Novo(a) por aqui?
Leia nosso tópico de boas vindas e descubra o que Lodoss tem a oferecer!

>>> Clique Aqui <<<

Tenha uma ótima aventura!


Últimos assuntos
» Tópico de vida
Sab 15 Jul 2017, 8:09 pm por ADM Hayate

» Tenkai
Sex 15 Mar 2013, 12:13 am por Bluesday

» Fortitudo Lapidum - Camp
Qui 14 Mar 2013, 11:19 pm por yoda

» Chamada ONE: Attention Please!
Seg 11 Mar 2013, 12:03 pm por Kaien Saller

» Novo Fórum, Novo Domínio!
Seg 11 Mar 2013, 1:30 am por ADM Hayate

» Novo no pedaço
Seg 25 Fev 2013, 1:10 pm por Arcturus Steelbreaker

» Dúvidas sobre ficha
Sex 22 Fev 2013, 8:21 pm por Peregrino

» [FP]Jason Stifler Grace
Sex 22 Fev 2013, 12:40 am por Jason Stifler Grace

» Nostalgia e Parabéns
Seg 18 Fev 2013, 6:48 pm por Bluesday




>Nuvens amaldiçoadas ameaçam cobrir a ilha!

> Leroooy!

> Casa é destruída no Vilarejo de Calm

> Mais notícias...






> Construção de Sede de Guilda

> "Entrega"

> Caçador de Hidra

> Ajudante de Porto

> Pesca em Calm

> Ovos de Dragão

Fortitudo Lapidum - Camp

Página 2 de 6 Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Re: Fortitudo Lapidum - Camp

Mensagem por yoda em Seg 06 Fev 2012, 8:44 pm

@Todos

Ouviram o velho pacientemente, não eram tão concretas suas palavras, mais pelo menos foi tirada algumas duvidas. Passaram um tempo a frente do velho observando-o, pois ficaram confusos de que se ele realmente havia dormido ou era apenas uma brincadeira.

Cada um foi para uma direção diferente, observaram a cidade calmamente, viram que ainda, muitas pessoas utilizavam tecnologias muito mais antigas do que eles estavam acostumados, viram que não tinham muita ferramenta, algumas casas ainda eram feitas com argila ou barro, até mesmo o castelo não era lá essas coisas.

Depois de terem visto quase tudo, voltaram a casa, pois havia chego o horário, alguns soldados foram até eles para lhes levar de volta a casa pela ordem do velho.

Quando chegaram lá, o velho estava sentado bebendo alguma coisa em sua jarra. Limpou a boca e ajeitou-se na cadeira.

-- Espero que vocês estejam visando sair daqui, pois isso não será nada fácil.

Sorriu para eles e caminhou até o portão de entrada da muralha. O seguiram e ao chegar lá, foram para frente de um grande exercito, contendo homens e mulheres, que aparentava ser todos do reino. Todos pareciam prontos para qualquer coisa que lhe aparece-se. O velho alinhou-se em frente a eles e começou a gritar.

-- MEUS SENHORES E MINHAS SENHORAS, HOJE, IRÃO SACIAR A CEDE DE NOSSOS ANCESTRAIS PELA LIBERDADE QUE LHES FOI ROUBADA POR AQUELE SER DE QUEM NOS DESCONHECEMOS O NOME. LUTEM NÃO SÓ POR VOIS, MAIS POR TODO O REINO. PELA NOSSA LIBERDADE.

Todos berraram com as palavras do velho e começaram a marchar em frente ao desconhecido. Aos quatro que foram “escolhidos”, seguiram o velho por um período de tempo. Após dois dias, foi separado somente o que estava com o pergaminho marrom, que era Akkin, para ir com o velho e o exercito. Os outros seguiram com o samurai que foi visto primeiramente, pois ele iria mostrar o caminho inicial para suas missões.

-- Que a sorte esteja com todos... – tanto o samurai quanto o velho lhes foi dito essa frase.

Tradução: Inimigo
Aliado
*Ação*
avatar
yoda
Andarilho
Andarilho

Número de Mensagens : 244
Idade : 23
Localização : Brasília-DF
Reputação : Neutro Wanted :
0 / 1000 / 100

Data de inscrição : 06/03/2010

Ficha do personagem
Exp: 950 / 1000
Lvl: 2
HP: 100%

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Fortitudo Lapidum - Camp

Mensagem por Kronos Hiily em Seg 13 Fev 2012, 11:14 pm

Akkin já estava acostumado com aquelas situações inusitadas. Afinal, era um soldado. Como não estaria? Escutou o velho com atenção e não estremeceu quando ele lhe lançou o olhar maléfico. Pelo contrário, sorriu cheio de felicidade. Se era apenas achar o ponto fraco do pilar, o serviço estava feito. Não pretendia ficar muito tempo ali, gostava de Lodoss e queria voltar para lá o quanto antes. Assim que o velho terminou de explicar, acabou por pegar no sono. Akkin se levantou e simplesmente saiu dali para andar; dar uma volta no reino e ver como as coisas funcionavam.

Pelo que viu, tratava-se de uma sociedade um tanto primitiva e atrasada tecnologicamente. As armas não eram tão parecidas quanto às de seu tempo e as construções mais ainda. Ficava se imaginando onde estaria. Que época ou lugar. Não importava, na verdade, só uma coisa importava: Completar a missão. Não podia negar que estava um tanto curioso para concluí-la. Assim que terminou de visitar tudo o que podia, alguns guardas o acharam e avisaram-lhe que deveria retornar para o ponto de encontro, no caso, aquele casebre onde acordara.

Não resistiu e fez o que foi mandado. Chegando lá, o velho estava sentado, bebendo alguma coisa que Akkin desconhecia, mas chutava ser alcoólico. O velho desconhecido lhe alertou e chamou-o para fora. Seguiram então para as muralhas. Lá, um povo aguardava. Via ansiedade, medo e euforia em cada rosto ali. Mas não eram guerreiros. A força ali se tratava da classe proletária e isso era uma guerra perdida, ao menos para eles. No fim, eles eram dependentes dos quatro guerreiros contratados. Akkin bufou, e ignorando o grito de moral, caminhou para fora dali mais rapidamente.

Depois de mais ou menos dois dias. Fora separado do grupo. Dali em diante iria seguir com o velho e ver no que ia dar. Por enquanto ainda estava tranqüilo. Atrás dos dois, o “exército” caminhava. Akkin já havia até desistido de falar algo, ou simplesmente lhe dizer a verdade: que provavelmente seriam aniquilados em batalha. Bem, não importava mais. Missão... Foco. Era o que tinha de estar na mente agora.
avatar
Kronos Hiily
Punk Demon
Punk Demon

Número de Mensagens : 261
Idade : 21
Localização : Belém - Pará
Reputação : Neutro Wanted :
42 / 10042 / 100

Data de inscrição : 06/03/2010

Ficha do personagem
Exp: 3400/4000
Lvl: 3
HP: 100%

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Fortitudo Lapidum - Camp

Mensagem por Sassa em Ter 14 Fev 2012, 10:20 pm

Eu estava completamente perdida naquela situação, eu era literalmente a pessoa errada no lugar errado, meu maior desejo era ficar longe de encrencas e logo de cara havia me metido naquilo, estava um pouco preocupada pois o clima ali não era muito amistoso, velhos ranzinzas dando ordens e missões a torto e a direito, isso me soava a perigo eminente.

O outro homem logo apareceu para nos tirar as duvidas restantes, levou-nos ao jardim e la nos sentamos enquanto ele nos explicava pelo menos um pouco do que estava acontecendo ali, porem apenas algumas frases perdidas no meio da explicação dele me pareciam ser realmente de grande importância, a primeira delas foi quando ele disse que não estávamos em nossas respectivas épocas, mas como assim? Eu não estou mais no meu tempo? Como pode ser isso?

Ele continuou falando e logo quando se dirigiu a mim percebi que eu era de longe a mais encrencada ali daquele grupo, porque logo eu fiquei com o mais difícil? Pensei com raiva. Ele disse alguma coisa sobre termos que destruir tais pilares e sobre um ataque de distração, logo fiquei assustada, era uma guerra pelo que me parecia, eles estavam lutando contra algo ou alguma coisa e nos meteram no meio disso para ajuda-los. O homem terminou suas explicações e nos avisou para voltar a casa onde estávamos ao anoitecer para começarem o ataque, logo em seguida nos liberou e simplesmente caiu no sono bem a nossa frente, antes que eu o acordasse aos berros de raiva decidi andar um pouco e refletir sobre o assunto para me acalmar, enquanto isso pude ir observando o lugar onde estávamos, era realmente um pouco mais antiquado do que de costume, o modo das pessoas se vestirem, as casas e tudo o mais.

Sabrina - Mas o que é isso tudo afinal? Ele realmente nos trouxe para o passado para lutarmos uma guerra que não é nossa? Porque logo eu? - Me questionava sem parar, as vezes chutava as pedras pelo caminho para desabafar um pouco da minha insatisfação com aquela situação.

A noite fomos até a casa onde havíamos acordado, o velho estava la bebendo algo, estava nos esperando e assim que chegamos pediu para que o seguísse, fomos até o portão da muralha onde haviam varias pessoas reunidas, não pareciam ser soldados, estava mais para uma milicia formada pelos habitantes daquele povoado.

O velho então disse algumas palavras de incentivo e todos gritaram e assim partimos rumo a nossa missão, fomos seguindo o velho durante dois dias até que disseram que teriam que nos separar, o rapaz chamado Akkin foi junto com o velho e o exercito para um lado enquanto eu, o samurai e os outros dois restantes seguimos em frente.

Estava bastante ansiosa e com medo também, não fazia a menor ideia do que me aguardava la, mas sabia que não seria nada fácil e muito menos seguro, meu único consolo era que Sassa ainda não havia se manifestado desde que acordara nesse lugar e estava torcendo para que fosse assim até o termino da missão.

avatar
Sassa
Aventureiro
Aventureiro

Número de Mensagens : 195
Idade : 22
Localização : rio de janeiro - rj
Reputação : Neutro Wanted :
0 / 1000 / 100

Data de inscrição : 23/11/2011

Ficha do personagem
Exp: 0/1000
Lvl: 1
HP: 100%

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Fortitudo Lapidum - Camp

Mensagem por Knock em Qua 15 Fev 2012, 7:38 pm

Simplesmente sem falar nenhuma palavra, o golem ficava a observar o ambiente, o jeito dos companheiros e acima de tudo na missão... Não sabia ao certo qual critério fora usado para sua escolha, não sabia se fora escolhido simplesmente ao acaso, se haviam o escolhido por causa da sua aparência...

Embora achasse a abordagem feita um tanto inadequada, achava bom aquilo estar acontecendo, pois estava em carência quando o aspecto abordado eram aventuras, havia algumas semanas que Knock havia chegado e desde então não tinha nem tocado a espada... Queria lutar ou ao menos treinar.

A missão parecia ser bem fácil, era simplesmente achar o ponto fraco de um pilar e atacá-lo, o único problema aparente era a velocidade, que segundo o velho era quase imperceptível, porém não iria formular nada em sua mente, pois desde que chegara na ilha fora frustrado em relação a suas expectativas e planos.

Quem visse o golem em meio ao grupo iria pensar que esse estava tendo algum tipo de devaneio, porém mesmo pensando em coisas que não condiziam com o momento nem com o local, estava atento a todos os detalhes, tanto do local, como das ações de todos ali presentes.

Após a fala do velho, Knock foi andar pelo local, porém mesmo vendo as portas abertas não tentou sair... E pelo contrário desse sentimento, sentiu vontade de ajudar aquelas pessoas, pareciam viver em um local precário e até mesmo um tanto triste que remetia um pouco dos momentos finais em sua terra natal. Iria ajudá-los e faria o possível para cumprir com êxito.

Após o tempo estabelecido pelo ancião, Knock voltou a casa e de lá os jovens, junto ao samurai e ao velho, foram ao destino... Iriam libertar o povo e mesmo que o golem não soubesse realmente do que se tratava sabia que não estavam mentindo, pois sentia a esperança aflorando no rosto daqueles que celebravam a ida dos escolhidos à guerra.

Andaram por dois dias e depois disso o garoto do pergaminho marrom se retirou junto ao velho.., Talvez esse tivesse um propósito maior ou quem sabe fosse o mais forte daquele grupo, o golem, como já começara a virar costume, levantava hipóteses, porém não falava nada... Knock e os outros iriam permanecer com o samurai e seriam guiados por ele as suas respectivas missões. A mão do golem apertava o cabo da espada, queria lutar, porém mesmo com toda a vontade fluindo por seu corpo o golem não iria se distrair, pois isso poderia acabar com os planos daquele lugar de ter a liberdade tão sonhada.
avatar
Knock
Narrador em Teste
Narrador em Teste

Número de Mensagens : 148
Reputação : Neutro Wanted :
0 / 1000 / 100

Data de inscrição : 14/05/2011

Ficha do personagem
Exp: 350/1000
Lvl: 1
HP: 100%

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Fortitudo Lapidum - Camp

Mensagem por Bluesday em Sex 17 Fev 2012, 1:06 am

Todos questionavam o velho, porém nenhuma palavra foi dita de sua boca. Tenkai então se manteve calado até chegar em um novo local, na qual ele reparou bem toda a beleza natural e como foi feito cada corte minucioso nas plantas e árvores ali presentes.

O elfo havia gostado muito do lugar, parecia que lembrava algo de sua memória conturbada, mas logo foi interrompido pelo velho que começou a responder as perguntas, e imediatamente o elfo se pós a presta atenção no que ele dizia. Afinal ele não estava nada satisfeito de ter sido atacado de surpresa e trazer ele a sabe Deus onde, pois isso tinha atrapalhado seus objetivos e ele via seu tempo sendo perdido.

A resposta a sua pergunta foi dada, foram levados até essas terras no ombro de alguém como se fosse um porco morto indo ser preparado para tirar suas tripas e fazer um belo de um assado de porco. Mas logo veio a segunda resposta, e ela até que de alguma forma poderia amenizar a sensação de não ter motivos para ajudar esse povo. Na terceira resposta o elfo não deu muita importância, porque não tinha interesse e nem conhecimentos em castelos, porém no decorrer da resposta algo lhe chamou a atenção.

nem estão em suas respectivas épocas

O elfo ao ouvir isso pensou que eles estavam sendo usados de certa forma, mesmo tendo uma suposta recompensa — Como você pode nos garantir que estamos em outra época — pensou ele. Aquilo tudo realmente era confuso, afinal não é todo dia que te sequestram para você salvar a vida de seu(s) sequestrador(s).

O elfo deu mais uma olhada em sua carta, e logo o velho começa a contar sobre a missão e o que ele sabia. O objetivo era destruir pilares de concentração e transmissão de energia e ao que parecia, Tenkai tinha um dos mais problemáticos dos pilares a ser destruídos, pois pelo que parecia, além de ter que destruir algo desconhecido, teria que se infiltrar dentro de um castelo que provavelmente estaria muito bem protegido por estarem guardando algo de estimada importância para quem fosse o responsável por aqueles pilares.

As resposta daquele sujeito não eram tão esclarecedoras, mas não havia o que se fazer, principalmente após que o velho dormiu tão facilmente em pé. O elfo não tardou a virar as costas e ir dar uma olhada aonde estava, talvez pode-se até pensar em alguma forma de reverte aquela situação, mas quanto mais passava o tempo, mais ele ficava sem ideia do que estava ocorrendo de fato.

A tarde daquele dia ia se acabando e então o elfo sem ter planejado nada, resolveu que o melhor seria fazer a tal missão. Retornou então para o local de encontro e logo estava dentro da casa com o velho que aproveitava de sua bebida e que ia se adiantando a se levantar para não atrasar sequer um segundo naquela jornada perigosa.

Todos então seguiram o velho, Tenkai notava as diferentes reações dos membros ali. A garota parecia estar preocupada ou angustiada por algo, já o jovem que ia junto do velho parecia bem disposto a qualquer coisa, e a criatura parecia calma, porém parecia querer uma batalha.

Logo passaram por muitas pessoas gritando e cantando, parecia uma festa, mas o elfo não via eles dessa forma, apenas como pessoas indisciplinadas, pois o elfo viveu longos anos aprendendo a ter uma suposta disciplina que forçaram a ele aprender, pois se não tomaria mais surras de seu tutor até que ele entende-se o que era ter disciplina. Mas sua vingança um dia iria chegar.

Logo mais a frente o elfo e seus dois acompanhantes e seu guia foram separados do exercito que estava junto conosco, e eles iriam para outro lugar com o velho e o outro membro do grupo. Olhou atentamente para o rapaz que ia de encontro ao que parecia ser o pilar mais resistente e concluiu que seu pilar talvez não fosse o mais chato de destruir e que se infiltrar talvez não fosse tão difícil por ele ser um guerreiro bem veloz e ágil, podendo adentrar no lugar com mais furtividade, até matando prezas que poderiam a estar em seu caminho ou simplesmente fugir mais rápido se for necessário.

Enfim o elfo já planejava algum plano antes mesmo de conhecer a geografia do lugar e seus inimigos. Esperava que seus novos companheiros também estivessem pensando no que poderiam encontrar no caminho, principalmente a garota, na qual não havia informações sobre o pilar que ela teria que tomar cabo. Nisso o elfo deu uma olhada no rosto da garota por uns 5 segundos imaginando se ela seria capaz de realizar tal tarefa. E assim ele voltou seu olhar para direção que o samurai se encaminhava e o seguia esperando por mais instruções.
avatar
Bluesday
Desbravador
Desbravador

Número de Mensagens : 437
Idade : 28
Localização : Lá com os cent's...
Reputação : +30 Wanted :
0 / 1000 / 100

Data de inscrição : 06/12/2010

Ficha do personagem
Exp: 4860/6000
Lvl: 7
HP: 100%

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Fortitudo Lapidum - Camp

Mensagem por yoda em Sex 17 Fev 2012, 4:08 pm

[OFF: por motivos, substitui Zato por Bluesday. Que assim prossiga o inferno de vocês. ^^]

@Akkin

Quando se separaram, o exercito locomoveu-se para o local mais denso da floresta com o objetivo de não serem encontrados na hora de qualquer retirada estratégica. Ao chegarem, varias pessoas começaram a correr de lado a outro aprontando as coisas o mais rápido possível, sendo que uma parte do acampamento ficou entre as arvores. De primeira vista os componentes que formavam o exercito não era lá essas coisas, mais no decorrer de tudo percebia que haviam sido treinados arduamente para essa ocasião. Akkin havia se perdido do velho por conta da grande arrumação que todos estavam fazendo, mais logo o encontrou observando o nada.

-- Será um grande banho de sangue dessa vez..... Pelo menos isso terminará.

Virou-se para Akkin com a mesma expressão que esteve quando o viu pela primeira vez. Leve sorriso no rosto, como se não estivessem prontos para entrar em guerra.

Akkin o seguiu por alguns momentos para ao menos receber mais algumas informações, mais logo o velho pediu para que ele fosse à frente, para adiantar o trabalho, informou que poderia fazer como quisesse até mesmo levar algumas pessoas com ele, essa havia sido a única informação e ordem que recebera. Mesmo demonstrando felicidade, em seus olhos era mostrado algo incompreensível, traços de tristeza e um uma vontade de fazer algo realmente grande em questão à guerra. Na algazarra da locomoção de todos, Akkin perdeu o foco no velho por ter sido chamado a atenção por ver alguns esquemas em papeis perdidos, tanto no chão quanto em algumas mesas e percebia o quão longe aquele senhor queria ir. Continuou onde queria ir e aprontou-se para a batalha com uma desconfiança de que o velho ainda escondia alguma informação.


@Sassa

A ultima entrada era o dela, só que foi a primeira a ser deixa no local. Aquela sensação de que aquilo seria difícil, não saiu nem uma vez de perto dela. O samurai prosseguiu com os outros para que os mesmo possam continuar a missão.

Ao observar a entrada, percebe que a porta é que nem a de uma casa comum, a diferença é que os detalhes eram de pedras. Ao abrir a porta Sassa sente um bafo quente bater em seu corpo, com um grande incomodo no rosto, como se estivesse querendo queimar o rosto aproximando-se do fogo. Prosseguiu mesmo assim.

A caminhada havia sido longa até chegar ao local onde queria. Havia entrado em vários corredores e descido varias escadas e quanto mais fazia isso, mais quente ficava o local, chegou ao ponto de até suas roupas incomodarem de tão encharcadas que estavam por conta do suor, até seus pensamentos a incomodavam com aquele calor todo. Quando finalmente chegou, encontrava-se no subterrâneo, com o pilar no centro de um lago de magma logo à frente sendo alimentado por um riacho da mesma composição, que caia de uma entrada que havia sido construída e preparada para levar o magma até lá. Incrivelmente o calor ali não era tão intenso quanto os corredores mais ainda sim incomodavam. Havia alguns seres ali que aparentavam trabalhar, alguns localizados em volta do pilar, em uma construção que levava até o topo da caverna subterrânea, tal construção era bem grande mais não consehuia acompanhar o pico do pilar, ele talvez fosse localizado na superfície. Era uma surpresa que algo tão grande estivesse ali. A única pergunta seria, como aquilo poderia ter sido movido. Outros se encontravam em fileira indiana carregando alguma coisa nos ombros, seguindo a uma saída que um dragão passaria até mesmo se estivesse voando.

@Knock

Depois de ter deixado a garota em seu local de missão, Knock havia sido o segundo. Havia demorado um pouco por seus respectivos locais serem distantes um do outro. Após ficar só percebeu melhor como era o ambiente em sua volta, estava cauteloso por conta de inimigos, mas não continha nada lá a não ser um grande lago e uma construção próxima dele.

Andou por um tempo, analisando o local e logo percebeu que nada ali continha. Andou até o lago e o observou. Sua água tão limpa e transparente que, até mesmo no escuro, não ia conseguir ver muito bem seu reflexo. Seus olhos acompanhavam as ondulações que fazia conforme o vento vinha. A cada momento conseguia ver mais e mais o fundo até que, viu uma luz aparecer repentinamente e desaparecer da mesma forma, como sua visão estava focada não havia percebido de primeira, mais logo pode ver que onde ele estava olhando, era à ponta de um cristal, era tão grande que ocupava o fundo do lago por completo. Pensou estar enganado, talvez seu pensamento estivesse certo.

@Bluesday

Não se sentiu incomodado sendo o ultimo a ser levado a sua missão. Ao chegarem próximo da muralha o samurai mostrou um caminho que havia sido feita no primeiro ataque e era a partir dali que deveria tomar cuidado pelo castelo conter armadilhas em locais estranhos como aquele. Antes de entrar o samurai informou que o curso que ele deveria seguir seria a direita, que levava em direção ao palácio. O samurai acabou indo junto para fazer o reconhecimento do local, para ter a noção de novos perigos.

O corredor era bem extenso, mais nada de perigoso, passaram por ele como se estivessem passando por um corredor qualquer. Quando chegaram ao final dele, encontravam-se onde deveria ser o centro da cidade. O único detalhe era, não continha ninguém lá. Aparentava que haviam chegado a um cemitério, pelo tempo ser um pouco mais gélido e sombrio. Quando começaram a observar melhor o local, perceberam varias passagens entre barracas e casas. Algumas casas não eram tão altas, talvez desse para escalar, mais a rua em si, mostrava-se como um labirinto. Cada um seguiu seu caminho, mais ambos tiveram o pressentimento de estarem sendo observados por um animal sedento por sangue. Não andou muito até escutar um bater de espadas e um urro de dor. Não achava que seria o samurai, mais não se esquento da mesma forma. Alguns passos depois podia ver sobre as casas algo grande, o palácio. Foi chegando mais próximo sendo bem cauteloso para não ser encontrado. Quando finalmente chegou a ver a entrada teve uma surpresa, vários soldados estavam de guarda na porta, como se estivessem esperando-o. Sozinho talvez conseguisse, mais, e se tivesse alguém mais forte depois? Teria energia para enfrenta-los?

[obs: talvez haja atualizações no post para a hospedagem de imagens para facilitar, poderão postar sem a menor interrupção. Obrigado por sua atenção. Outra coisa, como acabei pulando a parte da hora, só pra informar que estão no meio da tarde, umas 15:00 mais ou menos]

Aliados
Inimigos
*Ação*
avatar
yoda
Andarilho
Andarilho

Número de Mensagens : 244
Idade : 23
Localização : Brasília-DF
Reputação : Neutro Wanted :
0 / 1000 / 100

Data de inscrição : 06/03/2010

Ficha do personagem
Exp: 950 / 1000
Lvl: 2
HP: 100%

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Fortitudo Lapidum - Camp

Mensagem por Sassa em Sab 18 Fev 2012, 1:14 am

Após uma longa e cansativa caminhada finalmente cheguei ao meu destino, eu seria a primeira a ficar e os outros seguiram com o velho pela estrada, fui na direção indicada e logo encontrei uma porta muito parecida com a de uma casa comum, mas quando abri senti uma onda de calor que me fez recuar alguns passos.

- Pelo calor com certeza é aqui que fica opilar do fogo. - Olhei para trás uma ultima vez para me certificar que estava realmente sozinha e então entrei.

Era um lugar extremamente quente, haviam muitos corredores e escadas, todas elas descendo, o que era bem estranho, aquela altura já estava a muitos metros abaixo do solo, mesmo assim continuei seguindo pelo caminho até que cheguei a uma grande câmara no subsolo, o lugar era imenso e no centro estava meu objetivo, o pilar do folgo envolto numa piscina de magma fervendo, uma cachoeira de magma saía da parede atras do pilar, mais a frente haviam varias construções, uma delas tao grande quanto o pilar, chegava quase ao topo da câmara.

Quando olhei mais atentamente notei que havam pessoas ali, apertei os olhos para ver quem poderiam ser e o que estavam fazendo, mas quando reparei nao pareciam ser bem humanos, estavam trabalhando, carregando algo para um tunel grande que havia ali.

Sabrina - Como alguém consegue trabalhar aqui! Eu to quase derretendo de tanto calor... - De repente uma leve dor de cabeça e a voz que eu tanto temia veio a minha mente sussurrando.

Sassa - Sinto um grande poder vindo daquele pilar... - A dor indicava claramente que Sassa estava reagindo aquele poder tentando se libertar do meu bloqueio, mas não podia deixar aquilo acontecer naquele lugar, provavelmente ela nos mataria tomando alguma atitude insana.

Sabrina - Como vou destruir isso? É impossível eu chegar perto dele, como posso destruí-lo?

Sassa - A torre... Vá para a torre mais alta...
- Ela sussurrou de novo.

Naquele momento algo despertou, realmente poderia haver alguma resposta naquelas construções que me ajudariam na minha tarefa, o problema era como eu passaria pelas criaturas ali sem ser vista, o único jeito seria ir me escondendo por traz das pedras e das torres até chegar na torre mais alta, era provavelmente a de maior importância dali, com certeza me daria respostas.

avatar
Sassa
Aventureiro
Aventureiro

Número de Mensagens : 195
Idade : 22
Localização : rio de janeiro - rj
Reputação : Neutro Wanted :
0 / 1000 / 100

Data de inscrição : 23/11/2011

Ficha do personagem
Exp: 0/1000
Lvl: 1
HP: 100%

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Fortitudo Lapidum - Camp

Mensagem por Bluesday em Dom 19 Fev 2012, 2:04 pm

O samurai ia conduzindo o grupo até seus respectivos caminhos. O elfo foi o último a ser deixado, provavelmente o pilar de sua missão era o mais distante de todos e futuramente seria um incomodo para ir se reunir com os outros, por ser mais o caminho longo.

Os dois haviam seguido em frente, o samurai para fazer um reconhecimento e Tenkai para ir fazer sua missão. Passaram enfim por uma cidade, estava acabada e desolada de qualquer alma, talvez apenas os vermes e insetos estariam ali para se aproveitar de algo podre, pois aquela cidade parecia o resultado de uma batalha próxima ou dentro da cidade e, como consequência os moradores foram obrigados a fugirem dali.

A parti dali os dois tomaram rumos diferentes. No processo da jornada o elfo pode escutar alguns barulhos, porém nada que chama-se muita atenção do aventureiro. Continuou seu caminho, até que os primeiros sinais do palácio foram aparecendo e dai em diante o elfo começou a ser mais cauteloso em seus passos e apurando mais seus sentidos élficos para não ser surpreendido por nada.

Finalmente estava diante a entrada para seu destino, entretanto sua passagem não era animadora, havia vários guardiões protegendo a entrada e isso não era nada bom. O elfo começou a analisar seus possíveis adversários. Observou suas aparências, postura, guarda, armaduras, armas, posicionamento que eles estavam, procurou identificar quem estava mais cansado, com fome, sede, e devidas outras coisas para poder agir com prudência.

Com o passar do tempo o elfo começou a bolar algum plano de infiltração no palácio, porém ele não saiu de onde estava, iria esperar anoite-ser e ver se o número de guardas iria diminuir, facilitando mais sua entrada, pois o mesmo queria passar sem nenhuma alarmo, prejudicando mais sua tarefa.

Seu proposito era agir durante a noite e por fim na madrugada se chega-se a tanto, afinal o elfo poderia ter mais liberdade para transitar pelo palácio sem ser descoberto. E inimigos que aparece-sem pelo caminho, o elfo teria que dar cabo deles ou morreria tentando, no máximo se tivesse sorte seria mantido como prisioneiro para descobrirem por que ele estava invadindo aquele lugar, saber o que pretendia e se havia terceiros por trás disso, como realmente era.

Então o elfo apenas esperou o momento exato para poder então por em pratica seu plano. Se manteve oculto dos olhos e dos ouvidos de qualquer ser que pode-se estar por ali e manteve seu foco.


oFF - Yoda, como descrevi no post, gostaria dos detalhes da situação dos guardas com um certo detalhe a mais, se possível e se não for pedir muito, uma espécia de mapa da posição deles, tipo, a distancia que cada guarda esta um do outro, do portão de entrada, quem está dando mais brecha e quem não está. Essas coisas sabe. E o mapa é bem fácil de fazer, no paint meso você pode fazer, fazendo uma linha do que seria o portão e uma linha mais grossa do muro e círculos que seriam os soldados. Isso facilitaria bastante a noção Agradeço desde já.
avatar
Bluesday
Desbravador
Desbravador

Número de Mensagens : 437
Idade : 28
Localização : Lá com os cent's...
Reputação : +30 Wanted :
0 / 1000 / 100

Data de inscrição : 06/12/2010

Ficha do personagem
Exp: 4860/6000
Lvl: 7
HP: 100%

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Fortitudo Lapidum - Camp

Mensagem por Knock em Sab 25 Fev 2012, 2:23 pm

Knock fora o segundo a ser deixado no seu respectivo lugar, a caminhada fora longa, porém ao invés de ser afoito, decidiu ser cauteloso, pois se tratava de algo sério para se cometer deslizes os quais poderiam não só comprometer a sua missão como também a de seus companheiros e assim tomando cuidado para não fazer nada de errado prosseguiu em sua caminhada. Esperava que os outros agissem com cautela também.

O golem decidira, ainda em sua caminhada, que não iria criar nenhuma expectativa sobre os inimigos ou outras coisas relacionadas aos mesmos, põem se desapontou ao se deparar com o território, pois este estava aparentemente vazio e sinceramente Knock esperava algo mais. Entretanto iria permanecer calmo, cauteloso e tentaria observar todos os detalhes sobre o lugar.

Knock andou pelo local procurando pelo seu alvo, porém nem a construção que o samurai havia comentado estava lá, então andou mais um pouco e dirigiu-se ao lago a fim de observá-lo, esperava encontrar algo, a final sua missão se tratava de água.

O garoto gostava de água e as demais coisas que tinham ligação com esta; a sua terra natal, embora estivesse no meio de uma floresta, era muito seca e não havia muitos lagos ou rios, água era um recurso escasso, por isso, toda vez que tinha oportunidade, ficava a admirar os lagos e por isso se direcionou ao mesmo e pôs-se a fitá-lo.

Ao admirar a beleza das águas cristalinas, a maneira de como formavam ondas e a maneira como essa se portava perante a imponência do vento e das brisas, acabou percebendo que havia em seu interior uma espécie se cristal, cuja ponta parecia ocupar todo o lago, esse parecia ser o seu alvo, a construção que o seu guia o havia mencionado.

Porém ao analisar com cautela, pôs-se a desconfiar, então arrancou um fio de cabelo de sua cabeça, sentiu uma pequena dor nesse ato, o amarrou em uma pedra que pegara do chão e feito isso a jogou no lago. Fez isso, pois pensou que se estava perante uma guerra e nenhum soldado estava ali para proteger aquele ponto estratégico poderia haver alguma magia protegendo o local e se algo acontecesse ao fio de cabelo iria acontecer com ele, logo poderia pensar em outra estratégia de ataque.

Esperava que nada de mal acontecesse, pois isso dificultaria mais ainda a sua missão, porém sabia que quando se tratava de guerras tudo ficava mais complexo do que aparentava, logo tudo poderia acontecer e sabendo disso a cautela de Knock aumentava.
avatar
Knock
Narrador em Teste
Narrador em Teste

Número de Mensagens : 148
Reputação : Neutro Wanted :
0 / 1000 / 100

Data de inscrição : 14/05/2011

Ficha do personagem
Exp: 350/1000
Lvl: 1
HP: 100%

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Fortitudo Lapidum - Camp

Mensagem por Kronos Hiily em Seg 27 Fev 2012, 12:37 am

Akkin finalmente partira. Num determinado momento, os tais camponeses mudaram totalmente a postura. Avançavam para dentro da floresta. Pelo visto ali era o seu território. As suas lutas, pelo visto, não seria tão em vão como o garoto pensava. Sem outra alternativa já que estava seguindo o velho, Akkin entrou também naquela grande imensidão verde e estranhou alguns comentários vindos daquele senhor a sua frente.

“Afinal, espero que esse cara esteja falando de banho de sangue inimigo... E o que vai terminar?” – Pensou. Achou melhor deixar de lado aquela situação e se concentrar no que deveria. Recebera a instrução de que poderia ir à frente sem nenhum problema e que ainda poderia levar alguns soldados ao seu dispor. Analisou as plantas de batalha e acabou se perdendo do velho, mas agora isso não importava...

Achava que aquele senhor escondia algo mais. Algo estava errado, mas não tinha muito tempo para ficar tirando duvidas. Selecionou dois arqueiros competentes e dois três lanceiros com um bom e grande escudo. Akkin seria a linha de frente e formaria uma linha espartana logo atrás com os lanceiros. Cada um protegendo a lateral de seu “amigo”. Os arqueiros iriam vir logo atrás, de preferência escondidos na mata, dando suporte de longo alcance.

Seria aquele grupo e ponto final.

- Hoje, vocês não vão temer. Vão escrever a história de vocês com sangue e seus filhos saberão e os filhos de seus filhos também conhecerão as suas lendas. Avancem sem medo!

Depois das palavras de encorajamento, partiu rumo ao seu objetivo.
avatar
Kronos Hiily
Punk Demon
Punk Demon

Número de Mensagens : 261
Idade : 21
Localização : Belém - Pará
Reputação : Neutro Wanted :
42 / 10042 / 100

Data de inscrição : 06/03/2010

Ficha do personagem
Exp: 3400/4000
Lvl: 3
HP: 100%

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Fortitudo Lapidum - Camp

Mensagem por yoda em Ter 28 Fev 2012, 3:23 am

@Sassa

Por temer que Sassa liberta-se de seu controle, Sabrina ficou imóvel durante um tempo, tanto planejando quanto controlando e conversando com Sassa. O sentimento que Sassa sentia sobre a pedra era tão forte que era um pouco inquietante para as duas, mais Sabrina podia sentir melhor e uma coisa que Sassa não podia um sentimento de poder, mais que está sendo controlado ou impedido de alcançar seu verdadeiro patamar de força, e quando menos esperava escutou e sentiu uma bufada forte vindo de suas costas, era uma respiração quente e que claramente vinha de cima. Sua atenção havia sido demasiadamente alta em relação com a libertação de Sassa e aquele sentimento de poder que acabou esquecendo que não estava totalmente protegida ou camuflada, ainda estava perceptiva para quem viesse da porta, o mesmo local que a fez chegar ali. Quando virou viu uma criatura grande e feia, lembrando muito um demônio de imagens de livros de bíblias. A única coisa que lembrava em relação com a criatura era sua aparência semelhante a um Orc vermelho misturado com um golem do fogo.

Nesse mesmo período de tempo, a criatura atacou Sabrina, mais seus movimentos não eram tão rápidos, e mesmo antes do ataque chegar em Sabrina, a criatura acerto a rocha em que ela se escondia, por conta disso acabou deixando o braço preso. Com um pensamento rápido, a criatura atacou com o outro braço, nele contendo uma braceleira de ferro com alguns espinhos localizado entre o pulso, dedos, e próximo ao cotovelo, com a parte pontuda virada para o tórax.


@Bluesday

Ficou a analisar os seus oponentes. No total eram dez soldados, sua linha de ordem era a de um semi-circulo formando um ângulo de 180 graus, uma linha próxima do portão com cinco soldados, dois mais próximos um do outro em cada lateral e um no centro mais afastado dos mesmos, a mesma coisa era para o circulo, dois mais unidos nas laterais e um no centro mais afastado. O soldado da linha reta estava na mesma direção do que estava no circulo, esses dois seriam o ponto de 90 graus. Analisou também como era o portão. O portão era de ferro com brechas entre eles lembrando uma grade de prisão, as barras eram de cinco metros cada com a ponta lembrando a de uma flecha ou lança. Suas brechas eram de 60 centímetros cada. Tirando essa região e olhando alem dos guardas e do portão a entrada do castelo era aberta sem nada como porta e sem nenhum soldado.

Pelo ângulo de onde estava, tinha uma boa visão de tudo, era um bom esconderijo também por ser entre as casas que ajudavam a escurecer ainda mais. Ficar ali parecia ser perda de tempo, mais permaneceu. Quando as luzes do sol começaram a se extinguir, começou a se preparar para algumas formas de adentrar no castelo, de repente uma grande luz branca lhe chamou a atenção, vindo de um grupo de janelas, simbolizando que ali era um quarto. Havia pensado que era somente impressão sua, mas realmente sentiu um grande poder vindo daquele quarto em conjunto do brilho, a presença do brilho havia sido tão grande que aparentava que um grupo de dragões com intenções assassinas estavam sobrevoando o local. Como um bom soldado esqueceu rapidamente o ocorrido concentrando sua atenção novamente aos soldados, não sabia exatamente o que ocorrera, mais os mesmo estavam contorcendo-se de dor, alguns de joelhos quase se deitando no chão espumando muito pela boca, outros tentavam se contiver de pé com a ajuda de suas armas, espada, lanças e machados. Aquilo realmente era perturbador, por conta de que de repente eles ficaram daquele jeito. Será que seria uma boa hora para tentar fazer alguma coisa?


@Knock

A noite estava chegando e seu feito não ocorrera em feito algum até o momento, como nada havia acontecido Knock vasculhou mais um tempo com seus olhos o ambiente. Nem mesmo um inimigo ou ameaça, mais por conta da escuridão que estava sendo formada pela ausência do sol a luz azul que vinha do lago parecia ainda mais intensa. Quando estava desanimando Knock sentiu uma grande e poderosa presença, não só por conta do fio de seu cabelo, mais o lago todo estava transmitindo isso, sem contar à luz que queimava um pouco suas córneas por conta de ser tão intensa, ainda mais se ficasse olhando diretamente para ela. Quando a luz sumiu, Knock passou um tempo estático por conta daquela força que era transmitida, mais não por muito tempo. Analisou o ambiente novamente para ver alguma alteração e estava pensando seriamente se ainda queria continuar tal missão, estava fácil demais e ninguém aparecia.

Quando alguns procuram paz, Knock queria ao menos um pouco de algazarra, pelo menos para ver seu treinamento em pratica. Quando menos esperou escutou movimentos vindos do lago, como se alguém estivesse saindo do lago em grande velocidade, quando pousa um ser aparentemente aquático do outro lado do lago. A forma era a de um humano, mais com o corpo todo composto por escamas, contendo guelras e nadadeiras. O único detalhe é que algumas partes suas estavam cortadas, até aparentava ter travado uma batalha há pouco tempo. Suas feridas eram bem nítidas. Seria um homem- peixe morto vivo? Enquanto o analisava não havia percebido que não era somente o único com aquele ser que havia aparecido, um grupo muito grande havia se formado, aproximadamente 17 seres, e ainda estava a surgir ainda mais.

Os analisou e logo percebeu que o mais próximo estava se aproximando para um ataque. Sua posição era para um soco direto e a cada milésimo de segundo sua velocidade aumentava, o que proporcionaria um ataque bem mais efetivo, mais era tão previsível que Knock não tinha com o que se preocupar.


@Akkin

A escuridão estava começando a tomar conta do campo de batalha, por conta da demora de outros, Akkin não pode apressar-se para o combate. Quando todos estavam prontos e com suas palavras de encorajamento, Akkin pode ver que não importava o que, mesmo que eles morressem, eles iriam ajudar com que o jovem garoto seqüestrado conseguisse chegar ao seu objetivo para salvar o povo de quem eles tanto tinham orgulho. Com a primeira ordem, eles obedeceram rapidamente e fizeram tão bem feito, que nem mesmo Akkin estava encontrando aberturas em suas defesas, isso fez garantir a Akkin que não iria se preocupar com eles. Já na metade do caminho, foram tendo a visão da muralha com mais perfeição, vendo melhor seus detalhes. Achara estranho de que no caminho nada os tivesse atacado, as duas torres com o resto da muralha não continha nenhum arqueiro ou qualquer coisa que pudesse atirar neles. A corredeira que antes estava ali, agora é só um lago, por conta do fechamento da corredeira que levava direto ao interior do reino. Puderam chegar até o portão de entrada sem nenhum contra tempo. Akkin não entendia o que ocorrera, mais estava sempre alerta para qualquer coisa ainda mais em pé de guerra. Enquanto analisava melhor de como poderia entrar, um dos soldados aproximou-se do portão e somente com o tocar de mão, um barulho havia sido feito, acompanhado com o tremor do chão de onde eles estavam.

Não foi como o esperado mais ao menos ia lutar. Depois do tremor e do barulho, o chão começou a abrir na metade do da estrada tendo uma largura de 15 metros, contendo espinhos no fundo do mesmo, em seguida outra abertura terrestre, mais dessa vez começou a sair soldados e os mesmo começaram a se alinhar em direção onde o restante estaria. Akkin ficou por um segundo sem ação por conta de acontecer muito rápido, quando menos esperou o portão em que estavam próximos começou a abrir e logo atrás dele podia ver vários soldados armados em ponto de partida e mais atrás o pilar da terra contendo um brilho imensamente grande contendo também uma grande energia sendo transmitida não só pela luz, mais ele mesmo já transmitia essa força. Somente por conta dela, esmagava a coragem de qualquer um e ela refletia nos soldados. Para Akkin era algo tenebroso, mais ele sabia diferenciar as forças. Quando a luz se apagou os soldados começaram a correr em frente a eles. A única vantagem do grupo de Akkin é que o portão ainda não estava totalmente aberto, sua desvantagem, seu grupo tinha sido esmagado pelo poder do pilar.


[Off: Como as coisas ficaram de sacanagem com a minha cara, peço desculpas por não ter aderido imagens para uma melhoria no entendimento, tentei descrever o que pude. Espero que gostem. Obrigado pela compreensão e atenção. ^^]

Inimigo
Aliado
*Ação*
avatar
yoda
Andarilho
Andarilho

Número de Mensagens : 244
Idade : 23
Localização : Brasília-DF
Reputação : Neutro Wanted :
0 / 1000 / 100

Data de inscrição : 06/03/2010

Ficha do personagem
Exp: 950 / 1000
Lvl: 2
HP: 100%

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Fortitudo Lapidum - Camp

Mensagem por Sassa em Qua 29 Fev 2012, 10:56 am

Eu estava concentrada em manter minha mente sã, caso contrario Sassa chegaria e estragaria tudo, já era complicada a situação na qual eu estava para ainda ter que lidar com uma segunda personalidade querendo me possuir.

Estava conseguindo controla-la porem logo fui interrompida por uma baforada atrás de mim, quando me virei vi algo parecido com uma besta de fogo, que não me deu muito tempo para pensar, para minha sorte seu primeiro ataque foi lento e mal sucedido, acertando a pedra ao meu lado, mas logo ela atacou com o outro braço, no que parecia ser um soco em minha direção.

Pulei para o lado rolando no chão e parando agachada para poder desviar do golpe da coisa, que passou a poucos centímetros do meu corpo, fiquei olhando para ele tentando entender como aquilo acontecera.

Sabrina – De onde... Ah droga, veio pela porta claro!

Eu não tinha muito tempo para pensar em como a criatura havia chegado ali, precisava correr, estava desarmada e dificilmente conseguiria derrotar aquilo, fui então em direção às torres para tentar despista-la como havia conversado com Sassa a poucos minutos, queria descobrir logo o segredo daquele pilar, e tinha quase certeza que as respostas estariam numa daquelas torres em volta do lago de magma.
avatar
Sassa
Aventureiro
Aventureiro

Número de Mensagens : 195
Idade : 22
Localização : rio de janeiro - rj
Reputação : Neutro Wanted :
0 / 1000 / 100

Data de inscrição : 23/11/2011

Ficha do personagem
Exp: 0/1000
Lvl: 1
HP: 100%

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Fortitudo Lapidum - Camp

Mensagem por Bluesday em Qua 29 Fev 2012, 5:43 pm

Tenkai estava bem escondido e esperando a noite cair para poder agir, e logo isso aconteceu, os primeiros sinais de que a noite chegava estava acontecendo com o escurecer do dia e o sol se pondo.

O elfo estava ainda sem ideias do que fazer para passar despercebido pelos soldados ali presentes e isso vinha incomodando o guerreiro, pois não queria perde tanto tempo ali, porém um clarão vindo de um quarto em uma das casas chamou a atenção do elfo, sentiu algo anormal daquele lugar, mas não tinha certeza do que poderia ser, apenas permaneceu aonde estava e voltou seus olhos para o grupo de soldados.

Ao ver os soldados, se deparou com homens caindo de dores e se contorcendo, parecia até que um ser invisível estavam atacando eles. Aparentemente o elfo poderia parecer assustado pela cara que fez, mas por dentro o elfo estava tão calmo quanto um bicho preguiça poderia ficar, afinal o aventureiro já viu cenas mais bizarras do que aquilo. Então os soldados ali passando mal era uma visão normal para Tenkai.

Mas foi nesse momento que surgiu a grande ideia ousada do elfo. Os soldados estavam todos desconcentrados de seus postos e na guarda, que até uma lesma passaria por eles sem eles notarem, então rapidamente o elfo por impulso saiu de onde estava e correu entre os soldados até passar pelo portão sem que os mesmo percebe-sem, afinal o elfo era bem rápido e conseguiria vencer distancias e corridas com facilidade, entretanto Tenkai não baixou sua guarda, se houve-se algum soldado que atrapalha-se sua invasão, o elfo logo sacaria sua espada em um saque rápido e o golpearia e logo adentraria no local.

Se tudo aquilo não desse certo, e fosse apenas uma armadilha, o guerreiro teria que improvisar rápido.
avatar
Bluesday
Desbravador
Desbravador

Número de Mensagens : 437
Idade : 28
Localização : Lá com os cent's...
Reputação : +30 Wanted :
0 / 1000 / 100

Data de inscrição : 06/12/2010

Ficha do personagem
Exp: 4860/6000
Lvl: 7
HP: 100%

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Fortitudo Lapidum - Camp

Mensagem por Knock em Dom 04 Mar 2012, 6:22 pm

A noite já estava chegando, porém nenhum alvo era encontrado por Knock, nenhum inimigo, nenhuma construção, só o lago o incomodava e ele se deixava levar pela ilusão de ver algum tipo de cristal, porém como o tempo parecia passar rapidamente não se prendia em deslumbrar de tal visão, pois havia uma missão a ser cumprida.

Com o tempo, o golem percebeu algo que ainda não havia percebido, uma luz azulada emanava do lago e com o anoitecer a tal luz aumentava e como aumento dela, uma presença poderosa também podia ser notada por ele, parecia que todo o lago estava acordando com o anoitecer.

Finalmente Knock iria ter a sua habilidade posta em prática, o golem ouvira alguns movimentos vindos das águas tranqüilas do lago e ao olhar melhor conseguiu distinguir o ser que de lá saíra; era uma espécie de homem-peixe, ele possuía escama pelo corpo e todas as outras características de um peixe, mas as feridas abertas em seu corpo davam características diferentes àquele ser... Talvez fosse o poder do pilar da água, curar ou dar forças... Knock não sabia ao certo, o que podia fazer eram hipóteses sobre o assunto.

Enquanto Knock analisava o ser, outros 17 seres, os quais não conseguia detalhar, se ajuntavam e cada vez mais e mais seres se ajuntavam ao grupo o qual crescia mais e mais, porém não havia problema, pois o golem ansiava por lutas e não se preocupava com quantidades, já que havia sido criado para guerrear sozinho contra exércitos.

O ser aquático se aproximava para atacá-lo, sua velocidade aumentava a cada instante, com certeza o soco teria efeito total se fosse acertado por ele, porém o ataque era obvio demais. Parecia muito com a tática primária do golem, talvez a técnica do homem-peixe não fosse igual ao dele, mas uma que tivesse um efeito semelhante e se atentando a isso, desembainhou a espada, não iria matar o “homem”, porém iria atacá-lo de tal modo que ficaria inconsciente.

Era a hora de lutar, finalmente o golem iria mostrar um pouco de sua habilidade, uma expressão diferente começava a surgir no rosto de Knock, era perversa, até mesmo maligna. Talvez a missão não fosse nem tão complicada como aparentava, porém não iria subestimar as técnicas dos inimigos, iria lutar como se fosse o treino com o elfo mais experiente que o treinara, porém não como um amigo, mas sim com o pior inimigo que poderia ter.
avatar
Knock
Narrador em Teste
Narrador em Teste

Número de Mensagens : 148
Reputação : Neutro Wanted :
0 / 1000 / 100

Data de inscrição : 14/05/2011

Ficha do personagem
Exp: 350/1000
Lvl: 1
HP: 100%

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Fortitudo Lapidum - Camp

Mensagem por yoda em Seg 12 Mar 2012, 11:33 pm

@Sassa {HP:100%, MP:100%}

Enquanto corria, Sabrina havia esquecido de uma coisa crucial, os outros seres que lá se encontravam. Pode perceber que havia sido notada, quando a criatura atacou e prendeu o braço na pedra. Como ela é um ser rápido conseguiu chegar bem perto do lago de magma antes de ser totalmente interrompida por outros seres tão feios e monstruosos como o anterior. Quando pretendeu construir uma nova rota, já era tarde, quando olhou para os lados e para trás encontrava-se encurralada por esses monstros. Era um momento de tensão e a cada passo deles fechava ainda mais as oportunidades de fugas.

(...)

De repente escuta uma frase que pode ser entendida como uma ordem, não era uma linguagem reconhecida por Sabrina, soava bem estranha, e logo em seguida escuta uma risada feminina, uma voz fina e aguda, mais ao mesmo tempo sedutora.

-- São os melhores tipos de trabalhadores, mais os piores tipos de guerreiros. Espero que eles não tenham feito muito estrago ao seu corpo, quero deixa-lo junto aos meus outros troféus. Fufufufufufu(isso é uma risada).

O novo ser aparece sentada em cima do ombro de um dos grotescos seres. Sua aparência era de humana com belos cabelos lisos e grandes com cores mistas entre o preto e vermelho, vestida com um tomara que caia preto com detalhes soltos próximos até suas coxas, calças coladas de cor preta com detalhes brancos e vermelhos como se fossem escritas, calçando uma bota preta com bico fino e o salto bem alto, que aparentava mais uma agulha grande do que um salto normal. Sabrina sabia que não era humana por suas asas logo amostra em suas costas.

-- Espero que você sirva pelo menos para um treinamento, estava ficando entediada.

@Bluesday {HP:100%, MP:100%}

Incrivelmente não houve nenhum problema em passar pelos guardas, sua velocidade foi tão alta para os guardas que a única coisa que eles fizeram foi se levantarem. As grades do portão eram bem largas o que facilitou mais ainda a invasão de Tenkai. Quando começou a caminhar em direção a porta do castelo, percebeu que ainda havia outros seres por perto, que eram encontrados dentro do castelo. Sabia disso por duas razões, a primeira por não deixar sua guarda baixa e a segunda, por sentir a grande força que eles transmitiam a grande vontade de batalhar e a sede de sangue. Não eram como o grupo que ele havia deixado quando passou pelo portão, estavam em um nível semelhante ao de Tenkai.


Encontrava-se agora em um espaço aberto entre o portão e a simples porta para entrar no castelo, com poucos lugares para se esconder sendo elas moitas, pequenos becos e atrás de pilastras. Se olhasse o cenário por completo podia ver pequenas janelas encontradas um pouco distantes dele e de porta somente a entrada principal onde provavelmente levaria ao salão principal do castelo, suas escolhas não eram muitas, ainda mais sabendo que um pequeno grupo de soldados estava indo para onde ele estava. Os passos estavam se aproximando a cada minuto.

@Knock {HP:100%, MP100%}

A cada minuto Knock estava derrubando um inimigo, acertando-os para deixa-los inconscientes. Sua vontade era tanta e os inimigos eram tão fracos que o cansaço nem havia passado por sua cabeça ou sentido por seu corpo, estava muito entusiasmado. Com um glorioso movimento, abate o seu ultimo inimigo, acertando as costas da espada bem forte em sua nuca. Ainda com a espada em mãos, Knock só fica a apreciar o novo cenário, que é encontrado com vários corpos jogados no chão e sem nenhum sangue derramado.

-- Meus parabéns, acho que você não recebeu um treinamento tão fútil, pode durar até o final....Fico feliz com isso....que tal me dizer seu nome? Assim posso deixa-lo como um dos principais bonecos de guerra.

A voz havia aparecido de repente, e não dava para saber onde podia encontra-lo, pois a voz ecoava em todo o local.

Quando menos percebeu, viu seus inimigos, antes deixados inconscientes no chão, levantando e logo indo em direção a ele.

-- Round 2... Se ganhares, duelaremos como dois esgrimistas. Considere-se com sorte por isso.

*No momento que o primeiro se aproximou e o atacou*, Knock pode perceber que não estavam como antes, tanto a velocidade quanto a força estava demasiadamente grande, soube quando bloqueou o golpe com sua espada e o inimigo o fez recuar alguns passos para trás.

@Akkin {HP: 98%, MP: 100%}

Akkin havia ficado um pouco preocupado com os seus aliados, pois ele havia perdido uma grande parte de seu suporte, a única coisa que pode fazer quando o primeiro ataque veio foi proteger, estava tanto se protegendo como protegendo os soldados atrás dele, *o que lhe causou um desvio de atenção e recebeu um golpe inimigo, por sorte não havia sido tão grave.*


[off: Perdão por qualquer coisa, estou passando por crise de imaginação e um pouco de preguiça, espero que compreendam. Akkin veio me avisar que está entupido de coisa e não pode postar. Obrigado por sua atenção ^^]

Aliados
Inimigos
Ação*
avatar
yoda
Andarilho
Andarilho

Número de Mensagens : 244
Idade : 23
Localização : Brasília-DF
Reputação : Neutro Wanted :
0 / 1000 / 100

Data de inscrição : 06/03/2010

Ficha do personagem
Exp: 950 / 1000
Lvl: 2
HP: 100%

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Fortitudo Lapidum - Camp

Mensagem por Knock em Ter 13 Mar 2012, 8:38 pm

Havia sido uma boa luta para esquentar os músculos e relembrar um pouco de seu treinamento. Nenhum sangue derramado. Ninguém morto. Todos caídos inconscientes e inertes ao chão.

De repente uma voz quebrou o silêncio que ficara após a breve luta
-- Meus parabéns, acho que você não recebeu um treinamento tão fútil, pode durar até o final....Fico feliz com isso....que tal me dizer seu nome? Assim posso deixa-lo como um dos principais bonecos de guerra.
Knock deu um breve riso, mostrava entusiasmo e vontade de ver o adversário, queria enfrentá-lo, ele possuía um tom de voz arrogante e parecia ser mais forte que os demais. Com simplicidade falou.
-- Meu nome saberá após eu lhe vencer!— Deu uma breve pausa refletindo sobre as palavras do ser e prosseguiu-- Boneco?!—Agora estava não só entusiasmado com a luta, a situação se tornara mais que uma guerra entre desconhecidos, a palavra houvera mexido com o intimo do golem, estava mais que determinado a vencer o oponente.

No momento no qual estava falando, os seres que Knock havia derrubado se levantaram e começaram a atacá-lo, porém como o golem ficara atento mesmo durante a fala logo percebeu a ação dos oponentes e realizou o contra ataque. Estavam ligeiramente mais fortes e rápidos.

A determinação do jovem golem era muito grande, não queria matar os “peixes”, porém não sabia se já estavam mortos e sendo usados como bonecos ou se eram soldados, de qualquer jeito iria continuar com a mesma técnica de antes, porém iria utilizar mais força, mas não tomaria cuidado para não ferir os inimigos, talvez dessa vez algum deles saísse morto.

Pela promessa do ser, cujo nome ainda não sabia, iria duelar com ele depois da luta com os que se levantaram, entretanto não iria se apressar, iria fazer seu dever bem feito e após isso, se o adversário fosse de palavra, iria duelar com ele e vencê-lo.
avatar
Knock
Narrador em Teste
Narrador em Teste

Número de Mensagens : 148
Reputação : Neutro Wanted :
0 / 1000 / 100

Data de inscrição : 14/05/2011

Ficha do personagem
Exp: 350/1000
Lvl: 1
HP: 100%

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Fortitudo Lapidum - Camp

Mensagem por Sassa em Sab 17 Mar 2012, 1:54 pm

Era a hora de correr, não poderia vencer aquela coisa desarmada e nem era este meu desejo, eu apenas queria que aquilo tudo acabasse, de uma simples noite na praça, havia sido trazida para lutar uma guerra que nao é minha e agora estava prestes a ser morta por uma coisa monstruosa, enquanto corria outros monstros vinham me seguindo. - Esta ficando pior, preciso dar um jeito nisso. - A dor em minha mente voltava a ficar forte novamente, mas não dava para parar de correr agora.

Quando cheguei perto do lago de fogo os monstros me cercaram, era o fim da linha, ou eu os enfrentava ou eles me matariam, eles se aproximavam lentamente fechando o cerco e me encurralando bem em frente ao lago de magma, de repente ouço uma voz aguda vindo de trás dos monstros, um dos monstros aparece carregando uma mulher com asas, era bonita e se vestia de forma exótica, seus cabelos multicoloridos lhe davam uma aparência ainda mais estranha.

-- São os melhores tipos de trabalhadores, mais os piores tipos de guerreiros. Espero que eles não tenham feito muito estrago ao seu corpo, quero deixa-lo junto aos meus outros troféus. Fufufufufufu.

- Quem é voce? O que quer comigo hein? - Ela devia ser a líder daqueles monstros com certeza, pois com apenas uma ordem eles pararam imediatamente, mas antes que pudesse pensar no que fazer Sassa novamente se manifestou e dessa vez com força, eu ja estava completamente desconcentrada, era questão de tempo até que ela me possuísse.

Sassa - É óbvio o que ela quer queridinha... Quer matar você!

Sabrina - Eu nao vou deixar isso acontecer, e muito menos deixarei você sair...

Sassa - Huhuhu... Você não tem escolha... Se não me libertar... Nós duas morreremos...


Pensei por alguns segundos e percebi que por mais terrível que fosse a realidade, ela tinha controle sobre a maior parte do meu poder, se eu não a libertasse, realmente estaríamos perdidas.

-- Espero que você sirva pelo menos para um treinamento, estava ficando entediada.

Quando ela disse aquilo, percebi que Sassa estava certa, ela queria mesmo me matar, nao tinha outra escolha a nao ser deixa-la agir.

Sabrina - Esta certo... Afinal, você também depende desse corpo para "viver" então já que quer tanto lutar, então vá...

Assim que terminei a frase fechei os olhos, foram menos de 3 segundos para que tudo acontecesse, estava agora inconsciente, não via nem sentia nada, Sassa entrara em ação e a unica coisa que eu podia fazer agora, era rezar para que ela não nos matasse.

[Habilidade passiva ativada Hysteria: 60% de mp +1 em força, +1 Velocidade de mov., +1 vitalidade.]
[Sassa...]

- Ei, diaba com asas, vamos terminar logo isso, não tenho a vida toda... - Disse encarando-a com um sorriso maligno no rosto, era minha chance de provar meu poder depois de tanto tempo presa, seria no minimo divertido e o máximo que poderia acontecer era uma de nós morrer.
avatar
Sassa
Aventureiro
Aventureiro

Número de Mensagens : 195
Idade : 22
Localização : rio de janeiro - rj
Reputação : Neutro Wanted :
0 / 1000 / 100

Data de inscrição : 23/11/2011

Ficha do personagem
Exp: 0/1000
Lvl: 1
HP: 100%

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Fortitudo Lapidum - Camp

Mensagem por Bluesday em Qui 22 Mar 2012, 10:25 pm

Tenkai estava sem opções e teria que agir conforme o ritmo da marcha dos soldados que se aproximavam, de forma que eles não o visem. Primeiro iria até o primeiro local que poderia ser um esconderijo, tendo como opção algumas moitas, becos e pilastras.

Irei passar pelas moitas primeiros. Quando acha-se que estava mais tranquilo ele ira de pilastra em pilastra fora da visão dos inimigos e logo em seguida chegaria aos pequenos becos e tentaria seguir dali até uma das janelas para tentar entrar por uma delas, porém se o elfo tivesse a chance de passar pela porta principal, ele tentaria passar o mais rápido e despercebido que fosse possível. Caso contrario o elfo teria que enfrentar um bom número de oponentes e isso seria altamente perigoso estando sozinho.
avatar
Bluesday
Desbravador
Desbravador

Número de Mensagens : 437
Idade : 28
Localização : Lá com os cent's...
Reputação : +30 Wanted :
0 / 1000 / 100

Data de inscrição : 06/12/2010

Ficha do personagem
Exp: 4860/6000
Lvl: 7
HP: 100%

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Fortitudo Lapidum - Camp

Mensagem por yoda em Sab 19 Maio 2012, 3:39 am

@Knock [HP:100% MP:100%]

Prosseguia com os movimentos de antes, mas a cada movimento, Knock começava a se encontrar sem opção, seus ataques não surtiam efeito a seus inimigos e a situação ficava de mal a pior por eles ficarem rápidos a cada segundo. Com o ataquem em conjunto, eles conseguem segurar os braços de Knock sendo que ele mesmo percebia uma folga e que talvez pudesse escapar antes de levar o ataque de um deles que estava correndo em sua direção.

@Sassa [HP: 100% MP: 100%]

A própria percebeu a mudança em que ocorrera com Sassa, ela mesma sentia que agora não era um bom momento para brincadeiras. Descendo das costas de seus servos, a tal mulher posicionou-se e sem perder tempo Sassa fez o mesmo, quando de repente Sassa percebe que algo chamou a atenção da mulher deixando desprotegida. Com um rápido movimento a mulher correu em direção onde o rio de lava fazia, enquanto Sassa a seguia com os olhos um brilho lhe chamou, não era só a questão do brilhou, mas uma força misteriosa tão forte que parecia a chamar a todo o custo.

-- CUIDEM DELA LACAIOS— Gritava com certa preocupação enquanto seguia o brilho que aparecia, as vezes, pelas rachaduras que se encontravam no chão.


@ Bluesday[HP:100% MP:100%]

Sua agilidade não lhe deixara na mão, conseguiu mover-se em pontos que realmente desejava. Após passar dentre três moitas, Tenkai move-se para a primeira pilastra, que no exato momento um guarda passa, faz a vigia e continua. Quando vai passando a mão na parede para ter uma visualização do campo onde não estava vendo, Tenkai, acidentalmente aperta um botão secreto que o levo direto ao corredor do portão de entrada do castelo. Como tem costume de soldado bem afiado, olhou para os dois lados sendo que, para seu lado direito guardas seguiam em frente em grupo de sete, para o outro um novo corredor.

[off: Mauz a demora, mas problemas, outras coisas tbm, sem inspiração, mudança, PC pifando, dessas coisas assim. Darei continuidade normal, o sistema ainda é o mesmo (Nem eu lembro mais). Só ver nas incricões. Ultimo aviso, só vcs 3, Akkin morreu na camp. Obrigado pela atenção e desculpem-me novamente pela demora ^^’’. Perdão pelo post ruim, melhores viram.]
avatar
yoda
Andarilho
Andarilho

Número de Mensagens : 244
Idade : 23
Localização : Brasília-DF
Reputação : Neutro Wanted :
0 / 1000 / 100

Data de inscrição : 06/03/2010

Ficha do personagem
Exp: 950 / 1000
Lvl: 2
HP: 100%

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Fortitudo Lapidum - Camp

Mensagem por Knock em Sab 19 Maio 2012, 3:00 pm

O jovem golem ficava cada vez mais sem opção. Todos os movimentos; todos os seus ataques pareciam ser inúteis, fazia de tudo para não matar ninguém, porém a situação piorava cada vez mais. Em meio a luta pensou na nova estratégia que usaria, entretanto se deixou levar pelos pensamentos e assim não percebeu que os inimigos o estavam tentando segurar e assim eles conseguiram fazê-lo. Agarraram os braços do guerreiro.

Knock estava quase levando um golpe, porém percebeu que havia uma folga e passando por ela conseguiu livrar-se do soco e distanciou-se do grupo que o estava atacando... Agora iria inovar e mostrar ao misterioso ser um pouco de quem ou o que era. Empunhou a espada com mais força, olhou o grupo e respirou fundo e assim adquiriu a sua forma verdadeira.

Aos poucos, porém em uma velocidade incrível, sua pele foi dando espaço à luz, seus cabelos... Tudo em si brilhava mais forte até que próprio sol, porém era uma luz branca, a qual era mais intensificada pela armadura que trajava, porém mesmo sendo o centro irradiador dessa luz era difícil localizá-lo em meio ao mar de luz, logo... Knock “sumia”, porém esse não era o foco de sua estratégia.

O real motivo de assumir a sua verdadeira forma era que pensava que como os inimigos surgiram ao pôr do sol ficariam com certo receio de atacá-lo, além de que já estava escuro e isso dificultava na hora de lutar. Agora iria ser ligeiramente feroz, não iria usar a sua habilidade, entretanto não iria pegar leve... Talvez algumas cabeças rolassem.
avatar
Knock
Narrador em Teste
Narrador em Teste

Número de Mensagens : 148
Reputação : Neutro Wanted :
0 / 1000 / 100

Data de inscrição : 14/05/2011

Ficha do personagem
Exp: 350/1000
Lvl: 1
HP: 100%

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Fortitudo Lapidum - Camp

Mensagem por Sassa em Sab 19 Maio 2012, 4:13 pm

Assim que entrei em cena a mulher logo perdeu a pose de brincadeiras, desceu das costas do monstro e se colocou em posição para lutar, mas logo perdeu completamente o foco distraída com algo que parecia vir do lago de fogo, ela saiu dali seguindo um brilho que vinha por entre as rachaduras no chão, brilho esse que me chamou muito atenção, tinha algo mais ali, uma força que parecia me atrair para ela, mas antes de qualquer coisa mataria aquela mulher com asas.

--- CUIDEM DELA LACAIOS! — Gritava com certa preocupação enquanto seguia o brilho que aparecia, as vezes, pelas rachaduras que se encontravam no chão.

- Vai se arrepender por me dar as costas desse jeito desgraçada! - Falei com raiva, meu foco era obviamente nela, não podia perder tempo com essas coisas, até porque eram em maior numero e eu estava desarmada.

Me aproveitei então do fato deles serem lentos e também da minha velocidade extra para correr atras da mulher e posteriormente do que ela estava atras também, assim que chegasse a ela e a mesma não me percebesse, agarraria ela pelas costas e lhe daria uma chave de braço na tentativa de enforca-la ou até quebrar seu pescoço, caso ela me notasse a tempo de se defender, simplesmente golpearia ela com toda força possível.

[Off¹: Só pra corrigir a sua informação ali, eu já usei 60% de MP e 10% agora com esse post, então sobram 30%.
Off²: Pelo que entendi do seu post ela ficou distraída com o brilho e me ignorou, então por isso fez meu primeiro movimento, caso ela esteja mesmo de costas pra mim, caso contrario executa o 2° movimento.]
avatar
Sassa
Aventureiro
Aventureiro

Número de Mensagens : 195
Idade : 22
Localização : rio de janeiro - rj
Reputação : Neutro Wanted :
0 / 1000 / 100

Data de inscrição : 23/11/2011

Ficha do personagem
Exp: 0/1000
Lvl: 1
HP: 100%

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Fortitudo Lapidum - Camp

Mensagem por Bluesday em Dom 20 Maio 2012, 8:28 am

Com bastante precisão e velocidade o elfo conseguiu passar sem maiores dificuldade por todo os obstáculos que supostamente havia. Porém um importuno acontecimento que nem mesmo Tenkai poderia prever, houve de acontecer. Um botão, um mísero botão escondido, fez com que o aventureiro aperta-se sem querer.

Ops...

Foi a única coisa a qual escapou da boca do elfo; Em seguida todo local estava em alerta e sete guardas corriam para onde Tenkai estava, que vendo um novo corredor, partiu para dentro dele sem pensar duas vezes e procurando um novo local para se ocultar e escapar dos guardas.
avatar
Bluesday
Desbravador
Desbravador

Número de Mensagens : 437
Idade : 28
Localização : Lá com os cent's...
Reputação : +30 Wanted :
0 / 1000 / 100

Data de inscrição : 06/12/2010

Ficha do personagem
Exp: 4860/6000
Lvl: 7
HP: 100%

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Fortitudo Lapidum - Camp

Mensagem por yoda em Ter 29 Maio 2012, 12:40 am

@Knock HP:95% MP:100%

Já livre Knock conseguiu livrar-se do golpe por questões milimétricas. Distanciando-se dos inimigos concentrou-se um pouco mais, demonstrando realmente levar a serio. Ajeitando a espada na mão, vagarosamente foi mostrando sua verdadeira forma, o que de inicio teve um grande efeito intimidante, mas não tão grande que os fizesse recuar um só passo.

Com um tempo relativamente pequeno, havia uma grande quantidade de corpos e sangues jogados no chão, e somente um em pé. Sua luz havia ajudado muito no combate. No final, Knock havia cumprido com sua parte e como antes tinha avisado, o ser começou a aparecer entre as arvores.

-- Engraçado ver você assim... Se é assim, porque não lutar por igual?—Sua silhueta entre a sombra era de uma pessoa aparentemente normal. Quando a luz do luar bateu em sua pele mostrando que ele não era nada com o que Knock podia imaginar de uma pessoa normal.

-- Me chamo Atomo, mas antes da luta uma pergunta. Você foi criado aqui ou em outro canto? – O que estava em sua frente era difícil de descrever, mas Knock sabia certamente o que ele era. Por conta de sua pele, conseguia se camuflar com a escuridão da floresta, mas ainda dava para distingui-lo. Tinha 1,98 cm de altura. Ainda assim não dava para dizer se o rosto dele estava lá mesmo.

[imagem dele:http://www.google.com.br/imgres?q=golem&um=1&hl=pt-BR&sa=N&rlz=1C1GGGE_enBR476BR476&biw=1280&bih=685&tbm=isch&tbnid=5FRjBfJQlz_jPM:&imgrefurl=http://www.skot23.com/blue/IceBreak.html&docid=KmwVQN3s_msdqM&imgurl=http://www.skot23.com/blue/golem.jpg&w=300&h=376&ei=n6m5T5m6COaJ6QG58vSnDw&zoom=1&iact=hc&vpx=481&vpy=235&dur=2349&hovh=251&hovw=200&tx=125&ty=149&sig=115153840930270011578&page=3&tbnh=149&tbnw=119&start=49&ndsp=24&ved=1t:429,r:14,s:49,i:275]

-- Que tal descobrirmos um pouco mais sobre nossos poderes na pratica... ou você só tem essa luzinha?

@Sassa HP:70% MP:100%

Quando Sassa voltou a si pela fúria que sentia por ser ignorada, percebeu que até mesmo os monstros estavam distraídos com o brilho, por não serem tão espertos ficaram fascinados com o brilho e ignoraram a ordem, aumentando a oportunidade de Sassa ir atrás daquela mulher voadora . Com uma grande velocidade repentina e com a distancia diminuída drasticamente, Sassa vê a oportunidade de atacar, que pela vista de qualquer um não tinha como desviar, com um pulo vorás agarra o pescoço da mulher aplicando uma chave de braço perfeita, o porem foi a queda que fez com que ela quebrasse o seu braço junto com o pescoço da mulher, por conta da junção de seus corpos na hora em que caíram, rodaram por alguns metros tendo o final separadas pela quebra dos ossos.

Sentindo uma grande dor, Sassa ainda consegue se levantar e se depara com os brutamontes antes distraídos, vindo em sua direção. Um pouco atordoada passa os olhos pelo campo procurando o brilho e confirmando a morte da mulher que estava com a pele tão contraída que parecia uma camisa torcida, já confirmando a morte. Quando olhou o grande pilar viu a luz subindo, indo em direção ao topo, fazendo-lhe lembrar do porque estava lá.


@BluesdayHP:100% MP:100%

Correndo dos guardas em direções que nem imaginava pra onde o levaria, Tenkai finalmente consegue despistá-los entrando rapidamente em um corredor e em seguida em um quarto. Com a velocidade que tinha não era problema fugir dos primeiros, mas sempre surgiam mais e mais guardas por todos os lados. Dentro do quarto, pode ver que era de uma fêmea e que estava vazio.

http://www.google.com.br/imgres?q=quarto+de+castelos&um=1&hl=pt-BR&sa=N&rlz=1C1GGGE_enBR476BR476&sout=0&tbm=isch&tbnid=przhWbiSX26hGM:&imgrefurl=http://leopoldina-flores.blogspot.com/2010_07_18_archive.html&docid=p5q7Vn9V2iS4vM&imgurl=http://2.bp.blogspot.com/_wK7VRzurvm0/TEONnhYuM4I/AAAAAAAAKwo/xyr_0Z_H6dg/s1600/quarto.jpg&w=546&h=400&ei=cEDET9b4M-250QHjwvy5Cg&zoom=1&iact=rc&dur=3428&sig=115809210874890443458&page=1&tbnh=153&tbnw=185&start=0&ndsp=15&ved=1t:429,r:6,s:0,i:83&tx=102&ty=79&biw=1280&bih=685[ Você está na porta branca olhando de frente pra cama.]

Com certa surpresa viu algo brilhar enquanto olhava todos os cômodos, continuou só observando enquanto andava pelo quarto. Vendo como estava seguro foi ver o que era aquele brilho, chegando perto escutou uma leve respirada de como se alguém estivesse surpreso.

[off sassa: Não não Sassa, não errei em momento algum e vc interpretou correto, faz tudo parte do plano.
Off all: Peço perdão por algumas incoerências no texto por conta de eu estar com a cabeça um pouco embaralhada, qualquer duvida pergunte. Perdoem-me pela demora tbm, meu pai deu uma de viado e ta me negando o PC.... ._.``. Se eu demorar demais já sabem. Obrigado pela atenção.]

avatar
yoda
Andarilho
Andarilho

Número de Mensagens : 244
Idade : 23
Localização : Brasília-DF
Reputação : Neutro Wanted :
0 / 1000 / 100

Data de inscrição : 06/03/2010

Ficha do personagem
Exp: 950 / 1000
Lvl: 2
HP: 100%

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Fortitudo Lapidum - Camp

Mensagem por Sassa em Ter 29 Maio 2012, 1:50 pm

A hora era aquela, os monstros pareciam ter se distraído também com o brilho estranho e aquilo era o que eu precisava, corri por entre eles em direção a mulher voadora que pareceu não me notar chegado, com sucesso consegui agarra-la, mas nisso nós duas caímos e a queda acabou por ferir nós duas, mais a ela do que a mim, a mulher agora jazia morta encolhida no chão como um trapo velho, mas o preço fora um pouco alto, meu braço estava quebrado, sentia uma dor horrível e mal conseguia move-lo.

- AAaahh, droga! Maldiçao! O que vou fazer agora?!

Me coloquei de pé tentando ignorar um pouco a dor e pensar com clareza, os monstros antes distraídos agora vinham em minha direção e aquilo era um problema, se antes já seria difícil enfrenta-los, agora então seria impossível, olhei novamente em volta a procura do brilho e percebi que ele ia em direção ao topo do pilar de fogo, o que me lembrava do meu objetivo, destruir aquela coisa, mas como? Sera que aquele era o tal ponto fraco mencionado no pergaminho? Sim, eu sentia que aquele brilho era mais do que uma simples luz.

- Preciso me livrar dessas coisas primeiro, talvez dentro daquelas torres haja algo que eu possa usar. - Comecei a correr novamente para me afastar daqueles monstros, precisava também achar algo que pudesse atirar contra aquele brilho, talvez assim eu destruísse o pilar, já que não poderia passar pelo lago de fogo para alcança-lo.

[off: HP: 70% MP:20%, restam 2 turnos pro fim da habilidade Y.Y]
avatar
Sassa
Aventureiro
Aventureiro

Número de Mensagens : 195
Idade : 22
Localização : rio de janeiro - rj
Reputação : Neutro Wanted :
0 / 1000 / 100

Data de inscrição : 23/11/2011

Ficha do personagem
Exp: 0/1000
Lvl: 1
HP: 100%

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Fortitudo Lapidum - Camp

Mensagem por Knock em Qui 07 Jun 2012, 9:24 am

Knock consegui vencer os inimigos e agora estava ligeiramente ansioso por encarar o outro ser. Já o esperava.

O ser se mostrava estranho, porém não iria julgá-lo pela aparência.
—Aham... Me chamo Knock—embainhou a espada e fez as garras de suas luvas eriçarem-se—Então me diga... Qual é o motivo de tal guerra?—Knock já estivera em uma guerra onde tudo fora uma ilusão, e como não era injusto decidiu perguntar para ouvir a outra faceta—Onde está o tal pilar de força de vocês?—Nisso pôs-se em base de luta e esperou o ataque do adversário... Não iria relaxar com ele, iria usar de todo o seu treinamento e o seu poder quando fosse oportuno—Não, fui criado em um lugar e em um tempo diferente... Vamos enfim nos divertir! Hahahaha— Com uma risada um tanto maníaca despediu-se do falatório e concentrando-se se pôs a esperar o ataque tanto dele como qualquer outra surpresa que pudesse estar o aguardando.
avatar
Knock
Narrador em Teste
Narrador em Teste

Número de Mensagens : 148
Reputação : Neutro Wanted :
0 / 1000 / 100

Data de inscrição : 14/05/2011

Ficha do personagem
Exp: 350/1000
Lvl: 1
HP: 100%

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Fortitudo Lapidum - Camp

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 2 de 6 Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum