Novo(a) por aqui?
Leia nosso tópico de boas vindas e descubra o que Lodoss tem a oferecer!

>>> Clique Aqui <<<

Tenha uma ótima aventura!


Últimos assuntos
» Tópico de vida
Seg 14 Maio 2018, 1:34 pm por ADM Hayate

» Tenkai
Sex 15 Mar 2013, 12:13 am por Bluesday

» Fortitudo Lapidum - Camp
Qui 14 Mar 2013, 11:19 pm por yoda

» Chamada ONE: Attention Please!
Seg 11 Mar 2013, 12:03 pm por Kaien Saller

» Novo Fórum, Novo Domínio!
Seg 11 Mar 2013, 1:30 am por ADM Hayate

» Novo no pedaço
Seg 25 Fev 2013, 1:10 pm por Arcturus Steelbreaker

» Dúvidas sobre ficha
Sex 22 Fev 2013, 8:21 pm por Peregrino

» [FP]Jason Stifler Grace
Sex 22 Fev 2013, 12:40 am por Jason Stifler Grace

» Nostalgia e Parabéns
Seg 18 Fev 2013, 6:48 pm por Bluesday




>Nuvens amaldiçoadas ameaçam cobrir a ilha!

> Leroooy!

> Casa é destruída no Vilarejo de Calm

> Mais notícias...






> Construção de Sede de Guilda

> "Entrega"

> Caçador de Hidra

> Ajudante de Porto

> Pesca em Calm

> Ovos de Dragão

Ilhas Gêmeas

Página 11 de 12 Anterior  1, 2, 3 ... , 10, 11, 12  Seguinte

Ir em baixo

Re: Ilhas Gêmeas

Mensagem por Gin em Sex 03 Fev 2012, 9:43 am

O minotauro começava a sua descida e todos tinham planos diferentes em mente. Talvez faltasse a comunicação de todos, porém não tinham tempo de formularem uma estratégia em conjunto. O máximo que poderiam fazer era seguirem seus próprios instintos e rezar para que esses não falhassem.

Aldarion viu o grande monstro indo de encontro ao solo e resolveu agir. Nesse momento uma pequena dor em sua cabeça não poderia atrapalhá-lo e, por esse motivo, invocou para si sua habilidade especial, livrando-no da dor latente que sentia. Em seguida agarrou sua espada com força e foi de encontro à criatura mitológica, que ainda caía.

Enquanto isso Sérpico levantou-se, guardando suas espadas e puxando seu arco para si. De relance viu que o arco era belo e mortal, como já tinha verificado antes. Mesmo no calor da batalha não conseguiria negar que era uma terrível arma. Só esperava poder usá-lo como queria. Sacou duas flechas de sua aljava e colocou-nas cuidadosamente para disparo. Nunca havia disparado uma flechada dupla antes e teria que se concentrar para não fazer besteira. Esperou o momento certo.

Tenkai, provavelmente, era o que mais poderia causar dano ao inimigo. Desprendeu-se do minotauro, vendo o mesmo passar por ele. Atingiria o solo antes do elfo. O mesmo agarrou sua espada com mais força, mirando cuidadosamente onde iria cair. Era essencial que não errasse naquele momento.

Finalmente, o minotauro foi ao chão. Inúmeras pedras foram levantadas no momento do impacto devido ao seu peso e sua força excessiva. Aldarion já avançava em sua direção enquanto Sérpico mirava bem onde iria acertar, mas foi Tenkai que o atingiu primeiro. O elfo conseguiu acertar na parte superior das costas de seu inimigo, encravando sua espada élfica bem mais funda que qualquer outro ataque anterior. Porém, lá a espada ficou e a força do impacto foi tão grande que o valente guerreiro não conseguiu segurar em seu cabo, batendo com força no chão enquanto o minotauro urrava de dor. O imenso inimigo agarrou os braços do elfo e levantou-no com facilidade do chão. Tenkai, por sua vez, tinha ficado muito tonto depois desse último ataque.

Nesse meio tempo Sérpico já havia disparado. Suas duas flechas voaram em uníssono, acertando a gigantesca mão que segurava seu machado, a mão que não estava segurando seu amigo élfico no momento. Por algum milagre as duas flechas encravaram-se ali, uma próxima ao punho, abaixo do bracelete e outra mais na direção do meio de sua mão, ambas na parte interior da mão. Novamente fazendo o minotauro urrar.

Era a vez de Aldarion. Estava muito perto do ataque e viu-se obrigado a mudar sua trajetória. O minotauro girou seu corpo com Tenkai em seu braço esquerdo, interrompendo a corrida do guerreiro. Isso deu tempo suficiente do minotauro girar sobri si mesmo e jogar Tenkai, com toda sua força, na direção de Sérpico. O agora arqueiro teve tempo suficiente de se jogar para o lado, evitando a bola rápida que havia se tornado o elfo. Tenkai quicou no chão uma vez, depois outra e finalmente bateu de frente na parede do outro lado do corredor com tudo. A força do golpe foi tão grande que o elfo chegou a quebrar parte da parede onde tinha atingido, desprendendo várias pedras e afundando bons 20 cm na pedra antes de cair no chão, semi-consciente.

Aldarion em nada disso prestava atenção. Mudou sua trajetória e avançou antes que seu inimigo se recuperasse do golpe. Atingiu as costelas de seu oponente, o lugar mais alto que conseguia atingir. Ficou feliz de ver que um corte ali apareceu. Não era o corte que esperava pela força usada, porém era um corte e parecia um tanto profundo.

Insetos insistentes.. Groaauur.Parecia uma palavra em sua língua, ninguém conseguiu entender.Todos morrerão aqui, inclusive você, aprendiz de guerreiro inútil.Disse, levantando seu imenso machado.

Deu um golpe de cima a baixo no guerreiro, que desviou no último instante. O maldito minotauro era muito rápido. A força do golpe havia aberto uma pequena cratera no chão onde tinha atingido. O guerreiro avançou com um golpe vertical. Dessa vez seu oponente defendeu o golpe com seu bracelete esquerdo. Aldarion ficou feliz de ver que o bracelete havia rachado com seu golpe, mas não quebrado em nenhuma parte. Logo em seguida, o minotauro moveu seu braço rapidamente para o lado, levantando sua perna para dar um chute frontal em Aldarion. O mesmo sabia se defender daquilo: girou sua lâmina para que o fio da espada não atingisse sua mão e segurou a espada com uma mão perto da ponta da espada e outra em seu cabo mesmo. Pulou para trás.

O golpe atingiu a lâmina com força, fazendo o guerreiro ir para trás. Porém, devido ao pulo, a impacto foi mínimo tanto na lâmina quanto no guerreiro. Aldarion caiu em pé alguns metros para trás, sorrindo. Em uma luta corpo a corpo poderia se virar, somente tomando o cuidado de não ser atingido. Via, pelo canto dos olhos, que Sérpico já estava levantando e que Tenkai ainda estava no chão, mexendo-se um pouco. Ao menos não estava morto.

Sérpico tinha rolado para o lado, evitando o elfo. Agora o pequeno guerreiro já estava se levantando, verificando que não havia quebrado seu resistente arco. Pensou em ajudar Tenkai, porém tinha coisas mais importantes agora. O minotauro não prestava atenção nele. Dessa forma conseguiu estudar bem seu adversário, verificando que sua pelagem era menor na parte superior de suas costas, onde a espada de Tenkai ainda estava encravada, na sua nuca e em suas mãos, onde suas duas pontas de flecha ainda estavam. As hastes haviam sido quebradas. O que faria agora?

O minotauro observava o guerreiro com atenção, pegando seu machado agora com sua mão esquerda. Talvez as flechadas de Sérpico tivessem machucado mais do que aparentava. Aldarion tinha o movimento agora.



< Tenkai, tomou 28% de dano por tudo, queda, arremesso e encontro com a parede. Não teve tempo de começar a citar o poema de sua habilidade devido aos golpes. Você está semi consciente porém sua habilidade pode anular isso no próximo turno se escolher se levantar. Dessa maneira, tirarei o MP correspondente ao que você fizer.. se for só te ajudar a ficar de pé ou se for te curar completamente, etc.

Aldarion, usou 4% de seu MP para livrar-se da tontura no início da rodada.
>

_________________


L$:--
Atributos:
Força Física:3
Força Mágica:2+1
Velocidade de Ataque:5
Velocidade de Movimento:5
Precisão:2+1
Vitalidade:3+1


Montaria: Choudon
Spoiler:

Força Física:5+1
Força Mágica:1
Velocidade de Ataque:2
Velocidade de Movimento:4
Precisão:3
Vitalidade:5+1
_____________________________________________
Gin
Gin
Narrador
Narrador

Número de Mensagens : 788
Idade : 28
Reputação : Neutro Wanted :
0 / 1000 / 100

Data de inscrição : 16/10/2008

Ficha do personagem
Exp: 900/1000
Lvl: 4
HP: 87%

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ilhas Gêmeas

Mensagem por Bluesday em Sex 03 Fev 2012, 7:06 pm

A astúcia do elfo havia dado resultados, porém não exatamente o que o aventureiro pretendia. Ele soltou-se do minotauro e em poucos segundos já havia chegado novamente no monstrengo.

Tenkai segurou firme em sua espada e tentou ajeitar seu corpo para ter um maior equilíbrio e quando chegou o momento certo, o elfo com toda a força que a queda havia proporcionado, ele o atingiu com sua espada, penetrando profundamente nas costas do Cracks.

O golpe parecia ter sido devastador para o minotauro que urrava de dor. E no mesmo instante que o minotauro urrava, o elfo tentava se agarrar em sua espada para não cair. Entretanto a força obtida pela queda também foi prejudicial ao guerreiro. O mesmo não conseguiu aguentar o impacto da queda, e quando a espada terminou de perfurar o minotauro, ele acabou soltando de sua espada, no que gerou um giro que quase fez o elfo colidir sua cabeça com o solo destruído. Mas o elfo acabou caindo de brusso.

Tenkai sentiu uma dor terrível, mas aquilo não era nem o começo. Enquanto o elfo tentava pegar folego e forçava seus braços a se levantar, o minotauro mais irado do que nunca, agarrou o elfo que estava ainda tonto e não percebia ainda que estava sendo levantado e o que estava prestes a acontecer.

O minotauro após levanta-lo, girou para o lado e então arremessou Tenkai com toda força e violência possível. Tenkai ainda estava atordoado e não pode fazer nada. O elfo apenas grunhiu de dor quando bateu seu corpo no chão.

Mas o corpo do elfo ainda estava embalado pela força e velocidade que adquiriu no arremesso do minotauro, então assim que Tenkai bateu no chão pela primeira vez, o corpo se embolo todinho virando uma bola e fazendo o elfo cair novamente no chão e mesmo assim o corpo do elfo ainda continuava em movimento até colidir de costas com as pernas para cima.

GRNNN!!!!!!!!!!!!!! aRhhh...

O elfo grunhia de dor, e não era por menos, pois suas quedas e colisão foram tão mortais que fizeram a parede a qual ele estava, ficar em pedaços e com diversas rachaduras, sem falar o tanto que afundou. Não demorou muito e o corpo de Tenkai ia para o chão, ficando de brusso novamente com o rosto virado para um pequeno buraco que parecia não ter sido feito pele colisão do elfo.

Tenkai estava desnorteado, a dor era grande demais em seu corpo que foi completamente atingido dessa vez. Estava com a visão embasada e não conseguia falar direito, até mesmo chegou a pensar que estava morto.

Porém uma criatura inusitada apareceu saindo daquele pequeno buraco. Era um rato, um rato pequeno e curioso saiu para fora para ver o que tinha acontecido e ficou olhando para a face do elfo como se tivesse perguntando " Quem é você intruso? ", O elfo ficou olhando para o rato que não se movia e começou a se irritar.

Ca..caia fora dadaqui... Seu... — O elfo não estava bem realmente, mas pelo menos já mostrava algum sinal de consciência ou que estava apenas delirando. — O que vo... voce quer?? — O rato olhava o rapaz ali caído e depois deu uma olhada para o local da batalha e voltava a olhar o elfo. — Ahn? O minotauro... É verda... dade. Então não estou morto. — O rato voltava a olhar a batalha e dessa vez não volto seu olhar para o elfo — Você quer que eu volte lá? — O rato volta a olhar para o elfo — Tens razão rapazinho... Não teterminei minha missão, preciso ajudar meus a... amigos.

Com o ratinho ainda ali, o elfo com dificuldade olhou para o lado que estava virado seu rosto, olhando para sua mão na esperança de ter sua espada ali, parecia que tinha até esquecido o que houve com sua espada, porém lembrou aonde ela foi parar.

É mesmo... Está com ele... — Tenkai voltava sua visão para outros lugares, pois lembrou que quando foi arremessado, viu algo na frente com um tom amarelado, e isso só podia ser os cabelos de Sérpico, porém não foi apenas isso que o elfo lembro, ele também lembrou das informações que o Sr. Kiur lhe disse sobre o minotauro quando conversou em particular com ele. Então implorou em seus pensamentos que Sérpico estivesse por perto e aumento o tom de sua voz e pronunciou o nome de Sérpico com bastante vigor — SÉÉRPICOO! Pe...Pedra... Minotauro de pedra. Avise Aldarion... E to...tome cuidado...

Sem saber se alguém escutou, olhou de volta para o rato que ainda estava lá — Obriga...gado rapaz. Agora saia daqui, as coisas vão ficar feias para o Cra...Cracks — O rato parecia até que estava entendendo Tenkai, e voltou para seu buraco quando o elfo fechou os olhos e ainda deitado se concentrou em sua habilidade e começou a citar.

" E... Eu sou o osso da minha espada.

De aço é o m... meu corpo, e o fogo é o meu sangue.

Eu criei ma... mais de mil lâminas.

Desconhecidos até a mor... morte.

Nem conhecidos para a vi... vida.

Ter do... dor resistiram para criar muitas armas.

No entanto, estas mã... mãos nunca vão realizar nada.

Então, como eu o... oro, " Unlimeted Blade Works ".



Tenkai não se sentia muito bem para se levantar naquele momento, porém estava bem o suficiente para invocar seu mundo de armas, das quais ele mesmo crio apenas imaginando elas ou copio de apenas com um olhar. A verdade que agora ele estava de de certa forma seguro das garras do minotauro e meio acabado para força seu corpo a voltar naquele momento para a linha de batalha.

Então era o momento perfeito para ativar sua habilidade. O único receio do elfo era que seus companheiros não se desconcentra-se quando o mundo fosse invocado, mudando a aparência por completo daquele local, afinal aquilo chamaria a atenção de todos por ali, poderiam até imaginar que era o próprio minotauro fazendo alguma artimanha.



oFF

Habilidade de Tenkai.

Unlimited Blade Work

Level 1

Tenkai ao ativar essa habilidade, cria um mundo alternativo, cheio de espadas, cujo quais foram criadas ou copiadas por ele. Qualquer arma que estiver dentro desse mundo poderá ser copiada e armazenada no mesmo, desde que não exista nenhuma proteção mágica sobre ela. Além do mais, Tenkai só irá copiar a arma e não seus poderes. Dentro desse mundo, seus ataques ficam mais fortes e brutais. Dentro dele também é possível invocar qualquer tipo de arma - desde que ela esteja nesse mundo – a qualquer momento. Entretanto, para Tenkai invocar esse mundo, precisa fazer uma citação, um poema. Enquanto estiver recitando o poema, poderá apenas se defender. Tenkai também poderá invocar as armas desse mundo alternativo, para o mundo real, assim como com apenas um olhar, poder copiar uma arma e armazená-la em seu mundo.


Duração: 1 turno para recitar o poema e 4 turnos de duração para o mundo alternativo. Ganha + 2 de FF e + 1 de VIT

Custo: 60% de MP para ativar o mundo alternativo ~40% de MP para invocar as armas do mundo alternativo e 15 % por turno para manter ~ 60% de MP para copiar uma arma.

Aparência do mundo de Tenkai

Bluesday
Bluesday
Desbravador
Desbravador

Número de Mensagens : 437
Idade : 29
Localização : Lá com os cent's...
Reputação : +30 Wanted :
0 / 1000 / 100

Data de inscrição : 06/12/2010

Ficha do personagem
Exp: 4860/6000
Lvl: 7
HP: 100%

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ilhas Gêmeas

Mensagem por Sérpico em Ter 07 Fev 2012, 3:40 pm

Sérpico já puxava mais uma seta para ao arco.

Teve sucesso com seu ultimo disparo contra o minotauro, e mais: avistou, no oponente, pontos que traíam vulnerabilidade. E o melhor de tudo era que o monstro lhe dava pouca atenção. O que permitiu mais liberdade ao recém arqueiro, tanto no mirar quanto no agir com calma.

Antes, ficou preocupado com Tenkai, que fora arremessado violentamente pelo inimigo. Mas não queria olhar para trás, não queria ver. Tinha de acreditar que estava tudo bem com o elfo. Tinha de manter a mente sem preocupações, tinha de se manter resistente a qualquer distração sentimental. Então, apenas já retesava a corda de seu arco, e com um único olho aberto, repousado no minotauro, caçava onde disparar.

Absteve-se de tudo a volta. Uma concentração fria que não era do feitio do jovem. No fundo, ainda tremia, mas, estranhamente estava comportado como guerreiro. Forçado a se comportar como guerreiro, pois estivera ha muito em contato com a realidade. E a realidade é assassina.

Por isso, frustrado com o mundo sujo em que vivia, obrigou-se a não ter medo. Inconscientemente. Aquele momento, em sua cabeça, era somente ele e seu arco e flecha, e o minotauro, e tudo que não era eles dois.

Quase disparando, e ouviu a voz de Tenkai. Acabou acordando do seu mundo particular de concentração.

Olhou para trás.


– Pedra? Como assim? – Havia entendido muito bem o que Tenkai dissera. Questionava mais o significado do que o proprio elfo.

Olhou de volta para o combate. Dessa vez enxergou Aldarion. Deu alguns passos para frente e encheu o pulmão:


Aldarion. O minotauro é de pedra!

A expressão saiu com uma entonação estranha. Quase uma pergunta. Mas não havia tempo para perguntas. Tenkai poderia estar delirando sobre, ou o próprio Sérpico poderia ter entendido errado. Fosse o que fosse, tinha de voltar à concentração de antes.

Ergueu os braços com o arco e a flecha, outrora prontos. Decidira um alvo: a nuca. Mas a convicção da investida dançava duvidosa em sua mente.
“Se ele é de pedra. Nossos ataques físicos não prestaram de nada”, pensou, hesitando por um momento. “Não, eu o atingi, senti sua carne. Acho que o vi sangrar também. Não pode ser de pedra”, pensou de novo, hesitando por mais um tempo. Não. Sem perguntas. Tinha de manter-se concentrado!

Afastou as idéias com um meneio brusco de cabeça. Os cabelos levemente úmidos de suor esvoaçaram a frente de sua testa, uma mecha cobriu parcialmente a visão de seu olho esquerdo. Encarou o inimigo, e disparou contra sua nuca. Não esperaria pra ver o resultado, mesmo sendo um alvo mortal. Desconfiado, já apanharia outra flecha, prontidão nova, e mais um disparo. Agora, contra a única mão boa do minotauro.

Tinha de aproveitar que ainda era invisível aos olhos do monstro, ao passo que Aldarion era o alvo principal.
Sérpico
Sérpico
Andarilho
Andarilho

Número de Mensagens : 251
Reputação : +30 Wanted :
0 / 1000 / 100

Data de inscrição : 09/10/2008

Ficha do personagem
Exp: 625/1000
Lvl: 4
HP: 100%

Ver perfil do usuário http://sonatadotorinks.blogspot.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ilhas Gêmeas

Mensagem por Goldsilver Ironsteel em Ter 07 Fev 2012, 7:14 pm

Tudo se desenrolou muito rápido e quando viu, Aldarion estava novamente na frente de seu oponente, agora estava ali, cara a cara com o terrível montro que se aproximava dele com cuidado mas pronto para parti-lo ao meio com seu enorme machado. Aldarion já não sentia mais medo, o minotauro podia ser forte, resistente e poderoso mas ainda assim sangrava, e se sangrava podia morrer até que ouviu o aviso de Serpico.

"Pedra?! Esse monstro é de pedra? Não pode ser ele está sangrando, sangrando bem diante de meus olhos! Quando eu o acertei eu senti a sua carne, ouvi seus rugidos de dor. Talvez ele não seja de pedra mas tão resistente quanto. JA SEI!" — Pensava consigo mesmo enquanto se mantinha em guarda, avaliando a situação.

Sérpico! O minotauro não é de pedra, sua PELE é que é resistnete como tal. Para vencer ele precisaremos atacar onde já conseguimos penetrar com nossas armas. — Gritou para seu amigo.

Nesse momento o minotauro já estava bem perto dele e foi ai que Aldarion viu sua situação, o monstro estava usando seu machado com a mão trocada e talvez ele não fosse ambidestro, mas infelizmente isso era algo que ele teria que ver na prática para ter certeza. Pensou em investir e atacar mas raciocinou que agora o minotauro se focava somente nele. Aldarion era a verdadeira ameaça para o monstro, com aquela espada enorme o espachim era capaz de machucá-lo severamente mesmo batendo onde ele era bastante resistente como no tronco por exemplo.

Mas Aldarion sabia que Serpico iria agir e sabia que Tenkai estava vivo ainda e contava com esses detalhes. Decidiu então ser sábio, recuou alguns passos se afastando do monstro afim de simular medo e exitação e esperou, esperou o momento certo, o tempo em que Serpico entraria em ação e cravaria suas flechas no minotauro e ai, neste exato momento é que Aldarion atacaria.

Flecha disparada, alvo acertado, Aldarion no ataque. O guerreiro aproveitou os ultimos momentos de sua habilidade e avançou aplicando uma finta, simulou correr para a direita mas no momento em que o minotauro atacasse o espadachim saltaria para trás e correria para a esquerda atacando o mesmo lugar que havia golpeado antes. Aldarion estava tomado pela fúria, não pensava mais em amputar a perna do monstro mas sim em fazê-lo sofrer e com essa ideia em mente golpeou mais uma vez com toda sua força bem ali, nas costelas do monstro, o mesmo lugar que ele havia golpeado antes e aberto a pele do monstro, uma vez acertado seu ataque Aldarion iria fazer sua ultima manobra evasiva como era de costume. Simplesmente se abaixaria e rolaria para longe se levantando rapidamente e tomando o cuidado para bloquear algum ataque que viesse em sua direção.

Foi então que sentiu-se voltando ao normal, era o fim da Lâmina Relâmpago, agora Aldarion teria que tomar muito mais cuidado ao se aproximar do monstro pois não teria mais velocidade suficiente para atacar e fugir.
Goldsilver Ironsteel
Goldsilver Ironsteel
Desbravador
Desbravador

Número de Mensagens : 503
Idade : 34
Localização : Santos-SP.
Reputação : +30 Wanted :
0 / 1000 / 100

Data de inscrição : 14/09/2010

Ficha do personagem
Exp: 3195/4000
Lvl: 4
HP: 100%

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ilhas Gêmeas

Mensagem por Gin em Qui 09 Fev 2012, 11:48 am

A luta desenrolava-se para o seu fim, todos sentiam isso. Era o momento de definirem o ganhador dessa luta de morte. Apesar de estarem concentrados na luta, sentiam um pesar no ambiente que indicava a magia que estariam fazendo em Ruff estivesse ganhando poder em proporções assustadoras. O senso de urgência era grande.

Tenkai permaneceu no chão onde tinha caído, recuperando-se do imenso dano que tinha sofrido. Não podia se mexer, porém sua habilidade especial poderia ser ativada, visto que o foco de seu oponente tivesse em Aldarion. Começou a entoar o cântico que permitiria o seu mundo ser materializado no plano físico. Aparentemente seu comentário sobre a natureza do minotauro fora ignorado.

Enquanto isso, Sérpico preparava outra flecha em seu arco. Isso estava se provando um eficiente ataque contra um oponente sem nenhuma fraqueza aparente. Suas contínuas flechas estavam enfraquecendo o oponente, ajudando a encaminhar a luta para a vitória dos companheiros. Preparou uma flecha no arco e percebeu que Aldarion lhe deu uma rápida olhada. Sabia que o guerreiro estava aguardando seu ataque. Mirou bem, mantendo a flecha firme no arco e só atirou quando soubesse que acertaria.

Não deu outra: A flecha acertou na nuca do minotauro, afundando a mesma quantidade que as outras flechas tinham afundado em sua pele resistente, próximo a espada de Tenkai que ainda mantinha-se encravada ali. Nesse instante Aldarion atacou, enquanto o imenso minotauro grunhia com uma renovada dor.

O minotauro brandiu com força seu machado, tentando acertar o guerreiro que vinha em sua direção. Felizmente Aldarion já previra essa possibilidade e fintou o ataque, por muito pouco: viu a imensa lâmina passando a poucos centímetros de seu corpo, cortando o ar sem mais nenhum perigo. O guerreiro impôs toda sua velocidade, mirando na mesma parte da costela que tinha acertado anteriormente. Soltou um grito antes do ataque, aplicando toda sua força no ataque. O minotauro tentou dar um passo para trás, o que não adiantou muito: Aldarion deu um corte no mesmo local, porém atravessando o outro ferimento que tinha feito, formando um sangrento ''X'' no local.

O minotauro levantou sua mão direita, tentando socar Aldarion. O guerreiro saiu de seu alcance ao rolar para trás. Levantou-se rapidamente, o que provavelmente o salvou: seu oponente tinha ido em sua direção para um segundo ataque, seu machado levantado. O guerreiro teve poucos instantes para fazer alguma coisa e fez a única coisa que poderia fazer: defender-se. Plantou firmemente os pés no chão e levantou sua espada, segurando firme no cabo. O minotauro deu um forte golpe de cima para baixo, com imensa força. O guerreiro segurou o golpe, no limite. O chão abaixo de seus pés quebrou, levantando terra, um pouco de concreto e outros materiais que se misturavam no chão. Aldarion afundou, aproximadamente, 15 cm. Rangia seus dentes com o esforço que era segurar o minotauro enquanto o mesmo sorria e aumentava a força gradativamente. Nesse momento algo aconteceu.

A habilidade de Tenkai ativou-se, criando um mundo estranho, colorido e cheio de espadas no ambiente que se encontravam. Apesar dessa visão, ainda encontravam-se no espaço confinado do corredor que estavam, fazendo as espadas e sua estranha cor alaranjada espalhar-se pelas paredes e pelo teto do local. Todos olharam em volta, surpresos. O minotauro olhou para os olhos de Aldarion e sorriu. Viu uma imensa perna vindo em sua direção. O guerreiro arregalou os olhos, vendo que não teria como evitar o golpe já que ainda encontravam-se entrelaçados em um ataque de armas.

Tomou um chute violento na lateral esquerda do corpo. Rolou para a direita alguns metros pelo chão, indo de encontro na parede. Dessa vez não foi com força suficiente para quebrar o concreto. A boa notícia era que o minotauro estava perdendo forças, apesar dos companheiros estarem também.

Nesse momento o minotauro virou seu corpo rapidamente na direção de Sérpico e Tenkai. Via o rapaz com uma flecha preparada em seu arco e o elfo levantando-se, recuperado do golpe que tomou.


Vermes..Disse em um grunhido. Abriu seu focinho/boca o máximo que podia. Os dois viram energia sendo acumulada dentro de sua boca, assustados. Alguns instantes depois uma imensa bola de energia branca foi lançada de sua boca, indo diretamente na direção de Sérpico! O rapaz nunca esperaria um ataque de longo alcance de seu inimigo. O arqueiro não teve nem tempo de preparar seu teletransporte. A única coisa que poderia fazer era sair da direção do golpe: mergulhou para o lado tentando fugir da bola. A única coisa que conseguiu foi se afastar poucos metros da bola. Tenkai também defendeu-se, apesar de estar um pouco mais longe de Sérpico.

A explosão causada pelo ataque foi imensa. Uma grande quantidade de energia foi liberada, assim como concreto, pedaços de madeira e barras de ferro, que se soltaram das portas das celas ao longo do corredor. Sérpico tentou se defender ao se encolher, pondo seus braços e pernas na frente de seu corpo e sua cabeça. A explosão, porém, foi suficiente para tirá-lo do chão. Pedaços de sua roupa foram rasgadas. Sentia concreto e pedaços de pedra batendo em seu corpo. Finalmente, o rapaz bateu com muita força na parede. Tinha subido 10 metros para bater na parede, afundando a mesma com a força que o corpo atingiu o concreto e pedra.

Com seus olhos semi-cerrados viu que sua mochila estava em um canto da sala. Seu arco estava perto de sua mochila, milagrosamente inteiro. Suas flechas estavam espalhadas ao longo do corredor, algumas quebradas. Sabia que suas espadas curtas ainda estavam nas bainhas, na parte de trás de sua calça. Sua camisa estava totalmente rasgada, assim como a parte das canelas de sua calça. Desprendeu-se da parede e foi caindo lentamente na direção do solo. Conseguiu colocar suas mãos para aparar a queda e proteger sua cabeça. Não conseguia se levantar.

Tenkai também tinha tomado um pouco da força da explosão, porém em uma proporção muito menor. Tinha pulado para o lado e se protegido bem, fugindo da energia liberada por pouco. Levantou-se, vendo que sua habilidade ainda estava ativada. Sentia sua força e sua resistência aumentadas.

O minotauro retirou a espada de Tenkai de suas costas, jogando-a para o lado. Em seguida, olhou para Aldarion e correu em sua direção. O guerreiro levantou-se com uma imensa dor em seu braço esquerdo. Sabia que seu ombro estava deslocado. Só conseguia segurar a espada com a mão direita. Viu o minotauro vindo numa investida em sua direção. Podia sentir a parede atrás de si e o minotauro vinha em sua diagonal. Tinha um grande espaço para o lado e para trás, mas viu que o minotauro vinha com uma grande velocidade pela investida. Tinha poucos instantes para fazer alguma coisa.

O que fariam todos?


< Sérpico, tomou 42% de dano. Vai precisar de um turno se recuperando para poder levantar-se e, enquanto isso, pode escolher observar ou pensar a vontade. Não quebou nada, mas seu corpo está inteiro dolorido. Tenkai, perdeu 60% de MP pela ativação da habilidade, recebendo os respectivos aumentos nos atributos. Aldarion, tomou 4% de dano pelo golpe e está com seu ombro esquerdo deslocado. >

Off: FUS RO DAH!!

_________________


L$:--
Atributos:
Força Física:3
Força Mágica:2+1
Velocidade de Ataque:5
Velocidade de Movimento:5
Precisão:2+1
Vitalidade:3+1


Montaria: Choudon
Spoiler:

Força Física:5+1
Força Mágica:1
Velocidade de Ataque:2
Velocidade de Movimento:4
Precisão:3
Vitalidade:5+1
_____________________________________________
Gin
Gin
Narrador
Narrador

Número de Mensagens : 788
Idade : 28
Reputação : Neutro Wanted :
0 / 1000 / 100

Data de inscrição : 16/10/2008

Ficha do personagem
Exp: 900/1000
Lvl: 4
HP: 87%

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ilhas Gêmeas

Mensagem por Sérpico em Qui 09 Fev 2012, 1:02 pm

“Ainda era invisível aos olhos do inimigo”. E então, não mais.

De súbito, o minotauro se voltou contra Sérpico. Como se o jovem lhe estivesse atrapalhando muito, a fera demonstrou fúria, quem sabe desespero, ao disparar certa energia contra Sérpico. Magia, talvez. Não importava muito. O que importava era a morte rápida que aquilo poderia causar se atingisse Sérpico. Provavelmente, nem sentiria dor.

Mas Sérpico foi miraculoso. Jogou-se para o lado em um movimento desajeitado escapando da energia esquisita. No entanto, a coisa explodiu ao colidir-se com alguma coisa logo atrás; a energia se expandiu em um instante mínimo, arrasando tudo a volta. E Sérpico não teve escolha a não ser voar para longe, com o impacto mortal da explosão.

Quando se recebe um dano desses, assim, na bucha, você não sente nada.

Sérpico entrou em órbita. Sentia-se no vácuo, sem nem saber como era estar lá. O corpo parecia reclamar cansaço, e não havia nada melhor do que fechar os olhos e dormir, enquanto flutuava no nada. Os sentidos estavam ofuscados, ou, ali onde estava, não havia utilidade para eles. Não soube distinguir. Só queria dormir. Respeitar o cansaço repentino que lhe enchia.

Então, a visão foi o primeiro sentido a voltar ao normal. Avistou uma masmorra recentemente deformada. Achou estranho. Uma vista alienígena, que não condizia com o vácuo em que estava. De repente, algo lhe puxou para baixo, algo forte.

Gravidade.

Sérpico se estatelou. Mas quando caiu não sabia de onde vinha, nem onde estava. Sua primeira descoberta era que tinha caído no chão. Depois, olhando o mundo estranho a volta, descobriu que o chão era daquela masmorra que vira, quando ainda estava no vácuo. Ficou confuso. A audição parecia voltar aos poucos, mas deveria ter uma colméia de abelhas ali perto; pois tudo que ouvia eram zunidos altos.

Agora, somente agora, que sentiu dor. Pois quando se recebe um dano desses, o corpo tarda para assimilar o tamanho da dor.

E era horrível.

Sérpico deu um grito mudo de quem não tem nenhum ar nos pulmões. Sua vista tremia como se estivesse em um terremoto e não conseguisse precisar os olhos em lugar algum. E a dor no corpo era eterna. Se dobrou no chão, ficando tenso, como se conseguisse conter a dor. Mas, pouco depois, se debateu, crendo que conseguiria expulsar o espírito que lhe afligia. Ambos os métodos não prestaram de nada. A dor continuou, inexorável.

Quis voltar para o vácuo, onde não sentia nada.

Quis voltar para casa. Para seu pai, sua mãe.

Não! Estavam mortos. Seus pais já eram carcaças pútridas em uma vala perto de casa.

Sérpico não entendeu porque se lembrou disso. Seus olhos lacrimejaram, pela dor e pela memória de sua família e pela fúria de se lembrar que estavam mortos. A vida era injusta, e às vezes nos fazia chorar.

Ficou no chão, por escolha. Mas, no fundo, sentia que não poderia levantar. A dor ainda era grande, e talvez teria ganho um membro fraturado com a explosão. Depois descobriria isso. Agora, só queria descansar um pouco, chapinhando em dor e melancolia.
Sérpico
Sérpico
Andarilho
Andarilho

Número de Mensagens : 251
Reputação : +30 Wanted :
0 / 1000 / 100

Data de inscrição : 09/10/2008

Ficha do personagem
Exp: 625/1000
Lvl: 4
HP: 100%

Ver perfil do usuário http://sonatadotorinks.blogspot.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ilhas Gêmeas

Mensagem por Goldsilver Ironsteel em Ter 14 Fev 2012, 4:24 pm

Apesar da investida de Aldarion não ter ocorrido da forma como ele queria, ainda assim ele conseguiu golpear seu inimigo e seu ataque por sua vez, mostrou-se eficaz causando um dano relativamente significante no monstro que revidou atacando com violência.
Surpriendentemente Aldarion conseguiu bloquear o ataque do monstro travando sua lâmina com a dele, a força da criatura era descomunal e naquele momento o espadachim percebeu, tão resistente quanto pedra e tão forte quanto um titã, aquele minotauro não era um simples minotauro ele era muito mais forte que o normal, estava sob efeito de magias e encantamentos de certa forma.

Aldarion tentava segurar a força do monstro e por incrível que parecesse estava conseguindo, agradeceu naquele momento por sua espada ser tão grande, se estivesse com uma espada menor e mais leve como a de Tenkai, ele jamais conseguiria defender aquele ataque. Infelizmente o minotauro era muito grande e forte permitindo a ele realizar mais manobras mesmo com a lâmina travada. E foi o que fez, chutou longe e com força o espadachim que no ultimo momento desvencilhou-se do trava lâminas para diminuir o dano do ataque. Aldarion voou longe indo parar em uma parede. Ele quase não sofreu danos mas mesmo assim, tudo isso fora suficiente para deslocar seu ombro esquerdo.

Enquanto se recuperava do golpe Aldarion viu a magia d eTenkai em ação e depois uma epxlosão causada pelo poder do minotauro. Com a explosão um monte de poeira se levantou e Aldarion não viu mais seus companheiros por alguns segundos. Quando esse tempo passou ele viu Sérpico caido mas não viu Tenkai, será que havia sido desintegrado?

Argh, meu ombro! Pronto, isso era tudo que me faltava pra me fu#$% de vez, um inimigo extremamente forte e resistente, um ombro deslocado e meus companheiros caídos. Muito bem, o terreno está todo armado pra acabar de vez com minha virgindade anal. — Reclamou consigo mesmo em voz alta enquanto se levantava apoiando-se na espada. Foi então que viu o minotauro correr em direção a ele em uma poderosa investida.

Pela força do minotauro Aldarion sabia que se ele acertase seu ataque, ele estaria reduzido a um monte de carne moida. Analisou rapidamente sua cituação, sua Lâmina Relâmpago já havia passado, estava com um braço inutilizado e mesmo sendo capaz de usar a espada de duas mãos com uma mão só seu ataque não seria eficaz, sairia lento, desajeitado e fraco. Aldarion pensou em esquivar-se, mas sabia que se começasse a correr agora seria pego por seu inimigo pois o minotauro ajustaria a direção rapidamente. Para se esquivar com eficácia teria que fazê-lo no ultimo instante.

Decidiu-se então esquivar-se para o lado, pois se fosse para trás corria o risco de ainda ser pego pelo minotauro porque pelo ânuglo que ele vinha, era mais fácil para o monstro continuar seguindo para trás do que virar-se para o lado. Novamente Aldarion tentaria usar de sua malícia para enganar seu inimigo, e foi o que fez, conforme o minotauro vinha em sua direção o guerreiro recuava um pouco para trás dando alguns passos, essa atitude tinha como intenção fazer o monstro pensar que o espadachim tentaria se esquivar para trás o que não era verdade. No momento em que o monstro se aproximou a distância que Aldarion havia planejado, o guerreiro mudou seu deslocamento saltando e correndo para o lado na tentativa de se esquivar da investida do monstro.

Enquanto saltava, Aldarion arremessava a sua espada sem muita força no lugar onde ele pretendia chegar desta forma ele ficaria com a mão direita livre. Aldarion terminou sua esquiva rolando pelo chão e levantando-se no mesmo lugar que havia arremessado sua espada, com a mão direita desocupada ele sacaria uma faca e a arremessaria na direção do grande X sangrento no peito do minotauro pois sabia que ali já não tinha mais pele e mesmo uma faca poderia causar um estrago significativo.

Acertando a faca ou não Aldarion sabia que não podia lutar naquelas condições, portanto rapidamente tentou por seu ombro no lugar usando todo o seu conhecimento que possuia para lidar com aquele tipo de situação, de qualquer forma ele não preocuparia em ser cuidadoso mas sim rápido, ignoraria a dor de devolver seu ombro deslocado para seu lugar de origem e após isso recolheria rapidamente sua espada sob seus pés voltando para o combate o quanto antes.
Goldsilver Ironsteel
Goldsilver Ironsteel
Desbravador
Desbravador

Número de Mensagens : 503
Idade : 34
Localização : Santos-SP.
Reputação : +30 Wanted :
0 / 1000 / 100

Data de inscrição : 14/09/2010

Ficha do personagem
Exp: 3195/4000
Lvl: 4
HP: 100%

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ilhas Gêmeas

Mensagem por Bluesday em Sab 18 Fev 2012, 4:51 am

oFF - Gin. A habilidade Unlimeted Blade Works foi reavaliada. Peço que veja a nova descrição em minha FICHA.

E peço desculpas ao Gold e o Sérpico por meu egoísmo de esperar a correção de minha habilidade para poder postar, e consequentemente atrasar nossa aventura.

on

Tenkai ao finalizar sua citação de sua habilidade, logo se levanta com um pouco de dificuldade pelo dano sofrido e pelo excesso de energia liberada para sua habilidade ser ativada.

Após se levantar, o elfo notou uma luz forte que se formava e com o passar do tempo ia se tornando mais intenso seu brilho. Ao olhar para trás e ver o que era, viu um minotauro enfurecido disparando tal esfera em sua direção e na de Sérpico. Mal havia se recuperado de um forte ataque e o elfo já estava sendo alvejado de novo, então sem muito o que fazer naquela situação, o elfo apenas pulou para o lado dando uma cambalhota e se esquivando da imensa bola de energia, que ao colidir em algum lugar formou uma poderosa explosão que fez diversos destroços voarem e inclusive seu companheiro Sérpico que subia alguns metros.

Tenkai não pode fazer nada naquele momento para tentar pegar o companheiro na queda, estava muito longe e foi tudo tão rápido que o elfo não pode conseguir segura-lo, embora tivesse tentado sem muita sorte, dando-lhe apenas dois ou três passos antes que o corpo de Sérpico cai-se no chão.

Quando o garoto deu aquele baque no chão, parecia que não ia se levantar dali tão cedo. Tenkai naquele momento parou de ir até o rapaz, pois sabia que ele não poderia ajudar ele a se recuperar e por sentir-se diferente com a sensação que a sua habilidade trazia a ele, E foi nesse instante que ele se lembrou que ainda tinha que derrotar o Cracks, ou então todos ali não poderiam se lamentar por suas dores depois.

O guerreiro olhou confiante para aonde seu inimigo estava, e com seus olhos de elfo notou uma expressão diferente em Aldarion. Mas também não era de se esperar, afinal ele estava encurralado e parecia estar com belos ferimentos. Tenkai precisava fazer alguma coisa e agir rápida.

Bastardo — Os olhos do elfo mudavam de cor, tendo um tom azul brilhante em sua íris, enquanto ele insultava o minotauro para si mesmo — Vou acabar com você.

Essa mudança de atitude e de auto-confiança se dava a seu espírito élfico que estava se espalhando por todo seu corpo e o perigo eminente que Aldarion estava. Então quando pensou em seu amigo novamente, lembrou de sua espada de duas mãos e o tanto de estrago que ela causava em seus inimigos, então imediatamente ele a materializou uma cópia dessa última espadona que Aldarion obteve, em sua mão direita e logo levava sua mão esquerda junto ao cabo. Movimentou a ponta lâmina para trás no lado direito e com um impulso absurdo ele saiu correndo de onde estava de forma muito rápida, indo em direção ao minotauro que iria atacar Aldarion. Uma pessoa normal ou até mesmo alguns guerreiros nem notariam ele ter sumido de onde estava com tanta velocidade e nem acompanhar seus movimentos.

Agora Tenkai estava com uma expressão de fúria tão assustadora, que poderia até mesmo fazer o minotauro borrar nas calças de medo. O elfo corria o mais rápido que era possível e forçava mais ainda sua velocidade para poder atacar o monstro antes que ele chega-se perto de Aldarion, Em sua corrida, ele já preparava seu plano de ataque e seu ataque secundário se por acaso seu objetivo principal não tivesse sucesso.

Então assim que o elfo se aproximou por trás do minotauro, ele seguiu até sua perna direita e mirou bem em seu ferimento que havia levado anteriormente e daria um violento golpe naquele local e forçaria ao máximo para aleijar aquele monstro desgraçado, porém, se ele não consegui-se partir a perna do minotauro, ele puxaria o espadão que iria ter feito seu percurso vindo da direita da mesma forma que estava quando começou a correr, e ai ele iria aproveitar o embalo do golpe e iria desferir um novo golpe de forma giratória. acertando a outra perna e em seguida iria continuar o giro acertando novamente o mesmo ponto que acabará de acertar para de vez conseguir corta fora a perna do minotauro. E assim que ele cai-se ele iria se afastar e esperar ele colidir com o chão e correria até sua cabeça e atacaria seu pescoço da forma mais bruta possível.

Entretanto, se o minotauro nota-se a aproximação do elfo e tenta-se atacar antes, o elfo iria dar um belo salto até seu ombro, antes que fosse acertado e levantaria sua espadona para cima, brandindo a mesma em direção a seu pescoço com toda força possível para poder tentar decepar sua cabeça de seu corpo, porém se não consegui-se tal proeza, ele puxaria sua espada de volta, retirando ela do pescoço e daria um pula giratório para trás dele e brandindo sua espadona golpeando as áreas atingidas nas costas que o minotauro sofreu e quando o elfo cai-se no chão, o elfo tentaria fazer o que ele pretendia no ataque primário que era resumidamente atacar as pernas tentando aleijar o monstro e depois golpear o pescoço para tentar a finalização.

Mas antes que o elfo ataca-se o minotauro e antes que o mesmo consegui-se atacar Aldarion, Tenkai soltou um forte grito de intimidação para o minotauro e de forma que ele escuta-se.

CRAAAAAAAAAAAAAAAK's!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Talvez isso tiraria a concentração do minotauro, pensava o elfo, afinal não é todo dia que escutamos nosso nome por estranhos em um lugar como aquele e naquela situação.




Spirit Elf

Spoiler:
Level 1

(passiva)

Tenkai quando começa a se movimentar de forma mais ágil e rápida, ganha + 1 em Velocidade de Movimento a cada turno (máximo acumulativo: + 4) que ele esteja em movimento, acumulando mais e mais velocidade de movimento. Custo de 10% PM por turno. Uma vez que é atingida a velocidade máxima, a habilidade já não precisa de custo de PM para se manter. Entretanto se ele ficar um turno inutilizado de se movimentar com rapidez (sendo atingido em cheio ou ferido), o bônus e a PM utilizada são perdidos.

Ganha +1 em Força Física, porém não é acumulativa. Bônus também perdido caso sua movimentação seja interrompida.

E quando Tenkai está ferido, o Spirit Elf cuida dos ferimentos de Tenkai, roubando-lhe seu poder magico (mana). A porcentagem de mana roubada para a cura de Tenkai e o tanto quer for curado, será decidida pelo GM que estiver narrando no momento... Ou a cada 10% de HP regenerado, perdera 10% de Mana. Esta ação não depende do personagem.
Bluesday
Bluesday
Desbravador
Desbravador

Número de Mensagens : 437
Idade : 29
Localização : Lá com os cent's...
Reputação : +30 Wanted :
0 / 1000 / 100

Data de inscrição : 06/12/2010

Ficha do personagem
Exp: 4860/6000
Lvl: 7
HP: 100%

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ilhas Gêmeas

Mensagem por Nayruni em Sab 18 Fev 2012, 5:50 am

Saudações.

Estou postando aqui apenas para me certificar de que todos irão ler o aviso. Tenkai sua habilidade recebeu um pequeno "nerf" além disso eu corrigi alguns erros de digitação bastante incovenientes, peço por favor que atualize o texto em sua ficha, eu já o arrumei basta copiar e colar.

GM Gin, ao ler este aviso continue sua narrativa baseando-se no texto descrito na área de avaliação de habilidades. Por favor apague este aviso após sua leitura.

Um bom jogo a todos.
Nayruni
Nayruni
Law Keeper

Número de Mensagens : 27
Localização : Em algum lugar no Limbo
Reputação : Neutro Wanted :
0 / 1000 / 100

Data de inscrição : 01/02/2012

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ilhas Gêmeas

Mensagem por Gin em Ter 21 Fev 2012, 8:42 am

Tudo ia se desenrolando rapidamente. Em pouco tempo os companheiros não teriam mais forças para continuar a luta, tampouco dar batalha para um oponente formidável como o qual estavam enfrentando. A boa notícia era que o minotauro parecia perder um pouco de sua potência anterior.

A comprovação veio em seguida: a investida do oponente parecia mais lenta que o guerreiro esperaria. De qualquer modo, era demasiadamente rápida e forte para tentar contra atacar. Desviaria, no último instante.

Deu alguns passos para trás, fintando o minotauro. O mesmo arregalou seus terríveis olhos e impôs mais velocidade na investida, tornando sua investida mais reta. Era o que o guerreiro estava esperando. Pulou para o lado, saindo do ataque por muito pouco: sentiu o vento da passagem a poucos centímetros de suas costas. Em seguida jogou seu espadão para longe, rolando e sacando uma faca de arremesso. Endireitou-se e jogou a arma no corte aberto do minotauro. Não esperou para ver se funcionaria e foi logo tratando de seu braço deslocado.

O minotauro, enquanto isso, resvalava na parede e tentava parar sua investida. Estava irritado, o que era um erro contra os companheiros que estava enfrentando. Sentiu uma renovada dor em seu ferimento aberto na costela, porém não deu importância ao fato. Já começava a parar.

Enquanto isso, Tenkai estava com sua habilidade ativada, o que ninguém parecia ter notado no calor da batalha. Rapidamente materializou a grande espada que Aldarion usava. Sentiu o peso da arma, porém estava com sua força alterada e conseguia usar-na sem problemas. Sabia que teria outras características adicionais ao longo do uso de sua habilidade. Avançou, sabendo que sua velocidade tinha aumentado.

Aproximou-se rapidamente do minotauro, que já tinha parado e estava começando a se virar. Levantou sua espada e mirou nos cortes já feitos na perna de seu oponente, soltando seu grito. O próprio grito fez o minotauro acelerar seu giro. Tenkai tinha acabado com seu golpe surpresa, o que poderia resultar num enorme dano. Ao menos teria tempo para atingir a perna ferida. Juntou sua nova força para o golpe e acertou a perna do minotauro, abrindo um enorme talo onde o ferimento já tinha sido feito. A perna não fora arrancada, mas sabia que seus movimentos estariam limitados agora.

O enorme minotauro soltou um grito de fúria e dor, girando rapidamente com seu machado a postos. O elfo viu esse giro, afastando-se rapidamente da linha de fogo do machado. Viu-se lado a lado com Aldarion, que tinha acabado de por seu ombro no lugar e estava girando seu braço, sua expressão de dor suavizando a cada giro. Pegou sua enorme espada, gêmea da de Tenkai, e observou seu oponente.

Estava de frente aos companheiros e parado. Respirava pesadamente com seus dentes aparecendo. Estava furioso. Babava, de raiva, com respingos prendendo-se em sua barba. Seu renovado ferimento na perna sangrava compulsivamente, além do ferimento em suas costelas, onde o sangue escorria lentamente pela faca que Aldarion ali tinha acertado.

Sérpico, agora, já tinha se recuperado o suficiente para se mover sem problemas. Seu corpo ainda doía, mas o susto já havia passado. Observou que de sua camisa só sobraram alguns fiapos e sua calça estava muito rasgada nas pernas. Havia ferimentos e pequenos sangramentos por toda a extensão de seu corpo, principalmente em seus braços e pernas. Ainda respirava com um pouco de pesar, afinal quase havia morrido no golpe anterior. Viu que seu arco, intacto, estava próximo de onde estava e que algumas flechas estavam ao seu redor.

Olhou para o lado e viu seus dois companheiros lado a lado de frente com o minotauro. Estranhamente parecia que usavam a mesma espada. Mais estranho ainda era o ambiente que se encontrava, cheio de espadas e de uma coloração alaranjada. Estranho.

Enquanto todos se observavam, as paredes e o chão começaram a tremer. Não muito forte, porém com uma vibração constante para mostrar que havia algo errado. Giraram sua cabeças, tentando ver o motivo ou a fonte daquela súbita anomalia. Nesse instante o minotauro falou.


Háa, começou.Disse, sorrindo. Viram que havia sangue em seus dentes.Minha parte aqui está feita.Virou de costas e saiu mancando em direção à câmara de onde tinha surgido. No calor da batalha não perceberam que estavam próximos da entrada e alguns passos do minotauro foram suficientes para chegar lá. Antes de atravessar a arca a voz do minotauro viajou até eles.Elfo, o que procura está adiante, com o Capitão Mormont.

Agora todos os companheiros sentiam uma sensação de crescente urgência tomando conta de seus corpos, além de vibração que começava a ficar cada vez mais forte. Sabiam que teriam que avançar e que algo terrível estava para acontecer. Esqueceram-se do que foram enviados para fazer e estavam perdendo tempo com uma luta sem sentido. Teriam que ser rápidos agora. A porta, que antes estava firmemente trancada, tinha se escancarado com o ataque do minotauro e revelado um corredor longo de pedra, entalhado por mãos humanas. Conseguiam cheirar, levemente, o cheiro do mar pelo corredor.


< EXP's: Aldarion e Sérpico recebem 600 de EXP, enquanto Tenkai recebe 450 (teria recebido a mesma coisa, porém está num nível acima). Além disso, Tenkai perde 60% de MP pela ativação da habilidade e sua outra habilidade passiva.

Nenhum de vocês tem qualquer ferimento que impeçam seus movimentos ou que prejudiquem mais que um pouco de dor no local da ferida. Gostei da briga, muito boa mesmo o/
>

_________________


L$:--
Atributos:
Força Física:3
Força Mágica:2+1
Velocidade de Ataque:5
Velocidade de Movimento:5
Precisão:2+1
Vitalidade:3+1


Montaria: Choudon
Spoiler:

Força Física:5+1
Força Mágica:1
Velocidade de Ataque:2
Velocidade de Movimento:4
Precisão:3
Vitalidade:5+1
_____________________________________________
Gin
Gin
Narrador
Narrador

Número de Mensagens : 788
Idade : 28
Reputação : Neutro Wanted :
0 / 1000 / 100

Data de inscrição : 16/10/2008

Ficha do personagem
Exp: 900/1000
Lvl: 4
HP: 87%

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ilhas Gêmeas

Mensagem por Goldsilver Ironsteel em Ter 21 Fev 2012, 11:03 pm

A batalha teve um desfecho surpriendente que pegou Aldarion completamente despreparado, aquele monstro descomunal estava recuando, simplesmente indo embora. No ultimo momento antes dele desaparecer da visão de do espadachim, este comentou em um sussurro para si mesmo.

Esse... esse monstro... — Ficou ali em posição de combate sem relaxar, calado olhando, refletindo. Aquele oponente era muito poderoso, por fim o espadachim sorriu com o canto da boca pois sabia que reencontraria o minotauro novamente no futuro.

Então Aldarion olhou para sua espada e viu Tenkai usando uma arma idêntica a sua, foi então que percebeu a luz alaranjada e todas aquelas armas espectrais ao seu redor.

Mas que diabos?! — Exclamou. Então fez uma expressão de angústia, pegou sua espada com as duas mãos e começou a olhá-la do cabo até a ponta. — Você é uma grande arma, uma espada formidável, obrigado por me trazer a vitória neste terrível combate. — Agradeu com sinceridade a sua nova arma como se esta tivesse uma alma e de fato para ele ela tinha. Mas um pensamento veio em sua mente, aquela arma apesar de formidável havia se tornado leve demais para os propósitos de seu novo dono. Ele ansiava agora por uma nova arma, ainda maior e mais pesada do que a sua atual, uma espada tão grande e poderosa que ninguém além dele mesmo seria capaz de ergue e usar, uma espada tão colossal que Aldarion jamais se sentiria fraco novamente.

No segundo seguinte saiu de seu transe, viu Serpico se levantando e foi até ele ajudá-lo, então parou por um momento e sorriu.

Serpico! Você se saiu incrivelmente bem! Muito melhor do que eu esperava. — Falou colocando a mão calejada no ombro do amigo. — Serpico escute com atenção, apesar de eu ser um aventureiro profissional e de Tenkai estar destinado a cumprir uma tarefa aqui, você é a peça chave que vai nos ajudar a solucionar esse problema com o qual nos defrontamos. — Aldarion olhava fixo nos olhos de Serpico, agora sua expressão era séria. — Enquanto estiver-mos cruzando aquele corredor quero que reflita e pense, veja que até agora você tem sido o nosso suporte, você salvou Tenkai da morte na emboscada dos piratas, venceu os esqueletos, distraiu as sentinelas na entrada da caverna, destruir aquele cão infernal que enfrentamos. Você nos libertou de nossas celas e foi você quem nos curou, foi você quem enfraqueceu o minotauro permitindo que eu e Tenaki pudéssemos vencer. — Aldarion parou de falar por um momento, encaixou o espadão em suas costas, sorriu para Serpico e depois lhe deu as costas indo em direção à passagem que o minotauro havia aberto.

Tenkai, você é o escolhido para salvar Ruff da feitiçaria que está ocorrendo aqui, eu irei na frente de você e de Serpico, fiquem logo atrás de mim ha 5 passos de distância pois nessa empreitada minha sobrevivência é muito menos importante que a de você e de Serpico. — Falou pra Tenkai enquanto passava por ele assumindo a dianteira do grupo, como era de costume.

Aldarion achava-se ali insignificante, considerava-se apenas um par de braços fortes para ajudar no trabalho, nada especial. Talvez isso fosse verdade, talvez não. Mas não importava, verdade ou não ele seguia impetuoso lutando contra seu medo, ele estava pronto para cortar o primeiro inimigo que aparecesse em sua frente.
Goldsilver Ironsteel
Goldsilver Ironsteel
Desbravador
Desbravador

Número de Mensagens : 503
Idade : 34
Localização : Santos-SP.
Reputação : +30 Wanted :
0 / 1000 / 100

Data de inscrição : 14/09/2010

Ficha do personagem
Exp: 3195/4000
Lvl: 4
HP: 100%

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ilhas Gêmeas

Mensagem por Bluesday em Sex 24 Fev 2012, 4:09 am

Tenkai havia conseguido acerta a perna do minotauro com bastante força, porém não foi o suficiente para que seu plano fosse completamente finalizado, pois o Crack tinha uma reação melhor que o elfo esperava. Mas mesmo com aquele único ataca o inimigo não conseguiria disfarça que não estaria mancando.

Tenkai se juntou a Aldarion que parecia não estar muito bem como o elfo pensava. O elfo já planejava algo, quando de repente todo o local começou a tremer e no mesmo instante o minotauro resmungava alguma coisa. O elfo ao escutar aquilo logo entendeu o que estava acontecendo e a facilidade de encontrar o Crack's tão cedo.

Estava apenas nos atrasando... Maldito.

Volta e meia e o minotauro já estava de costa aos aventureiros recém tapeados de certa forma e ia embora deixando apenas os três ali sozinhos. Entretanto, após o minotauro sair dali, a voz do mesmo eco-ou até os rapazes com uma informação direta para Tenkai.

Mormont?? Então é ele que está com a pedra de Kjeen... — O elfo refletiu por um momento e concluiu — O Crack's foi apenas quem roubou a pedra, o verdadeiro mandante por trás de tudo era esse capitão. Bem que eu desconfiei, mas o fato daquele cara ter me falado que a pedra cairia do minotauro quando morre-se me engano completamente. Idiota!

Após seu momento de reflexão, Tenkai que a tudo escutou o que Aldarion falava a sua espada, lembrou que tinha que ir buscar sua espada élfica que estava jogada em alguma parte daquele lugar. Desmaterializou a espadona idêntica a de Aldarion, e seguindo a ordem de desmaterialização, todo o semi-plano da habilidade do elfo foi se desfazendo, voltando a imagem do ambiente original.

Tenkai se encaminhou até sua espada élfica jogada no chão e loga a ergueu a mesma com a mão direita no cabo e a mão esquerda próximo a ponta da lâmina e apreciou a mesma com outros olhos. Via o brilho se modificando ao movimentar de leve a espada para os lados, então logo ele retirou sua mão esquerda da lâmina e segurou firme na bainha da espada e a guardou dentro dela.

O elfo retornou rapidamente aos dois companheiros para ver como estavam, principalmente Sérpico por ter levantado voo com o ataque do minotauro, mas quando chegou perto deles, Aldarion comentou algo sério para o jovem ferido. Tenkai ficou calado e olhando com os olhos fixos ao rosto de Sérpico, estava demonstrando que seu silêncio era forma de que as palavras de Aldarion eram verdadeiras.

No seguir do que o guerreiro falava, comentou algo sobre o elfo também entre outras coisas, porém o final de sua frase não agradou o elfo. Então logo em seguida Aldarion seguiu em diante tomando a dianteira. Tenkai nesse momento olhou para o chão com angústia e logo começou a seguir Aldarion com um passo um pouco mais apressado. Quando o elfo chegou perto de Aldarion, e sem o companheiro perceber, o mesmo puxou com força com a mão esquerda o ombro esquerdo do guerreiro, girando o corpo do rapaz para a esquerda, e de imediato o elfo com seu punho direito aplico um soco no rosto de Aldarion que não o machucaria, mas que poderia derrubar o mesmo no chão. Em seguida o elfo protestou contra seu amigo olhando firmemente em seus olhos.

O que você acha que esta fazendo? Ninguém aqui tem menos importância que o outro. Todos nós temos um papel fundamental nessa equipe e a sobrevivência de cada um é essencial para que possamos seguir em frente. Afinal, se vos não tivesse significado, não estaria conosco nesse momento e Sérpico e eu possivelmente não aguentaríamos todos os inimigos que tivemos desde que partimos da estalagem. — Nesse momento o elfo da uma olhada para o solo — Sabe, você aparenta ser um Aldarion tão orgulhoso e determinado, mas por dentro você é um Aldarion reprimido e com medo que agi com a adrenalina correndo em seu corpo. — Tenkai volta seus olhos para o companheiro — Então pare de se lamentar. Pare de pensar coisas idiotas e de ter medo, pois esse não é você Aldarion. Tu es poderoso e inteligente, devia se orgulhar disso e mostrar o quanto sua espada pode ser aterrorizante.

Tenkai termina de falar e passa por seu companheiro tomando a dianteira dessa vez e quando estava a quase 3 metros de distancia de Aldarion, o mesmo se vira e completa tudo que queria dizer. — E se vos não sobreviver, não terei de quem caçoar para as tais mulheres que você tanto deseja. — O elfo da um breve sorriso com o canto da boca e logo se vira de volta caminhando mais um pouco e cambaleando para o lado direito como se fosse cair desmaiado, apenas agachando-se encostando seu joelho no chão e se apoiando na parede mais próxima.

" Parece que fui muito imprudente. Gastei energia demais de uma vez só. Fui um tolo ao usar a Unlimeted Blade Works tão cedo. Ainda mais quando o inimigo já estava sendo derrotado. Mas quem ia saber que ia acabar desse jeito... "

O elfo respira fundo, sentindo o cheiro da maresia e se confortando com ela, se enchendo mais de energia para se levantar e continuar seu caminho.
Bluesday
Bluesday
Desbravador
Desbravador

Número de Mensagens : 437
Idade : 29
Localização : Lá com os cent's...
Reputação : +30 Wanted :
0 / 1000 / 100

Data de inscrição : 06/12/2010

Ficha do personagem
Exp: 4860/6000
Lvl: 7
HP: 100%

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ilhas Gêmeas

Mensagem por Sérpico em Sab 25 Fev 2012, 2:17 pm

Custou, tempo e esforço, mas Sérpico ergueu-se do solo. Seus olhos encerraram as lágrimas e o corpo se adaptara às dores. Ainda permanecia curvado, como um velho cansado, só que sem uma bengala de apoio. Mas, não por muito tempo: viu seu arco. Apanhou ele do chão e o usou como apoio por um momento.

Ergueu a cabeça e, com as costas da mão, limpou a visão embaçada para entender melhor o cenário que teve impressão de ver, quando estava caído. Tentou entender o que acontecia.

Espadas. Era o que acontecia. Muitas espadas espalhadas pelo lugar que outrora era uma masmorra esquisita. Além da luminosidade, que não fazia nenhum sentido: um laranja de pôr-do-sol, dentro de um lugar subterrâneo? Só podia ser uma visão ou um delírio. Sérpico piscou quatro vezes, e o cenário continuou existindo. Não era delírio coisa nenhuma. Estavam em outro lugar, no entanto, sem sair da masmorra.

Distraiu-se com o tremor súbito do lugar, e, depois, com o minotauro desistindo do combate e falando algo, mais especificamente, para Tenkai. O monstro saiu de cena, e Aldarion veio até Sérpico.


– Ah, ao menos estou vivo – Riu Sérpico. E de repente, ficou sério com tudo o que Aldarion lhe falava. Não soube o que dizer em resposta. Mas queria ter protestado algo, pois não se sentia tão importante como o companheiro ressaltava. Só conseguiu soltar um “hm”, pensativo e incomodado.

Sérpico se analisou, mas não do jeito que Aldarion dissera: olhou como estava. E concluiu que precisava de roupas novas. Então, estranhamente, e pela primeira vez, olhou com olhos assustados para o arco que usava como bengala.


“Esta... Intacto. Como?”, pensou. No mínimo a arma deveria estar mais precária que o próprio dono. No entanto, parecia ter saído da forja, como novo. Juntou os pauzinhos e concluiu que aquela não era uma arma qualquer. Além de ser invulnerável, o que mais ela poderia ter de incomum?

Então, deixando de namorar o arco, Sérpico olhou para os amigos, e viu Tenkai socando Aldarion. Entendeu a critica do elfo, sentindo-se parte daquele soco. Não havia o mais e o pouco importante, o mais forte ou o mais fraco. Só havia quem ficava vivo e quem morria. Os três estavam vivos. Portanto, não havia diferença entre ninguém. Mas, Sérpico nada disse. Tenkai já falara por ele.

Os dois seguiram pelo caminho disponível, e Sérpico apressou-se em apanhar as flechas do chão e guardá-las na aljava, verificou ainda se o frasco de poção que carregava estava intacto, e se não tinha nenhuma de suas chaves no chão. Depois, correria até os companheiros.

Quando sentiu o cheiro no mar, lembrou-se da primeira vez que o sentira.
“Foi quando pisei em Ruff, para entregar uma das cartas”.
Sérpico
Sérpico
Andarilho
Andarilho

Número de Mensagens : 251
Reputação : +30 Wanted :
0 / 1000 / 100

Data de inscrição : 09/10/2008

Ficha do personagem
Exp: 625/1000
Lvl: 4
HP: 100%

Ver perfil do usuário http://sonatadotorinks.blogspot.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ilhas Gêmeas

Mensagem por Gin em Ter 28 Fev 2012, 3:32 pm

Todos respiraram fundo, recuperando-se da batalha. Sérpico levantava-se, verificando se não havia qualquer sinal de algo quebrado em seu corpo. Subitamente a imagem da poção restante lhe veio a mente. Enfiou a mão na bolso. Não havia nem resquício do delicado frasco de líquido vermelho. Certamente o conteúdo estava espalhado pela sala destruída. Decepcionado, juntou suas armas.

O mais impressionante talvez fossem as armas de todos. As principais armas utilizadas pelos aventureiros não tinham sofrido um mero arranhão depois da violenta batalha, tanto o arco de Sérpico quanto as espadas de Tenkai e Aldarion. Ao menos estavam bem equipados.

Dessa vez todos seguiam pelo corredor aberto pelo minotauro. Não antes, porém, dos dois guerreiros trocarem breves palavras. O soco de Tenkai não derrubou Aldarion, porém o recado foi entendido do mesmo jeito: um entendimento entre os dois poderia ser visto nos olhares e no sorriso que o forte guerreiro abriu depois do ocorrido. Foram em frente.

Correram. O corredor que estavam era esparsamente iluminado por tochas, dispensando o uso desta nas mãos dos companheiros. O corredor em si era entalhado a partir de uma caverna subterrânea profunda. Pela umidade poderiam deduzir que estavam, surpreendentemente,
abaixo do mar que rodeava as ilhas gêmeas. Isso poderia confirmar o forte cheiro de mar que, agora, era sentido por todos e que ia ficando mais forte quanto mais avançavam. O que era pior: a vibração que tinham sentido no salão que estavam tinha voltado. Muito mais fraca, era verdade, mas estava constantemente em ação agora e isso, talvez, fosse mais preocupante que uma forte vibração que cessava. Continuaram em frente.

Depois de um tempo uma claridade natural começou a invadir o corredor, algo que a luz de tochas não poderia produzir. Ao final do corredor viam que este se abria para alguma coisa onde a luz natural era predominante. De alguma maneira sentiam que era ali a prova final deles. Ali estaria o epicentro daquela catástrofe. Chegaram ao final do corredor e olharam ao redor.

Um porto. Mas não era um simples porto: este estava construído dentro de uma imensa caverna que tinha uma abertura para o mar. Surpresos, olharam ao redor. O porto não era a única coisa dessa caverna submersa. Muitos pequenos navios de madeira estavam atracados ali e muitos barris a caixas estavam empilhadas por toda a extensão da caverna. O estranho era que tanto esses barcos como as caixas e barris pareciam extremamente velhas, algo de muitos séculos atrás. Certamente esse era um porto escondido da antiga cidade de onde tinham acabado de sair. Os locais da cidade destruída deviam utilizar esse local como ponto de saída de sua cidade para o mar. Era surpreendente. Foram andando em frente, cada passo confirmando que ali seria mesmo o porto da cidade destruída.

Finalmente, chegaram ao final do porto, o mais próximo possível da saída de caverna para o mar. Um imponente e majestoso navio negro, de velas negras, estava aportado ali. Pelo casco, podiam deduzir que o navio já viajara muito e tinha sofrido por inúmeras batalhas. Mesmo assim era bem cuidado e assombroso. Não viam ninguém por perto. Olhando para o convés, descobriram o centro do transtorno: uma fina nuvem negra saía do final do navio e esgueirava-se pela entrada da caverna e subia, juntando-se a nuvem negra que tomava conta da Península de Ruff. Então ali estaria presente o responsável por tudo aquilo. Tinham que subir no navio.

Para subir não viam outra alternativa a não ser indo pela grande rampa de desembarque que dava diretamente no convés. Não havia cordas ou qualquer outra coisa que ligava ao navio ao porto e tampouco conseguiriam escalar o casco do navio sem demorarem um tempo que não tinham: a vibração partia dali e estava ficando cada vez mais forte. Assumiram suas posições costumeiras e subiram a bordo.

A primeira coisa que viram foi que o epicentro da nuvem negra era dali mesmo. Na popa, parte de trás do navio, logo depois do leme, havia aquela fina camada de nuvem negra que saía do navio. No centro dessa fina camada de nuvem haviam duas silhuetas de pessoas que não conseguiam distinguir. Uma parecia deitada e a outa sentada. O problema não era quem estava dentro da nuvem e sim fora desta: segurando o leme havia uma criatura. Essa criatura poderia ser classificado tanto como um caranguejo quanto um homem, já que tinha partes de ambos. Não era assim tão grande, chegando perto da altura de Tenkai, porém seus inúmeros atributos deixavam-no com grande ar de ferocidade. Um de seus braços assemelhava-se com um caranguejo, assim como suas quatro pernas que eram igualmente hereditárias da criatura marítima. Tinha o tronco e braço direito humanos. Seus olhos, assim como todo seu rosto, era uma mistura de ambos os animais. Seria cômico se este não emanasse uma força e uma energia maligna fora do comum.


Talá:
Spoiler:





Bem vindos.Disse, em uma voz com um sotaque carregado. Era uma voz calma e forte, característica de um capitão de altos mares.Sou o Capitão Mormont, mestre desse navio, o Furacão do Mar.

Os três já tinham se posicionado no convés principal. A única coisa que separava-nos do capitão eram dois grupos de escada, um de cado lado do leme. O convés onde se encontravam era grande, chegando a 15 metros de diâmetro e bem no centro dele, onde estavam, havia o mastro principal cuja vela estava enrolada. O convés superior, aquele onde o capitão encontrava-se menor, chegando a, aproximadamente, 10 metros de diâmetro sendo que no fundo deste ainda tinha as duas silhuetas envoltas pela nuvem. Por todo o lado viam cordas amarradas e esticadas, caixas espalhadas e barris fechados. Uma grossa grade estava aos pés deles, separando o piso inferior de onde estavam. Para trás o convés continuava até um outro convés, igualmente grande chegando, finalmente à proa, a parte de frente do navio. O navio era gigantesco, fato comprovado pelos três mastros, sendo um deles o principal, todos com suas velas negras amarradas e enroladas.

O que os invasores desejam no meu navio?Perguntou o capitão, sem nunca tirar a mão do leme.


< Sérpico, você conseguiu recuperar 12 flechas das que tinham restado. Aldarion e Tenkai, ambos gastaram uma faca de arremesso que não conseguiram recuperar. Além disso, as carnes e frutas de Sérpico, assim como sua mochila, tinham sido destruídos. Favor tirarem esses materiais do inventário, se não tiraram até agora. >

_________________


L$:--
Atributos:
Força Física:3
Força Mágica:2+1
Velocidade de Ataque:5
Velocidade de Movimento:5
Precisão:2+1
Vitalidade:3+1


Montaria: Choudon
Spoiler:

Força Física:5+1
Força Mágica:1
Velocidade de Ataque:2
Velocidade de Movimento:4
Precisão:3
Vitalidade:5+1
_____________________________________________
Gin
Gin
Narrador
Narrador

Número de Mensagens : 788
Idade : 28
Reputação : Neutro Wanted :
0 / 1000 / 100

Data de inscrição : 16/10/2008

Ficha do personagem
Exp: 900/1000
Lvl: 4
HP: 87%

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ilhas Gêmeas

Mensagem por Sérpico em Dom 04 Mar 2012, 6:26 pm

Finalmente, o capitão saudava o grupo.

Deixando a masmorra para trás, deram em um porto. E lá estava, junto a varias outras quinquilharias, uma nau com velas negras, desbotada mas ainda majestosa.

Sérpico queria ter trocado uma palavra com seus companheiros, mas em instantes, como que puxados pelos cabelos, já estavam sobre a embarcação, atentos e de armas em punho e absorvendo a origem da estranha nuvem negra que pairava sobre Ruff, os elementos do lugar, e, principalmente, o capitão monstro.

E para surpresa do mundo, ante a pergunta de Mormont, Sérpico abriu a boca:

– Kai – disparou, com uma voz limpa de sentimentos, tentando não olhar muito para o inimigo, evitando entender suas feições, evitando o medo maior que isso poderia gerar – Você tem um prisioneiro que atende por Kai, não é mesmo?

Um tanto egoísta. Havia assuntos mais graves ali do que resgatar um velho marujo, seja ele quem fosse. Mas foi a primeira coisa que Sérpico pensara quando questionado, coisa que queria ter falado há muito tempo, contra algum responsável de toda aquela bagunça em que estava metido. Uma vez ante o cabeça de tudo, não segurou as palavras na garganta.

Quase repetiu a pergunta, só que com o arco na mão e uma seta pronta. Mas se conteve. Pensou que ainda não deveria ser hostil, já que o inimigo ainda não era neutro em relação ao grupo. Pensou que Mormont ainda tinha um direito de resposta.

Mas as mãos coçavam. Queria uma flecha na garganta do inimigo, uma simples flecha, eliminando a ameaça e aquietando tudo. Sentia-se mal, segundo após segundo, só por estar na presença daquele capitão. Era uma perspectiva antecipada de como aquele encontro poderia ser perigoso, era um sexto sentido, lhe avisando que não tinha como voltar atrás. Alguém iria morrer ali. Mas até isso não era grande novidade.

Na incerteza do que fazer, sussurrou para os próximos:


– Já sabem – olhou para os dois caminhos possíveis até o capitão – Estarei cobrindo vocês.
Sérpico
Sérpico
Andarilho
Andarilho

Número de Mensagens : 251
Reputação : +30 Wanted :
0 / 1000 / 100

Data de inscrição : 09/10/2008

Ficha do personagem
Exp: 625/1000
Lvl: 4
HP: 100%

Ver perfil do usuário http://sonatadotorinks.blogspot.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ilhas Gêmeas

Mensagem por Goldsilver Ironsteel em Ter 06 Mar 2012, 11:46 am

Finalmente após tanta luta o grupo finalmente havia chego no centro do distúrbio que assolava Ruff e ameaçava toda a Lodoss. A visão era impressionante, um porto completamente oculto dentro de uma enorme caverna, Aldarion foi completamente pego desprevenido por aquela situação o que fez com que o guerreiro perdesse alguns segundos contemplando a estranha paisagem.

Passado o choque da surpresa, o guerreiro rapidamente voltou para sua missão dirigindo-se o mais rápido possível para o navio que mais lhe chamava a atenção, era o maior que estava ali no porto e também era da onde saia uma fumaça negra indicando que era ali o epicentro da tempestade negra.

Durante a caminhada até o navio Aldarion se viu novamente a frente do grupo, era de sua natureza estar sempre na ponta tanto que nem se deu conta quando passou por Tenkai que lhe havia tomado a dianteira no corredor. Logo o grupo estava subindo o navio, Aldarion notou a tensão em seus companheiros mas ao contrário destes, ele estava calmo e frio sem nenhum sentimento de ansiedade ou preocupação, era a primeira vez em toda a missão que ele se sentia em paz.

Aldarion subiu o navio altivo, de cabeça erguida e com a enorme espada em suas costas, quando finalmente alcançou o convés tomou alguns segundos olhando com cuidado ao redor até finalmente ouvir as palavras daquele que se apresentava como dono e capitão do navio. Virou-se encarando-o, seus olhos buscando os de Mormont, quando finalmente os encontrou ficou um tempo ali olhando-o e sussurrou baixo aos seus companheiros.

Tenham calma camaradas, aquietem seus ânimos. Vejam, ha duas silhuetas dentro daquele turbilhão negro, uma delas eu tenho a absoluta certeza que é o feiticeiro responsável por isso e a outra só pode ser aquele a quem procuramos, Kai. – Aldarion sorriu por um momento. – É com certeza é Kai. – Enquanto falava com seus companheiros o espadachim encarava Mormont sem desviar o olhar mas sem ninguém perceber ele estava fazendo uma rápida análise da situação.

Estamos no território de nosso inimigo, provavelmente o feiticeiro que cuida do ritual que gera a tempestade não nos causará problemas, essas grades no chão do convés podem conter armadilhas e monstros, com certeza Mormont deve ter em sua tripulação algumas criaturas a exemplo do minotauro que enfrentamos. – Nesse momento, conforme passava as informações para seus amigos Aldarion começou a entender realmente o motivo de estar ali o que fez o sentimento de ser uma mera espada sumir aos poucos.

Serpico, Tenkai, nós não vamos vencer esse combate, morreremos os 3 aqui, mas não se preocupem eu tenho um plano. Lembram-se quando estávamos na casa de Kai? Perseu nos disse que existia uma barreira mágica que impedia o Conselho de nos ver e de vir até aqui, tudo que temos que fazer é quebrar essa barreira. – Fez uma breve pausa. – Serpico, desta vez você não vai nos dar cobertura, será o contrário, nós iremos ao ataque para distrair o inimigo e lhe dar cobertura enquanto você ataca ali. – O final da frase de Aldarion deixou óbvio onde Serpico deveria atacar, era no centro daquele tornado.

Quando terminou de falar com seus companheiros, Aldarion deu alguns passos a frente dirigindo-se a Mormont e então falou.

Saudações senhor Mormont, eu me chamo Aldarion Ironshield, sou um dos 23 Mestres da Lâmina de Megalion. Estou aqui a mando do Conselho juntamente com meus dois companheiros, viemos resgatar aquele que atende pelo nome de Kai e também impedir acabar com a tempestade negra que paira sobre Ruff. Gostaria humildemente de te pedir que nos entregue Kai e acabe com tudo isso de uma vez por todas sem a necessidade do uso de violência. – Quando terminou de falar Aldarion prestou uma pequena reverência a Mormont curvando-se levemente e juntando os dois punhos a sua frente em um só.

Parecia que não, mas Aldarion estava alerta e caso fosse preciso sacaria sua espada em uma fração de segundo, ele sabia que Mormont provavelmente riria dele mas era de sua natureza tentar resolver as coisas sem um combate.
Goldsilver Ironsteel
Goldsilver Ironsteel
Desbravador
Desbravador

Número de Mensagens : 503
Idade : 34
Localização : Santos-SP.
Reputação : +30 Wanted :
0 / 1000 / 100

Data de inscrição : 14/09/2010

Ficha do personagem
Exp: 3195/4000
Lvl: 4
HP: 100%

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ilhas Gêmeas

Mensagem por Bluesday em Ter 06 Mar 2012, 6:56 pm

A cada minuto que passava, mais os três aventureiros avançavam pelo caminho feito pelo minotauro. Havia várias tochas e a iluminação era boa, então se apresaram o um pouco para chegar onde é que fosse. Após algum tempo de caminhada eles começaram a ver os primeiros sinais de luz natural e quando se deram por si, estavam em um porto enorme.

Havia várias embarcações e de todos os tamanhos, mas o que mais chamou a atenção era um navio negro mais para frente e todos ali ali sabiam a quem pertencia aquele navio e obviamente seguiram até ele. Mais próximo do navio, notaram melhor a nuvem negra que saia do navio, aquilo deixou o elfo intrigado, ainda não entendia o motivo daquela nuvem, talvez fosse a forma do capitão executar sabe la o que.

Logo subiram no navio e o tremor de antes fez com que o grupo fica-se mais alerta. Andaram poucos metros e logo Tenkai notou corpos em diferentes locais e posições. Porém a visibilidade não era boa por causa da nuvem, mas ao observar todo o local, o responsável por todo aquele alvoroço estava calmo e falante.

Porém seus companheiros também estavam bem falantes e Tenkai também tinha perguntas a fazer e queria apenas afirmar o que havia se questionado. Então esperou seus amigos fazerem suas perguntas e obter as perguntas e então só ai começou a falar.

Vim aqui atrás da pedra de Kjeen, porém algo que acabei de descobrir fez com que eu avalia-se melhor a importância dessa pedra. Afinal fui informado que ao matar o minotauro a tal pedra cairia dele, mas ao acabar nossa batalhe ele mencionou que o que eu procurava estava adiante com o capitão Mormont. E isso me fez concluir que você precisa da pedra para realizar seus planos. E uma segunda coisa que estou intrigado é que o rapaz a quem Sérpico procuras também esteja em seus planos. — O elfo fixo os olhos em Mormont e completou — Então;;; Isso é verdade?

Tenkai já se preparava para uma batalha mais arriscada e mais difícil que a anterior que mal acabou de sair.

Fiquem atentos vocês dois, o clima aqui não esta nada agradável.
Bluesday
Bluesday
Desbravador
Desbravador

Número de Mensagens : 437
Idade : 29
Localização : Lá com os cent's...
Reputação : +30 Wanted :
0 / 1000 / 100

Data de inscrição : 06/12/2010

Ficha do personagem
Exp: 4860/6000
Lvl: 7
HP: 100%

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ilhas Gêmeas

Mensagem por Gin em Sab 10 Mar 2012, 1:08 pm

Encaravam o capitão com respeito e uma certa assombração. A figura imponente de Mormont era um tanto forte, depois que se acostumava com sua excêntrica aparência. Parecia uma criatura acostumada a comandar e a ser obedecido, um monstro que não parecia gostar de perder qualquer desafio e isso mostrava-se em seu rosto sério e impassível. Apesar disso parecia que olhava com cordialidade para seus invasores, ou pelo menos era assim que os três achavam.

Você tem um prisioneiro que atende por Kai, não é mesmo?

Saudações senhor Mormont, eu me chamo Aldarion Ironshield, sou um dos 23 Mestres da Lâmina de Megalion. Estou aqui a mando do Conselho juntamente com meus dois companheiros, viemos resgatar aquele que atende pelo nome de Kai e também impedir acabar com a tempestade negra que paira sobre Ruff. Gostaria humildemente de te pedir que nos entregue Kai e acabe com tudo isso de uma vez por todas sem a necessidade do uso de violência.

O capitão avaliou a pergunta de ambos, encarando ora Sérpico, ora Aldarion. Finalmente, olhando para Sérpico, falou.


Sim, realmente, Kai é um prisioneiro meu..Disse, saudando o rapaz com um aceno de cabeça...e um tanto importante para o meu plano, devo acrescentar.Sorriu. Seu sorriso era amarelo e sádico, algo forçado e não natural.Se quiserem ele de volta, prometo devolvê-lo quando a parte dele for cumprida.Nesse momento voltou-se para Aldarion.

Sua terra não me é estranha, Mestre da Lâmina.Respondeu Mormont para o guerreiro.Se o que diz for verdade, estou de frente com um guerreiro de muito valor. Porém, como disse para seu amigo, não posso devolver Kai nesse momento.Fez uma saudação com a palma de sua mão humana voltada para o guerreiro.Peço que me perdoe por isso.

Vim aqui atrás da pedra de Kjeen, porém algo que acabei de descobrir fez com que eu avalia-se melhor a importância dessa pedra. Afinal fui informado que ao matar o minotauro a tal pedra cairia dele, mas ao acabar nossa batalhe ele mencionou que o que eu procurava estava adiante com o capitão Mormont. E isso me fez concluir que você precisa da pedra para realizar seus planos. E uma segunda coisa que estou intrigado é que o rapaz a quem Sérpico procuras também esteja em seus planos.

O capitão olhou para Tenkai com um aparente respeito.


Elfo, descendente das mais antigas raças do mundo.Parecia ser uma espécie de saudação.Tenho em minha posse a pedra que procura.Dito isso o capitão retirou de seu cinto uma pequena pedra que cabia na palma de sua mão. Era totalmente branca, com exceção do centro da mesma que era de um preto vivo.Creio que essa pedra também seja necessário para meu plano, como bem deduziu. Mas lhe faço a mesma oferta que fiz para seus companheiros e a pedra será sua assim que meus planos terminarem.Terminou com um breve aceno de cabeça.

Agora o capitão afastou-se um passo do leme, encarando os três companheiros ao mesmo tempo.

Minha oferta foi feita para os três. Disse, dessa vez sério e sem sorrisos.Se aceitam peço que retirem-se do meu navio, já que não desejo mais a presença de nenhum de vocês. Se ficaram, haverão consequências.A última frase parecia um tanto ameaçadora vindo do Capitão, apesar do mesmo ainda aparentar uma calma cordialidade.



_________________


L$:--
Atributos:
Força Física:3
Força Mágica:2+1
Velocidade de Ataque:5
Velocidade de Movimento:5
Precisão:2+1
Vitalidade:3+1


Montaria: Choudon
Spoiler:

Força Física:5+1
Força Mágica:1
Velocidade de Ataque:2
Velocidade de Movimento:4
Precisão:3
Vitalidade:5+1
_____________________________________________
Gin
Gin
Narrador
Narrador

Número de Mensagens : 788
Idade : 28
Reputação : Neutro Wanted :
0 / 1000 / 100

Data de inscrição : 16/10/2008

Ficha do personagem
Exp: 900/1000
Lvl: 4
HP: 87%

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ilhas Gêmeas

Mensagem por Goldsilver Ironsteel em Sab 10 Mar 2012, 7:27 pm

Aldarion prestou muita atenção nas palavras de Mormont, quando o capitão revelou ter familirairade com Megallion, o espadachim não pode conter um leve sorriso.

Senhor Capitão, creio que não tenha entendido completamente o que eu disse, não viemos apenas recuperar Kai mas também terminar com esta tempestade negra. Acredito que você não ira parar com isso, não é mesmo? — Aldarion agora estava mais sério que de costume, olhava Mormont nos olhos. — Está bem Capitão, eu aceito seu pedido de desculpas, mas quero que o senhor também me perdoe pela maneira rude e brutal que irei tomar para tentar resolver esta situação. — Assim que o espadachim terminou de falar, comprimentou novamente Mormont com a mesma saudação que fizera antes e depois disso simplesmente tomou a iniciativa e atacou.

O plano de Aldarion era simples, desta vez ele pretendia agir como mera distração dando tempo e espaço para que Sérpico e Tenkai agissem livremente para tentar atacar o epicentro da tempestade e quebrar os bloqueios mágicos que impediam a intervenção do Conselho neste local.

Com esses pensamentos em mente o espadachim fez a única coisa que lhe restava fazer, tentar cruzar a distância que separava ele de Mormont para finalmente poder atacar. Sem puxar seu espadão, Aldarion subiu rapidamente as escadas que davam acesso até onde Mormont estava e no caminho, aproveitou para puxar uma de suas facas de arremesso para atirá-la em direção ao capitão.

Ele sabia que o ataque não causaria danos ao capitão mas pelo menos a ação poderia distraí-lo, Aldarion sabia também que ele poeeria encontrar obstáculos durante sua investida até Mormont, mas ele não tinha escolha, tinha que atacar e estava pronto para sacar seu espadão como um relâmpago contra o primeiro inimigo que surgise. Muitos não sabiam, mas deixar para sacar a espada no ultimo segundo era uma estratégia que Aldarion gostava de usar, pois muitos inimigos abaixavam a guarda e atacavam despreocupadamente achando que o espadachim não conseguiria sacar a espada para se defender a tempo. Enganava-se quem pensava assim, pois aquele homem havia dedicado muitos anos de sua vida à técnica de saque rápido de sua arma até conseguir alcançar a perfeição, sendo capaz de puxar sua arma em uma fração de segundo em uma velocidade equivalente a de um relâmpago.

Caso nenhum inimigo ou obstáculo impedisse Aldarion de chegar até Mormont, o espadachim atacaria, ele sabia que o braço esquerdo e monstruoso do capitão poderia servir tanto como arma quanto como escudo para atacar e aparar seus ataques, sabia também que a mão direita poderia ser usada para sacar alguma pistola que estivesse escondida ou até mesmo a espada que se mostrava na cintura do Capitão. Com todos esses pensamentos em mente Aldarion escolheu atacar usando todo a vantagem que o tamanho de sua arma lhe dava, ele não se aproximaria do capitão pois apesar dele ter uma ótima capacidade defensiva e ofgensiva, o alcance dele não era tão grande quanto o do espadachim com seu espadão, por isso escolheu como ataque inicial um golpe horizontal descendente que começaria pela direita e desceria até abaixo da cintura.

Uma finta e um ataque em um só movimento, como o ataque começaria de cima, isso faria Mormont concentrar suas defesas defendendo a cabeça ou o tronco possivelmente usando seu braço esquerdo quando na verdade o golpe visava uma de suas pernas. Dando certo ou não, Aldarion puxaria sua espada rapidamente e procuraria se defender de um possível ataque de Mormont prevendo que o capitão tentaria se aproximar dele, por isso o espadachim escolheu também aparar recuando para além de se defender conservar a distância que lhe permitia atacar sem ser atacado.

"A sorte está lançada." — Pensou consigo mesmo enquanto agia.
Goldsilver Ironsteel
Goldsilver Ironsteel
Desbravador
Desbravador

Número de Mensagens : 503
Idade : 34
Localização : Santos-SP.
Reputação : +30 Wanted :
0 / 1000 / 100

Data de inscrição : 14/09/2010

Ficha do personagem
Exp: 3195/4000
Lvl: 4
HP: 100%

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ilhas Gêmeas

Mensagem por Bluesday em Dom 11 Mar 2012, 12:12 am

Creio que essa pedra também seja necessário para meu plano, como bem deduziu.

" Foi como imaginei, a pedra é necessária para seu plano funcionar "

Então como um raio atingindo o solo, Tenkai arregala os olhos com o que acabou de vir a sua mente sobre toda aquela situação que os aventureiros estavam enfrentando, e assim o elfo nota algo que estava o tempo toda na cara e parecia que ninguém havia percebido ainda e que ficou muito claro quando ele disse que a pedra era necessária para o plano dele.

" Então se a pedra é um item importante para o plano dele, isso quer dizer que ele ainda não começou a por em prática seu verdadeiro objetivo. E isso me leva a crer que essa nuvem é a responsável por impedir que Kiur e aquele tal concelho de identificar a fonte de tudo que está ocorrendo e descobrir o local para tomar providencias. "

Naquele instante Aldarion tomado por seu impulso saiu correndo com uma seriedade diferente, embora Tenkai não entende-se muito sobre os sentimentos dos outros e talvez nem os próprios, achou que a terra natal do espadachim ter sido citada pelo capitão Mormont era uma especie de insulto ao jovem guerreiro.

Entretanto o elfo não tinha tempo a perde ali e nem seus companheiros, se aproximou rapidamente de Sérpico e logo contou a ele sobre seu plano e o que acabará de concluir sobre a nuvem negra.

Sérpico, irei ajudar Aldarion agora por enquanto e você ficará responsável de descobrir o local exato de onde está saindo essa nuvem negra do navio, após achar tente destruir e se não conseguir destruir seja o que for que estiver criando essa nuvem, chame por meu nome que estarei de ouvidos bem atentos a seus passos e sua voz. — O elfo deu uma rápida olhada para ver onde Aldarion já estava e voltou a falar com presa para o companheiro ao seu lado — Sérpico, isso é muito importante não só para mim ou quanto a você e Aldarion, percebi agora que isso se trata de algo muito maior e se não impedirmos isso agora poderemos nos arrepender disso depois, e concluindo o que eu queria dizer é que acredito que essa nuvem seja o refletor dos sensores mágicos que os companheiros do dono da estalagem tentaram detectar e falharam, porém se destruirmos isso tenho certeza que se eles forem tão competentes como eu acredito que sejam, eles irão notar a mudança mágica na ilha e logo saberão onde nos encontrarmos e com sorte eles consigam vir até nós rapidamente para nós ajudar a derrotarmos o capitão ou pior, salvar nossa pele das garras de Mormont, pois não sei se conseguiremos vencer ele no estado que estamos. Então vá de presa, talvez você acabe encontrando Kai!!

Dadas as informações para seu amigo, o elfo se virou rapidamente para linha de frente que estava seu novo inimigo e tratou de correr rápido para alcançar Aldarion e ajuda-lo em sua investida, porém se manteria atrás sobre as costas dele, sumindo da vista do capitão e tentando fazer seus costumeiros ataques rápidos após uma brecha aparecer em um pequeno momento que surgiria no ataque de Aldarion.

O plano de Tenkai era o seguinte, o elfo correria por trás de Aldarion fora da vista do capitão e quando Aldarion ataca-se e o inimigo defende-se ou tenta-se desviar ou até mesmo ataca-se com o dobro da força utilizada por Aldarion, o elfo iria aproveitar a primeira brecha e atacar com sua espada que sacaria na hora para evitar que ela fosse vista enquanto o elfo corria, e assim Tenkai daria um dash para esquerda quando se aproxima-se melhor e tentaria acertar sua perna da frente com bastante força, acreditava que essas pernas talvez não seria tão resistentes como a do minotauro, porém pareciam ser muito mais veloz que a daquele monstro enorme e por isso tratou de ser veloz também.

Entretanto, se sua investida inicial não desse certo, e Mormont ataca-se o elfo, ele tentaria defender com sua espada conduzindo para o lado seja lá o que o capitão usa-se para atacar e após evitar o possível ataque direto, ele correria para as costas do capitão e tentaria acertar a perna traseira da esquerda, mas se fracassa-se ate nessa investida, arriscaria um corte nas costas de Mormont como última opção.

Se tudo ocorre-se bem o elfo afastaria um pouco para trás para manter segurança e deixar o inimigo ocupado para que não atrapalha-se a busca de Sérpico.
Bluesday
Bluesday
Desbravador
Desbravador

Número de Mensagens : 437
Idade : 29
Localização : Lá com os cent's...
Reputação : +30 Wanted :
0 / 1000 / 100

Data de inscrição : 06/12/2010

Ficha do personagem
Exp: 4860/6000
Lvl: 7
HP: 100%

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ilhas Gêmeas

Mensagem por Sérpico em Qua 14 Mar 2012, 4:58 pm

De uns tempos pra cá, a resposta para tudo parecia ser o combate. Tinham de lutar, e lutar, e lutar. Caso contrário, não seguiriam em frente. E dessa vez não seria diferente.

Não! Seria, sim, bem diferente. Esse combate tinha uma importância maior. Todas as outras dificuldades só foram confrontadas para este último desafio ser revelado, agora, ali, diante de teus olhos, chamado Mormont.

De súbito sua posição de combate fora alterada. Sérpico não cobriria seus parceiros. No lugar disso, deixaria o combate para eles, se concentrando na popa da nau. Era de lá que a estranha nuvem escura ganhava o céu.

Concordou de pronto com os planos dos dois. Não se lembrava de ter falado algo, mas deveria ter anuído. Então não tardou em correr até a nuvem negra, instantes depois de Tenkai se juntar a Aldarion. Puxou o arco e ignorou a luta.

Uma vez perto das silhuetas – das pessoas que talvez comandassem aquela magia esquisita – Sérpico armaria o arco com uma flecha, cessaria os passos e apontaria para o sujeito que aparentava estar sentado. Mas antes de qualquer coisa, tinha de saber e quem estava mirando.


– Saia daí – disse – ou terá uma flecha no meio dos olhos.
Sérpico
Sérpico
Andarilho
Andarilho

Número de Mensagens : 251
Reputação : +30 Wanted :
0 / 1000 / 100

Data de inscrição : 09/10/2008

Ficha do personagem
Exp: 625/1000
Lvl: 4
HP: 100%

Ver perfil do usuário http://sonatadotorinks.blogspot.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ilhas Gêmeas

Mensagem por Gin em Dom 18 Mar 2012, 12:06 pm

O capitão parecia se alegrar com os rumos em que a situação tinha se desenrolado. Sabia que, uma hora, os aventureiros viriam pra cima e isso só deixava-no tranquilo. Dificilmente aquele pequeno grupo conseguiria derrotá-lo, quanto mais conseguirem parar os eventos que estavam por acontecer. A única coisa que preocupava-no era o conselho que o espadachim tinha citado, mas até nisso ele tinha assegurado-se contra. Em breve aquela terra seria dele, assim como todos os segredos e tesouros que a ilha abrigava.

Pois venham, guerreiros.Disse simplesmente, sem nem mesmo sacar sua espada que permanecia em sua bainha.

Aldarion avançou pela escada, sem encontrar resistência alguma. Ao menos atacaria diretamente o capitão sem precisar manobrar por entre incontáveis adversários que esperava encontrar. Sua estratégia era boa, ganhando distância com o tamanho de sua espada. Porém, não esperava o que veio a seguir.

No momento em que Aldarion se posicionou e sacou sua imensa espada num piscar de olhos, o capitão avançou um passo em sua direção, vencendo a distância com uma velocidade alarmante. Viu que as pernas do capitão não só pareciam fortes, como também lhe proporcionavam uma deslocação fora do comum. Seu imenso braço de caranguejo foi de encontro à espada do guerreiro, parando o movimento da mesma. Em seguida, levantou uma de suas pernas e deu um poderoso chute na barriga de Aldarion, fazendo o guerreiro voar alguns metros para trás e cair dobrado, com um joelho no chão. O chute não foi particularmente poderoso, porém tirou um pouco de ar dos pulmões do guerreiro.


Sei como luta, residente de Megalion.Disse, simplesmente.

Tenkai, que ia avançando por trás de Aldarion, desviou do guerreiro voador, sacando sua espada naquele instante. O capitão estava esperando por ele, analisando todos os movimentos do elfo com precisão. Viu quando o guerreiro levantou sua espada, dando uma guinada para esquerda. Sabia que tentaria ir em suas pernas, assim como incontáveis guerreiros antes dele tentaram.

O capitão deu um passo para o lado oposto onde Tenkai tinha ido, anulando sua investida inicial. Em seguida deu uma estocada com seu imenso braço de caranguejo, movimento que o elfo desviou em conjunto com sua espada e uma desviada para o lado. O capitão sentiu uma grata surpresa com esse movimento. Talvez o elfo fosse sim um oponente que valeria a pena matar. De qualquer modo deu um passo à frente, vencendo a distância que separava-no do elfo, agarrando seu braço e jogando-no na direção de Aldarion, que já tinha se levantado.

Sérpico, que já tinha se deslocado da batalha, avançou sem medo de frente para os limites da nuvem negra. Preparou uma flecha em seu poderoso arco e falou breves palavras, que não encontraram resposta. Estava prestes a atirar quando a nuvem parecia clarear de algum modo. A nuvem ainda estava lá, porém estava menos densa permitindo uma visibilidade melhor. Viu o que queria.

Kai estava deitado, aparentemente desacordado ao lado de uma figura que estava sentada e coberta de faixas negras, da cabeça aos pés. Não conseguia ver muito além disso, mas parecia que seus olhos eram cor de vinho de um tom profundo. Vestia uma túnica cinza, sem grandes adornos.

O que fariam os guerreiros a seguir?



<Aldarion tomou 2% de dano, sem danos colaterais.>

_________________


L$:--
Atributos:
Força Física:3
Força Mágica:2+1
Velocidade de Ataque:5
Velocidade de Movimento:5
Precisão:2+1
Vitalidade:3+1


Montaria: Choudon
Spoiler:

Força Física:5+1
Força Mágica:1
Velocidade de Ataque:2
Velocidade de Movimento:4
Precisão:3
Vitalidade:5+1
_____________________________________________
Gin
Gin
Narrador
Narrador

Número de Mensagens : 788
Idade : 28
Reputação : Neutro Wanted :
0 / 1000 / 100

Data de inscrição : 16/10/2008

Ficha do personagem
Exp: 900/1000
Lvl: 4
HP: 87%

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ilhas Gêmeas

Mensagem por Sérpico em Dom 25 Mar 2012, 2:56 pm

“Kai!”

O homem estava ali, deitado, aparentemente inconsciente. Sérpico não conseguia entender qual era seu papel no sobrenatural que exalava em forma de nuvem, logo ao seu lado. Entendia somente que Kai era um prisioneiro, um refém torturado pela magia profana daqueles inimigos que ainda não sabia nomear. Estavam pra lá de simples piratas. E outra coisa: quem seria aquele sentado ao lado de Kai, imóvel, ignorando Sérpico e o mundo? Ou talvez seja melhor perguntar o que era, no lugar de quem era?

Sérpico estava decidido a descobrir. Iria lhe dedicar uma flecha na cabeça, para o seja-lá quem-for tombar morto, fora da camuflagem da nuvem, revelando-se então. Automaticamente já havia puxado a seta na corda com mais força quando vira Kai. Restava apenas soltar o tiro. Mas não conseguiu. Sentia em seu intimo que aquele que estava sentado era inimigo. Sentia que a chance de eliminá-lo era agora. Mas não conseguiu. Não conseguiu.

Precisava ver em quem estava atirando.

Sérpico ainda possuía humanidade. Algo em sua essência que não lhe permitia matar por matar, a sangue frio. Agora, estava retardando seus instintos e pré-certezas para confirmar que o alvo era um inimigo em potencial. Tinha de vê-lo.

Mas como faria isso?

Soltou a corda do arco, disparando a flecha. Mas errou de propósito, cerca de alguns dedos de distancia da face do estranho enfaixado que estava a sua frente. Quem sabe assim conseguiria um pingo de reação do inimigo.

Saia AGORA!E tirando uma nova flecha da aljava:Não errarei a próxima!

Mal notou que estava gritando.
Sérpico
Sérpico
Andarilho
Andarilho

Número de Mensagens : 251
Reputação : +30 Wanted :
0 / 1000 / 100

Data de inscrição : 09/10/2008

Ficha do personagem
Exp: 625/1000
Lvl: 4
HP: 100%

Ver perfil do usuário http://sonatadotorinks.blogspot.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ilhas Gêmeas

Mensagem por Goldsilver Ironsteel em Sab 31 Mar 2012, 4:39 pm

OFF: Pessoal desculpem a demora, estou sem net, desempregado e sem dinheiro, to entrando da casa de um amigo, postei pequeno pra ir rápido porque to sem tempo e ele ja tá me apressando aqui pra sair do PC.
Desculpem mesmo, vo tentar postar mais rápido mesmo que sejam posts pequenos. Abraços a todos.



ON:

A forma como Mormount se defendeu e contra-atacou a investida de Aldarion, surpriendeu completamente o guerreiro, aquilo mostrou para ele que Mormont não apenas era um oponente perigoso mas também muito experiente pois apenas os maiores guerreiros eram capazes de se defender e atacar em um único movimento.

"Então esse cara conhece meus movimentos e sabe como eu luto? Mas é claro que sabe, esteve nos observando esse tempo todo, além disso ele conhece meu mundo natal e conhece o legado dos Mestres da Lâmina." – Pensava o guerreiro enquanto se levantava encarando Mormont com a cabeça baixa. – "Uma vez meu mestre me disse para tomar cuidado com sujeitos como esse. Ele me avisou que quando eu estiver enfrentando um inimigo que me conhece mas que não é de meu conhecimento, eu devo mudar e deixar o caos me dominar. Meus braços são fortes, minha técnica é soberba e minha espada poderosa. Se eu bater nele, mesmo que ele se defenda, o impácto vai passar e ele vai sentir, se eu bater denovo, a mesma coisa, denovo e denovo." – Com esses pensamentos em mente, Aldarion levantou sua guarda, deu um passo pra frente e derrepente parou, ele não mudaria apenas sua forma de ataque mas também a maneira como investia.

Dessa vez Aldarion esperaria Tenkai atacar primeiro e só então agiria. Investiria com velocidade e bateria com toda força mirando o único lugar onde Mormont certamente não esperava ser atacado, a parte mais dura e resistente do seu corpo, seu braço monstruoso. A ideia do espadachim era simples, guerreiros usando escudos quando bloqueiam ataques não se machucam mas ainda assim o impácto do ataque passa pelo escudo e atinge o braço, muitas pancadas podem inutilizar o braço deixando o defensor desprotegido.

Com isso em mente ele atacou contando que Tenkai faria sua parte, ele não se importava de fato em vencer Mormont mas em distraí-lo, esperava que Sérpico agisse rápido e tomasse as devidas providências. De qualquer forma, mesmo atacando de uma maneira completamente diferente da que estava acostumado, Aldarion tomaria todo cuidado para se defender sempre tentando manter uma distância segura de Mormont e ao mesmo tempo tentando flanqueá-lo para que Tenkai pudesse cercá-lo.

Derrepente, durante seu ataque escutou os gritos de Sérpico, olhou de canto de olho e viu seu amigo aparentemente esitando em atacar. Aquela não era a hora para isso. Restava a Aldarion fazer novamente seu papel de líder não nomeado que havia cumprido até agora.

Maldição Sérpico! Faça sua parte ou fuja daqui e deixe que eu mesmo faço isso! – Gritou furioso o guerreiro enquanto golpeava Mormont.
Goldsilver Ironsteel
Goldsilver Ironsteel
Desbravador
Desbravador

Número de Mensagens : 503
Idade : 34
Localização : Santos-SP.
Reputação : +30 Wanted :
0 / 1000 / 100

Data de inscrição : 14/09/2010

Ficha do personagem
Exp: 3195/4000
Lvl: 4
HP: 100%

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ilhas Gêmeas

Mensagem por Bluesday em Dom 01 Abr 2012, 1:35 pm

— Pois venham, guerreiros.

Após essas palavras Tenkai viu Aldarion correr em direção ao capitão que parecia bem tranquilo quanto aquela situação. Demonstrava ser superior a eles, mas Tenkai não se importava com aquilo, afinal o elfo enfrentou diversos outros oponentes com o mesmo tipo de devassidão.

Mas embora Mormont fala-se de forma superior, Tenkai ainda admitia que aquele oponente merecia mais cuidado do que o normal. Com esse pensamento o elfo correu se dirigindo até o capitão.

Ao se aproximar, não demorou muito em ver seu companheiro voando em sua direção como se fosse uma pedra. Sem poder fazer muita coisa pelo companheiro e visando o fim do combate que parecia que iria demorar, o guerreiro continuou seu caminho até Mormont e efetuou seu primeiro ataque que foi facilmente esquivado pelo capitão. Tenkai pré-sentindo um ataque, se movimentou instintivamente para o lado desviando realmente do ataque que imaginou que viria.

" Essa foi por pouco. "

Enquanto o elfo pensava seu oponente já estava agindo novamente e rapidamente conseguiu chegar próximo a Tenkai que ainda se recuperava do ataque anterior e sem chances de se defender, teve seu braço firmemente agarrado pelo capitão que arremessava Tenkai até Aldarion.

Aldarion já havia se levantando e podia ver Tenkai deslocar seu corpo todo pelo ar e movimentando seu corpo para cair de pé no piso do navio. Normalmente o elfo esperaria pelo avanço de Aldarion para poder fazer seus ataques costumeiros, mas dessa vez enquanto seus pés escorregavam na madeira do navio e logo que pegou equilíbrio de volta voltou a correr contra Mormont sem nem mesmo esperar por seu companheiro.

" Ele é bem rápido. Tanto atacando quanto se movimentando. Porém ainda consigo desviar de seus ataques, talvez eu seja superior nessa questão. O fato dele ter me acertado no segundo golpe é devido ao seu movimento que parece ter superado o meu pelo fato de eu estar me recuperando da esquiva recém feita... Então eu posso ou sou mais veloz que ele, se eu não for, ficarei muito mais rápido que ele e acertarei ele em seu braço ou em seu tórax. "

Se aproximando do capitão Mormont novamente o elfo já se preparava para seu ataque. Sabia que para acerta ele teria que ser ataques surpresas ou ataques sem pensar, que simplesmente acontecem e isso é quase impossível prever.

Quando Tenkai se lançou contra Mormont, fez uma analise mais rápida de sua vida sobre um inimigo. O elfo havia feito uma investida que praticamente não costumava fazer a muito tempo, se jogar diretamente contra seu alvo. Era arriscado e o elfo sabia disso, mas parecia não haver outra forma de enfrentar o capitão.

Na hora que se aproximaram, Tenkai movimentou sua espada com a ponta virada para baixo e desferiu seu ataque com ela verticalmente em direção ao braço esquerdo que possui-a a garra e subindo a lâmina e parando ela um pouco no ar. Esperava que Mormont ataque-se com ela como de costume, porém aquela garra era perigosa demais e poderia até quebrar a lâmina da espada de Tenkai, então quando ela viesse o elfo voltaria um pouco para o lado seu braço tirando a espada da mira da garra do capitão e depois voltaria ela de volta empurrando o braço para o lado e impedindo que o monstrengo utiliza-se sua garra. E dando continuidade ao ataque, o elfo logo sacaria uma de suas facas de arremesso que estava em sua cintura e desferiria um ataque com a mesma em direção a seu pescoço, para perfurar-la.

Porém se nota-se no calor daquela investida que não poderia fazer o que pretendia, o elfo iria avançar contra Mormont, tentando se desviar do máximo de ataques possíveis que Mormont poderia vir a fazer, e esquivaria para o lado tentaria cortar seu braço direito com sua espada e tentar um segundo corte em sua axila ou em suas costelas. E se Aldarion aparece-se para ajudar naquele momento, como achava que o faria, tentaria um outro ataque direcionado em seu pescoço, se caso Aldarion chega-se para tentar impedir o capitão de realizar muitos movimentos. Mas se seu companheiro chega-se para causar um bom ataque em Mormont, Tenkai tentaria impedir Mormont de conseguir se defender ou esquivar.

A sorte estava lançada e agora cada detalhe era crucial para Aldarion e Tenkai.
Bluesday
Bluesday
Desbravador
Desbravador

Número de Mensagens : 437
Idade : 29
Localização : Lá com os cent's...
Reputação : +30 Wanted :
0 / 1000 / 100

Data de inscrição : 06/12/2010

Ficha do personagem
Exp: 4860/6000
Lvl: 7
HP: 100%

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ilhas Gêmeas

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 11 de 12 Anterior  1, 2, 3 ... , 10, 11, 12  Seguinte

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum