Novo(a) por aqui?
Leia nosso tópico de boas vindas e descubra o que Lodoss tem a oferecer!

>>> Clique Aqui <<<

Tenha uma ótima aventura!


Últimos assuntos
» Tópico de vida
Sab 21 Jan 2017, 2:22 am por ADM Hayate

» Tenkai
Sex 15 Mar 2013, 12:13 am por Bluesday

» Fortitudo Lapidum - Camp
Qui 14 Mar 2013, 11:19 pm por yoda

» Chamada ONE: Attention Please!
Seg 11 Mar 2013, 12:03 pm por Kaien Saller

» Novo Fórum, Novo Domínio!
Seg 11 Mar 2013, 1:30 am por ADM Hayate

» Novo no pedaço
Seg 25 Fev 2013, 1:10 pm por Arcturus Steelbreaker

» Dúvidas sobre ficha
Sex 22 Fev 2013, 8:21 pm por Peregrino

» [FP]Jason Stifler Grace
Sex 22 Fev 2013, 12:40 am por Jason Stifler Grace

» Nostalgia e Parabéns
Seg 18 Fev 2013, 6:48 pm por Bluesday




>Nuvens amaldiçoadas ameaçam cobrir a ilha!

> Leroooy!

> Casa é destruída no Vilarejo de Calm

> Mais notícias...


[ Copy this | Start New | Full Size ]





> Construção de Sede de Guilda

> "Entrega"

> Caçador de Hidra

> Ajudante de Porto

> Pesca em Calm

> Ovos de Dragão

Lodoss RPG Soundtrack by ADM Hayate



Quer continuar ouvindo as trilhas enquanto navega pelo fórum? Clique no botão acima!

Entre o Céu e o Inferno - Campanha

Página 2 de 5 Anterior  1, 2, 3, 4, 5  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Re: Entre o Céu e o Inferno - Campanha

Mensagem por Samira em Qua 29 Set 2010, 11:16 pm

Ela estava ficando entediada. Prestava atenção em cada movimento, e notou certas falhas. Por exemplo, no máximo um décimo da atenção deles estavam na retaguarda. Uma das histórias que ouvira sobre a Guilda das Sombras e que mais lhe chamou atenção se provou há poucos minutos: eles podiam se transformar em sombras.
E o trio que estava sendo atacado não protegia tanto a retaguarda quanto deveriam, principalmente após verem o que a Guilda era capaz. O humano era o mais ferido deles, o que cairia primeiro. O cheiro de sangue se espalhava no ar. E como estava ficando entediada... resolveu interferir.
Ela só teria uma chance. Ele era um vampiro tambem, não teria sangue para ela. Mas se conseguisse lhe arrancar a cabeça, atacaria os outros rápidos - eles tambem estavam feridos. O plano era simples: pularia nas costas dele, e arrancaria a cabeça numa mordida forte. Se preparou e atacou, os dentes afiados indo em direção ao pescoço do alvo.

[off: bem, é o Gold q vai decidir se fui bem sucedida]
avatar
Samira
Aventureiro
Aventureiro

Número de Mensagens : 74
Idade : 21
Localização : viajando na quarta dimensão. sim, eu consigo.
Reputação : Neutro Wanted :
0 / 1000 / 100

Data de inscrição : 07/08/2010

Ficha do personagem
Exp: 0/1000
Lvl: 1
HP: 100%

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Entre o Céu e o Inferno - Campanha

Mensagem por Goldsilver Ironsteel em Qui 30 Set 2010, 1:14 am

@ Akkin, Shiki, Samira.

@ Samira e Akkin x Líder dos Assassinos.

Estava na hora de agir, ela tinha um rival na arena e ele com certeza consumiria os mortos desta luta não deixando nada para ela. Aproveitando o elemento surpresa, da noite, do nevoeiro e da própria distração do combate ela atacou.

Um ataque imprudente mas poderoso, se acertase ela se prenderia nas costas de seu oponente bebendo diretamente de sua vida. Ela sabia que era tudo ou nada e que em condições normais seu oponente certamente notaria seu ataque.

Samira avançou, e em meio ao seu mergulho ela pôde sentir, seu inimigo a notou! Mas era tarde demais para ela mudar o movimento, agora restava torcer para que o tempo de reação dele fosse mais lento que a sua percepção. Infelizmente não era... vendo a vampira vindo em sua direção pelo ar e ao mesmo tempo recebendo uma devastadora sequência de ataques ele não teve escolha.

No exato momento em que a sequência de Akkin o atingia e o mergulho de Samira o encurralava, ele novamente ativou sua técnica, seu corpo e pele enegreceram-se completamente transformando-se em uma pesada nuvem de pó preto que rapidamente foi ao chão, mas infelizmente para ele Akkin já estava preparado para isso.

No momento em que ele se transformou, Akkin o golpeou com suas correntes, ele sentiu seus punhos atravessarem o assassino mas notou que o calor e as chamas de sua corrente pareciam machucá-lo mesmo nesta forma.

Uma vez no chão, a sombra sinistra deslizou pela sarjeta como um relâmpago desaparecendo no nevoeiro sem deixar pistas. Akkin agora estava ali, parado, ofegante e com um sentimento maravilhoso de vitória, havia descoberto e explorado o ponto fraco de seu inimigo, claro! Ele não podia sofrer ataques físicos mas o calor e luz de sua corrente flamejante podiam ferí-lo agora a única coisa que o intrigava era Samira, que estava ali, agachada bem a sua frente como quem acabara de pousar de um mergulho mortal.


@ Shiki, Raigor x Assassino 1 e Assassino 2.

O oponente de Raigor novamente atacou, dessa vez desferiu um golpe esperando que o ranger o aparece, e de fato ele aparou, ao mesmo tempo o assassino sacou uma adaga com a mão livre e a deslizou pelo peito de Raigor causando um corte longo porém raso.

Ao mesmo tempo Shiki aproveitava que seu oponente estava sem possibilidade nenhuma de esquiva para aplicar sua rasteira, mas este o surpriendeu denovo, ao ver Shiki rolando em sua direção este forçou sua perna a qual usava de eixo para saltar no ar, e ao fazê-lo, descreveu um mortal no ar e terminou caindo em uma parada de mão com um só braço ao mesmo tempo que usava sua mão livre para sacar debaixo de seu manto 3 adagas pequenas de arremesso para logo em seguida arremessá-las contra seu alvo, Raigo.

Infelizmente para o assassino Shiki percebeu a jogada antes dela ser completada e mudou o rumo de seu ataque, assim que seu oponente caiu apoiando-se em uma só mão, Shiki girou seu corpo ainda no chão atingindo em cheio o braço de apoio do seu oponente no momento em que este arremessava suas adagas.

à interferência de Shiki, o ataque do assassino foi falho e as 3 adagas que foram lançadas, voaram e erraram seus alvos sendo que uma atingiu a parede, outra o cavalo de Raigor e outra a barriga do oponente do ranger. De fato uma sorte descomunal.

Ferido o cavalo do ranger relinchou e apoiou-se nas duas patas ameaçando pisotear qualquer um que estivesse em sua frente, por sorte este reconheceu seu dono caindo em cima do asassino atordoado derrubando-o no chão.

Enquanto toda esta cena acontecia Shiki desferia uma sequência incrivelmente rápida de ataques contra seu oponente desequilibrado antes mesmo deste tocar o chão.
Tudo acontecera em uma fração de segundo de forma impressionante, o destino da luta havia mudado drásticamente.


Raigor perdeu 10% de HP, a habilidade de Akkin terminou.

Marcadores de texto:

Negrito = narrativa.
Azul = marcadores de fala.
Laranja = falas dos NPCs.
Azul Claro = pensamentos.
Vermelho = notificações.


Última edição por Goldsilver Ironsteel em Sab 02 Out 2010, 12:25 pm, editado 1 vez(es)
avatar
Goldsilver Ironsteel
Desbravador
Desbravador

Número de Mensagens : 503
Idade : 32
Localização : Santos-SP.
Reputação : +30 Wanted :
0 / 1000 / 100

Data de inscrição : 14/09/2010

Ficha do personagem
Exp: 3195/4000
Lvl: 4
HP: 100%

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Entre o Céu e o Inferno - Campanha

Mensagem por Kronos Hiily em Qui 30 Set 2010, 2:36 pm

O garoto estava concentrado, não queria perder a luta. Atacava rapidamente seu adversário. Dessa vez a luta voltou a ficar equilibrada. O Líder não tinha muito tempo pra pensar, ou desviava ou atacava, e neste momento estava seguindo somente a primeira opção. O Hanyou se deliciava com a sensação de ter virado o jogo.

Tudo estava indo como Akkin havia planejado. Em pouco tempo, ele usaria a técnica de novo e então o Hanyou o acertaria em cheio. Mas algo o atrapalhou... E de certa forma, também o ajudou. Uma garota avançou contra o Líder no exato momento em que Akkin estava lhe acertando uma seqüência. O ataque da garota foi percebido pelo Líder, fazendo o mesmo usar sua técnica novamente para escapar do ataque “combinado”.

Erro fatal. Akkin já estava preparado, ele não iria cair no mesmo truque duas vezes. Quando o mesmo se materializou, rapidamente o Hanyou atacou-lhe com suas correntes, perfurando o seu oponente e fazendo graves ferimentos, mesmo em seu estado de sombra. O que veio a seguir foi à retirada do seu oponente. Akkin não sabia o que dizer, teria vencido seu oponente uma vez por todas afinal? Ou o Líder estava planejando outro ataque? Dúvida cruel, mas o mesmo não deixou de aproveitar o gosto da vitória, além do mais, levou como bônus o conhecimento da fraqueza de seu adversário. Estaria bem mais preparado para o próximo round.

Aos poucos as correntes que se enrolavam por seus ombros, braços, antebraços e mãos, foram desaparecendo. A ultima coisa que se viu foram as faíscas que o vento levou como recordação. O Hanyou estava ofegante e cansado. Cambaleou um pouco e se apoiou de costas na parede. Ainda podia sentir a dor do seu ferimento e o sangue escorrendo pelo seu corpo... Mas também parecia que o segundo item era percebido e causava incomodo em mais alguém. Aquela misteriosa garota, que de certa forma o ajudou no decorrer da luta, estava ali, parada, o olhando fixamente. Observando mais suas feições, o tipo de ataque e de onde surgiu, já sabia que a mesma era uma vampira. Akkin voltou sua atenção ao céu com um sorriso no rosto, vendo as faísca serem direcionadas cada vez mais alto até não serem mais visíveis.

- Obrigado... – Falou sem olhar para a vampira, ainda sorrindo. - Antes de qualquer coisa... Prazer, me chamo Akkin.

A garota não via preconceito em sua voz. Pelo contrário, o mesmo a tratava como qualquer outra pessoa. Parecia não estar com medo e seus olhos fitavam o céu de uma maneira pura. Ela não o entendia muito bem. Era de se estranhar alguém que não tivesse medo de um vampiro, sendo que este estava ao seu lado, e o Hanyou não fazia nenhuma reação. Excesso de coragem? Talvez. No fundo, só ele sabia ao certo.
avatar
Kronos Hiily
Punk Demon
Punk Demon

Número de Mensagens : 261
Idade : 21
Localização : Belém - Pará
Reputação : Neutro Wanted :
42 / 10042 / 100

Data de inscrição : 06/03/2010

Ficha do personagem
Exp: 3400/4000
Lvl: 3
HP: 100%

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Entre o Céu e o Inferno - Campanha

Mensagem por Shiki em Sab 02 Out 2010, 12:08 pm

Shiki havia executado o primeiro movimento, falho. O oponente desviou com um salto acrobático, de fato, um oponente merecedor de uma boa luta. Porém naquele mesmo segundo, perdeu todo seu mérito, ignorando Shiki e partindo para outro adversário.

Aquilo havia irritado Shiki, fazendo-o mudar o contra ataque, ao terminar o rolamento, usou um braço de apoio e rodou o corpo, fazendo uma rasteira no adversário. Como brinde, o golpe deste foi totalmente falho, acertando até, um de seus companheiros. Sem saber, aquele guerreiro havia despertado uma ira sem fim em Shiki. Ele odiava, de fato odiava, realmente odiava, ser ignorado numa luta. Como uma faca de cerdas que penetra lentamente, cerda por cerda, adentrando o orgulho no coração do Insano.

Ao terminar de passar a perna, Shiki avançou diretamente com seu canivete, fazendo vários cortes no corpo do adversário. Havia algo errado, diferente, estranho. Os golpes pareciam cada vez mais fortes, com mais ódio, com menos prazer.


Morra...morra...morra...não ignore...não me ignore...não me ignore!

A cada golpe que passava, parecia que Shiki queria cada vez mais, a pior morte para seu adversário. Quando este tocou o chão, Shiki cravou seu canivete no peito deste, agarrando-o pela cabeça

- NÃO ME IGNORE! - Repetindo esta frase várias e várias vezes, Shiki começou a bater cada vez mais a cabeça do assassino no chão. Vivo ou não, a sede de sangue que corria pelo corpo de Shiki não parava. Queria aquele assassino desfigurado, pela sua ingenuidade e pelo orgulho ferido. O preço a se pagar, por ignorar alguém que dá valor a uma verdadeira luta.
avatar
Shiki
Andarilho
Andarilho

Número de Mensagens : 376
Localização : Kyokushi...Nanaya!
Reputação : Neutro Wanted :
0 / 1000 / 100

Data de inscrição : 07/01/2009

Ficha do personagem
Exp: 600/1000
Lvl: 2
HP: 100%

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Entre o Céu e o Inferno - Campanha

Mensagem por Samira em Qua 06 Out 2010, 9:31 pm

Ela estava com raiva. Ele a notou e depois sumiu. Levantou-se e encarou o hanyou.
- Obrigado... – ouviu ele falar - Antes de qualquer coisa... Prazer, me chamo Akkin.
Ela não respondeu. Olhou para os outros combatentes. O meio-demonio continuava cortando seu oponente, que estava a poucos instantes de morrer. E o humano estava fraco e quase caído - seu 'assassino' estava concentrado.
- Vá ajudar seu amigo, Akkin - ela não ligava para nomes.
E correu pela escuridão. Estava preocupada - atacara um integrante do Guilda. E este a vira. Ela não podia ter errado, e o fez. Ajudara um dos alvos deles, e provavelmente, se tornara um tambem. E ainda tinha tudo o que ouviu nesta noite, as sensações estranhas que tivera. Algo estava muito errado em Hilydrus.
Atacou um cara que cruzou com ela, a duas esquinas de onde ocorrera a luta. Ela precisava disso - como uma cerveja com os amigos depois de um dia de trabalho. Só que seu unico 'amigo' eram os corpos que ela por vezes drenava. Como aconteceu dessa vez.
Subiu em um dos arcos sobre as ruas, e olhou a lua - fazia poucos minutos que largara eles. Precisava tomar uma decisão sobre o que fazer. Talvez sumir da cidade? A floresta talvez... melhor não. Ir para qualquer outro canto da Ilha. Ou, quem sabe...
Pulou do arco, pousando agachada, com olhos atentos ao redor. Voltaria até eles. Os observaria sem ser notada. E então decidiria se iria tentar a sorte fazendo algo inédito de sua parte - tentar seguir com um grupo.
avatar
Samira
Aventureiro
Aventureiro

Número de Mensagens : 74
Idade : 21
Localização : viajando na quarta dimensão. sim, eu consigo.
Reputação : Neutro Wanted :
0 / 1000 / 100

Data de inscrição : 07/08/2010

Ficha do personagem
Exp: 0/1000
Lvl: 1
HP: 100%

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Entre o Céu e o Inferno - Campanha

Mensagem por Goldsilver Ironsteel em Qua 06 Out 2010, 10:16 pm

@ Akiin, Samira e Shiki.

Shiki estava furioso, bateu a cabeça de seu oponente no chão tantas vezes que uma hora tudo o que se pôde ouvir era um som estranho de algo meio oco e molhado se partindo, a cabeça de seu oponente havia sido aberta e seus miolos se espalhavam pelo paralelepípedo frio das ruas de Hylidrus.
Mesmo assim ele não se satisfez, ergueu o corpo de seu oponente no ar com os dois braços e o arremessou com toda a forca cerca de 5 metros.
Só assim Shiki parou, ele estava furioso e descontente, não queria ter vencido assim, não desta forma, não queria ter vencido por consequência de um desvio de atenção.
Ele ficou ali sentado esbaforido, sem se importar com mais nada, apenas fitando a cabeça mutilada de seu oponente e seus miolos espalhados pelo chão.

Enquanto isso Akkin mal acabara a sua luta e já estava pensando em uma revanche, ele olhava para o céu sonhando acordado, conseguia ficar a grande lua em meio ao nevoeiro e dentro dela ele parecia ver imagens de sua luta passada ao mesmo tempo em que imaginava serão as da próxima que ele tem a certeza de que ocorrerá mais cedo ou mais tarde, tudo isso sem notar a fúria de seu companheiro Shiki e o desespero de Raigor.

Raigor lutava por sua vida, tivera muita sorte, o assassino foi atingido por seu próprio amigo e ainda pisoteado por seu cavalo, era a chance de Raigor e ele não a desperdiçou,aproveitou que seu oponente estava no chão e tratou de o capturar aplicando em sua nuca um golpe, um chute, para fazê-lo desacordar e depois amarrá-lo.

Ele tinha perguntas, e esse assassino as responderia.

Depois de amarrar seu preisioneiro ele o colocou em cima de seu cavalo ferido. Raigor alisou o animal apara acalmá-lo e ao mesmo tempo analisou o pequeno ferimento, não era fatal, seu amigo equino sobreviveria.

Então ele olhou para Shiki e cerrou os olhos como quem analisa uma possível ameaça.


"Obrigado estranho, não sei quem é você mas sei que nos ajudou, se quiser nos acompanhar fique à vontade. Ei Akkin, vamos embora antes que apareçam mais assassinos, me siga, rápido."

Logo após essa frase o ranger tratou de puxar seu cavalo com cuidado para não cansá-lo mais, porém, com pressa e pos-se a seguir por uma das ruas da encruzilhada.

Enquanto isso acontecia Samira desaparecia sem dar respostas para logo em seguida tornar a seguir o grupo silenciosamente, ela estava curiosa.


Marcadores de texto:

Negrito = narrativa.
Azul = marcadores de fala.
Laranja = falas dos NPCs.
Azul Claro = pensamentos.
Vermelho = notificações.

avatar
Goldsilver Ironsteel
Desbravador
Desbravador

Número de Mensagens : 503
Idade : 32
Localização : Santos-SP.
Reputação : +30 Wanted :
0 / 1000 / 100

Data de inscrição : 14/09/2010

Ficha do personagem
Exp: 3195/4000
Lvl: 4
HP: 100%

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Entre o Céu e o Inferno - Campanha

Mensagem por Kronos Hiily em Qua 06 Out 2010, 10:41 pm

A vampira não lhe dirigiu uma palavra de início, perfeitamente normal. Desconhecidos afinal, mas gostou da atitude da garota. Misteriosa. Aquilo era deveras interessante. Por um momento ainda continuou fitando a lua foi quando depois de analisar bem o cenário onde estava a vampira lhe disse algo breve.

- Vá ajudar seu amigo, Akkin - ela não ligava para nomes.

O Hanyou de certa forma, se impressionou e quando virou o rosto para falar com a mesma, ela havia desaparecido. Pena, nem ao menos soube seu nome.

Akkin estava tão nostalgiado que nem percebeu a fúria de Shiki. Apenas conseguiu ver o oponente totalmente sem miolos a mais ou menos três metros a sua frente. Parecia que a fúria do mesmo tinha chegado ao fim... Ou não. Sua atenção foi voltada a Raigor quando o mesmo chamou pelo nome.

“Obrigado estranho, não sei quem é você mas sei que nos ajudou, se quiser nos acompanhar fique à vontade. Ei Akkin, vamos embora antes que apareçam mais assassinos, me siga, rápido."

Logo Akkin se moveu passando perto de Shiki. Tocou-lhe o ombro rapidamente e disse com um sorriso.

- Belo trabalho no garotão ai – Apontou o rapaz desmiolado no chão –

Não muito depois o Hanyou colocou as mãos atrás da cabeça e seguiu atrás de Raigor, sem dizer mais nenhuma palavra.
avatar
Kronos Hiily
Punk Demon
Punk Demon

Número de Mensagens : 261
Idade : 21
Localização : Belém - Pará
Reputação : Neutro Wanted :
42 / 10042 / 100

Data de inscrição : 06/03/2010

Ficha do personagem
Exp: 3400/4000
Lvl: 3
HP: 100%

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Entre o Céu e o Inferno - Campanha

Mensagem por Shiki em Ter 19 Out 2010, 9:20 pm

Shiki estava furioso, bateu a cabeça de seu oponente no chão tantas vezes que uma hora tudo o que se pôde ouvir era um som estranho de algo meio oco e molhado se partindo, a cabeça de seu oponente havia sido aberta e seus miolos se espalhavam pelo paralelepípedo frio das ruas de Hylidrus.
Mesmo assim ele não se satisfez, ergueu o corpo de seu oponente no ar com os dois braços e o arremessou com toda a forca cerca de 5 metros.
Só assim Shiki parou, ele estava furioso e descontente, não queria ter vencido assim, não desta forma, não queria ter vencido por consequência de um desvio de atenção.
Ele ficou ali sentado esbaforido, sem se importar com mais nada, apenas fitando a cabeça mutilada de seu oponente e seus miolos espalhados pelo chão.

Shiki sentia-se distante, incomodado, estressado, sem honra. Não era assim que gostava de lutar, de vencer, de esmagar os oponentes. A mente de Shiki se desligou do corpo, abaixou a cabeça, fechando os olhos, escorado nos próprios joelhos, sentado no chão. O tempo foi passando e Shiki continuou alí, em sua mente, ele tentava se acalmar, voltar para aquela personalidade fria, quando foi interrompido, ouviu o que o Ranger tinha a dizer e abanou a cabeça, aquela luta não havia trazido nada a ele, a não ser angustia e raiva. Ainda tinha que ganhar a noite, simplesmente levantou e seguiu-os sem dizer uma única palavra, o cheiro de sangue espalhado pela roupa de Shiki, definitivamente atiçava Samira, e com certeza, incomodaria os outros, mas não mais do que Shiki. Pois ela, lembrava a vitória desonrosa a qual teve.
avatar
Shiki
Andarilho
Andarilho

Número de Mensagens : 376
Localização : Kyokushi...Nanaya!
Reputação : Neutro Wanted :
0 / 1000 / 100

Data de inscrição : 07/01/2009

Ficha do personagem
Exp: 600/1000
Lvl: 2
HP: 100%

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Entre o Céu e o Inferno - Campanha

Mensagem por Goldsilver Ironsteel em Sab 23 Out 2010, 9:39 am

@ Shiki, Samira e Akkin.

O grupo incomum seguia silencioso pelas vielas escuras e estreitas de Hilidrus, completamente oculto pelo denso nevoeiro sombrio. Eles andaram por cerca de 10 minutos sem pronunciar nenhuma palavra, pareciam mais um grupo de fantamas vagando sem destino do que pessoas. Ao final da caminhada Raigor leva o seu grupo a um beco profundo com uma estranha porta de metal em uma de suas paredes laterais, a porta era alta e larga, sua extremidade superior era terminada em um arco, a maneira como a porta estava posicionada e havia sido posta ali criavam uma ilusão de óptica e a tornavam difícil de enchergar para qualquer um que não estivesse ali, no fim do beco, provavelmente até mesmo durante o dia seria impossível ver a porta.
Com certeza o responsável por sua existência não queria ser incomodado.

Raigor se aproximou da porta e deu duas batidas longas, depois duas batidas rápidas seguidas de mais duas batidas longas. Nos momentos seguintes, dezenas de segundos, o silêncio da noite tomou conta do ambiente, todos os três membros daquele grupo incomum ficaram se entreolhando e observando a porta, aguardando algo acontecer.
Foi quando passos leves e rápidos puderam ser ouvidos vindos do interior da porta e aproximando-se da mesma, pelos sons parecia que o piso ali dentro era feito de pedra, os passos terminaram logo atrás da porta e pode-se ver e ouvir uma pequena abertura de metal ser aberta. Estava escuro lá dentro e não dava pra ver quem observava pela pequena abertura.

Um instante depois a abertura estava fechada novamente mas novos sons puderam ser ouvidos, parecia que várias fechaduras estavam sendo destrancadas e destravadas. Os sons das fechaduras cessaram dando lugar ao som de uma pesada e poderosa fechadura metálica abrindo-se, finalmente com um estalo metálico e um leve ranger enferrujado a porta abriu-se. Em seu interior um fraca iluminação provinha de uma pequena lanterna segura na mão de um homem, um velho usando um mando marrom bem escuro com um capuz. O velho possuia um cinto repleto de bolsas de couro e uma grande barba branca e manchada em vários pontos brotava de sua face espalhando-se de forma dessarumada até sua barriga. Os olhos do velho eram profundos, sombrios e eram emoldurados por olheiras, assim que pode ser vista saindo de trás da porta, sua mão enrrugada revelava uma pequena coleção de anéis de diversos tipos, anéis de ouro, prata, ferro, couro, madeira, alguns bonitos e outros modestos.

O velho olhou fixamente para Raigor, depois lançou um olhar desconfiado para os dois acompanhantes do ranger como que analisando-os, chegou até mesmo a levantar sua lanterna para facilitar sua observação.

Assim que notou os ferimentos nos três guerreiros e no cavalo de Raigor o velho fez um sinal com a mão livre ao mesmo tempo posicionando seu corpo ao lado da entrada da porta, indicando para que entrasem rapidamente. Uma expressão de preocupação pode ser notada no rosto do velho enquanto ele observava atentamente para a entrada do beco.


"Raigor, seu encrenqueiro, rápido, traga seus amigos para dentro. Maldição! Espero que não esteja sendo seguido não quero problemas, definitivamente eu não quero problemas, sempre que você me aparece vem cheio de problemas, sempre, sempre.

Esse nevoeiro não é natural, alguma coisa está acontecendo nessa cidade e eu não estou gostando, não estou gostando."


O velho resmungava quase que sussurrando sem nunca deixar de olhar fixamente para a entrada do beco, temeroso de que algo pudesse estar seguindo o trio, foi então que ele olhou para Shiki e Akkin e sem esperar nenhuma reação deles começou a resmungar novamente.

"Vocês dois, entrem também, rápido, não fiquem ai me olhando, será que não entenderam que podem estar sendo seguidos? Se ficarem ai parados vou deixá-los trancados do lado de fora, eu juro, eu juro. Já estou me arriscando demais por causa de vocês deixando a passagem aberta. Ahhhhhh maldição! Maldiiiiiição!"

Praguejava levantando sua mão livre para o alto, abrindo seus dedos como que em sinal de protesto.

Um pequeno sorriso pode ser visto surgir no rosto de Raigor que ficou ali por alguns breves segundos observando o comportamento do velho, o motivo de seu sorriso era um mistério, não dava para saber se ele sorria do medo do indoso, se ele sorria das pragas dele, se ele sorria por estar vendo um velho amigo ou quem sabe os três motivos?

Raigor lançou um olhar de aprovação aos seus dois acompanhantes e com um leve sinal de cabeça deu a entender que era para estes o seguirem para dentro da passagem que outrora estava bloqueada pela pesada porta de ferro. O ranger não esperou nenhuma atitude de seus amigos e logo tratou de caminha para dentro da entrada, ela era larga e alta o suficiente para permitir também a passagem de sua montaria.
avatar
Goldsilver Ironsteel
Desbravador
Desbravador

Número de Mensagens : 503
Idade : 32
Localização : Santos-SP.
Reputação : +30 Wanted :
0 / 1000 / 100

Data de inscrição : 14/09/2010

Ficha do personagem
Exp: 3195/4000
Lvl: 4
HP: 100%

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Entre o Céu e o Inferno - Campanha

Mensagem por Goldsilver Ironsteel em Ter 02 Nov 2010, 11:05 am

@ Gin e Selenna Walker.

Gin

Não havia muito tempo que Gin tinha chego a Hilydrus, faziam dois dias que ele estava por aqui a pedido de um amigo, o jovem guerreiro Lucian. Segundo seu amigo ele estava trabalhando para um velho alquimista realizando tarefas pequenas porém arriscadas como coletar ingredientes especiais.
Porém a ultima tarefa que Lucian havia recebido era um tanto quanto arriscada e isso fez com que ele recorresse a ajuda de Gin.
Mas havia um problema, Gin não encontrava seu amigo em lugar nenhum, faziam dois dias que ele estava revirando Hilydrus mas não o encontrava, ele havia feito tudo corretamente como Lucian havia lhe instruido pela carta, estava hospedado na estalagem correta, mas seu amigo não havia aparecido como era o combinado.

Isso deixava Gin preocupado.

Nesse dia ele havia perdido a hora e ficado até mais tarde procurando por seu amigo, pelo que conseguiu descobrir parece que Lucian mora na mesma estalagem que ele está hospedado.
A Estalagem Duende Azul, era uma construção intrigante, ela era alta e grande, possuia dois andares e era inteiramente feita de pedra, no andar térreo era possível encontrar um grande salão com um modesto palco para os bardos se apresentarem, os andares de cima eram onde podiam ser encontrados os quartos.
A estalagem possuia 12 quartos ao todo sendo os do ultimo andar melhores e mais aconchegantes e também mais caros, ela era administrada por um casal de idosos, o senhor Mathew e a senhora Cassandra. Eles não tinham funcionários, contavam com a ajuda de seus dois filhos de meia idade, Hobson e Julia, normalmente enquanto Mathew cuidava de atender os clientes no salão a senhora Cassandra cuidava de preparar a comida e manter os quartos arrumados.
Pela manhã até a tarde os idosos cuidavam do estabelecimento, de tarde até a noite era o casal de filhos que assumia.
Eles eram aplicados e pareciam gostar do que faziam, porém algo suspeito chamava a atenção de Gin, quando fazia perguntas sobre Lucian eles diziam não terem notícias, porém segundo suas investigações, Lucian morava na estalagem. Como eles podem não ter notícias de alguém que morava por lá?

Outra coisa que intrigava Gin era que atrás do prédio da estalagem, havia um segundo prédio, mas este possuia janelas pequenas com barras de metal e parecia não ter nenhuma porta que dava acesso a rua. Que tipo de prédio seria esse?

Será que a pequena família de comerciantes escondia algum mistério? Essa noite Gin se esforçaria para descobrir o que havia acontecido com seu amigo Lucian e qual seria o mistério da Estalagem Duende Verde.

Era meia noite, ele fingia dormir em seu quarto enquanto estava atento para os ruídos da noite, esta estava muito mais silenciosa que o normal. Gin levantou-se, abriu silenciosamente a janela e se assutou, as ruas e toda a cidade estavam cobertas por um nevoeiro espesso e sombrio. Gin podia sentir algo de estranho nessa neblina mística.

Foi quando ele pode ouvir sons de passos na rua ao lado, eram passos apressados acompanhados do ruído dos cascos de um cavalo.

Ele não perdeu tempo, seja quem quer que fosse corajoso para sair em uma noite estranha como essa, não era uma pessoa normal e hoje ele estava determinado a desvendar o mistério do sumiço de Lucian.

A porta da estalagem certamente estaria trancada, só havia uma opção, sair pela janela, e foi isso que ele fez e por sorte estava preparado com uma corda, ele a jogou e desceu rapidamente chegando até a rua.

Dali podia escutar os sons dos passos adentrando o beco lateral à estalagem.


Selenna Walker.

Selenna Walker havia chego a Hilydrus fazia uma semana, enviada pelo exército de Takaras sua missão era difícil, descobrir o paradeiro de uma chave mística que selava um portão demoníaco, segundo informações que havia descoberto a chave estava escondida em algum lugar da grande catedral da cidade.
Selenna Walker precisava encontrar uma forma de invadir a catedral, descobrir onde a chave estava escondida e sair.
A jovem youkai caminhava pelas ruas de Hilydrus apreciando a noite sombria, esse nevoeiro era perfeito para ela, hoje ela não iria continuar sua missão, hoje ela atenderia uma necessidade mais sombria e urgente, sua fome por sangue.
Aproveitando a neblina ela caminhava sorrateira pelas ruas estreitas procurando por vítimas, até que um cheiro familiar invadiu suas narinas atiçando seu apetite. SANGUE!

Ela seguiu o odor até chegar em uma rua um pouco mais larga, ali encontrou dois corpos recém mortos, um estava com a cabeça partida deixando os miolos espalhados pela sarjeta e o segundo estava apenas cortado.


Por inatividade a jogadora Samira foi expulsa da camapanha.
A jogadora Selenna Walker foi incluida em seu lugar.


Marcadores de texto:

Negrito = narrativa.
Azul = marcadores de fala.
Laranja = falas dos NPCs.
Azul Claro = pensamentos.
Vermelho = notificações.
avatar
Goldsilver Ironsteel
Desbravador
Desbravador

Número de Mensagens : 503
Idade : 32
Localização : Santos-SP.
Reputação : +30 Wanted :
0 / 1000 / 100

Data de inscrição : 14/09/2010

Ficha do personagem
Exp: 3195/4000
Lvl: 4
HP: 100%

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

color=#FFF8DC color=#A52A2A

Mensagem por Selenna Walker em Ter 02 Nov 2010, 12:04 pm

Era noite adentro e eu caminhava pelas ruas de Hilydrus, não tinha local para repouso, nem mesmo roupas suficientes para passar aquela noite fria e nebulosa. Mas isso não era problema para mim, durante minha vida fui habituada a passar dias sem dormir, viver como uma selvagem, sem luxo, nem sequer uma cama.

Mas aquele ambiente me parecia ainda mais hostil do que qualquer floresta ou até mesmo no quartel de Takaras, eram terras inimigas e eu sentia a necessidade de saciar meu vício.

Tenho consciência dos riscos, mas não posso lutar contra meu vício de sangue, não seria natural, de algum modo,sinto que uma parte de mim morreria se superasse meu vício. Então passei parte da noite me alimentando do meu próprio sangue, que escorria de ferimentos feitos por mim mesma no meu braço.

As noites eram bem tediantes, então decidirá sobrevoar a catedral, apenas para reconhecimento de terreno,
- em algum lugar ali dentro há a chave que procuro - pensei. Observava ela de cima, suas possíveis entradas e saídas, sua arquitetura e etc, mas mal conseguia me concentrar, precisava de sangue.

Pousei, quando um cheiro forte de sangue chegou as minhas narinas, não era meu, era fácil disser, eram de duas pessoas diferentes. Segui o cheiro, virando algumas ruas até chegar a dois corpos deitados no chão. Os observei de perto, tinham sofrido de mortes violentas não fazia muito tempo, era melhor eu sair daquele local rapidamente. Calculei qual dos corpos seria mais leve, mesmo assim seria difícil carrega-lo inteiro. Invoquei minha foice com a mão direita, fazendo cortes peitorais sobre o peito dos cadáveres, e arrancado-lhes o coração, apenas um era necessário para uma refeição, então acabei desistindo de um, o deixando para trás, enquanto me distanciava do local, lambendo um dos corações.
avatar
Selenna Walker
Aventureiro
Aventureiro

Número de Mensagens : 164
Idade : 22
Localização : Lodoss
Reputação : Neutro Wanted :
0 / 1000 / 100

Data de inscrição : 31/01/2010

Ficha do personagem
Exp: 450/1000
Lvl: 1
HP: 80%

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Entre o Céu e o Inferno - Campanha

Mensagem por Kronos Hiily em Ter 02 Nov 2010, 8:30 pm

Akkin era um preguiçoso nato. Não estava querendo mais andar e de certa forma o cheiro de sangue coagulado que vinha de Shiki lhe agoniava um pouco. Vez ou outra ele passava a mão no nariz, mas nunca virava para o olhar o rapaz. Foi quando finalmente chegaram a um beco com uma estranha porta de metal em uma de suas paredes laterais, a porta era alta e larga, sua extremidade superior era terminada em um arco, de certa forma aquilo ali causava uma ilusão, que dificilmente seria percebida. Seja o que fosse, aquele local não deveria ser descoberto.

Raigor bateu na porta de uma forma diferente, uma espécie de código para indicar que era ele. Foi quando um par de olhos apareçeu por uma brecha na porta. Logo aquela abertura foi fechada e um senhor de idade apareçeu na porta. De inicio não pareceu se importar com os visitantes de Raigor, e Akkin muito menos se importou com ele, apenas sorriu de ver o rapaz levar tal bronca.

"Raigor, seu encrenqueiro, rápido, traga seus amigos para dentro. Maldição! Espero que não esteja sendo seguido não quero problemas, definitivamente eu não quero problemas, sempre que você me aparece vem cheio de problemas, sempre, sempre.

Esse nevoeiro não é natural, alguma coisa está acontecendo nessa cidade e eu não estou gostando, não estou gostando."

Antes que pudesse começar a rir mais da situação o velho lhe lançou um olhar que o fez calar a boca na hora. Akkin só fazia concordar com movimentos de cabeça enquanto o velho resmungava.

"Vocês dois, entrem também, rápido, não fiquem ai me olhando, será que não entenderam que podem estar sendo seguidos? Se ficarem ai parados vou deixá-los trancados do lado de fora, eu juro, eu juro. Já estou me arriscando demais por causa de vocês deixando a passagem aberta. Ahhhhhh maldição! Maldiiiiiição!"

Calou-se por completo. Apenas se mecheu quando Raigor lhe olhou de forma "aprovada" para que entrasse no recinto. Não esperando nenhum dos dois, Raigor tratou logo de entrar. Akkin decidiu não se distanciar muito de Raigor, aquele velho não batia muito bem da cabeça, era meio arriscado ficar só ali.

avatar
Kronos Hiily
Punk Demon
Punk Demon

Número de Mensagens : 261
Idade : 21
Localização : Belém - Pará
Reputação : Neutro Wanted :
42 / 10042 / 100

Data de inscrição : 06/03/2010

Ficha do personagem
Exp: 3400/4000
Lvl: 3
HP: 100%

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Entre o Céu e o Inferno - Campanha

Mensagem por Gin em Qua 03 Nov 2010, 11:00 am

Era intrigante até onde Gin iria por seus amigos. Era uma pessoa leal, sim, porém mais que isso: tinha que saber que seus companheiros estavam bem e ajudá-los se estivessem em apuros. Talvez isso fosse sua fraqueza, mas não faria de forma diferente em nenhuma circunstância.

Gin estava na cidade já fazia um tempo. Por todos os cantos que olhasse, não encontrava seu amigo, Lucian. Preocupava-se com ele e esperava que o mesmo estivesse seguro. Talvez ele tivesse fugido dessa estalagem às pressas para se esconder e os donos tivessem alguma parcela disso. Pois Gin sabia que eles tinham alguma informação. Porém, por enquanto, resolveu não pressioná-los. Se fossem realmente cúmplices teria que descobrir de modo sorrateiro, o que não era bem seu jeito de fazer as coisas. Outra coisa que lhe deixava sem sono era o prédio atrás da estalagem. Tinha certeza que ali teria algumas respostas para suas perguntas e foi justamente por isso que ficou acordado essa noite.

Na calada da noite, quando tudo estava silencioso, Gin observava da sua janela o prédio estranho, pensando em seu companheiro desaparecido. Tinha a sensação de que alguma coisa iria acontecer essa noite, todas as fibras de seu corpo gritavam isso. A névoa que pairava na cidade só deixava Gin mais feliz.. Pois Gin gostava de ação e luta e ficava em plena felicidade quando ambas encontravam-no. Foi quando ouviu pessoas conduzindo um cavalo à sua frente. Tinha de agir, não sabia bem o por que. Rapidamente pegou suas coisas e desceu uma corda pela janela, saindo da Estalagem. Resolveu seguir o grupo um pouco distante. Não seria prudente aproximar-se agora. Eles viraram no beco lateral da estalagem e Gin acompanhou-os, mantendo sua distância e colado à parede.


Agora sim.Disse, baixo, para si mesmo.Ação, é disso que gosto. Vamos ver qual é a destas pessoas. Com certeza não estão fazendo uma caminhada noturna.Gin tropeçou num pedaço de madeira que não tinha visto. Por sorte não fez som algum e ficou parado alguns segundos, certificando-se que o grupo mais à frente não tinha escutado-no. Em seguida continuou sua espreita.Maldita névoa que não deixa eu ver nada na minha frente.Praguejou, mantendo-se atrás do grupo de viajantes.

_________________


L$:--
Atributos:
Força Física:3
Força Mágica:2+1
Velocidade de Ataque:5
Velocidade de Movimento:5
Precisão:2+1
Vitalidade:3+1


Montaria: Choudon
Spoiler:

Força Física:5+1
Força Mágica:1
Velocidade de Ataque:2
Velocidade de Movimento:4
Precisão:3
Vitalidade:5+1
_____________________________________________
avatar
Gin
Narrador
Narrador

Número de Mensagens : 788
Idade : 26
Reputação : Neutro Wanted :
0 / 1000 / 100

Data de inscrição : 16/10/2008

Ficha do personagem
Exp: 900/1000
Lvl: 4
HP: 87%

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Entre o Céu e o Inferno - Campanha

Mensagem por Goldsilver Ironsteel em Qui 04 Nov 2010, 2:13 pm

Aparentemente Shiki não tem frequentado o fórum desde o dia 26/10, com isso já fazem mais de 9 dias contando com hoje. A aventura deve continuar então por hora Shiki se tornará um NPC até que eu encontre uma forma de tirá-lo do jogo ou até que o jogador retorne e assuma o controle do personagem.

@ Shiki, Akkin, Selenna e Gin.

Akkin, Shiki e Gin.

Seguindo a orientação do velho, Raigor e Akkin adentraram o tunel, ambos esperavam serem seguidos por Shiki mas isso não aconteceu. Ao contrário de Akkin, Shiki permaneceu um tempo ali fora, observando seus companheiros sumirem na escuridão do tunel, o velho o encarava contrariado e depois de um tempo se postou a reclamar.


"Ei muleque, o que você está fazendo parado ai? Está esperando que sejemos pegos? Venha rápido ou vou tranca-lo ai fora!"

Mal o velho terminou de falar e Shiki tomou uma atitude, seu rosto virou-se para a entrada do beco, ele fitou o nevoeiro por alguns segundos e repentinamente disparou em uma curta corrida terminando em uma voadora.

Gin encontrava-se na entrada do beco aproximando-se silenciosamente tentando obter uma visão melhor daqueles vultos na neblina foi quando repentinamente viu que um dos vultos aproximava-se de si velozmente. Para não ser atingido, Gin agachou-se de cócoras quase encostando seu rosto no chão, ele podia sentir o deslocamento de ar causado pelo ataque de Shiki enquanto este passava por cima de si.

Rapidamente Shiki aterrisou e girou seu corpo entrando em posição de guarda, Gin por sua vez levantou-se virando-se para o seu pretenso agressor enquanto levantava sua guarda.

O velho ao notar a movimentação tratou de se aproximar do local, e assim que viu Gin, falou.


"Espere garoto. Não o ataque, ele está do nosso lado."

Esse velho parecia conhecer Gin mas este estranhamente não se recordava em momento algum de sua vida de ter visto esse senhor. Como esse velho o conhecia? E o que era pior, como esse velho conhecia suas intenções.

Apesar disso Akkin e Raigor não foram capazes de tomar ciência do que ocorria lá fora, eles seguiam silenciosos pelo tunel, este possuia 10 metros comprimento e nenhuma iluminação, o tunel por sua vez terminava em uma pátio grande o suficiente para acomodar uma pequena estrebaria com vagas para 3 animais sendo que duas destas já econtravam-se ocupadas por dois belos garanhões.

O pátio possuia três entradas sendo uma a do tunel localizada na parede sul, a outra um porta de ferro idêntica a primeira da passagem do tunel no beco localizada ao lado das estrebarias na parede oeste e a ultima era uma outra porta de ferro localizada no centro da parede leste. A parede oeste e leste eram as laterais de dois prédios de 3 andares, a parede norte era um enorme muro de 6 metros de altura que separava o pátio da rua enquanto que a parede sul era um pedaço de uma casa antiga que passava por cima do tunel. Tanto o piso quanto as paredes eram feitos de pedra.

A parede leste não possuia nenhuma janela enquanto que a parede oeste possuia pequenas janelas com barras de metal muito semelhantes as janelas de uma torre de vigia, aliás, toda a estrutura oeste lembrava muito uma torre de vigia.

Assim que adentrou o pátio Raigor logo tratou de por sua montaria em uma das estrebarias, assim que terminou olhou para trás e se surpriendeu ao ver apenas Akkin, sem dar nenhuma resposta ele tirou sua espada da cintura e correu novamente em direção ao tunel temendo pelo pior.


Parede Leste - Lateral da Estalagem


Parede Oeste - Torre:


---------------------------------------------------X---------------------------------------------------


Selenna

Selenna voava rapidamente para os telhados de Hilydrus procurando um lugar discreto e isolado para saborear sua refeição. Logo encontrou um telhado plano feito de concreto pertencente a um prédio de 2 andares. Ali ela pousou e logo que o fez tratou de iniciar seu pequeno banquete.

Ela olhou para o coração e disse a si mesma:


"Selenna Walker, arrasando corações."

Riu maliciosamente para logo em seguida deslizar sua lingua pelo orgão ainda quente e fresco. O sangue escorregava pelo seu punho e por sua lingua, Selenna levantou a cabeça olhando para o alto, ergueu o braço que segurava o coração, abriu sua boca e o colocou para dentro abocanhando-o até a metade. O sangue escorreu pela sua face na forma de filetos percorrendo seu pescoço e descendo até os seios. No instante seguinte Selenna já havia devorado completamente o orgão.

Ela estava satisfeita, podia sentir a carne macia repousando no seu estômago, e o sabor ferroso do sangue em sua boca que para ela, era como mel.

Tão logo terminou sua refeição, começou a limpar-se com um lenço e um pouco de água fornecida por seu cantil.

Finalmente ao final do processo Selenna alçou vôo em direção a catedral, no caminho enquanto sobrevoava uma grande e luxosa casa ela pode ouvir sons estranhos vindos dali mesmo. Selenna posou no telhado angular de uma casa tentando produzir o mínimo de silêncio possível, dali ela podia ver vagamente o centro dos ruidos.
Eles vinham da casa que outrora sobrevoava, era uma casa grande de dois andares com janelas grandes e vistosas e uma arquitetura suave e bela que imitava em partes a arquitetura da própria catedral com uma diferença: os motivos arquitetônicos lembravam magos e fadas.[b]

Janelas da Casa


[b]Selenna podia ver por uma das janelas algo acontecer, vultos passavam rapidamente por dentro dos corredores da casa no segundo andar. Ela pode ver um clarão azul percorrer todo o corredor, uma fração de segundo depois um som veio até seus ouvidos, o som de um relâmpago! Na fração seguinte ela pode ver um corpo estilhaçar uma das janelas e cair, parecia ser um sujeito do tamanho de um humano completamente vestido em roupas negras.
Passado o susto ela ainda podia ver que havia movimentação ocorrendo dentro da casa, uma correria, parecia que um combate estava se desenrolando lá dentro.
Apesar do som alto do estalar do relâmpago, Selenna pode notar algo muito incomum, o som era para ser muito mais alto que o normal, parecia que alguma coisa estava abafando tudo aqui, será que era um efeito daquele nevoeiro sobrenatural?



Marcadores de texto:

Negrito = narrativa.
Azul = marcadores de fala.
Laranja = falas dos NPCs.
Azul Claro = pensamentos.
Vermelho = notificações.
avatar
Goldsilver Ironsteel
Desbravador
Desbravador

Número de Mensagens : 503
Idade : 32
Localização : Santos-SP.
Reputação : +30 Wanted :
0 / 1000 / 100

Data de inscrição : 14/09/2010

Ficha do personagem
Exp: 3195/4000
Lvl: 4
HP: 100%

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Entre o Céu e o Inferno - Campanha

Mensagem por Gin em Qui 04 Nov 2010, 4:14 pm

Gin tentava acompanhar o grupo à frente com olhos atentos. A névoa, porém, impedia que ele visse qualquer coisa muito bem. Estranhamente a névoa também abafava um pouco o som de seus passos. Certamente não era alguma coisa natural. Foi caminhando lentamente.

Foi quando percebeu que estava sendo atacado. Foi obrigado a abaixar-se de forma ridícula para evitar que fosse atingido pelo ataque surpresa. Levantou-se com rapidez quando seu oponente passou por cima e logo assumiu sua postura ofensiva. Começou a concentrar-se em sua energia interior para focar-se. Seu sangue fervia com a possibilidade de uma briga. Já pensava no melhor momento para atacar seu oponente quando foi interrompido por um cidadão.


Não enche o saco, meu velho. Se o filho de Deus aqui quer lutar então não vou privá-lo de seu desejo..Foi quando percebeu que o velho olhava para Gin como se conhecesse-no.Cara feia pra mim é fome, velho. O que quer comigo?Perguntou de forma irônica.

Resolveu relaxar. O velho tinha o controle da situação e essa não parecia a hora certa para lutar. Viu que seu oponente também baixou a guarda. Continuou fitando o velho esperando por alguma resposta. Não tirou, porém, o sorriso do rosto. Talvez não agora, mas certamente uma batalha aproximava-se, podia sentir.

_________________


L$:--
Atributos:
Força Física:3
Força Mágica:2+1
Velocidade de Ataque:5
Velocidade de Movimento:5
Precisão:2+1
Vitalidade:3+1


Montaria: Choudon
Spoiler:

Força Física:5+1
Força Mágica:1
Velocidade de Ataque:2
Velocidade de Movimento:4
Precisão:3
Vitalidade:5+1
_____________________________________________
avatar
Gin
Narrador
Narrador

Número de Mensagens : 788
Idade : 26
Reputação : Neutro Wanted :
0 / 1000 / 100

Data de inscrição : 16/10/2008

Ficha do personagem
Exp: 900/1000
Lvl: 4
HP: 87%

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Entre o Céu e o Inferno - Campanha

Mensagem por Kronos Hiily em Qui 04 Nov 2010, 11:13 pm

Após alguns segundo depois de ter entrado no recinto Akkin escutou algo lá fora. Olhou para Raigor com uma cara de “Que merda ta acontecendo?” e rapidamente seguiu o local de onde vinham algumas vozes agora. Chegou bem a tempo enquanto o velho conversava com um rapaz em meio aquele nevoeiro.

"Espere garoto. Não o ataque, ele está do nosso lado."

Logo o garoto desconhecido respondeu

— Não enche o saco, meu velho. Se o filho de Deus aqui quer lutar então não vou privá-lo de seu desejo...

Akkin olhava pra aquilo sem saber o que dizer. Pareciam duas crianças. Tudo bem que o Hanyou também tinha seus momentos infantis - quase toda hora – mas tinha vezes que não dava mais, ainda mais depois de uma luta daquelas. Estava com um corte filha da mãe nas costas e com o corpo dolorido. Logo o “estranho” começa a falar novamente.

— Cara feia pra mim é fome, velho. O que quer comigo?

Akkin rapidamente se intromete na conversa atraindo a atenção para si e deixando o velho com certeza mais furioso.

— Pra quem não quer ser notado vocês dois estão tendo total a descrição. – Akkin tinha uma expressão cômica em sua face –
Spoiler:

Rapidamente se locomoveu para onde os dois estavam e colocou um dedo indicador de cada mão, sobre o nariz de ambos.

- Você e você... Vem comigo agora. – Com um movimento rápido, que mostrava a habilidade do rapaz, Akkin seguro na gola da camisa de ambos.

Logo os dois estavam sendo puxados para dentro daquele local. Akkin estava ignorando os berros do velho enquanto pensava em quem seria aquele novo ser que também estava levando.

- Vocês vão ter muito tempo para gritar e se baterem lá dentro – Falou com outra expressão cômica -
Spoiler:

Ignorou Shiki completamente, aquele sabia se virar sozinho.


Última edição por Kronos Hiily em Dom 07 Nov 2010, 11:40 am, editado 1 vez(es)
avatar
Kronos Hiily
Punk Demon
Punk Demon

Número de Mensagens : 261
Idade : 21
Localização : Belém - Pará
Reputação : Neutro Wanted :
42 / 10042 / 100

Data de inscrição : 06/03/2010

Ficha do personagem
Exp: 3400/4000
Lvl: 3
HP: 100%

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Entre o Céu e o Inferno - Campanha

Mensagem por Goldsilver Ironsteel em Dom 07 Nov 2010, 2:07 am

É de meu conhecimento que Selenna apareceu no fórum mas não postou, entenderei isso como desinteresse dela pelo jogo e continuarei com os outros dois que responderam, no entato se ela resolver continuar basta postar dando continuidade a cena que narrei para ela.

@ Akkin e Gin.

Raigor e Akkin sairam juntos do tunel prontos para o pior quando viram o velho, um estranho e Shiki tensos a beira de um combate. Com um pouco de humor e intrometimento Akkin se interpos entre eles evitando o pior.
Mas assim que começou a arrastar o estranho e o velho resmungão pela gola, não conseguiu dar mais de 5 passos antes que eles se soltasem.


Seu muleque insolente, solte-me! Quem você pensa que é?

Falava o velho enquanto se desvencilhava de Akkin sendo acompanhado por Gin.

Com os nervos esfriados o velho diz:


Vamos logo sair daqui vamos antes que algum maldito nos ache aqui.

Desta vez o idoso não esperou nenhuma reação dos outros e correu para o tunel, Raigor fez a mesma coisa sendo seguido por Akkin e também por Gin que estava extremamente curioso sobre tudo isso.

Assim que entraram no tunel o velho ainda esperou alguns segundos a chegada de Shiki mas este não apareceu. O velho lançou um olhar de preocupação e desaprovação aos outros e fechou a pesada porta de metal.
Agora pelo lado de dentro dava para ver as 5 fechaduras pesadas da porta e uma grande catraca de ferro que a mantinham selada.
Aquela era uma porta impossível de ser arrombada, para abri-la a força seria necessaria a utilização de uma enorme força bruta.

Assim que fechou a porta o velho passou por todos no corredor conduzindo o grupo até o pátio, ali ele foi até a segunda porta de ferro na parede oeste, a abriu, a porta dava acesso a uma pequena sala quadrada com uma escadaria circular de pedra.

O velho olhou para seus 3 acompanhates curiosos e disse:


"Me sigam e terão as respostas que procuram, vou contar tudo a vocês, sobre Endless e Lucian."

Marcadores de texto:

Negrito = narrativa.
Azul = marcadores de fala.
Laranja = falas dos NPCs.
Azul Claro = pensamentos.
Vermelho = notificações.
avatar
Goldsilver Ironsteel
Desbravador
Desbravador

Número de Mensagens : 503
Idade : 32
Localização : Santos-SP.
Reputação : +30 Wanted :
0 / 1000 / 100

Data de inscrição : 14/09/2010

Ficha do personagem
Exp: 3195/4000
Lvl: 4
HP: 100%

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Entre o Céu e o Inferno - Campanha

Mensagem por Gin em Dom 07 Nov 2010, 10:17 am

Foi surpreendido por uma pessoa intrometendo-se, audaciosamente, na sua luta. Normalmente quem fazia isso saía um pouco inchado de soco e chutes. Ninguém o interrompia e isso era questão de honra. Porém, pensou, não era hora de começar uma briga. Por isso se deixou arrastar um pouco.

Opa, que isso meu amigo?Disse, dando um tapa na mão de Akkin para tirá-la de si.Me arrasta de novo e eu arrasto tua cara no chão, entendeu?Completou de forma bruta, quase chamando-no para a briga.

Em seguida o velho irritou-se com a situação a resolveu assumir o comando. Disse algumas palavras e foi caminhando para dentro do beco. Gin, sorrindo, foi caminhando com seus mais novos companheiros. Afinal, finalmente começava a sua jornada nessa cidade.

O velhinho tá raivoso, meu Deus..Disse, baixo. Não esparava que ninguém escutasse sua afirmação.

Foram caminhando até passarem por um imenso portão de metal. Apesar de conhecer bem Lodoss, nunca tinha se aventurado por esses cantos. Não deixou de se surpreender com a engenhosidade proposta do local. Certamente queriam esconder algo quando tudo isso foi feito.

Seu novo líder foi caminhando até passar por mais uma porta até uma sala com uma escadaria. Ficou curioso quando disse que falaria sobre Lucian. Como será que esse velho sabia que Gin estava atrás dele? Não esperou, porém, que fosse na frente.


Então vamo embora!Disse. Foi caminhando antes de todos e foi descendo as escadas. Fez um movimento com a mão para que se apresassem. Já tinha se cansado de esperar.

_________________


L$:--
Atributos:
Força Física:3
Força Mágica:2+1
Velocidade de Ataque:5
Velocidade de Movimento:5
Precisão:2+1
Vitalidade:3+1


Montaria: Choudon
Spoiler:

Força Física:5+1
Força Mágica:1
Velocidade de Ataque:2
Velocidade de Movimento:4
Precisão:3
Vitalidade:5+1
_____________________________________________
avatar
Gin
Narrador
Narrador

Número de Mensagens : 788
Idade : 26
Reputação : Neutro Wanted :
0 / 1000 / 100

Data de inscrição : 16/10/2008

Ficha do personagem
Exp: 900/1000
Lvl: 4
HP: 87%

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Entre o Céu e o Inferno - Campanha

Mensagem por Kronos Hiily em Dom 07 Nov 2010, 11:40 am

Não demorou muito e o que Akkin fez não se mostrou muito eficiente. Gin retirou suas mãos da gola já reclamando e falando de uma forma um tanto quanto bruta com Akkin. O Hanyou lhe deixou falar aos ventos, estava realmente cansado e já haviam demorado mais do que suficiente para entrar naquele local.

- Ta bom, ta bom... – Falou de costas para Gin, fazendo um movimento qualquer com a mão –

Seguiram então finalmente para dentro daquele local. Akkin ficara impressionado com tamanha segurança, e enquanto o velho fechava as portas, uma sobrancelha arqueou em sua face. Seria realmente necessário tudo aquilo? Ou melhor, o que existia ali, para tal segurança? Apenas dúvidas e mais dúvidas foram surgindo enquanto passava por um pequeno pátio.

Chegaram então a uma sala quadrada que abrigava uma pequena escada circular de pedra. Aonde a mesma levava, o Hanyou desconhecia.

Foi quando Gin tomou a dianteira com seu jeito um tanto quanto... Apressado. Passou pela frente de todos em um ritmo acelerado e rapidamente se prontificou a subir as escadas.

— Então vamo embora!

Akkin deu um pequeno sorriso quanto ao comentário. Nisso, pelo menos nisso e naquele momento ele concordava com Gin, todos ali estavam gastando tempo de mais.

— Falou e disse!

O Hanyou correu acompanhando Gin e lhe dando um leve esbarrão para abrir espaço e subir as escadas ao seu lado.

— Segura os ânimos... Já vi que você gosta de brigar. Acredite... Você terá muitas pessoas para isso. – Sorriu olhando de canto para Gin –

Aquilo estava ficando interessante. Um velho chato, um Hanyou preguiçoso e um estranho brigão. Respostar com certeza eram necessárias
avatar
Kronos Hiily
Punk Demon
Punk Demon

Número de Mensagens : 261
Idade : 21
Localização : Belém - Pará
Reputação : Neutro Wanted :
42 / 10042 / 100

Data de inscrição : 06/03/2010

Ficha do personagem
Exp: 3400/4000
Lvl: 3
HP: 100%

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Entre o Céu e o Inferno - Campanha

Mensagem por Goldsilver Ironsteel em Dom 07 Nov 2010, 4:19 pm

@ Akkin e Gin.

Akkin e Gin.

Quando os dois jovens guerreiros colocaram os pés na escada o velho imediatamente estendeu os braços colocando as mãos nos ombros de cada um deles puxando-os para trás e disse.


"Não tão rápido garotos, a menos que queira ser desintegrados, deixem que eu vou na frente para a segurança de vocês."

O velho passou pelos dois garotos e começou a subir as escadas, parou um pouco, olhou para o trio de guerreiros, fez um sinal com a mão para que o seguisem.

O grupo seguiu o velho e em um certo momento eles viram o velho parar de andar e falar algumas palavras ininteligiveis.


"Uautorun bratelux davor."

Após dizer essas palavras todos puderam ver uma sequência de 10 degrais brilharem por um breve momento revelando desenhos runicos que antes estavam invisiveis ao mesmo tempo que, vários braseiros nas laterais da escadaria se acenderam.

O velho olhou para o trio com um olhar sarcástico e um sorriso esperto no canto do rosto e disse.


"Armadilhas mágicas, hehehehe, essas belezinhas transformariam vocês em pó se tentasem subir essas escadas sem mim, que isso sirva de aviso, NÃO mexam em nada aqui a menos que eu autorize entenderam? He acho que entenderam sim."


O grupo continuou subindo as escadas até que essas, deram acesso a um pequeno hall onde as escadas continuavam a subir e uma porta de madeira pesada se apresentava. A porta era simples mas de madeira de qualidade, forte e resistente com dobradiças firmes de aço, o velho abriu a porta e bateu palma 3 vezes, 2 braseiros dispostos e 1 candelabro no centro da sala se ascenderam revelando um aposento estranho e paradoxal.

A janela pequena bom barras e as paredes de pedra davam um ar rígido de prisão, mas a mobília do aposento, um conjunto de 2 sofás aconchegantes e de tecido vermelho, uma mesa redonda, um tapete decorado com motivos de luas e estrelas davam a entender que aqui era uma confortável sala de visitas. A sala possuia também 2 estantes dispostas em paredes opostas, vários objetos podiam ser vistos nas preteleiras como miniaturas em barro e madeira e alguns livros.

Uma outra porta de madeira no mesmo estilo da anterior era visível na parede oeste da sala.

O velho entrou e chamou seus acompanhantes esperando que todos se sentasem mas ele próprio não o fez.


"Senhores, sentem-se, eu irei buscar alguns curativos para vossos ferimentos e já retorno, até lá aproveitem o conforto de meu humilde lar."

Depois de dizer essas palavras o velho se virou, saiu e fechou a porta de madeira da sala. Seus passos puderam ser ouvidos novamente percorrendo as escadas.

Ao contrário dos outros dois, Raigor parecia estar bem acostumado a situação e assim que recebeu indicação do velho, ele simplesmente pegou e dominou um dos sofás deitando-se sobre ele de forma relaxada e descontraída.


Marcadores de texto:

Negrito = narrativa.
Azul = marcadores de fala.
Laranja = falas dos NPCs.
Azul Claro = pensamentos.
Vermelho = notificações.
avatar
Goldsilver Ironsteel
Desbravador
Desbravador

Número de Mensagens : 503
Idade : 32
Localização : Santos-SP.
Reputação : +30 Wanted :
0 / 1000 / 100

Data de inscrição : 14/09/2010

Ficha do personagem
Exp: 3195/4000
Lvl: 4
HP: 100%

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Entre o Céu e o Inferno - Campanha

Mensagem por Selenna Walker em Seg 08 Nov 2010, 1:07 pm

____________________________________________________________________________________

Narração

Estava distraida limpando meus trapos do restos de sangue já frio que jaziam sobre minha roupa, quando uma fonte de luz azul seguida de muito barulho me fez voltar minha atenção para o que acontecia ao redor. Nesse momento, minha atenção era destinada ao baque logo abaixo, levantei-me, olhando para um corpo de vestes negras no solo, um corpo morto.

Pela janela quebrada, previ que o homem de vestes negras teria caído dali, e ao olhar por dentro dela, percebi uma imensa movimentação, era um duelo dentro da casa. Era por isso e outras coisas que estava por ali, para saber o que acontecia naquela cidade.

Abri minhas asas de anjo caído, me preparando para voar e passar no meio daquela janela quebrada e ver o que acontecia ali dentro.
Que cidade mais esquisita, mesmo assim estou começando a gostar. - pensei.

____________________________________________________________________________________

PS

É, eu realmente tinha entrado no fórum antes para postar, mas enquanto postava tive que sair, sabe como é, e para postar novamente foi só hoje que deu uma folga.

avatar
Selenna Walker
Aventureiro
Aventureiro

Número de Mensagens : 164
Idade : 22
Localização : Lodoss
Reputação : Neutro Wanted :
0 / 1000 / 100

Data de inscrição : 31/01/2010

Ficha do personagem
Exp: 450/1000
Lvl: 1
HP: 80%

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Entre o Céu e o Inferno - Campanha

Mensagem por Goldsilver Ironsteel em Seg 08 Nov 2010, 1:52 pm

@ Selenna.

Selenna

Selenna estendeu suas asas e como uma predadora pronta para a caça entrou excitada pela grande janela da casa esperando ver e se possível participar do que acontecia ali dentro.

Selenna se viu dentro de um largo corredor com muitas portas e uma grande sala no fim, a descida de uma escadaria se apresentava na outra extremidade do corredor as suas costas.

A cena a surpriendeu, ela viu um mago usando roupas casuais porém finas e decoradas, ele parece ter sido pedo de surpresa, seus braços desenhavam movimentos circulares pelo ar e faíscas de energia surgiam nas pontas de seus dedos.

O mago aparenta ter aproximadamente 40 anos e cabelos negros e curtos, seus olhos azuis brilham com a intensidade de seu poder.

Cercando o mago no fim do corredor na grande sala, estavam 4 figuras usando roupas negras como a noite, 3 assassinos idênticos ao que fora atirado pela janela e um que se destacava dos outros.



Os 4 assassinos atacam ao mesmo tempo, o mago em resposta estala os dedos, relâmpagos saquem e torram 2 dos atacantes, mas infelizmente os outros dois o atravessam com as espadas matando-o.

Após assassinar o homem eles notam a presença de Selenna e começam a caminhar ameaçadoramente em direção a ela.


Marcadores de texto:

Negrito = narrativa.
Azul = marcadores de fala.
Laranja = falas dos NPCs.
Azul Claro = pensamentos.
Vermelho = notificações.
avatar
Goldsilver Ironsteel
Desbravador
Desbravador

Número de Mensagens : 503
Idade : 32
Localização : Santos-SP.
Reputação : +30 Wanted :
0 / 1000 / 100

Data de inscrição : 14/09/2010

Ficha do personagem
Exp: 3195/4000
Lvl: 4
HP: 100%

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Entre o Céu e o Inferno - Campanha

Mensagem por Selenna Walker em Seg 08 Nov 2010, 4:11 pm

- Quem são vocês? O que estão fazendo aqui? - perguntei, enquanto os dois homens avançavam em minha direção. Arranhava minha mão direita com as garras na mesma, em um sinal involuntário de nervosismo, ao mesmo tempo que preparava para invocar minha foice na mesma mão a qualquer sinal de avanço dos meus inimigos, seria um elemento surpresa que poderia fazer a diferença numa luta de dois contra um.
avatar
Selenna Walker
Aventureiro
Aventureiro

Número de Mensagens : 164
Idade : 22
Localização : Lodoss
Reputação : Neutro Wanted :
0 / 1000 / 100

Data de inscrição : 31/01/2010

Ficha do personagem
Exp: 450/1000
Lvl: 1
HP: 80%

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Entre o Céu e o Inferno - Campanha

Mensagem por Gin em Seg 08 Nov 2010, 10:10 pm

Gin ficou imóvel enquanto o velho fazia sua performance. Viu que este possuía um poder muito maior que aparentava. Se Gin tivesse ido em frente com Akkin, então, certamente, seriam obliterados. Nem percebeu mas o velho começava a caminhar. Apressou-se em segui-lo.

Depois de alguns instantes caminhando se viu numa sala aconchegante. Agora tinha certeza que ali era um lugar seguro daquele senhor. O mesmo falou que iria buscar alguns mantimentos e retirou-se da sala.


Ih alá o cara..Disse, referindo-se o velho. Gin ainda estava um pouco surpreso com o nível mágico demonstrado por aquela pessoa. Resolveu ficar um pouco mais atentos aos detalhes.

Seu companheiro, Raigor, logo tinha feito uma cama do sofá. Gin preferiu ficar em pé mesmo, já que estava bem descansado. Olhou ao redor sem procurar algo em particular. Não gostava de esperar. Olhou para Akkin e resolveu puxar assunto.

Fala meu garoto!Começou, falando de forma descontraída.Como ''cê'' veio parar aqui?Cruzou os braços e abriu um sorriso, cativando seu companheiro para a resposta.

_________________


L$:--
Atributos:
Força Física:3
Força Mágica:2+1
Velocidade de Ataque:5
Velocidade de Movimento:5
Precisão:2+1
Vitalidade:3+1


Montaria: Choudon
Spoiler:

Força Física:5+1
Força Mágica:1
Velocidade de Ataque:2
Velocidade de Movimento:4
Precisão:3
Vitalidade:5+1
_____________________________________________
avatar
Gin
Narrador
Narrador

Número de Mensagens : 788
Idade : 26
Reputação : Neutro Wanted :
0 / 1000 / 100

Data de inscrição : 16/10/2008

Ficha do personagem
Exp: 900/1000
Lvl: 4
HP: 87%

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Entre o Céu e o Inferno - Campanha

Mensagem por Kronos Hiily em Seg 08 Nov 2010, 10:48 pm

Nem teve tempo de Gin responder algo, o velho puxou ambos para trás e com algumas palavras mágicas muito estranhas fez com que diversas armadilhas também mágicas se desfizessem e abrissem caminho para a entrada de todos. Akkin não imaginava aquilo daquele velhote, pare ele, aquele velho não passava de um simples senhor que vivia resmungando de tudo quanto fosse coisa.

Adentraram então em uma sala deveras aconchegante com alguns cômodos bem macios, como os sofás. O velho logo se retirou para buscar alguns remédios para o tratamento das feridas de ambos ali, menos de Gin, o rapaz estava um pouco eufórico, não conseguia ficar quieto e era impaciente, pelo visto adorava aventuras. Fazia bem esse tipo de companhia. Foi então que ele puxou assunto.

— Fala meu garoto! — Começou, falando de forma descontraída. — Como ''cê'' veio parar aqui? — Cruzou os braços e abriu um sorriso, cativando seu companheiro para a resposta

Akkin sorriu largamente para o rapaz, mostrando um de seus belos dentes caninos e afiados. Jogou-se contra um sofá e ficando de frente para Gin respondeu-lhe.

— Vou ser direto com você como fui com o Raigor, afinal, ambos não temos o dom da paciência não é verdade? Bem... Eu sou um assassino, sou procurado pelo exército de Hilydrus. Depois que eu e meu parceiro nos separamos em busca de nossos respectivos objetivos, eu me mantive fora de Lodoss por alguns meses...

Fez uma pequena pausa fechando os olhos e relaxando sobre o sofá. Depois de alguns minutos, voltou a olhar Gin.

— Até que hoje, estava eu na Floresta Endless, quando este cidadão me enche a porra do saco – Aponta para Raigor – pra sair dali. Chegando aqui fomos atacados por um grupo de “Assassinos Profissionais” – Fez as aspas com os dedos – e terminamos nesse estado.

Akkin terminou com um sorriso nos lábios, com certa felicidade pelo rumo da história.

— Mas me diga... E você, o que faz? Como veio parar aqui? E que diabos de gênio é esse que você possui?

avatar
Kronos Hiily
Punk Demon
Punk Demon

Número de Mensagens : 261
Idade : 21
Localização : Belém - Pará
Reputação : Neutro Wanted :
42 / 10042 / 100

Data de inscrição : 06/03/2010

Ficha do personagem
Exp: 3400/4000
Lvl: 3
HP: 100%

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Entre o Céu e o Inferno - Campanha

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 2 de 5 Anterior  1, 2, 3, 4, 5  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum