Velocidade de Ataque:5
Velocidade de Movimento:5
Precisão:2+1
Vitalidade:3+1


Montaria: Choudon
Spoiler:

Força Física:5+1
Força Mágica:1
Velocidade de Ataque:2
Velocidade de Movimento:4
Precisão:3
Vitalidade:5+1
_____________________________________________
avatar
Gin
Narrador
Narrador

Número de Mensagens : 788
Idade : 27
Reputação : Neutro Wanted :
0 / 1000 / 100

Data de inscrição : 16/10/2008

Ficha do personagem
Exp: 900/1000
Lvl: 4
HP: 87%

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Entre o Céu e o Inferno - Campanha

Mensagem por Kronos Hiily em Qui 09 Dez 2010, 10:06 pm

A batalha seria rápida, mas realmente interessante. Atacou um guarda, esse conseguiu se esquivar - talvez com sorte - parcialmente do ataque com o cabo improvisado da Blade... Mas infelizmente não escapou do segundo ataque. A lâmina atravessou-lhe o torso colocando suas tripas para fora.

- Ih... Foi mal, pensei que a malha ia absover mais o impa... - Estava destraído e isso não podia ocorrer.

O guarda sacou sua arma e aproveitou aquele momento, investiu contra Akkin e conseguiu fazer sua espada penetrar em seu corpo por um breve momento, mas o guarda se desequilibrou dando uma oportunidade para Akkin.

Rapidamente viu Gin pegando impulso. Tirou seu corpo para a diagonal, deixando o guarda passar reto. Segurou a mão com que o guarda segurava a espada e fazendo sumir uma Blade de suas mãos, empurrou o rosto do guarda na direção do chute de Gin. Era um a menos.

- Olha o presentinho ó... - Falava Akkin, no momento que empurrara o rosto do guarda na direção do poderoso chute de Gin.
avatar
Kronos Hiily
Punk Demon
Punk Demon

Número de Mensagens : 261
Idade : 22
Localização : Belém - Pará
Reputação : Neutro Wanted :
42 / 10042 / 100

Data de inscrição : 06/03/2010

Ficha do personagem
Exp: 3400/4000
Lvl: 3
HP: 100%

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Entre o Céu e o Inferno - Campanha

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 3 de 5 Anterior  1, 2, 3, 4, 5  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum