Novo(a) por aqui?
Leia nosso tópico de boas vindas e descubra o que Lodoss tem a oferecer!

>>> Clique Aqui <<<

Tenha uma ótima aventura!


Últimos assuntos
» Tópico de vida
Sab 21 Jan 2017, 2:22 am por ADM Hayate

» Tenkai
Sex 15 Mar 2013, 12:13 am por Bluesday

» Fortitudo Lapidum - Camp
Qui 14 Mar 2013, 11:19 pm por yoda

» Chamada ONE: Attention Please!
Seg 11 Mar 2013, 12:03 pm por Kaien Saller

» Novo Fórum, Novo Domínio!
Seg 11 Mar 2013, 1:30 am por ADM Hayate

» Novo no pedaço
Seg 25 Fev 2013, 1:10 pm por Arcturus Steelbreaker

» Dúvidas sobre ficha
Sex 22 Fev 2013, 8:21 pm por Peregrino

» [FP]Jason Stifler Grace
Sex 22 Fev 2013, 12:40 am por Jason Stifler Grace

» Nostalgia e Parabéns
Seg 18 Fev 2013, 6:48 pm por Bluesday




>Nuvens amaldiçoadas ameaçam cobrir a ilha!

> Leroooy!

> Casa é destruída no Vilarejo de Calm

> Mais notícias...


[ Copy this | Start New | Full Size ]





> Construção de Sede de Guilda

> "Entrega"

> Caçador de Hidra

> Ajudante de Porto

> Pesca em Calm

> Ovos de Dragão

Lodoss RPG Soundtrack by ADM Hayate



Quer continuar ouvindo as trilhas enquanto navega pelo fórum? Clique no botão acima!

A Espada Sutil

Página 4 de 7 Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Re: A Espada Sutil

Mensagem por ADM Hayate em Qui 02 Abr 2009, 10:40 am

@Sora

O garoto podia ver um lavadouro, onde poderia por fim lavar as mãos. Assim que se tratou, se convenceu de que não encontraria muita coisa por ali. Teria de ir até a próxima cidade, Hartland, para encontrar algum ferreiro. Se tivesse sorte, seria o próximo destino do grupo.

Após algum tempo ainda naquele lugar, sem ouvir mais nada que fosse de grande importância, decidiu procurar por Ree e BlackRose que haviam ido vender os chifres que conseguiram.

@Vang / Ayame

O velho fitou as montanhas que Vang havia apontado, e ergueu uma sobrancelha, intrigado.

— Imagino que seu destino seja mais além, meu jovem. — Falou por fim, fitando o rapaz. — Não acha que é um pouco velho demais para acreditar em contos de fadas? Ah, mas não se preocupe, vou ajudá-los, tenho o que precisam. — Ouviu Ayame perguntar o preço do mapa, e riu. — Não vou cobrar, afinal ninguém pede um mapa desses. Pode levar, e não façam cerimônia.

Ele tirou de sua mochila um mapa desgastado, mas que tinha várias marcas, indicações e anotações. Por ele, era possível ver um trajeto que os levaria para o norte além do oceano. Seria uma longa viagem, facilmente notada apenas por uma análise superficial do mapa.

— Boa sorte, e que os deuses os acompanhem.

Seguiu em frente, saindo da visão da dupla. Enquanto Sylpher se distanciou deles em direção à taberna, Ayame e vang decidiram que era melhor voltar para as garotas e dizer o seu achado e esperar Kite por lá.

@Crystal

A outra Ayame sorriu pelos comentários de Ree e BlackRose. Olhou para o lado, e se viu algo que chamou sua atenção, não demonstrou. Mas logo fitou as duas garotas outra vez.

— Está bem, mas de qualquer forma vocês foram de grande ajuda, e ainda serão... Até mais...! — Com um toque de sensualidade, virou-se e num salto sumiu entre a multidão.

@Sora

Enquanto voltava para onde estavam as duas garotas, Sora viu passando correndo por ele nada menos que Ayame. Não teve tempo de perguntar o porquê da pressa, nem o porquê de ela estar usando roupas tão ousadas que deixavam seu belo corpo tão à mostra, muito menos entendeu de onde um lobo branco surgiu e a seguia.

@Vang / Ayame / Ree /Sora

Ayame e Vang chegaram a tempo de ter uma estranha visão: a de uma garota praticamente igual à youkai loba saindo de perto de Ree e BlackRose. Foi confuso primeiramente, mas logo associaram aquilo com o fato de ter pessoas iguais às de seu mundo vagando por ali. Se aproximaram a tempo de ouvir BlackRose irritada.

— Oras, essas ciganas! Deveriam ser presas logo, esses guardas são uns molengas... Ah, vocês voltaram! — Acenou para Ayame e Vang. Pouco tempo depois, Sora juntou-se ao grupo. — Até que não demoraram. Onde estão Kite e o lobo?


@Sylpher [Vang]

O lobo seguiu pelo faro o rastro de Kite. Levou mais tempo do que o normal, devido ao lugar ser tão diferente do que estava habituado. Quando encontrou o rastro dentro da taberna, seguiu-o e estranhamente foi parar numa loja um pouco distante. Ao se aproximar o lobo tem um mal pressentimento. Avista Kite, mas ele estava carregando embrulhos que não pareciam ser mapas ou comida. Se o lobo buscasse na memória, lembraria de que espadas e lâminas eram embrulhadas da mesma forma, e nos sacos de pano farejava algo que lembrava veneno em seu mundo. Tudo aquilo era bastante estranho, a começar pelo lugar mal-iluminado.

Assim que Kite arrumou os embrulhos e os ajeitou numa mochila às costas, saiu da loja sem notar o lobo.

_________________

"Torne-se a brisa que anseia" — Crônicas da Guerra de Lodoss
avatar
ADM Hayate
Administrador

Número de Mensagens : 1041
Reputação : Neutro Wanted :
100 / 100100 / 100

Data de inscrição : 07/09/2008

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Espada Sutil

Mensagem por Ree em Sex 03 Abr 2009, 10:51 pm

Bufou irritada com a petulância da cigana. E ainda, aquele comentário lhe soou suspeito demais. Levantou a sombrancelha, enquanto encarava as costas da mulher, até que ela sumisse.

Ouviu o comentário irritado de BlackRose, e continuou em silêncio, encarando onde antes estava a outra Ayame.

- ... Não gosto disso! - Se virou em direção aos outros, e em especial, ao comprador dos chifres - Certo, feche logo esse negócio.

Se virando á ayame, vang e sora, se deixou relaxar um pouco.

- Conseguiram algo? ...

Clock Bunny continuava atento, olhando ao redor, á procura de algo suspeito, ainda que não soubesse exatamente O QUE seria suspeito naquele novo local.
avatar
Ree
Puppet Master
Puppet Master

Número de Mensagens : 503
Idade : 25
Localização : In hell
Reputação : Neutro Wanted :
0 / 1000 / 100

Data de inscrição : 09/09/2008

Ficha do personagem
Exp: 600/1000
Lvl: 7
HP: 100%

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Espada Sutil

Mensagem por Vang em Sex 03 Abr 2009, 11:19 pm

Vang voltou com a youkai para junto do resto do grupo. Estavam todos ali menos Kite,que estava sendo investigado por Sylpher naquele momento. Ele parecia meio preocupado e pensativo. Ele ouve a pergunta da garota mas demorou a responder pois estava distraído.

-Hã? Oh! Sim...Um mapa.

Vang suspira e continua:

-Só está faltando o Kite certo? Será que ele ainda está recolhendo informações na taberna?

Vang percebendo que estava começando a se envolver demais com o grupo,se cala e desvia o olhar. Ele olha para a taberna pensando: (Tenho que esperar Sylpher voltar com os detalhes...Não quero informação pela metade caso ele tente esconder algo de nós ou corte as partes que ele pensa ser inuteis.)

Vang
Aventureiro
Aventureiro

Número de Mensagens : 183
Idade : 23
Localização : Som'where.
Reputação : Neutro Wanted :
0 / 1000 / 100

Data de inscrição : 08/10/2008

Ficha do personagem
Exp: 300/1000
Lvl: 2
HP: 100%

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Espada Sutil

Mensagem por Ayame em Sab 04 Abr 2009, 3:27 pm

*Ouviu com e sem paciência o que o velho falou. Chegou à por a mão dentro do bolso e cerrar o punho para não demonstrar sua ansiedade em ir embora. Olhou na direção das montanhas e logo que viu, o mapa estava na sua frente. Ela sorriu.*

Bem... Obrigada, então. Nos vemos por aí, velho. *Fez um aceno com a cabeça para o velho e se virou, juntando-se aos outros. Quando chegou e viu aquela cigana igual à ela, Ayame arqueou a sobrancelha e arregalou um pouco os olhos, diminuindo o passo. Tentou entender como teria uma garota idêntica à ela em toda ilha, tirando apenas o fato dela, a original, ser uma Youkai-loba. Ficou encarando a dita-cuja até ela sumir de seu campo de visão, escutando em seguida o breve comentário de Ree sobre a mulher.*

Sim, o mapa. *Mostrou o pergaminho enrolado e mostrou-o na direção de Black Rose para que ela o pegasse. Não sentia o cheiro nem a presença de Kite por perto e tentou ignorar isso, pois, se ele fosse igual ao que conhecia, ele saberia se virar muito bem.*

Que bom que conseguiram os chifres e... quem era aquela garota igual à mim ali? Seu cheiro é horrível e ela parece uma...*girou os olhos e guardou o restante da frase para si, enquanto olhava para as duas garotas, tentando esquecer a mulher que acabara de ver, afinal estava em uma outra dimensão.*
avatar
Ayame
Desbravador
Desbravador

Número de Mensagens : 539
Idade : 25
Reputação : Neutro Wanted :
20 / 10020 / 100

Data de inscrição : 09/09/2008

Ficha do personagem
Exp: 520/1000
Lvl: 6
HP: 100%

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Espada Sutil

Mensagem por Sora em Seg 06 Abr 2009, 1:15 pm

Sora havia avistado oque procurava, porem sua desculpa para ouvir algo, não havia sido útil. Sora ficou decepcionado por não ter conseguido nenhuma informação extra. Sora foi e lavou as mãos, fez os curativos e começou a se dirigir para fora da taverna, vendo que Kite e os demais faziam o mesmo. Sora pegou um pedaço da faixa que havia sobrado e amarrou forte numa pequena fissura que formava uma espécie de ponta no osso e começou a arrastar esse, ao invés de simplesmente carrega-lo.

Ai caramba..coisa pesada!.. Bem...Hartland?..É esse mesmo o nome?..Bem..espero que dê para ir pra essa tal cidade.

Sora ficou pasmo por um momento, parado, fitando uma figura que passara. - A..ayame?.. - Apesar do físico..Tudo praticamente, ser igual à Ayame que conhecia, suas roupas eram diferentes, e havia a presença de um estranho lobo branco, oque o intrigou. Logo a frente, Sora avistou o resto do grupo e se juntou à estes. Sem nem ao menos dizer uma palavra, Sora apontou para a direção em que a outra Loba correra, arqueando a sombrancelha.

Logo após a resposta do grupo, Sora levantou uma pergunta que queria saber, afinal, era de seu interesse.


Hoy, Rose, Algum de vocês sabe onde fica Hartland?..O único ferreiro que consegui informações, fica nessa cidade. E..queria saber se é viavel ir até lá.

Sora esperava uma resposta ancioso, afinal, era algo que talvez o lucraria.
avatar
Sora
Eterno Conhecedor
Eterno Conhecedor

Número de Mensagens : 188
Idade : 25
Reputação : Neutro Wanted :
0 / 1000 / 100

Data de inscrição : 09/09/2008

Ficha do personagem
Exp: 100/1000
Lvl: 2
HP: 100%

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Espada Sutil

Mensagem por ADM Hayate em Sab 18 Abr 2009, 12:44 pm

@ Todos

Finalmente grande parte do grupo estava reunida, o que não chamava atenção uma vez que aquele lugar era cheio demais para que alguém ao menos voltasse seus olhos para eles. Uma vantagem.

BlackRose e Taylor cumprimentaram os recém-chegados, e a morena logo pegou em mãos o mapa que Ayame lhe entregou, analizando-o.

— Norte? Vai ser meio complicado, vamos precisar de um barco... Ah, depois veremos isso! — Ela enrolou o mapa, guardando-o em uma bolsa que levava nas costas junto de sua grande espada. Ouvindo a pergunta de Sora, BlackRose o fitou com um sorriso. — Está com sorte, Hartland fica a norte daqui e podemos passar por lá sem problemas.

— Caramba, você é mito parecida com aquela cigana... — Taylor parecia desconcertado ao fitar Ayame, certamente não iria acreditar que eram praticamente a mesma pessoa, e o grupo não iria se dar ao trabalho de explicarem. Ninguém acreditaria.

— Pois é, mas vamos fechar o negócio! — BlackRose cortou, não queria que aquilo se complicasse mais. — Você iria nos pagar 500 pratas, lembra-se?

— Ah, claro. É um bom negócio. — Ele colocou a mão no bolso de trás de sua calça, mas sua expressão mudou bruscamente. — Cadê?!

Virou-se assustado, procurando em todos os bolsos que tinha, pelo dinheiro. Não estava nem em sua mochila ou em outros lugares.

— Foi a cigana! — Concluiu BlackRose, dando um tapa na própria testa. — Ela estava atrás de você, como não notei isso antes? BURRA!

Alto!

Uma voz grave irrompeu em meio à multidão. Logo as pessoas abriam caminho assustadas para os 4 soldados que vinham correndo na direção do grupo. Vestiam armaduras diferentes das que conheciam, eram de um metal opaco e seus rostos mal eram cobertos por um capacete. As peças eram colocadas de forma a não impedir nenhum movimento, mas defendê-los de ataques letais. Eram certamente soldados feitos para andar por entre a multidão com velocidade e praticidade.

Dois agarraram os braços de Ayame, sem dar o mínimo de chance para que ela fizesse algo.

— Muito bem, cigana! Finalmente te pegamos! — O que parecia liderar o grupo tinha um elmo um pouco mais trabalhado. Ele encarou o grupo e, sem dizer mais uma palavra, apenas assentiu para os outros três soldados e carregaram Ayame para longe dali.

A multidão estava em alvoroço. Algumas pessoas gritavam em aprovação, mas a maioria estava confusa mediante o que acontecia. Por mais que Ayame tentasse se livrar dos soldados, eram fortes e bem treinados demais para deixar qualquer chance para ela.

O grupo podia segui-los mas com bastante dificuldade, afinal a multidão curiosa estava sempre ocupando espaço atrás dos soldados. Se os seguissem, chegariam até uma construção grande com pequenas janelas, uma prisão extremamente fortificada e construída com pedras espessas e de grande resistência. Fugir dali parecia impossível.


@Sylpher [Vang]

O lobo seguia Kite, no entanto ele parecia se distanciar cada vez mais do pessoal. Foi então que, com sua audição apurada, Sylpher captou o som de alvoroço, e vinha de onde o grupo estava. Sua preocupação com isso era forte demais e teria de voltar para saber o que estava acontecendo.


@Ayame

Os soldados não davam atenção para qualquer palavra que você dissesse. Ao entrar na prisão, deparou-se com dezenas de celas com grossas barras de ferro. O lugar era mal iluminado por tochas, e a loba foi levada até uma das últimas celas, a que tinha menos iluminação. A única luz dali era a leve oscilação da pequena janela e uma pequena parte do alcance da luz de uma tocha.

A cela foi aberta e Ayame foi jogada ali sem cerimônia, no canto esquerdo e perto da porta. Os soldados nem sequer deram satisfação de dizer porque ela estava ali. Era bastante óbvio pensar. Pelo jeito a cigada era procurada o suficiente para ter de sofrer essa punição.

Quando os soldados saíram, Ayame pôde notar que, na cela frente à sua, um rapaz bastante estranho começava a rir. Ele tinha o cabelo espetado, era magro e seus olhos davam a impressão de que não era mentalmente são.

— Hahaha! Aí gatinha, te colocaram na cela errada! Dançou! — Ficava rindo enquanto observava. Um homem da cela ao lado também se aproximou das grades para assistir seja lá o que o rapaz-hiena esperava, e este continuava rindo.

Do outro canto da cela da loba, escuro demais para enxergar qualquer coisa que estivesse ali, pôde-se ouvir uma respiração rouca e lenta. Ayame pôde notar algo se mecher e, com isso, o som de pesadas correntes junto. O que quer que fosse, se aproximava.

_________________

"Torne-se a brisa que anseia" — Crônicas da Guerra de Lodoss
avatar
ADM Hayate
Administrador

Número de Mensagens : 1041
Reputação : Neutro Wanted :
100 / 100100 / 100

Data de inscrição : 07/09/2008

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Espada Sutil

Mensagem por Ree em Dom 19 Abr 2009, 4:31 pm

Sua vontade de estrangular a tal cigana, ao ntar a falta do dinheiro, estava nas alturas. Nem mesmo ela percebera o movimento.Xingou alto, e ja ia virar para trás, a fim de ir atrás da tal, quando uma voz masculina elevou-se.

Mas o que...?

Logo pode compreender o que se passava. Então, além do dinheiro perdido, ainda tinham que lidar com mal entendidos? Estava na cara que aquela cigana era uma conhecida e procurada pela lei. E claro, como se não bastasse, ainda era exatamente idêntica a um dos integrantes do grupo. Ótimo, agora sim seu humor estava nas alturas.

Seus olhos carmim fuzilavam o líder aparente. ClockBunny rosnava alto, com seus pelos eriçados. Aquilo só parecia piorar a cada minuto. Tentou protestar, mas os soldados já iam partindo, e afinal, quem iria ouvir uma suposta garota de 16 anos? Se mandasse C.B, so iria piorar ainda mais sua situação naquele estranho mundo.
Assim, ficou impotente, olhando Ayame sendo arrastada pelos guardas. Mas não ficaria parada.

-... Tsc, só me faltava essa! Alguém vá atrás desses soldados idiotas, eu vou atrás da farsária!!

Num movimento irritado e impaciente, a menina se vira, deixando o grupo. Se quisesse, poderia depois achá-los, por meio de Clock Bunny e seu faro. Mas no momento, sua atenção estava voltada para aquela estranha mulher.

Grr, ela já está me dando nos nervos. E eu não passei mais de 5 minutos perto dela.

- Clock Bunny, procure-a.

Com suas orelhas levantadas, o coelho farejava, e caminhava por entre a multidão, saltando por entre os pés apressados, e passando pelo tumulto. Ree vinha logo atrás, mas seus olhos estavam pratas. Tal como C.B, ela também a procurava, por meio de sua habilidade em relação ás almas.
avatar
Ree
Puppet Master
Puppet Master

Número de Mensagens : 503
Idade : 25
Localização : In hell
Reputação : Neutro Wanted :
0 / 1000 / 100

Data de inscrição : 09/09/2008

Ficha do personagem
Exp: 600/1000
Lvl: 7
HP: 100%

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Espada Sutil

Mensagem por Ayame em Dom 19 Abr 2009, 5:14 pm

*Quando foi jogada na cela, parou-se facilmente sem bater em nada e suspirou, girando os olhos. Olhou para a cela e deu um suspiro, batendo a mão na parede com força, rosnando.*

GRR Garota infeliz! Quando eu achá-la, arrancarei cada pedaço de seu corpo com minhas garras e dentes! *esbravejou, ouvindo as risadas de um ser estranho. Se aproximou da cela e colocou uma das mão na barra e encarou o rapaz por um tempo, decorando seu rosto.*

É, eles não sabem diferenciar uma humana de um Youkai, seu verme. * Bufou, percebendo agora que não estava sozinha. Virou na direção do infeliz balançando a cauda de forma inquieta junto com suas orelhas que se moviam na direção do garoto que ria, e na das correntes. Não conseguia vê-lo naquela escuridão, e isso a irritou, afinal seus olhos são feitos para ver através da escuridão, algo natural da sua espécie. Rosnou baixo, mostrando um dos caninos.*

Vamos, apareça logo que não tenho o dia todo para brincadeiras infantis. *O que quer que fosse que se aproximava tampouco a intimidava, estava com tanta raiva da maldita cigana que não seria qualquer um demônio que iria tirá-la do sério agora, pretendia viver o suficiente para se vingar daquela garota.
avatar
Ayame
Desbravador
Desbravador

Número de Mensagens : 539
Idade : 25
Reputação : Neutro Wanted :
20 / 10020 / 100

Data de inscrição : 09/09/2008

Ficha do personagem
Exp: 520/1000
Lvl: 6
HP: 100%

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Espada Sutil

Mensagem por Sora em Seg 20 Abr 2009, 10:08 am

Sora ao ver a situação, sentiu-se completamente perdido. Pensou num momento no que fazer, e simplesmente tacou a casca gigante do urso em black rose. Sabia que esta aguentaria segurar.

Cuida pra mim?

Sora antes mesmo de ouvir uma resposta, saiu correndo de modo despistado atrás dos soldados. Com Ree perseguindo a cigana, sabia que seria inutil. E Sora tinha uma vantagem, sua Keyblade. Seguindo despistadamente por entre as pessoas, evitando chamar a atenção, apesar de suas roupas. Sora viu onde Ayame havia sido levada. Possivelmente alguem acabaria seguindo-o, já que o grupo agora havia tornado-se dois.

Observando os arredores do local, sem nem imaginar onde Ayame estaria, começou a notar pequenas 'janelas'. Seguindo-as na ordem, e por pura logica, Sora acabou por ficar proximo da ultima. Enquanto pensava e despistava observando o céu, Sora analisava a construção rústica porem bem elaborada.


"Vai ser difícil de entrar... Essas janelas não passam absolutamente nada..a não ser... Espera..se aquele garoto pode usar a Keyblade..será que ela?..Não..Eu mesmo devo fazer isso."

Sora começou a caminhar calmamente, e recostou-se na parede, sentando-se, exausto de várias coisas, apenas encenando, fechou os olhos e suspirou, cutucando suavemente a parede onde supostamente seria a prisão de Ayame, checando se algum barulho vinha de dentro como resposta.
avatar
Sora
Eterno Conhecedor
Eterno Conhecedor

Número de Mensagens : 188
Idade : 25
Reputação : Neutro Wanted :
0 / 1000 / 100

Data de inscrição : 09/09/2008

Ficha do personagem
Exp: 100/1000
Lvl: 2
HP: 100%

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Espada Sutil

Mensagem por Vang em Seg 20 Abr 2009, 1:01 pm

Vang,assim como os membros do grupo ficou com um olhar perdido diante da situação. Quando viu cada um indo para um lado,ele ficou mais perdido ainda. Colocou as mãos na cabeça e a balançou em sinal de negação enquanto dizia:

-Ahh! Qual deles eu sigo?

Antes de tomar qualquer decisão,ele viu Sylpher se aproximando. Quando esse chegou perto,ele se abaixou para ouvi-lo.

-Certo,o que conseguiu?
Sylpher: Acho que as informações que eu tenho são mais urgentes do que as informações sobre a espada.

Sylpher passou cada detalhe a Vang. Esse ficou com uma expressão de surpresa no rosto e não conseguiu segurar algumas palavras:

-O que?! Isso é sério?!

Vang lembrou que blackrose ainda estava ali e tentou disfarçar o máximo possível,mas ainda sim demonstrava óbvia pressa e preocupação.

-Ei Rose! Acabei de ficar sabendo de algo importanto e preciso checar,depois eu volto!

Vang saiu correndo com Sylpher sem nem esperar alguma palavra de blackrose,também não esperava que ela o seguisse pois estava cuidando da casca do urso que sora havia jogado para ela. Depois de se afastar o suficiente,ele pede a Sylpher:

Me leve ao local onde você parou de seguir o Kite,e se possível,me leve até ele...Seu faro consegue né?
Sylpher: Vou tentar.

Durante o caminho,Vang pensava:

(É bom Kite ter uma boa explicação do porque juntar aquelas coisas. Se é para ajudar o grupo,por que ele esta mantendo isso em segredo? E suas ações são suspeitas...Grr,não adianta pensar em uma hipótese,terei que perguntar diretamente a ele.)

Vang
Aventureiro
Aventureiro

Número de Mensagens : 183
Idade : 23
Localização : Som'where.
Reputação : Neutro Wanted :
0 / 1000 / 100

Data de inscrição : 08/10/2008

Ficha do personagem
Exp: 300/1000
Lvl: 2
HP: 100%

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Espada Sutil

Mensagem por ADM Hayate em Ter 21 Abr 2009, 11:07 pm

[Lembrando que, por mais que eu narre para cada um em individual, é obrigatória a leitura de todo o post, isso facilita para mim. Grato.]

@Todos [exceto Ayame]

BlackRose não acreditava no que acontecia tanto quanto o grupo. Taylor estava arrasado demais para tentar pensar em algo, e voltou para sua loja. A garota, ao ver cada um indo pra um lado, ficou surpresa.

— Hey, aonde vão? Temos que ficar uni... — Pela pegou sem dificuldades a grande casca que Sora jogou para ela, e logo Vang também se distanciou, deixando-a só. — ...dos.


@Ree

ClockBunny parecia confiante de suas habilidades de faro. Corria por entre as pernas da multidão, buscando o cheiro da cigana. Ergueu as sobrancelhas em alarme ao detectar seu rastro, e começou a correr feito louco.

Mas para decepção completa, o faro do coelho levou-os diretamente para a prisão da cidade. Era mais do que esperado que o cheiro das duas fosse bastante semelhante, e o coelho não havia prestado tanta atenção no odor da cigana para poder segui-la com precisão.

Caso continuasse a seguir o rastro da loba, por fora da prisão, seguiria cada uma das pequenas janelas até avistar Sora, próximo a última delas. A janela era alta demais para alguém simplesmente olhar por ela, e pequena demais para alguém passar mesmo que as barras fossem serradas.


@Ayame

O rapaz-hiena ficou confuso com a fala da loba, mas continuou reprimindo o riso.

Logo, instigado pela fala e o rosnado de Ayame, o ser oculto nas sombras parecia curioso em saber quem era sua nova "colega de quarto". Foi se aproximando, e Ayame ouvia ainda mais nitidamente várias correntes movendo-se pesadamente juntas. Conforme ele se aproximava, e conforme a loba acostumava seus olhos à escuridão, pôde ver o que a esperava (imagem).

Exatamente a última pessoa que Ayame queria ver daquela forma. Haseo estava em sua forma demoníaca, sua armadura exatamente como se lembrava, e sua expressão sem qualquer foco não mudara. Estava preso por grossas correntes, sendo duas em cada pulso, em cada tornozelo e em volta do pescoço em anéis de aço reforçados. Quanto mais Ayame acostumava-se à escuridão, avistava detalhes que gostaria de não ver.

Haviam partes da armadura que estavam quebradas, rachadas ou trincadas, e pelo que a loba sabia bem, era preciso uma força extremamente bruta para conseguir isso. Nas costas de Haseo, onde ele não podia alcançar, flechas ainda estavam cravadas, apesar de pouco reconhecíveis por estarem quebradas em parte, e talvez até velhas demais. Havia também sangue seco pelo seu corpo, difícil definir se pertencia a ele ou a outros. Seu rosto estava robusto, no entanto mais magro e rastros de sangue pelo canto da boca e vindo desde cima. Havia partes na cabeça onde provavelmente fora espancado, uma vez que sangue seco grudava os fios de cabelo.

Se olhasse ao redor, Ayame notaria alguns ossos espalhados, a maioria dilacerados. Mas, para sua sorte, não pareciam ser humanos. As correntes impediam Haseo de se chocar contra as barras de ferro da cela, mas era visível inúmeras tentativas de arrebentá-las, uma vez que os anéis de aço em volta dos pulsos do rapaz estavam vermelhos de sangue. A parede onde estava a pequena janela, no entanto, estava gasta, rachada, mas apesar de tudo as pesadas pedras que compunham a parede ainda estavam firmes. Pelo jeito Haseo estava ali a muito mais tempo que Ayame podia supor.

O demônio a encarava, e se aproximou da loba o máximo que as correntes permitiam. Ficou a cerca de um metro de distância, restando para Ayame nada mais do que aquele canto da cela até a pequena janela. Ele rosnava alto, mas de forma estranha, como se alguma corda vocal tivesse se arrebentado e o som saía mais tremido que o comum. Não era difícil imaginar quanto tempo ele ficara ali berrando tentando se soltar, talvez mais de anos. Passou pela cabeça de Ayame que o Haseo de seu mundo poderia terminar dessa forma, se ela não tivesse conhecido-o.

Ele fitava Ayame com atenção, farejava-a, e seus movimentos pareciam ser lentos e cautelosos. Mas de repente um som baixo, que a loba pôde ouvir pela sua bom audição, veio da parede e Haseo virou-se rapidamente naquela direção. Alguém batia pelo lado de fora, e isso parecia tê-lo irritado. Haseo rugiu e se jogou contra a parede e começou a socá-la com violência.


@Sora

Ninguém dava mais atenção a Sora do que dariam a um mendigo. O sol começava a se pôr, mas ainda levaria uma ou duas horas até a cidade começar a esvaziar. Mesmo assim Sora estava afastado do alvoroço de pessoas, e num lugar que logo escureceria mais. A única janela que via parecia ser a única fonte de luz, mas era alta demais para alcançá-la sozinho.

Quando o garoto bateu com a Keyblade na parede, primeiro seguiu-se um silêncio mas, para a surpresa de Sora, de repente algo bateu violentamente contra a espessa parede de pedras, o suficiente para fazê-la tremer. Após o susto o garoto ouvia rugidos e grunhidos vindo de dentro da cela, e o que quer que fosse ainda golpeava a parede. Por sorte o barulho era abafado o suficiente para não chamar a atenção de ninguém à distância.


@Vang

O lobo levou um tempo, mas logo farejou o rastro de Kite. Estava vago, o que já era esperado uma vez que várias pessoas haviam passado por ali. Mas correndo logo os dois avistaram Kite. Ele estava com os mesmos pacotes que Sylpher tinha visto, mas estavam "camuflados" em um saco de batatas, o que não enganou o olfato do lobo.

Logo a dupla foi obrigada a correr para não perder Kite em meio à multidão. Quando notaram, ele estava voltando para onde o grupo estaria esperando-o. Vang, antes de conseguir parar, tropeçou e quase caiu ao chão, o que chamou a atenção de Kite, que se virou para os dois, incrédulo.

— Vang? — Ele olhou confuso para o garoto, e em seguida o lobo apareceu. — Estavam me seguindo?

Ele então pareceu assustado. Parecia que havia visto os dois mas não se dado conta disso antes, e só agora tinha visto que fez besteira de não notá-los.

— Desde... Desde quando estão me seguindo? — Ele pigarreou, olhando em volta, tentando mudar de assunto. — Digo... Onde estão os outros? Parece que venderam os chifres, mas não os vejo aqui...

De fato ali era o lugar onde deviam se reunir. Parece que o tempo em que Vang esteve fora BlackRose vendeu os chifres e fora para algum lugar.

@Ree/Sora

Seguindo ClockBunny, Ree avista Sora a tempo de ver o momento em que o garoto se assusta quando algo bateu com força na parede. [Vide descrição de Sora]

_________________

"Torne-se a brisa que anseia" — Crônicas da Guerra de Lodoss
avatar
ADM Hayate
Administrador

Número de Mensagens : 1041
Reputação : Neutro Wanted :
100 / 100100 / 100

Data de inscrição : 07/09/2008

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Espada Sutil

Mensagem por Ayame em Ter 21 Abr 2009, 11:57 pm

*Os risos do garoto foram ignorados no momento em que aquele cheiro conhecido passou pelas narinas da loba. Sua boca abriu e ela não conseguiu mais rosnar, seus olhos estavam fixos na criatura à sua frente que a encarava com olhos curiosos. De primeira só conseguiu sussurrar o nome de Haseo, sua voz não saiu, em sua mente não passava mais nada a não ser o que poderia ter acontecido com ele neste mundo. Seus olhos percorreram cada pedacinho daquele corpo tão familiar ao seu toque e suas orelhas e cauda pararam de se mexer por um momento. Momento suficiente que a loba conseguiu para colocar seus pensamentos em ordem e ficar feliz por ter entrado na vida do garoto.*

*Quando Haseo rosnou, Ayame rosnou baixo quase como se quisesse se comunicar com ele, uma cena passou em sua mente enquanto ela olhava bem de perto o rosto da criatura. Engoliu em seco e piscou várias vezes, dando um passo à frente. A criatura iria berrar em seu ouvido e ela poderia ser lançada contra a parede mas, do jeito que estava, ele não teria mais tantas forças para conseguir um feito como este. *

Olha o que fizeram com você...* Disse, erguendo a mão esquerda na direção de Haseo a fim de tocá-lo. Por um momento sentiu saudades do que a esperava agora na floresta e quis tocar, beijar e abraçar este, mas se contentou em apenas tocá-lo. Quem sabe ela não conseguiria algo à mais ali? Afinal, se ela fez o outro voltar ao normal com um toque, quem sabe este voltaria? Apesar de que este mal a conhece. Este não a ama...*

*Fechou a mão e olhou para a parede ao lado com o olhar baixo, definitivamente com este seria diferente. Deu um suspiro, ficou feliz e intrigada por não ter conseguido ter medo da criatura, apesar de ser até engraçado, pois ele até poderia não saber nada dela, de seu corpo, mas ela sabia de tudo dele.*

*Sua nostalgia foi interrompida por um murro na parede que fez Haseo se assustar e começar a esmurrá-la. A loba mexeu o nariz um pouco e sentiu o cheiro de Sora e girou os olhos na hora, irritada.*

Sora! Páre já com isso Agora! *Gritou irritada e se aproximou da janela e saltou. Dali, conseguiu ver Sora esmurrar a parede para, pelo que ela pôde notar, salvá-la. Quando se viu, estava agarrada na janela olhando para Sora. Isso seria perigoso, afinal não conhecia a índole deste Haseo.*

*Sora já a teria visto e provavelmente, se ele fosse esperto, pararia com o barulho. Com isso, desceu e ficou na parede de frente para Haseo e o encarou, com uma mão erguida na sua direção para que ele pudesse se aproximar o suficiente.*

Hey... *Começou, pegando um dos ossos que estava no chão e tacando nos pés dele para chamar sua atenção* Não me entende, eu sei. Mas o suficiente... Quem sabe. Posso tirar você daqui... Quer? *Disse, esboçando um sorriso de canto, voltando a balançar a cauda. Apontou para as correntes de Haseo e fez o gesto de alguém quebrando-as, e apontou para ela, dando à entender que ela o tiraria dali. Pensou que qualquer idiota entenderia, então porque o segundo Haseo não?*
avatar
Ayame
Desbravador
Desbravador

Número de Mensagens : 539
Idade : 25
Reputação : Neutro Wanted :
20 / 10020 / 100

Data de inscrição : 09/09/2008

Ficha do personagem
Exp: 520/1000
Lvl: 6
HP: 100%

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Espada Sutil

Mensagem por Sora em Qua 22 Abr 2009, 2:19 pm

[Off: Pensou que qualquer idiota entenderia, então porque o segundo Haseo não?// É notável o amor de vocês xD" ]

Sora havia tocado duas vezes a parede. O silêncio o instigava, porem subitamente como resposta, Sora praticamente foi empurrado junto da parede. Caindo para frente, Sora fitou a pequena janela, aonde viu Ayame enquanto a parede era esmurrada.


Sora! Páre já com isso Agora!

Sora sentou-se colado a parede novamente e começou a pensar, ficou confuso, Ayame estava chutando a parede?..Não, era outra coisa. Sora começou a se questionar sobre quem estaria na cela com ela, oque o deixou preocupado. Encostando-se na parede novamente, Sora disse o mais baixo possível, para que Ayame pudesse ouvir, sem despertar nenhum segurança, e tentando tambem não irritar Haseo.

Hey...Ayame..oque está acontecendo aí?..E...quer ajuda para sair ou..pode se virar?..

Sora permaneceu recostado. Diferente de Clock Bunny e Ree, que possivelmente já haviam notado a presença deste, Sora continuava a se desfarçar, recostado na parede, fitando o céu, parecendo completamente despreocupado e alheio a situação toda.
avatar
Sora
Eterno Conhecedor
Eterno Conhecedor

Número de Mensagens : 188
Idade : 25
Reputação : Neutro Wanted :
0 / 1000 / 100

Data de inscrição : 09/09/2008

Ficha do personagem
Exp: 100/1000
Lvl: 2
HP: 100%

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Espada Sutil

Mensagem por Vang em Qua 22 Abr 2009, 3:30 pm

Vang seguia Sylpher. Depois de um tempo de procura,Vang notou Kite a um pouco a frente. Ele não viu os pacotes,mas graças a Sylpher,descobriu a camuflagem. Os dois começaram a correr para continuar no rastro de Kite já que havia multidão ali. Vang ao não conseguir parar tropeçou e caiu no chão,fazendo barulho e chamando a atençã do Kite,que parecia surpreso.

Vang então percebeu que ali era o local de encontro,ele se levantou e começou a responder as perguntas de Kite,fazendo as suas depois:


-Começarei com as suas perguntas. A youkai foi confundida com uma cigana,que era ela nesse mundo e foi levada para a prisão. A garota com o coelho foi atrás da cigana e o garoto seguiu os guardas que levaram a youkai...Já a Blackrose eu não sei.

A expressão de Vang se torna séria e desconfiada.

-Eu não estou lhe seguindo a muito tempo,fui apenas procurá-lo. E quanto a você? Onde esteve e o que tem nesse saco? E por que está tão surpreso por eu estar te seguindo?

Vang já desconfiava muito,ele já estava atento aos movimentos de Kite,ele podia fazer algo desesperado para fugir da situação...E isso podia ser até mesmo um ato ofensivo.

Vang
Aventureiro
Aventureiro

Número de Mensagens : 183
Idade : 23
Localização : Som'where.
Reputação : Neutro Wanted :
0 / 1000 / 100

Data de inscrição : 08/10/2008

Ficha do personagem
Exp: 300/1000
Lvl: 2
HP: 100%

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Espada Sutil

Mensagem por Ree em Qui 23 Abr 2009, 11:24 pm

Caminhava a passos rápidos, seguindo Clock Bunny. Ainda assim, a certo momento, percebeu que iam dando a volta aos poucos. Ainda assim, C.B era sua melhor chance, portanto continuava. Mas enquanto começava a se aproximar da grande construção, Ree xingou alto, deduzindo onde fora parar.

- Tsc, mas que DROGA! Elas tem cheiros parecidos demais...

C.B, rosnando pela falha, vai se aproximando de Sora. Ainda assim, pulou para o lado de Ree quando ouviu o estrondo vindo da parede. A menina ficou parada durante algum tempo, observando. Após algum tempo vendo que Sora não se levantava mais do chão, voltou a camnhar, num passo displicente.

- Hey alguma sorte? TSc, aquela cigana é parecida até no cheiro...
avatar
Ree
Puppet Master
Puppet Master

Número de Mensagens : 503
Idade : 25
Localização : In hell
Reputação : Neutro Wanted :
0 / 1000 / 100

Data de inscrição : 09/09/2008

Ficha do personagem
Exp: 600/1000
Lvl: 7
HP: 100%

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Espada Sutil

Mensagem por ADM Hayate em Sab 25 Abr 2009, 6:38 pm

@Ayame

Os ataques de Haseo contra a parede não duraram muito. Quando Ayame soltou a janela e voltou para o chão, o demônio já estava ofegante. Sua energia parecia acabar facilmente, uma vez que era visivelmente mal alimentado. Mesmo assim, quando a loba jogou o osso sob seus pés, Haseo deu um salto para trás por reflexo, parando próximo à parede oposta em que a garota estava. Era um grande feito, considerando as dez pesadas correntes que o mantinham preso. Ele continuava curvado o tempo todo, rosnando baixo. Suas três caudas mal se moviam, e uma delas parecia estar quebrada em vários pontos, pois não se erguia do chão.

As palavras não pareceram surtir efeito sobre o demônio, ao menos não todas elas. Ele fitou atentamente os gestos que a loba fazia, e não fez um som sequer quando ela terminou. Após alguns momentos, Haseo se pôs em pé devagar, saindo da posição curvada de antes, sem tirar os olhos de Ayame. Se ela ignorasse as rachaduras em sua armadura, notaria que ele estava mais alto do que se lembrava. Cerco de cinco ou sete centímetros de diferença, e caso prestasse atenção o corpo era ligeiramente mais forte, e o rosto mais robusto. Era fácil Ayame imaginar que seu Haseo poderia ficar daquela forma e naquela situação em alguns anos.

Sem qualquer sinal, Haseo rugiu alto e virou-se para a parede onde as dez correntes que o prendiam estavam firmemente cravadas nas pedras. Segurou quatro delas com as mãos e os puxou com toda força, jogando seu corpo para trás, até que os elos começaram a escorregar sob suas mãos e machucá-las, e sangue escorreu sobre o metal. Então as marcas escuras nas correntes não eram ferrugem, mas apenas o sangue seco do demônio depois de inúmeras tentativas de se soltar.

Por fim ele jogou as correntes no chão, irritado. Queria mostrar que era inútil tentar sair dali. Aparentemente não queria ser um risco para a loba, não tinha motivos, mas mesmo assim não relaxou, e sentou-se o mais próximo dela que as correntes permitiam, rosnando baixo. Ouviu mais algumas batidas vindo do lado de fora, mas estava cansado ou sem vontade de voltar a socar a parede. Porém quando algo atingiu uma das barras de aço da janela e resultou num tinido alto, Haseo soltou um alto rugido, mas se manteve onde estava.


@Sora/Ree

Quando Sora voltou a se sentar, houve um novo impacto na parede ao seu lado, mas desta vez não vinha de dentro. Uma pedra tinha sido lançada bem ao lado do garoto, atingido a parede com força.

— Ei tio! Se manda daí antes que a gente te acerte também! — Sora e Ree avistaram então três garotos, de no máximo 12 anos de idade cada, a alguns metros de distância. Cada um trazia várias pedras consigo. O que levantou a voz usava um gorro cinza.

— É a nossa vez de enxer o saco do monstro! — Um outro falou, que parecia ser o mais velho. — Voltem mais tarde!

Sem esperar Ree ou Sora sairem de perto, outra pedra foi lançada, desta vez acertando uma das barras da pequena janela, resultando num tinido alto e agudo. Um rugido pôde ser ouvido de dentro da cela, mas nada além disso.

— Aee, ele acordou! — O mais novo, que parecia não ter mais de 8 anos de idade pela altura, pulou freneticamente e tacou outra pedra, que por pouco não atingiu Sora. — Saia daí, mané!


@Vang

Kite ouviu as explicações de Vang sobre o grupo, e por um momento ficou aliviado por ele ter desviado do assunto. Mas quando voltou ao ponto de que seguia Kite, ele engoliu em seco denovo, olhando em volta.

— Bem, isso é difícil de explicar e... — Começou a falar, mas foi interrompido pelo grito de BlackRose, que o avistava de longe e agora chegou correndo.

— Onde esteve?! Demorou demais! Tivemos problemas e acabei vendendo os chifres a preço de banana! — Parecia irritada, e demasiadamente com pressa, pois falava rápido.

— Ham, eu e Vang estávamos coletando informações... — Ele não fitou BlackRose para responder, mas logo deu um sorriso amarelo.

— Ah, que seja. Olha, a loba foi confundida e...

— Vang já disse isso.

— Ótimo, encurta a história! Vamos, temos que tentar de algum modo resolver esse mal-entendido. — Falou determinada, e saiu andando na direção da prisão, esperando Kite a seguir.

Kite fitou Vang pelo canto do olho, desconcertado.

— Mais tarde respondo suas perguntas, se não se importa... — Olhou em frente e correu atrás de BlackRose, sem esperar uma resposta.

_________________

"Torne-se a brisa que anseia" — Crônicas da Guerra de Lodoss
avatar
ADM Hayate
Administrador

Número de Mensagens : 1041
Reputação : Neutro Wanted :
100 / 100100 / 100

Data de inscrição : 07/09/2008

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Espada Sutil

Mensagem por Sora em Sab 25 Abr 2009, 6:56 pm

Sora continuou sentado, enquanto olhava Ree.

Nope..nada. ..Aparentemente ela está alí dentro com..algo ou alguem...E pelo visto você..tambem não. Heh

Sora levantou-se devagar, até que ouviu um forte barulho vindo de dentro novamente, parecia algo se deslocar, e socar uma outra parede, mas não era a que estava encostado.

Subitamente ouviu um fino som. Uma pedra havia sido tacada na barra de ferro. Ao ver de onde havia vindo a pedra, notou três garotos. Oque o fez levantar a sombrancelha.


— Ei tio! Se manda daí antes que a gente te acerte também!

Sora fitou Ree, pelo pouco que já conhecia dela e daquele ursinho de pelúcia frenético, sabia que ela, coisa boa não faria.

Fazendo um suave não com a cabeça, Sora começou a andar devagar na direção dos garotos, materializando sua Keyblade com a mão esquerda.

Uma segunda pedra foi atirada, bem próxima de Sora.


— Saia daí, mané!

Poucos centimetros de distância, Sora rebateu a pedra, que voltou com grande velocidade no garoto que aparentava ser mais velho, batendo fortemente contra o peito deste, fazendo-o sentir uma forte dor e uma leve falta de ar,

- Querem incomodar alguem é?! Que tal passar por uma nova diversão antes?!

Sora, apesar de bem pacífico e calmo, demonstrava agora uma personalidade sacana e talvez até sádica. Ou pelomenos era oque aparentava.

Aproximando-se cada vez mais dos garotos, em passos firmes e com um olhar frio e atravessado, Sora começou a levantar o braço com a Keyblade, tacando-a para a mão direita e apontando para a testa do garoto, riscando suavemente sua face, deixando um leve vergão vermelho.


- A menos que..não queiram sofrer as consequencias..

Sora mudou seu tom de voz para um bem mais frio e ameaçador.


- Vão embora...AGORA!


Sora dobrou o braço direito para trás, como se estivesse se preparando para atacar o pescoço do garoto, caso necessário, realmente o faria.
avatar
Sora
Eterno Conhecedor
Eterno Conhecedor

Número de Mensagens : 188
Idade : 25
Reputação : Neutro Wanted :
0 / 1000 / 100

Data de inscrição : 09/09/2008

Ficha do personagem
Exp: 100/1000
Lvl: 2
HP: 100%

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Espada Sutil

Mensagem por Ree em Sab 25 Abr 2009, 8:38 pm

- Tsc.

Coçou a cabeça, irritada com a falha. Deu pulo para trás, por puro reflexo, quando a primeira pedra bateu com força na parede.

- Woa, mas o que...

Mas não foi preciso perguntar. Sua resposta chegou, junto com a figura das crianças. Inicialmente, olhou totalmente indiferente para o que Sora fazia. Se não era ele, seria ela, quem estaria ameaçando.

Mas entretanto, um estalo passou em sua mente. Para começar, o que RAIOS haveria lá dentro. Além do mais, eles comentaram sobre um monstro. Bufou irritada. Aquilo poderia dificultar a liberdade da garota. Não que se preocupasse com ela, mas oras, era uma youkai, e poderia ser útil mais para frente.
Assim, enquanto Sora discutia com os garotos, Ree se agaixou, encarando C.B

- Vá e olhe, e veja se a menina está bem. Tente não arrumar confusão desta vez.

Com uma risada, o coelho saltou pela parede, escalando o muro, e passando pelas grades. Enquanto isso, Ree vinha se aproximando de Sora. Num movimento, deu um cascudo na cabeça do rapaz, enquanto susurrava, irritada.

- Idiota, por acaso você sabe o que tem lá dentro? - sem esperar a obvia resposta, continuou - É, nem eu. Mas esses pirralhos talvez saibam de algo.

Assim, antes que as crianças fugissem de medo, se aproximou, com as mãos para trás. Caminhava como uma verdadeira "lady", com um rosto sereno. Se aproximou dos meninos, e num tom gentil, disse.

- haha, ignore ele, sim? Ele só está um pouco estressado...

Fez questão de se curvar, até ficar na altura dos outros.

- Mas será que você poderia fazer um favor? O que vocês querem dizer com monstro? E por que maltratam ele?

Esperou alguns segundos, mas antes que os meninos respondessem, seu sorriso mudou para um mais sádico.

- E é melhor contar tudinho, ou então ele -disse, apontando para Sora - Não vai ser tão bonzinho, como ele estava sendo até agora antes....
avatar
Ree
Puppet Master
Puppet Master

Número de Mensagens : 503
Idade : 25
Localização : In hell
Reputação : Neutro Wanted :
0 / 1000 / 100

Data de inscrição : 09/09/2008

Ficha do personagem
Exp: 600/1000
Lvl: 7
HP: 100%

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Espada Sutil

Mensagem por Vang em Dom 26 Abr 2009, 10:34 am

Kite é interrompido por Blackrose que havia chegado do nada. Vang cerra os olhos e olha para Kite. Esse o olhava com um olhar desconcertado. Ele fala que mais tarde ele iria responder e depois saiu correndo atrás de Blackrose.

-Certo...

Vang suspira e olha para Sylpher..

-Sylpher...Cuidado com o Kite...
Sylpher:Hã? Por que?
-Até que ele me dê uma explicação bem convincente...Eu não gosto disso...
Sylpher: Vang...Eu acho que você está exagerando.
-Eu pensava o mesmo até ele agir daquele modo...Vamos.

Os dois começam a caminhar na direção da prisão.

Vang
Aventureiro
Aventureiro

Número de Mensagens : 183
Idade : 23
Localização : Som'where.
Reputação : Neutro Wanted :
0 / 1000 / 100

Data de inscrição : 08/10/2008

Ficha do personagem
Exp: 300/1000
Lvl: 2
HP: 100%

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Espada Sutil

Mensagem por Ayame em Dom 26 Abr 2009, 1:09 pm

*Observou todas as ações de Haseo, e enquanto ele fazia isso, a loba, já não demonstrando tanto medo, sentou-se no chão, passando tranquilidade à criatura. Sua respiração era leve, mas em alguns momentos evitava olhar para seu corpo e rosto, o que era quase inevitável uma vez que ele parecia tanto com o seu Haseo. Passou á sentir carinho por ela, ao mesmo tempo que pena.*

*Ele quis sentar mais perto dela, e Ayame, sem pensar duas vezes, se aproximou o bastante dele e invadiu seu espaço uma vez que ele quis juntar-se à ela e demonstrou que não iria ferí-la. Nesta altura, já ignorava o que acontecia do lado de fora, agora era Haseo e ela. Sentou bem perto e não desviou uma só vez seus olhos dos dele, era como se este a chamasse mais que o outro, e isso a incomodou de certa forma, mas não pôde negar que gostou daquilo.*

Não vou te machucar, ok? *Disse com um sorriso e rosnou baixo em seguida, sentando perto dos braços de Haseo. Ergueu sua mão e aproximou-a na direção de seu rosto e o tocou brevemente, com certo receio de que ele rugisse. Por algum motivo ouviu que seus próprios batimentos haviam ficado mais acelerados de repente, e ela se sentiu quente e confortável como se estivesse com outra pessoa. Abriu as mãos e tocou toda a lateral direita do rosto de Haseo e acariciou depois de segundos.*

*Era muito perigoso o que estava fazendo, e quase duvidou que ele deixaria fazer tudo aquilo, mas o que seria uma batida forte na parede caso ele a jogasse contra ela? Ficou assim enquanto pensava em algum modo de tirá-lo dali e passou à escutar o que todos conversavam do lado de fora da prisão, acabando por ouvir o grito de crianças junto de Sora e Ree. O barulho de pedras logo fez Ayame entender o porquê de Haseo estar tão machucado. Abriu os olhos e rolou-os na direção da janela quando escutou o barulho de alguém subir pelas paredes. Logo imaginou que a criatura tentaria urrar de novo.*

Shiii... você vai sair logo daqui, ok? Fique em silêncio e confie em mim. *Ficou de pé conforme sentia o cheiro de Clock Bunny mais perto da janela, não queria que Haseo rugisse senão ele poderia colocar tudo a perder. Encarou a janela tentando entender o que acontecia do lado de fora, ainda perto do demônio o suficiente para que ele entendesse que não era perigoso o que estava vindo.*
avatar
Ayame
Desbravador
Desbravador

Número de Mensagens : 539
Idade : 25
Reputação : Neutro Wanted :
20 / 10020 / 100

Data de inscrição : 09/09/2008

Ficha do personagem
Exp: 520/1000
Lvl: 6
HP: 100%

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Espada Sutil

Mensagem por ADM Hayate em Ter 28 Abr 2009, 12:36 am

@Sora/Ree

A pedra rebatida por Sora bateu com força no peito do garoto mais velho, que se encolheu no chão com dor.

— Aiaiai....!! — Gemia enquanto os outros garotos se assustavam e recuavam um passo. No entanto, enquanto Sora se aproximava, eles permaneciam firmes e encarando-o, mesmo que engolissem em seco. O garoto com o gorro levou o vergão no rosto sem se mover. Com as palavras de Sora, o mais velho se levantou com certo esforço, e gritou. — Não vamos! Ele merece isso!

Eles fecharam os olhos diante da ameaça de Sora ao erguer a keyblade, mas não saíram do lugar. Foi quando ouviram uma pancada e arriscaram fitar o garoto denovo, e viram Ree ao lado, brava. Com as palavras da garota, eles engoliram em seco, mas mantendo o olhar destemido, não queriam mostrar medo.

— Aquele monstro desgraçado matou nossos pais! — Começou o mais novo quase gritando, e o mais velho mandou ele se calar com um olhar de reprovação.

— Vocês não são daqui, não sabem o que ele já fez! — Falou não levantando muito a voz, parecia querer agir como um adulto. — É um demônio que atacou nossa vila e matou dezenas de soldados. Vocês não têm nada aver com isso, ele merece! Não somos os únicos que vêm aqui, ninguém trataria bem aquele monstro!

— Então não venham atrapalhar, não venham dar uma de heróis e se meterem onde não são chamados! — O que estava calado até agora os fitava irritado. Parecia ser o que tinha mais problemas com o que quer que estivesse naquela cela. Era estranho, porém, o fato de terem comentado que apenas soldados foram mortos, e não cidadãos comuns.


@Vang

Seguindo BlackRose e Kite, Vang e Slpher acabam chegando, com certo esforço, à prisão. Como já estava chegando o pôr-do-sol, os comerciantes começavam a desmontar suas tendas e barracas, se arrumando para voltar para casa. Por pouco o garoto e o lobo não se perderam.

Por fim chegaram no portão da prisão. Haviam dois guardas na entrada, usando armaduras como a dos soldados que viram anteriormente. Os portões estavam fechados, logo dificilmente alguém entraria ali correndo, e também não havia motivos para tal, a não ser para o grupo. BlackRose não pensou duas vezes antes de ir falar com um dos guardas.

— Hey guarda, vim resolver um mal entendido! — Ela cruzou os braços, irritada.

— Blackrose... — Kite sussurrou, mas preferiu ficar quieto. Conhecia o gênio da garota, e sabia que ela não mudaria de idéia facilmente.

— Que mal entendido, garota? — Respondeu o soldado, sem mudar a expressão.

— Oras, seus soldados pegaram a pessoa errada! Estavam procurando uma cigana, não é? Mas pegaram uma amiga nossa que é só um pouco parecida! — Ela descruzou os braços e manteve os punhos cerrados. — Vocês são topeiras ou o quê?!

— Veja lá como fala! — O soldado bateu a lança no chão com força. — Não houve erro algum, aquela é a cigana, e ela já usou truques demais para cairmos no seu. Vá embora!

— Ora seu...! — Ela ia pra cima do soldado, mas Kite a segurou com força pelo braço.

— BlackRose, não! — A puxou alguns passos para trás, e deu um sorriso amarelo para o soldado. — Me desculpe, minha irmã está cansada pelo trabalho duro de hoje! — Ele tapou a boca dela assim que ela tentou dizer algo. — Não incomodaremos denovo!

E Kite a levou para fora da visão dos guardas, virando em um beco entre dois pequenos galpões já longe dali, e soltou BlackRose.

— Argh, esses soldados de chumbo me irritam! — Ela cruzou os braços irritada denovo. — Não acredito que eles não viram a diferença! Não diferenciam uma árvore de um prego!

— BlackRose se acalme, deve aver outro jeito. — Kite tentava acalmá-la, mas também confuso pela situação.

— Que outro jeito? Aquelas paredes são muito grossas e nada passa por aquelas grades! Só se abrirmos outra porta e... — Ela pareceu ter uma idéia. Fitou Vang de forma marota. — Hey Vang-kun, você é um alquimista, não é?

Com um ar de vitória, ela colocou as mãos na cintura.

— Eureca! Vang pode transmutar uma porta pelo lado de fora da cela da loba, e então puf! Ela sumirá de lá e então é só a gente correr antes que os guardas nos vejam, que tal?

— Hm... Não é má idéia. — Kite mantinha a mão sob o queixo. — Vang já transmutou uma ótima corda a partir de folhas secas. O mínimo que ele pode fazer é transmutar algumas das pedras da parede em penas ou coisa assim.

— E então, Vang? — BlackRose o fitava com um olhar esperançoso.


@Ayame/Clock Bunny [Ree]

— Hahaha! Alguém vai perder um pedaço hoje!! — O garoto-hiena começou a rir quando Ayame se aproximou demais de Haseo. O demônio, de primeira, surpreendeu-se com a ousadia da loba, afinal ninguém se atrevia a fazer isso. As risadas cessaram em pouco tempo.

Haseo olhava cada vez mais curioso, mas também com receio. Mantinha a cabeça um pouco baixa, mas não deixava de encarar Ayame, afinal ainda era confuso quanto às suas intenções. Quando a loba ergueu a mão para tocar Haseo, este hesitou, mas permitiu que ela o tocasse. A pele dele era de uma temperatura alta, resultado de sua forma demoníaca. Por reflexo o demônio fechou um dos olhos e rosnou alto quando fora tocado, mas ao ver que não fora ferido, se acalmou. Pelo contrário, estava sendo acariciado, gesto que esquecera do que se tratava. Estava tão surpreso com o agrado que nem se quer moveu-se quando as pedras foram lançadas contra a parede e a grade, e as palavras da loba desta vez pareceram ter algum efeito.

Apenas desviou o olhar quando viu Clock Bunny entrar pela pequena janela. Estranhando a pequena criatura, Haseo ficou em pé, rosnando mais alto. Não demorou muito para o coelho acostumar-se à pouca luz e focalizar o demônio, que lhe causava medo já que poderia estraçalhar o pequenino com a facilidade que destruiria uma pelúcia, e de fato era uma.

_________________

"Torne-se a brisa que anseia" — Crônicas da Guerra de Lodoss
avatar
ADM Hayate
Administrador

Número de Mensagens : 1041
Reputação : Neutro Wanted :
100 / 100100 / 100

Data de inscrição : 07/09/2008

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Espada Sutil

Mensagem por Ayame em Qua 29 Abr 2009, 8:32 pm

Acalme-se, ele não vai te fazer mal, ele vai nos tirar daqui. *Tentou acalmá-lo ao ouvir seu rugido e baixou as orelhas; aquilo era ensurdecedor para ela, e tentou mostrar isso à Haseo levando uma das mãos às orelhas. Depois que o rugido havia cessado, passou à escutar o que as crianças diziam e prestou atenção, olhando para um ponto qualquer da parede. Em seguida, deu um passo à frente, na direção de Clock Bunny, mas manteve-se perto o suficiente do demônio para que ele não se revoltasse novamente.*

Hey coelho, avise sua dona para me tirar logo daqui que tenho pressa de arrancar a cabeça daquela maldita cigana. *Lembrou-se da cigana e trincou os dentes, cerrando os punhos e rosnando, não era difícil saber o modo como trataria a infeliz quando encontrasse com ela*

*Percebeu que o coelho estava receoso sobre Haseo e isso a fez lembrar de avisá-los sobre ele, tinha ficado tão pensativa sobre como mataria a garota, que tinha esquecido de seu companheiro de cela por segundos.* Ah sim. Quanto à ele, volte e diga aos dois lá fora que ele é inofensivo para mim, que não tem nada com o que se preocupar. Apenas me tirem daqui! *Se exaltou, irada, olhando para o lugar onde estava e girou os olhos, bufando.*

*Tentou se acalmar para não irritar e surpreender seu companheiro e levou a mão à uma das têmporas e massageou-a, virando o rosto para Haseo em seguida, cruzando os braços* Deve ser sua primeira transformação, imagino como deve ter sido... *Suspirou e sorriu de canto, para a forma do rosto dele. Acabou por lembrar o que não queria, pondo-se à encarar um ponto fixo no rosto de Haseo. Piscou várias vezes, desviando seu olhar para os olhos brancos da criatura.* Vou dar um jeito de você voltar ao normal e...evite rugir, sim? Podemos ser descobertos. *Fez um gesto com a cabeça confirmando o que dizia e manteve seus olhos em Haseo, sabia que não podia fazer nada ali dentro, que a única coisa que podia fazer era sentar e esperar até pudesse sair e arrancar o coração daquela cigana, mas, pela primeira vez desde que entrou ali, pensou em não matar ela, mas sim, agradecê-la por tê-la feito ver Haseo naquela forma e poder ajudá-lo... Como se isso fosse motivo suficiente para não matá-la, o que é óbvio que não era.*
avatar
Ayame
Desbravador
Desbravador

Número de Mensagens : 539
Idade : 25
Reputação : Neutro Wanted :
20 / 10020 / 100

Data de inscrição : 09/09/2008

Ficha do personagem
Exp: 520/1000
Lvl: 6
HP: 100%

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Espada Sutil

Mensagem por Ree em Sab 02 Maio 2009, 2:08 pm

Olhou indiferente a tudo que os meninos falavam.

- Pfff, herói? Pouco me importa quem ele seja ou o que fez. Não me interessa ele.

Relfetia sobre aquilo que ouvia. Pouco lhe importava se era ou não um monstro, o que chamou sua atenção foi o fato dos alvos do ser serem apenas soldados. O que não mudava muito a opinião de Ree, ela mesma não era lá grande fã de qualquer um que estivesse sob as ordens do rei. Seja ele na ilha que conhecia, seja aquele que habitava a estranha ilha que fora parar.

Olhou rispidamente para todos ali, e depois se voltou para Sora, caminhando até perto dele. Susurrou irritada, de costas para as crianças.

- Tsc, só procuram uma idéia vazia de vingança... Mas é melhor dar um jeito de nos livrarmos deles.....

Como se tivesse uma idéia, ela deu um meio sorriso malicioso.

- São crianças. Se conseguirmos enganar elas para que não contem que nos viram, estamos feitos!

Deixando então o resto por conta de Sora, se aproximou da janela, esperando pela volta de Clock Bunny.





Clock Bunny, logo ao conseguir se acostumar com a escuridão, eriçou seus pelos, e rosnou baixo, por reflexo. Só parou quando a loba se aproximou. Do alto, o coelho levantou suas orelhas, prestando atenção. Soltou uma de suas risadas após a frase da menina. Achava divertido o ódio que ela estava adquirindo da cigana. E apesar da loba ter garantido sobre Haseo, C.B ainda estreitava o olhar quando mirava a figura. Num gesto, o coelho já se virava, para saltar e falar com Ree.

A menina estava logo embaixo, e o coelho caiu direto no colo da menina. Em poucas palavras susurradas entre os dois, Ree já estava a par da situação. Não parecia muito feliz.

Tentando pensar em algo, a menina olhou em volta, refletindo sobre o que poderia fazer. Tendo então uma idéia, se volta para C.B, e cochicha em seu ouvido o que tinha pensando.

Logo o coelho já subia de novo pelas paredes, parando na janela, espiando para dentro.

- Clock Bunny sabe o que fazer, sim sim. Clock Bunny vai roubar chaves, porque mestra não sabe como quebrar parede. - Mas o coelho ainda se mostra hostil com a figura de Haseo - Mas Clock Bunny não vai passar se você não segurar ele, não não.

Falava baixo, com voz rouca, tentando não ser notado por mais ninguem.
avatar
Ree
Puppet Master
Puppet Master

Número de Mensagens : 503
Idade : 25
Localização : In hell
Reputação : Neutro Wanted :
0 / 1000 / 100

Data de inscrição : 09/09/2008

Ficha do personagem
Exp: 600/1000
Lvl: 7
HP: 100%

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Espada Sutil

Mensagem por Sora em Sab 02 Maio 2009, 3:47 pm

Sora levou as mãos a cabeça antes mesmo de atacar os garotos. O soco de Ree em sua cabeça havia doido.

Ai caramba!

Sora ficou quieto na sua, enquanto ouvia o desenrolar da conversa de Ree e dos garotos. Enquanto isso, pensava sozinho.

Matou os pais destes...matou apenas soldados..Espera aí..Se ele não atacou civis..de certo modo..ele estava se defendendo..né?... Então..ele estava fugindo, e..seja lá oque for que esteja lá dentro.. Hum..agora tudo faz sentido! Ele não querai isso....

Sora ficou um pouco aéreo, até que Ree se aproximou novamente e disse.


- São crianças. Se conseguirmos enganar elas para que não contem que nos viram, estamos feitos!

Indignado, Sora respondeu no mesmo momento para Ree.

Ah claro, eu que me vire agora né? Na hora do serviço duro você corre.

Sora puxou a palpebra esquerda para baixo e mostrou a lingua para Ree. Após o ato infantil, Sora virou-se para os garotos, com um sorriso maniaco.

Aonde estavamos mesmo?... Aaah sim..eu ia bate-los..A menos que..não contem nada a ninguem e sumam daqui. Afinal..eu já sei quem são..

Sora já havia guardado os rostos, vozes e características na cabeça. Alem de contar com uma pequena vantagem de blefe, mentindo sobre saber quem eles realmente eram. Poderia simplesmente persuadi-los daquele modo.

Vocês tem três opções.

1 - Vocês ficão de bico calado e vão embora.
2 - Vocês teimão comigo e apanhão.
3 - Vocês apanhão do mesmo jeito.

Qual vocês preferem? Acho que a primeira né?


Sora disse a ultima frase com mais enfase. Aqueles garotos teriam de fechar o bico, caso contrário Sora iria ter de tomar partido.

Sora mantinha uma postura e um olhar nada amigavel, nem parecia ser o mesmo. Manteve-se, até a resposta dos garotos.
avatar
Sora
Eterno Conhecedor
Eterno Conhecedor

Número de Mensagens : 188
Idade : 25
Reputação : Neutro Wanted :
0 / 1000 / 100

Data de inscrição : 09/09/2008

Ficha do personagem
Exp: 100/1000
Lvl: 2
HP: 100%

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Espada Sutil

Mensagem por Vang em Dom 03 Maio 2009, 11:22 am

Vang chega na prisão ao pôr-do-sol. Quando eles chegaram no portão Blackrose já no impulso falar com os guardas. O garoto coloca a mão na testa e fala para sí mesmo:

-Isso não vai dar certo...

Blackrose começou a discutir com o guarda. Kite teve que tirá-la dali antes que ela se juntasse a youkai lá dentro. Vang seguiu ambos a uma certa distância. Eles entram em um beco e começaram a pensar em um modo de resolver a situação. Quando Blackrose olha para Vang com aquela cara de que tinha uma ídeia que claramente iria exigir seu envolvimento,a primeira coisa que passou pela mente de Vang foi:

(Vão abusar da minha alquimia outra vez...)
-É...Eu sou um...


Agora havia um plano para abrir a parede. Usar alquimia para fazer um buraco bom o suficiente para a loba passar e pronto. Agora era só ir até lá.

-Certo,eu faço. Vamos até lá.

Vang
Aventureiro
Aventureiro

Número de Mensagens : 183
Idade : 23
Localização : Som'where.
Reputação : Neutro Wanted :
0 / 1000 / 100

Data de inscrição : 08/10/2008

Ficha do personagem
Exp: 300/1000
Lvl: 2
HP: 100%

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Espada Sutil

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 4 de 7 Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum