Novo(a) por aqui?
Leia nosso tópico de boas vindas e descubra o que Lodoss tem a oferecer!

>>> Clique Aqui <<<

Tenha uma ótima aventura!


Últimos assuntos
» Tópico de vida
Sab 21 Jan 2017, 2:22 am por ADM Hayate

» Tenkai
Sex 15 Mar 2013, 12:13 am por Bluesday

» Fortitudo Lapidum - Camp
Qui 14 Mar 2013, 11:19 pm por yoda

» Chamada ONE: Attention Please!
Seg 11 Mar 2013, 12:03 pm por Kaien Saller

» Novo Fórum, Novo Domínio!
Seg 11 Mar 2013, 1:30 am por ADM Hayate

» Novo no pedaço
Seg 25 Fev 2013, 1:10 pm por Arcturus Steelbreaker

» Dúvidas sobre ficha
Sex 22 Fev 2013, 8:21 pm por Peregrino

» [FP]Jason Stifler Grace
Sex 22 Fev 2013, 12:40 am por Jason Stifler Grace

» Nostalgia e Parabéns
Seg 18 Fev 2013, 6:48 pm por Bluesday




>Nuvens amaldiçoadas ameaçam cobrir a ilha!

> Leroooy!

> Casa é destruída no Vilarejo de Calm

> Mais notícias...


[ Copy this | Start New | Full Size ]





> Construção de Sede de Guilda

> "Entrega"

> Caçador de Hidra

> Ajudante de Porto

> Pesca em Calm

> Ovos de Dragão

Lodoss RPG Soundtrack by ADM Hayate



Quer continuar ouvindo as trilhas enquanto navega pelo fórum? Clique no botão acima!

Kazama

 :: Lodoss RPG :: Fichas

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Kazama

Mensagem por Kazama em Qua 28 Jul 2010, 1:47 am

Nome: Chikage Kazama
Idade: 25 anos
Sexo: Masculino
Altura: 1.78
Raça: Hanyou
Nível: 2 Exp: 0/1000
L$: 0
Profissão: --
Salário: --
Aparência: Kazama possui cerca de um metro e setenta e oito centímetros de altura, pesando setenta quilos que são bem distribuídos em seu corpo, que é do tipo atlético. Possui cabelos loiros e curtos, sendo repicados em suas pontas. Seus olhos são de uma cor realmente chamativa, tendo uma cor comparada ao vermelho crepúsculo, que é a cor do sangue. Sua pele é bem clara, porém não chega a ser comparável a pele de um albino. Mesmo não vivendo nas melhores condições, ele ainda mantém o orgulho de um nobre comerciante, usando vestimentas de excelente material, sendo extremamente caras por isso. As suas vestimentas não foram compradas, na verdade foram roubadas de seu falido pai antes de sua fuga para Takaras. Quando ele se transforma em sua "verdadeira" identidade, ocorre algumas diferenças em seu visual. Seus cabelos, que antes eram loiros, se tornam completamente brancos. Seus olhos passam a possuir outra cor, passando do vermelho para um amarelo extremamente intenso, forte. Por fim, quatro chifres aparecem em sua testa, sendo dois grandes e dois pequenos. Fora disso, a aparência de Kazama permanece a mesma, pois como é um meio-demônio, não é capaz de se transformar totalmente.
Kazama (Human Form) / Kazama (Demonic Form)
Personalidade: Extremamente arrogante, ganâncioso e orgulhoso, talvez essas sejam as principais características de Kazama. Amaldiçoado pelas escolhas de seu pai, a difícil infância do garoto foi de grande ajuda para formar a personalidade que ele possui hoje. Ele é o tipo de pessoa que fará de tudo para atingir seus objetivos, nem que para isso uma grande quantidade de obstáculos tenha que ser derrubada. Quando era pequeno, odiava ser quem ele realmente era, porém nos dias de hoje ele acha isso um fato agradável e bastante útil, pois aquilo lhe salvou de se tornar um simples e frágil ser humano. O seu ódio por essa raça também é facilmente percebido, tanto que ele se recusa a estar no mesmo lugar que um humano ou, quando luta contra um, fará de tudo para que este possa ter uma morte dolorosa e prolongada. Em batalha, dependendo do seu adversário ou da situação, Kazama pode simplesmente "brincar" com o oponente para justamente se divertir as custas dele, porém em caso de uma situação mais delicada ou diante de um forte adversário, Kazama pode lutar sério desde o começo. Ele é o tipo de pessoa que também não de jeito algum perder o combate, caso isso aconteça, caçará o seu antigo adversário até que possa encontrá-lo para assim dar um fim a sua existência, pois enquanto ele estiver vivo, a sua honra estará manchada. Fora a sua ganância, que parece não ter fim, sendo pior que até mesmo a dos humanos na qual ele tanto condena.

Outro fato que vale a pena ser comentado é que Kazama não aceitar estar abaixo de ninguém e, caso alguém queira acompanhá-lo, ele só aceitará essa pessoa caso ela se submeta a ele, virando assim seu novo(a) servo(a). Por fim, os objetivos de Kazama são um tanto diferentes dos outros, ele não procura se tornar mais forte, mais rico, mais sábio. Tudo que ele busca é apenas a influência dentro do lugar que ele esteja e o poder para manipular tudo conforme a sua vontade. Esse é o real motivo dele buscar fama e servos por onde ele passe, para que aqueles que se submeterem a ele ou até mesmo aqueles que sofreram em suas mãos, possam espalhar o seu nome por todos os cantos da ilha, para que todos conheçam o verdadeiro terror sobre a Terra.
Terra Natal: Média Lodoss (Paramet)
História: Luxúria, traição, desejo. Talvez esses são os sentimentos que são mais comuns entre os humanos. Em Paramet, o seu pai era considerado talvez um dos homens mais sortudos de Média Lodoss. Era um rico comerciante que só vendia e comprava tudo que era do bom e do melhor, possuía uma mulher extremamente bela e refinada, onde muitos matariam somente para tê-la, além de ter uma grande influência aos arredores de suas lojas e de sua casa. Apesar disso, todos olhavam somente para ele e não para sua mulher. Ela, no entanto, considerava-se infeliz. O seu amado Marido era tão ocupado com os seus negócios que quase não tinha tempo para ela, forçando-a a ficar sozinha em seu quarto ou na companhia de suas empregadas. Quando ela tentava lhe chamar a atenção, era imediatamente ignorada, pois ele logo dizia que estava muito ocupado, cuidado da economia de certos negócios que possuía. A mulher, desacreditada e sozinha, acabou entrando em uma leve depressão que quando parecia afundar cada vez mais, uma luz apareceu, iluminando a tudo. Porém, esta luz na verdade era a mais pura maldade. Quando estava sozinha em seu quarto, um homem de aproximadamente um metro e noventa de altura entrou. O mesmo vestia roupas pesadas e negras, que ocultavam seu corpo quase que por inteiro, deixando somente a sua face descoberta. A mulher inicialmente pensou em chamar pelos empregados, para que eles expulsassem o homem, afinal, ele poderia ser um assaltante ou qualquer coisa do tipo. Porém, assim que ela olhou para o rosto daquele homem por alguns segundos exitou diante de sua beleza. Vagarosamente, ele se aproximava e ao mesmo tempo seduzia aquela mulher. A mesma, totalmente carente, acabou caindo diante de seus encantos, entregando-se completamente para ele. Quando o seu verdadeiro marido chegou ao quarto, encontrou a mulher despida e aquele homem saindo pela sua janela. Em fúria, o mesmo pegou a espada que carregava para proteção e atacou aquele ser que rindo, deu um pulo para fora da janela. A mansão que moravam era enorme e provavelmente ele morreria com a queda, mas quando o mesmo olhou para fora viu grandes asas negras voando para longe. Sua mulher havia sido atacada por um demônio.

Apesar deste fato, ele estava com medo daquele boato se espalhar e assim acabar com a sua reputação. Então, inventou o falso boato que um ladrão havia tentado roubar as joias de sua mulher enquando dormia, espalhando inúmeros panfletos com falsos retratos pela cidade, levando inúmeros homens inocentes a serem presos e julgados. Porém, o fato havia sido abafado e isso estava ótimo para ele, mas somente por enquanto. A sua mulher descobriu que estava grávida nas semanas seguintes do fato, porém afirmou que o filho era do comerciante, afinal, aquele demônio por sorte não havia lhe tocado. O marido então acreditou, dizendo que o seu futuro herdeiro iria nascer. Nove meses depois a hora do parto havia chego, porém o que parecia ser um parto simples acabou se tornando mais complicado a cada minuto que se passava dentro do seu quarto. O melhor médico que aquele homem achou, junto com suas assistentes e alguns empregados da casa, tentavam o máximo que podiam fazer aquele parto que aos poucos matava tanto a mãe quanto o bebe. No final de horas de angústias, eles conseguiram tirar o filho com vida porém a mãe não teve a mesma sorte. Porém a maior surpresa e o medo de todos foi quando a criança nasceu. Ela possuía chifres, olhos amarelos e cabelos totalmente prateados. Todos na sala se afastaram de medo, temendo o que poderia ser aquela criança. Quando o dito pai chegou para ver o que eram aqueles gritos, junto com os guarda-costas que ele havia contratado depois daquele acidente, todos viram a criança e também tremeram de medo. Um dos guardas pegou sua arma e foi contra ela, mas logo aquele homem o impediu. Ele pegou a criança no colo e correndo foi levá-la até o quarto feito para ela, deixando-a no berço para dormir. Enquanto ela estava lá, gritos e xingamentos eram distribuídos na sala do lugar. O médico, os guarda-costas e os empregados exigiam ao homem que matasse aquela criança. Aquilo era longe de ser humano, deveria ser algo vindo de Takaras! Inclusive alguns apontavam que talvez o dito ladrão era o verdadeiro pai da criança, e que a falecida esposa arrumou um homem "melhor que o atual". Aquilo causou uma fúria enorme no comerciante que expulsou todos de sua casa, dizendo para nunca mais voltarem. No dia seguinte, várias pessoas armadas foram até a sua casa, todas temendo aquilo que estava lá dentro. Quando o homem saiu, todos exigiram a criança e então ele o fez. Foi até o quarto dela e a pegou, indo até a porta. Quando todos se preparavam para ir contra o homem, tudo que puderam ver era um pequeno garoto de cabelos loiros e olhos azuis, nada parecido com a descrição dada antes. Aquele homem então condenou ao médico, os guardas e aos funcionários que delataram que eles estavam tramando algo, e enganou todos da vila. Quem fora até lá, enfurecido, voltava até as suas casas, enquanto o homem sorria e voltava para dentro. Afinal, o que havia acontecido?

A resposta, era simples. Estranhamente, durante o dia aquele garoto mantinha a sua forma como humano, porém assim que a noite chegava, a sua estranha transformação começava e ele voltava a ser a dita aberração. Com isso, o garoto só estava apto a sair e ser visto por outras pessoas ao dia e, assim que começava a anoitecer, ele era imediatamente colocado e trancado em seu quarto. Esse estranho comportamento junto com o antigo rumor fazia as pessoas terem medo de se aproximarem daquele lugar, o que lentamente estava fazendo os negócios daquele homem caírem em um abismo que não parecia ter fim. Infelizmente, a ignorância humana é algo incompreensível, pois basta haver um indivíduo diferente de todos que ele é julgado como monstro, aberração, é atacado e ignorado pela sociedade. Isso acontecia com Kazama, que mesmo sendo aparentemente uma criança normal, era ignorado por todas as outras e, quando era visível aos clientes de seu pai, todos olhavam "torto" para ele, como se estivessem esperando ele mostrar a sua verdadeira aparência e afins. Percebendo isso, o garoto tentando ao menos se tornar mais querido, passava as suas noites de solidão tentando controlar aquela forma. A cada noite ele parecia obter um avanço, era algo mínimo quase impossível se considerar, mais ele conseguia. O que tornava aquilo realmente difícil era justamente a dor insuportável quando ele tentava negar aquela transformação, além disso cada vez que ele se aproximava de sua forma "verdadeira", o êxtase era algo indescritível. Esses dois fatores pareciam ser uma barreira insuperável, que o garoto não conseguiria jamais superar. Fora que ele não tinha praticamente nenhum apoio. Seu pai, mesmo o protegendo, só fazia aquilo para que sua reputação abalada pudesse se recuperar e fazer papel de bom pai, pois em nenhum momento ele tratou Kazama como seu filho, sendo que as poucas vezes que falou com ele, a frieza, o desprezo e o ódio eram tão grandes que parecia que o garoto era um grande inimigo seu. A única coisa que realmente lhe dava forças para fazer aquilo era a vontade de ser visto como um garoto normal, mas isto se tornava cada dia mais impossível.

Dez anos se passaram desde então e agora, Kazama possuía exatos dezoito anos. Após anos e anos de tentativa, o rapaz finalmente havia aprendido a controlar a sua real aparência, porém desta vez só continuou para terminar algo que já havia começado, pois agora ele não se importava mais com as pessoas ao seu redor. Ele agora sentia nojo de todo e qualquer ser humano, eram criaturas desprezíveis que apenas se preocupavam consigo mesmas, sem se importar com aqueles a sua volta. Seu suposto pai, por sua vez, estava a beira da loucura. Seus negócios, tudo que ele havia levado uma vida inteira para construir estava sendo destruído. O movimento se tornou tão fraco que produtos e mais produtos que antes acabavam em dias, eram postos em promoção por não serem mais comprados. Antes caixas e mais caixas de produtos chegavam diariamente, agora esse luxo era muito caro para se manter, além de que com tantos produtos sobrando, não precisaria comprar mais. E então, em seus últimos dias de sanidade, ele começou a achar que a culpa de tudo aquilo era somente de uma pessoa em especial: Kazama. Desde que aquele escândalo do seu nascimento aconteceu, as coisas deixaram de ser como eram antigamente. Então, ele pensou que se pusesse um fim aquele demônio e mostrasse a todos ali, ele talvez recuperasse o movimento e a fortuna que tinha antigamente. Então, ele contratou três homens para invadir a sua casa, simular um falso roubo e então atacar e espancar o rapaz, e assim os três fizeram. Quando a noite chegou, furtivamente arrombaram a casa e entraram pela sala, subindo as escadas e indo até o quarto do rapaz. Ao entrarem e virem Kazama, começaram o seu trabalho. Com pedaços de madeira, começaram a baterr no rapaz que mal podia se defender. Desesperado, conseguiu sair de seu quarto e desceu as escadas até achar algo bastante útil para se defender: A espada daquele homem. Quando a pegou tentava se defender do máximo número de golpes possíveis. Estava indo bem no início, mas como ele estava em desvantagem não conseguiu e logo caiu. Enquanto estava no chão, os homens riam e comemoravam um trabalho fácil e bem feito. Logo um quarto homem chegou que, após muito custo, o rapaz pode ver que se tratava de seu pai. O mesmo vinha com uma sacola cheia de dinheiro, provavelmente as economias que haviam restado para o homem. Ao ver aquilo, uma fúria gigantesca tomou conta de Kazama, pois ele iria esperar de tudo daquele homem menos aquilo. Já era algo baixo demais ele com certeza não deixaria o maldito sair impune daquela, não mesmo.

Os cabelos do rapaz imediatamente ficaram brancos, seus olhos se tornaram tão dourados quanto o ouro e por fim, chifres nasceram de sua testa. A forma que a muito tempo não era liberada havia reaparecido, devido a imensa fúria que ele sentia por uma traição daquele nível. Estranhamente, naquela forma as dores intensas que ele sentia pelos golpes que levou diminuíam gradativamente, ele sentia seu corpo se tornando mais forte, mais capaz de acabar com todos ali. E assim o fez. Quando se levantou, todos se assustaram por ele ainda estar vivo depois de receber tantos golpes, porém o que realmente fez eles tremerem foi a aparência que o garoto havia tomado, a mesma que ele tinha quando era apenas um garoto. Quando ele pegou a espada, fitou cada um de seus oponentes, esperando que eles o atacassem novamente. Quando um deles tomou coragem e atacou, Kazama rapidamente se esquivou e contra-atacou em um único golpe fatal, fazendo o homem cair sem vida no chão. Vendo aquilo, os outros dois também resolveram atacá-lo mas foram igualmente repelidos e mortos por aquele garoto. Naquela forma, ele possuía uma força física e uma velocidade de ataque e movimentação gigantesca, muito além da de um humano. O seu "pai", vendo aquilo, tentou fugir para não acabar com o mesmo destino. Inútil. Kazama com alguns passos o alcançou e por fim tirou-lhe a vida. A partir daquele momento, ele sabia que a sua antiga vida havia acabado. Ou melhor, sua vida finalmente começou! Pois o que ele sofria antes jamais poderia ser chamado de vida. Indo calmamente ao seu quarto, pegou alguns conjuntos de roupas que usaria dali em diante. Fora disso, ele iria para outro lugar longe de Media Lodoss, pois ele sabia que caso ficasse ali ele seria perseguido por mais e mais humanos, pelo mesmo motivo mesquinho de antes. E assim o fez, naquela noite, nunca mais se ouviu falar em Kazama em Paramet.

No dia seguinte acharam o corpo daqueles homens e do comerciante, além de Kazama ter desaparecido. Todos suspeitavam que havia sido o garoto que havia matado todos, porém como não tinham certeza e aquele comerciante não era mais tão influente, o caso logo caiu em esquecimento e jamais descobriu-se o que realmente aconteceu naquela noite. Cruzando toda Média Lodoss, Kazama teve inúmeros confrontos durante sua viagem, enfrentando reles bandidos ou aqueles que o desafiavam, não aceitando curvar-se diante de sua presença. A cada batalha o rapaz via que tinha grande aptidão ao combate - como esperado de um demônio - além do quão frágil era a existência humana. Então, ele só teve um único lugar para ir: Takaras. A sua escolha era óbvia por dois motivos, lá ele teria seus "semelhantes" e não precisava ficar fugindo e se escondendo o tempo todo, além de lá a noite ser praticamente eterna, portanto ele sempre teria a sua força total, jamais sendo prejudicada pela luz do dia. Irônicamente, ele herdou uma parte de seu falecido padrasto: A ganância. Kazama agora deseja se tornar o mais influente, mais rico e poderoso por onde ele passe, possuindo inúmeros servos para satisfazer o seu desejo por poder. E ele tinha certeza de uma coisa: Não descansaria até que finalmente pudesse cumprir com esse tal almejado desejo. Lodoss agora conheceria o verdadeiro demônio sobre a terra.

Atributos:
Força Física: 3 +1
Força Mágica: 1 +1
Velocidade de Ataque: 4
Velocidade de Movimento: 3 +1
Precisão: 3 +1
Vitalidade: 2 +1

Considerar em forma Humana.
Considerar em forma Demoníaca.
Considerar em ambas as formas.

Habilidades:

  • Forma Demoníaca nv. 1: Afim de esconder a sua verdadeira aparência, após muito sacrifício e esforço por parte de Kazama, o mesmo conseguiu controlar a sua transformação para que ela não aconteça sempre que ele se sentir irritado ou em perigo, sendo somente ativada quando o mesmo desejar. Quando isso acontece, o mesmo passa a ganhar uma força física e uma velocidade realmente assustadoras. Isso graças a força demoníaca que corre em seu sangue que quando é ativada, passa a vir com força total. Fora que, essa transformação torna-se mais forte caso seja feita durante a noite, porém caso seja feita durante o dia ela se torna mais fraca. Ela é ativada instantâneamente caso o personagem sofra risco de vida. +1 em Força Física e Velocidade de Ataque.
    Caso transforme-se por sua vontade, 50% de MP gasto durante a noite +10% por turno para manter, porém sobe para 70% durante o dia, com os 10% habituais para se manter. Caso o personagem esteja em grande perigo de vida (10% de HP ou menos) a transformação acontece e não há gastos para mantê-la, mas em contra-partida ela irá consumir todo o MP restante. Quando o MP acabar e não houver mais como mantê-la, a forma de meio-demônio de Kazama continua, mas ele perderá o bônus descrito anteriormente da habilidade.



  • Akahisui nv 1: Forjada com a alma de milhares de demônios, essa espada demoníaca pertenceu a um grande e poderoso arcano da antiguidade. Esta era seu principal tesouro e por muito tempo permaneceu selada em seu túmulo, aguardando por seu próximo mestre. É uma espada com aproximadamente um metro e meio de comprimento, sendo bastante avantajado para seu estilo oriental. Precisamente, vinte centímetros de cabo e um metro e trinta centímetros de lâmina. Mesmo com a sua aparência frágil, é uma espada extremamente afiada e com uma resistência acima do comum, sendo capaz de suportar golpes devastadores.
    No entanto, essa espada não possui só aparência. Cercada por uma aura extremamente maligna, que corrompe tudo que toca - pois é regada por todo o sofrimento e angústia das almas aprisionadas nela -, ao cortar o adversário, o ferimento não irá coagular, ou seja, o sangramento continuará até que a aura se dissipe, seja pelo tempo ou por outros fatores. Magias de cura também podem ser usadas para remover esse efeito, mas o tempo que levarão é baseado no domínio que o portador da espada tem sobre ela. Caso seja pequeno, magias brancas de baixo nível já serão capazes de remover essa aura corrosiva e assim sucessivamente.
    O portador da espada também tem a capacidade de controlar os espíritos que estão presos nela, mas isso dependerá novamente do controle do seu portador, que além de influenciar na quantidade de espíritos que ele terá acesso (dos mais fracos aos mais poderosos), também determinará para quais fins eles poderão ser utilizados, podendo ir desde fontes de informação até invocá-los para a batalha (ao custo de MP, dependendo da quantidade de espíritos e o poder de cada um deles). Inicialmente, apenas duas criaturas acompanham o portador, sendo estas Tomáz e Halgoz. Por fim, sempre que alguém, não importa de qual raça seja, é morto pela Akahisui, seu espírito é imediatamente lacrado na espada, servindo para os mesmos propósitos acima e condenado a uma eternidade de sofrimento e agonia (válido somente para NPC's e monstros durante o jogo.)
    É claro que todo esse poder tem um preço. O portador será atormentado por toda essa maldade que carrega, tendo terríveis e reais pesados, além de estar fadado a conviver com demônios pelo resto da sua vida, isto é, se é possível chamar de vida o destino que alguém, dono dessa espada maldita, terá que seguir pelo simples fato de ter firmado um contrato com ela.

    Gasto: Para invocar a aura maligna da espada são gastos 70% de MP. A invocação dos espíritos é restrita ao ganho de informações com custo de 10% para cada turno.
    Efeitos: Serão atreladas perdas de HP constantes proporcionais aos danos causados no inimigo por hemorragia. As feridas só serão estancadas com o uso de magia ou algum medicamento, sendo impossível a regeneração realizada pelo organismo do alvo atingido. A aura se manterá ativada durante 3 ataques bem sucedidos, sendo colocado 1 de HP perdido por golpe acertado (Max. 3 de HP por turno) Essa habilidade não pode ser utilizada mais de uma vez por combate.


Última edição por Kazama em Dom 28 Ago 2011, 11:57 pm, editado 7 vez(es)
avatar
Kazama
Aventureiro
Aventureiro

Número de Mensagens : 126
Idade : 21
Reputação : Neutro Wanted :
0 / 1000 / 100

Data de inscrição : 22/08/2009

Ficha do personagem
Exp: 0/1000
Lvl: 2
HP: 100%

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Kazama

Mensagem por Buiu ! em Qua 28 Jul 2010, 9:30 pm

Ficha aceita.

Lembre-se: Sua ficha é a biografia do seu personagem, quanto mais incrementada melhor será. GMs irão consultá-la constantemente e usarão sua história para criar situações.

Ative sua assinatura em seu Perfil, e acrescente nela os seguintes dados:

- Atributos;
- L$;
- Link para este tópico;
- Nome do personagem.

Não necessariamente nesta ordem.

Coloque sua habilidade para avaliação, mas não é necessário esperar por ela para começar a jogar.

Tenha um bom jogo!

_________________


* Ação * Fala * Pensamento *

Nome:Nym
L$: 300
Atributos:
Força Física:2+1
Força Mágica: 1
Velocidade de Ataque: 5+1
Velocidade de Movimento: 5+1
Precisão: 4
Vitalidade: 3
avatar
Buiu !
Narrador
Narrador

Número de Mensagens : 697
Idade : 27
Reputação : Neutro Wanted :
0 / 1000 / 100

Data de inscrição : 12/12/2008

Ficha do personagem
Exp: 560/1000
Lvl: 4
HP: 100%

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Kazama

Mensagem por Kazama em Qui 21 Jul 2011, 10:37 pm

Adicionado a nova habilidade.
avatar
Kazama
Aventureiro
Aventureiro

Número de Mensagens : 126
Idade : 21
Reputação : Neutro Wanted :
0 / 1000 / 100

Data de inscrição : 22/08/2009

Ficha do personagem
Exp: 0/1000
Lvl: 2
HP: 100%

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Kazama

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 :: Lodoss RPG :: Fichas

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum